História Pair of wings - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Timberlake
Exibições 12
Palavras 1.300
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Hentai, Romance e Novela, Visual Novel
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 13 - Parte 13


Fanfic / Fanfiction Pair of wings - Capítulo 13 - Parte 13

http://www.youtube.com/watch?v=vmWUUPl8DD4

“Toda vez que fecho os meus olhos

É como um paraíso sombrio

Ninguém se compara a você

Eu temo que você não estará esperando do outro lado”

Ele abriu gentilmente a porta do quarto pra que eu entrasse, me deixando entrar primeiro, como um perfeito cavalheiro que era! Assim que entrei, foi como se tivesse me transportado pra outro mundo, outra dimensão, algum lugar surreal longe de tudo e de todos…

 Minhas mãos suavam frio, meu coração acelerado, uma leve tontura embaçava meus olhos e aquele imenso desejo, aquela vontade inexplicável de ficar a sós com ele, de me doar por inteira, de ser completamente dele!

 Justin enlaçou as mãos em minha cintura, beijando minha nuca, me arrepiando por inteira… Virei-me de frente pra ele e nos beijamos, indo em direção ao canto do quarto. Ele me prensou contra a parede, erguendo minhas mãos no alto, segurando-as entre as suas. Sua língua invadiu minha boca num outro beijo, me deixando sem fôlego…

Sem interromper, ele me levou até a beirada da cama, me colocando delicadamente sobre ela, ficando sobre mim.

 - Tá com medo?- me pergunta sério, me olhando nos olhos enquanto coloca uma mecha de cabelo atrás da minha orelha.

 - Um pouco- falo baixo, tentando não olhar diretamente pra ele.

 - Não tenha- ele sorri beijando meu rosto- Eu só quero te amar, Tess!- sussurra rente ao meu ouvido.

 Fecho os olhos prestando atenção em sua voz, que me acalma instantaneamente. Respiro fundo, pronta, decidida… Não havia nada a temer, éramos eu e ele. E eu o amava, eu tinha certeza!

 Justin continuou a me beijar, lentamente, deliciosamente… Coloquei as mãos por baixo de sua blusa e acariciei seu tórax, passando a unha devagar e o vi me olhar com desejo. As mãos dele passeavam pelas minhas coxas, levantando meu vestido. Ele se deitou sobre mim e nossos corpos ficaram colados um ao outro, um calor me invadindo.

 Abri o botão de sua calça e coloquei uma de minhas mãos lá. Eu não sabia muito bem como fazer, mas eu sabia o que deveria fazer, então movimentei minha mão devagar, alisando-o… Ele foi sentando-se devagar sobre a cama, apoiando seu corpo nos travesseiros, até estar sentado completamente.

 Olhei pra ele e me aproximei, um misto de vontade, curiosidade, medo e vergonha me dominando. Desci sua calça e sua boxer branca pra ter acesso á ele.

 - Não precisa fazer, se você não quiser… - ele me diz, mas eu sinto que por dentro, é o que ele quer e o que eu quero também.

 Abaixei a cabeça e o envolvi com a boca, sem prensar muito. As mãos dele percorriam minhas costas agora, me fazendo um carinho gostoso. Movi minha língua devagar, massageando-o, instigando-o… Olhei pra ele e o vi de olhos fechados, a boca entreaberta de um jeito sexy!

 Justin me interrompe, me puxando pra perto dele e me beija, me colocando sentada onde ele estava minutos antes. Ajudei-o a se livrar de sua camisa, jogando-a pelo chão. Ele tinha um corpo perfeito, músculos bem definidos, pele muito branca… 

 O beijo se estendeu pelo meu pescoço, ombro e entre meus seios. Senti minhas bochechas esquentarem quando o vi retirar meu vestido, me deixando apenas de lingerie vermelha.

- Isso tudo é pra mim?!- ele sorri com malícia, olhos brilhando. Assenti positivamente, tapando o rosto com as mãos, rindo.

 Ele continuou o beijo, se detendo ali e tirou meu sutiã, abrindo-o na frente. Seus dedos faziam movimentos circulares entre meus mamilos, aumentando minha vontade… Senti seus lábios em meus seios, beijando-os, me fazendo não ter duvidas de que eu o queria dentro de mim…

 Justin fez uma trilha de beijos, dos meus pés, subindo pela parte internas de minhas coxas, afastando-as em seguida. Agarrei o lençol quando ele beijou minha intimidade, passeando a língua devagar. Senti seus dedos entrarem em mim e uma onde de calor, mais intensa me fez segurar em seu cabelo, puxando-o devagar.

 Aquilo era tão bom, as sensações que ele era capaz de causar em mim, esse desejo que nunca tive por ninguém além dele… Fechei os olhos, sentindo… Sua boca voltou a me beijar calmamente, prolongando a vontade, me torturando.

 - Tem certeza?- me pega de surpresa com a pergunta.

 - Tenho!- falo decidida.

 O vejo se virar pro lado e abrir um pacote de camisinha, colocando-a. Ele me olha amorosamente, passando a mão pelo meu rosto.

 - Me avise se estiver doendo, por favor… – me pede com doçura e percebo que ele também tinha receio, que queria que fosse especial pra mim. “Como não amá-lo?”- pensei.

 Nos deitamos e ele ficou sobre mim novamente. Senti nossas intimidades se tocarem, ateando fogo em todos os meus sentidos… Ele afastou minhas pernas com as mãos, me penetrando devagar, com cuidado. Tentei relaxar ao máximo, me focando no momento apesar da dor aguda que eu sentia.

 Cada vez mais eu o sentia dentro de mim, a dor aumentando… Emiti um gemido sem perceber que o tinha feito. Justin parou de repente.

 - Está sangrando…- disse me olhando com pena e um certo medo- Quer que eu pare?

 - Não, eu quero continuar- falei rapidamente. Eu não queria parar, não agora!

 Ele retirou a camisinha e colocou outra.

 - Acho melhor você ficar por cima- diz sentando-se.

 Sentei sobre ele com as pernas uma de cada lado de seu corpo. A dor voltando no momento em que seu membro me penetrou novamente. Comecei a fazer movimentos sobre ele, subindo e descendo devagar… O calor me invadindo totalmente, o ritmo da minha respiração alterado…

 - Isso, continua assim- sussurra com a voz rouca, me enlouquecendo.

 O senti inteiro dentro de mim e dei um grito abafado. Justin dobrou as pernas e segurou meu rosto com as mãos, impulsionando seu corpo contra o meu, acelerando as investidas…

 Ele respirava forte em minha pele, gemendo baixo, me beijando com vontade… Me deitei sobre a cama pra que ele ficasse por cima agora e ele o fez rapidamente. Passei as unhas em suas costas quando ele me penetrou fundo, subindo e descendo…

 - Tá tudo bem?- pergunta me dando um selinho e digo que sim.

 Uma sensação de felicidade me invade, minhas pernas amolecem e eu fecho os olhos aproveitando tudo, gemendo e dizendo coisas sem sentido á ele. Justin se movimenta algumas vezes até atingir o clímax, as expressões do seu rosto contraídas, a boca aberta, fechando os olhos, se entregando…

 Continuamos ali, ele deitado sobre mim, a cabeça em meu peito, recuperando o fôlego. Logo se afasta e retira a camisinha, ficando ao meu lado. Afundo minha cabeça em seu peito e eles nos cobre com o lençol.

 - Feliz?- ele pergunta passando a mão pelo meu cabelo.

 - Muito!- sorrio, boba- Obrigada por me fazer sentir especial, por ter sido tão carinhoso e paciente..

 - Não fiz mais do que você merece, Tess- beija minha testa- Honrado e feliz por você ser minha!

 - Vou ser sua pra sempre!- respondo tocando em seu rosto.

 - Acreditaria se eu dissesse que to perdidamente apaixonado?- me confessa de um jeito fofo!

 - Acreditaria, porque eu também to!- enlaço meus braços em seu pescoço, dando um selinho nele.

 - O que quer fazer? Ainda é uma hora da manhã! Quer aproveitar pra descer ou…?

 - Quero ficar aqui com você, mas também quero descer e festejar mais um pouco- digo- Meu primeiro ano novo com você, nossa primeira vez, aqui no Caribe…

 - Tá, se veste então!- ele gargalha e levanta da cama me dando um selinho.

Nos vestimos e voltamos pra festa que rolava solta na praia. Me senti a pessoa mais amada do mundo quando ele beijou  minha mão, segurando-a firme, não se importando se as pessoas nos vissem ou não e fomos caminhando pela praia! (…)

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...