História Pain and Love - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook, Suga, V
Tags Taekook, Yoongmin
Exibições 101
Palavras 1.115
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Escolar, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá pessoinhas...
Bom, eu nunca sei o que dizer aqui...Então

Boa leitura ^^

Capítulo 4 - Hospital


Fanfic / Fanfiction Pain and Love - Capítulo 4 - Hospital

- C-Como está seu pé?- Perguntou o menino olhando para os pés do Tae
- Qual é o seu nome? De onde você me conhece?- Disse Tae, fazendo o menino subir seu olhar e o encarar 
- Eu sou JungKook... Eu estudo com você!- Disse o garoto encarando seus dedos

(...)

......

Ele... Estuda... Ãhn? Como eu nunca reparei nele? Um menino tão lindo quanto... Que mancada TaeHyung!
Para de ficar viajando... Diz alguma coisa pro menino

- Ah! Eu lembro sim... JungKook!? Você me emprestou uma caneta uma vez!- Sorri mostrando os dentes e coçando a nuca.... Sério TaeHyung? - Em falar nisso... Tenho que devolve-la! - Cala a boca pelo amor de Deus!!

- Ahn.. Tudo bem, pode ficar! É... Bom, já que está bem, eu tenho que ir embora!!- Diz ele se levantando da cadeira
- JungKook?- Chamo-o e ele me encara e murmura um "Hm" para que eu prossiga- P-Por que você ... Ahn... Estava naquela ponte?- Pergunto receoso
- N-Não que seja da sua conta... Mas, graças a você... E-Eu ainda continuo nesse inferno!- Diz ele serrando os punhos

Vejo que ele se encontra muito tenso parado ao lado da cama, fitando o nada.. Puxo seu braço para que ele se sente na cadeira ao lado da cama, e assim ele faz, me olhando confuso

- JungKook, por que você não quer mais viver?-  Perguntei o encarando sério
- N-Não lhe interessa Kim- Ele diz com raiva, já pronto para se levantar
- Hey... E-Eu posso te ajudar! Por favor, me dê uma chance...- Digo le dando um sorriso fraco e vendo o mesmo abaixar a cabeça
- P-Porque você se importa agora? Você nunca me notou... Você nem sabia quem eu era a 1hora atrás... Porque não volta pros seus amigos, ou a sua família, Sr. Perfeitinho! - Diz ele em um tom de deboche já se levantando

Nesse momento eu só pude abaixar a cabeça, e sentir lágrimas escorrerem por minhas bochechas
Se ele ao menos soubesse como a palavra "família" me machuca... Se ele soubesse da minha tão "perfeita" vida...

...Mas com certeza, ele não está diferente... Ele tentou se matar!
Ele criou essa casca dura por fora, para poder se defender.. E eu vou fazer de tudo para conseguir quebra-la!

- TaeHyung, você está bem ?- Diz ele pousando sua mão em meus ombros...
- E-Estou... Só... Estou cansado! - Digo limpando as lágrimas de meu rosto e o encarando- JungKook... Me diga porqu- Fui cortado por uma música que começou a pairar o local

Era o celular do JungKook

JungKook rapidamente o pegou, e no momento em que ele leu o nome da pessoa no celular ele ficou pálido, ele tremia, ele prendia a respiração enquanto escutava a outra pessoa do outro lado

- C-Certo, estou indo! - Diz ele com a cabeça baixa

Assim que o mesmo encerra a ligação, eu o olho, mas o mesmo continua com a cabeça direcionada ao chão enquanto apertava o celular com força em suas mãos

- J-JungKook?-  Digo segurando sua mão para que ele solte o celular
-  O-O que foi?- Ele diz seco, em meio a soluços... Ele estava chorando
- JungKook, você está chorando? Olhe para mim... Me diga, o que houve?- Pergunto a ele, e o mesmo levanta sua cabeça
- Tae... Eu... E-Eu...- Ele Não consegue terminar de falar, por que eu o abracei

Não sei o que esta havendo comigo, mas senti necessidade disso.... Ele precisa de ajuda, e eu pela 1° vez, me importo com outra pessoa além de mim ...

O porque de eu estar me interessando tanto nele? Eu realmente não sei... Mas, Não posso deixar que ninguém o machuque!!!
Ele parece ser um menino tão doce, mas tão amargo ao mesmo tempo!
Tão forte, mas tão frágil ao mesmo tempo!

Eu o apertava cada vez mais em meus braços... Até que sinto que o mesmo já não chora mais, tiro sua cabeça de meu ombro e o olho nos olhos

- JungKook, me diz o que houve!- Digo encarando ele...
Ele da um suspiro e se afasta passando a mão em seus olhos com certa força retirando o caminho de lágrimas que jaziam ali
- Eu... N-Não posso... E-Eu... Tchau TaeHyung- JungKook murmurou, e logo se virou indo em direção a porta

Ele simplesmente ignorou meus gritos, e se pôs para fora do quarto...
Eu não sabia quem era ao telefone, Mas JungKook parecia temer a pessoa na outra linha...
Eu não sabia o porque de ele ter tentado se matar, Mas eu iria descobrir...
Eu não sabia o por que dele ele "Não poder", me dizer algo? Poder fazer algo? Eu não havia entendido...

Eu preciso - por um incrível motivo desconhecido por mim- cuidar dele

(...)

Sáb- 00h15 AM▪

JungKook agora encontrava-se em frente a sua casa, com a cabeça escorada na porta de madeira a sua frente

Ele não sabia se deveria entrar... Afinal, ele já sabia o que o aguardava do outro lado daquela porta!

JungKook não tinha como fugir... Havia pensado nisso quando saiu do hospital, mas, seu "pai" mandou um amigo busca-lo....

Como o Sr. Jeon sabia onde ele estava? JungKook nunca soube... Mas ele sempre o encontrava!

Com esses pensamentos duvidosos sobre entrar ou não em casa, passaram -Se minutos... Então um homem com cabelos bagunçados, olhos vermelhos, com a roupa amarrotada e com alguns botões apertos, com um sinto em sua mão abre a porta, fazendo com que JungKook caia de joelhos em frente ao homem

- Entra! Agora!!- O homem disse em um tom firme
JungKook se apressou e entrou... Quando estava subindo as escadas ele é puxado bruscamente por seu pai e e arremessado das escadas...

Logo JungKook estava caído no chão, com as mãos em torno se sua cabeça, enquanto seu pai o batia com todas as forças, com aquele sinto tão conhecido por ele...

Essa seria, só mais uma das noites "Normais" de JungKook....

Sáb- 13h46 PM▪

JungKook acordou com algumas batidas, e o toque da campainha na porta de sua casa...
Só aí ele se tocou que havia dormido no chão da sala, onde foi atacado por seu pai ...

JungKook suspirou se levantando com dificuldades enquanto gemidos de dor saiam por sua boca
Se dirigiu até a porta a abrindo, sem mesmo se importar com sua aparência, pois tinha acabado de acordar depois de uma "leve" surra diária....
Ficou completamente boquiaberto ao ver TaeHyung parado em sua porta, com um sorriso simples no rosto

- Olá JungKook!- Disse Tae rindo de sua cara - Vim lhe devolver a sua caneta...- Disse Tae estendo a caneta azul que JungKook havia lhe emprestado a algum tempo....


Notas Finais


Então, me desculpem por esse capítulo bosta... :(
Estou meio doente e com a cabeça doendo para um Excelentíssimo Sr. Caralho....
Não consegui pensar muito bem! :(

Prometo melhorar no próximo!!! ^^

Eu resolvi postar todas as quartas e sábados! Okay?

Então! Até o próximo, beijinhos :3♡♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...