História Pain - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook, Lemon, Pain, Romance, Yaoi
Visualizações 154
Palavras 1.526
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Lemon, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oioi

Então, vamos chorar mais um pouco?

Aproveitem o capítulo! ♡

Capítulo 4 - Net


Fanfic / Fanfiction Pain - Capítulo 4 - Net

~~~

Eu conheço você tão bem. Quero dizer, posso fazer qualquer coisa que ele possa.

Eu sei que você está em algum lugar.
Fiquei preso na minha mente garoto, apenas te segurando. Eu não quero fingir que há algo, não somos nada. Fiquei preso pensando sobre ele, não posso evitar..

Estou com dor, quero dar 10 tiros no meu cérebro. Fui tropeçando em algumas coisas que não posso mudar.

Eu estou sentindo dor, eu estou sentindo dor de tanto te segurar. E eu não sinto o mesmo, estou tão entorpecido. Eu estou sentindo dor, eu estou sentindo dor só por te segurar. E eu não sinto o mesmo, estou tão entorpecido.

Conheço você muito bem. Quero dizer, posso fazer qualquer coisa que ele possa..

~~~

JungKook On 

-Escrevendo de novo? -me assustei ao ver o moreno na porta do quarto- Um dia ainda vou ler esse seu caderno misterioso..

-Eu desenho nele também, escrevo quando estou..

-Triste, preocupado ou feliz..eu sei! -ele se sentou na cama- Ultimamente venho excluindo a última opção..-ele me fitou- Você está péssimo..

-Obrigado..-sorri fraco-

-Wow! Esse é o Jimin? Foi você quem desenhou? Ficou idêntico! -ele disse surpreso e eu corei, fechando o caderno-

-O-Obrigado..-desviei o olhar e Tae suspirou-

-Ele vai voltar..só dê tempo à ele..-seus lábios deixaram um selar em minha bochecha- Já estou indo, obrigado por ter me deixado ficar..-ele acenou, saindo do quarto- Até amanhã! -o escutei gritar-

Bem, já faz exatamente duas semanas e meia que Jimin sumiu, simplesmente desapareceu. Eu não o vi e nem falei com ele..seus pais dizem que ele não quer sair do quarto e toda vez que vou lá, ele diz para me expulsarem..noite passada Tae me buscou lá, eu fiquei sentado na porta da casa dos Park durante toda a noite, Taehyung foi me procurar e me encontrou quase congelando no mármore frio e ainda disse que eu dei um "piti" por não querer sair. Eu já enviei mensagens, liguei, mandei áudios, enviei cartas e nada..

Já faz dois dias que não como direito e toda vez que me olho no espelho sinto vontade de chorar por não vê-lo dormindo na cama atrás de mim, me sinto fraco e sozinho..fui em festas e até mesmo bebi, algo que eu odeio, nada me faz parar de pensar nele, Tae não me deixou faltar a faculdade nenhum dia. Agradeço a ele..mas a última coisa que quero ver são aquelas pessoas. 

Eu só quero ele..

Meu celular toca e eu tiro o mesmo do bolso, atendendo apressado.

-Jimin? -perguntei esperançoso-

-Já te disse que esse não é o meu nome..-a voz um pouco grossa me fez suspirar-

-Desculpe..huh, algo aconteceu?

-Eu já tenho as informações que preciso sobre ele..-sorri-

-Vou lhe avisar quando for a hora, por enquanto, continue fazendo o seu trabalho..

-Não me trate como se eu fosse o seu cachorrinho, Jeon..

-Desculpe, Nam..sabe que te amo! -ri e o mesmo desligou o celular-

* * *

A chuva estava forte e o frio ainda mais, podia jurar que até o inferno congelou com a quantidade de graus negativos lá fora. Escutei a campainha tocar, me deixando confuso, me levantei sem a preocupação de colocar uma camisa e desci. Tae pode ter esquecido algo. Abri a porta e meu coração disparou ao ver o loiro ali parado, seu rosto estava pálido e haviam olheiras acompanhadas de uma boca roxa e machucada, não havia expressão em seu rosto, ele parecia não ter consciência do que estava fazendo. O puxei pra dentro e bati a porta, o abraçando e sentindo a dor do frio contra a minha pele, me fazendo suspirar. Suas mãos geladas abraçaram minha cintura e seu rosto frio se escondeu em meu peito. Ele estava sem nenhuma blusa de frio, somente uma camisa fina e um short, eu me perguntava o que havia dado nele! Estava louco??? Estava nevando!

O fitei e vi seu nariz vermelho, a ponta se deus dedos estavam roxas igualmente sua boca. Entrei em desespero ao ver seus olhos se revirando e seu corpo caindo aos poucos, o peguei no colo e corri para o quarto, o colocando na cama e ligando a banheira com água quente, coloquei o aquecedor da casa no máximo e voltei até o garoto que respirava com dificuldade, tirando sua camisa, comecei a chorar pela visão que tive, Jimin estava quase anoréxico. O deixei somente de boxer e o peguei no colo novamente, sentindo sua pele gelada ao levá-lo até o banheiro, o coloquei na banheira aos poucos para não causar um choque térmico, após todo o seu corpo estar submerso, peguei um pano de rosto no armário do banheiro e o molhei na água quente, passando aos poucos no rosto do menor, evitando molhar seu cabelo. Seus olhos, agora fechados, se mexiam, pareciam sonhar. Sua boca ganhava uma coloração vermelha aos poucos e seu nariz ficou menos vermelho com o tempo. Eu acariciei seu corpo sem nenhuma malícia, fazendo o carinho que ele tanto gosta, o colar de pedra em seu pescoço me fez sorrir. Não pude deixar de notar os roxos que haviam em seu corpo, ele parecia ter se jogado de uma escada, perdi totalmente as minhas forças ao vê-lo assim, meu mundo caiu, eu me sentia tão culpado!

-Me desculpe! -me deixei chorar alto enquanto cuidava do garoto- A culpa disso é toda minha! Fui eu quem te levei até aquela festa! Se eu não tivesse feito isso, nada de ruim teria acontecido! -enxuguei meu rosto pela visão embaçada- Eu devia ter invadido aquela casa, mesmo sendo preso depois! Eu prometi cuidar de você e não cumpri minha promessa! Me desculpe, Jimin! Por favor, me perdoe! Volte pra mim..eu não quero me separar de você nunca mais! -pedi entre soluços e abaixei minha cabeça, acariciando sua mão por debaixo d'água-

Senti a mão pequena e molhada deixar a minha e ir de encontro ao meu rosto, me fazendo olhá-lo surpreso. Ele me olhava com os olhos marejados.

-A culpa não foi sua..-sua voz fraca ecoou- A única coisa pela qual você é responsável é por me manter vivo e feliz..-sua mão fraca deixou meu rosto-

Eu estava sem reação..eu não sabia o que dizer..

Me inclinei, encostando minha testa na dele e fechando os olhos junto do garoto.

-Eu senti tanto a sua falta..-sussurrei- Nunca mais faça isso..nunca mais fique longe de mim! Por favor..-implorei, abrindo meus olhos e vendo-o sorrir mínimo-

Eu suava pelo calor que fazia dentro da casa, o aquecedor fazia um bom trabalho enquanto eu tirava Jimin da banheira e lhe enrolava em um roupão grosso. Sua palidez não havia sumido e seu corpo ainda estava fraco, o ajudei a ir até a cama e peguei meu moletom mais quente e uma calça também moletom que o mesmo sempre deixava aqui. Jimin tirou a boxer molhada e vestiu uma minha enquanto eu levava suas roupas para a máquina, voltei e fui até ele, tirei o roupão devagar e vesti a roupa no mesmo com todo o cuidado do mundo, Jimin parecia ser de porcelana e eu não queria quebrá-lo de maneira alguma, ele se deitou na cama, se afundando entre os lençóis e eu enxuguei o suor em minha testa, peguei duas meias e as coloquei no pé minúsculo do garoto que sorria com meus atos.

-Pode diminuir um pouco o aquecedor, estou quente o suficiente..-ele disse me olhando-

Relutei um pouco mas logo o obedeci, tive que tomar outro banho para esfriar minha cabeça, após me vestir desci para a cozinha e coloquei água para ferver, cortando alguns pedaços de frango e alguns legumes, eu estava morrendo de sono, mas literalmente não ia dormir até vê-lo quente e alimentado, coloquei o macarrão, os legumes e o frango para cozinhar, subindo para o quarto com um copo de água e um comprimido.

-Tome..-o esperei se sentar e entreguei as coisas, vendo-o tomar o remédio-

Eu já estava o preparando para a dor no corpo que ele iria sentir amanhã.

-Kook..-ele me chamou antes de eu passar pela porta- Não demore..por favor..-assenti e voltei para a cozinha com um sorriso bobo no rosto-

Após terminar tudo, deixei que esfriasse um pouco e levei um prato com talheres até o quarto. Jimin o pegou e começou a comer, passava seu desenho favorito na tv e ele parecia hipnotizado com aquilo enquanto comia, eu só me mantinha em silêncio, pensando em tudo o que aconteceu no último mês. Éramos tão felizes e "normais"..de repente tudo mudou, tudo deu errado..

-K-Kookie..-acordei de meus pensamentos ao escutá-lo me chamar- Tem como..por mais? -eu ri e ele corou-

* * *

Jimin tomou dois pratos cheios de sopa, o que me deixou muito feliz, seu desenho terminou e ele me abraçou, a luz da tv era a única presente..logo ele a desligou e a escuridão tomou conta do quarto. O edredom nos cobria e a respiração do Park batia contra a pele do meu peito, fechei meus olhos e suspirei. O que eu mais tinha eram dúvidas, mas ele precisa descansar, nem mesmo eu estou me aguentando de sono..

Está tudo bem agora, ele está aqui comigo e eu vou cuidar dele. 


Notas Finais


Gostaram?? ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...