História Pair of wings - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Timberlake
Exibições 10
Palavras 1.428
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Hentai, Romance e Novela, Visual Novel
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 9 - Capítulo 9


Terminei de me arrumar e desci pra festa ainda pensando nele. Algo decisivo ia acontecer e eu sabia. Segurei firme no corrimão da escada, lutando contra o medo e a vontade que eu tinha de não aparecer. Era tudo ou nada. Eu estava disposta a ficar com ele, apesar da ideia ser absurdamente louca a meu ver, mas era isso ou ficar sem ele. E ficar sem ele já não era mais possível…

 A sala estava cheia de gente, assim como lá fora no jardim e piscina. Fazia frio, muito frio. Andei por ali á procura da Amber que certamente estava com Trace, pra variar. Peguei um drink e fiquei por ali, sozinha. Nada dele. Me joguei numa poltrona e fiquei observando a festa passar diante dos meus olhos. Um cara bem bonito me olhava com insistência. Sorri pra ele. Ele veio vindo em minha direção e sentou ao meu lado.

 - TESS, QUE BOM QUE TE ACHEI!- Am vem correndo e me tira de lá quase á força.

 - O que foi?- pergunto sem entender, alisando o braço que agora está vermelho do puxão.

 - Cadê o Justin?

 - Não sei- dou de ombros.

 - “Não sei”- ela me imita afinando a voz- PELO AMOR DE DEUS, VOCÊ TEM ALGUM PROBLEMA!

 - O QUE VOCÊ QUER QUE EU FAÇA?- grito.

 - Ah quer saber? Dane-se!- ela vira as costas e sai.

 Me sento de novo na poltrona e pego outra bebida. Mau humor me definia! O cara gato estava se pegando com uma loira no canto ao lado. Pelo jeito eu ia acabar sobrando, como sempre. Tomei a bebida de um gole só e criei coragem pra procura-lo. Andei pela casa toda e nada. Me encostei num canto e o vi. Conversando animadamente com uma morena estilo atriz, linda e perfeita!

 O modo como ele sorria quando ela jogava o cabelo, tão óbvio, tão certo que ele estava a fim dela, fez meu estomago revirar. O pânico tomou conta de mim. Eu não era ninguém perto dela, era apenas o que sempre fui, invisível… Olhei pro lado e vi Am e Trace. Fui até lá.

 - Quem é aquela ali?- perguntei á ele, irritada.

 - Aquela?- ele indica com a cabeça- Nicole!

 - Eles estão… Juntos?- me atrevo a dizer.

 - Que eu saiba não, mas nunca se sabe…

 - O que eu faço?- passo as mãos pelo rosto, aflita.

 - Eu não sei, eu te disse!- Am finge desinteresse.

 - Amber, por favor- peço- Não é hora de punição, ok?! Eu não quero que ele fique com ela, não depois do que…

 - Depois do que?- ela se assusta- Me conta tudo, anda!

 - Eu estava no quarto me trocando, daí te chamei pra que você me ajudasse com o zíper do vestido, mas você já tinha descido. Justin apareceu na porta, me ajudou e rolou um clima… Foi estranho, mas bom e eu pensei que eu poderia, não sei, ficar com ele…

 - Você tá gostando dele, né?- Am sorri.

 - Muito!- fito o chão. Eu era uma idiota e até minha melhor amiga sabia disso!

 Am pediu pra que Trace fosse falar com ele, dar uma desculpa qualquer pra que Justin viesse e ficasse conversando com a gente. Só assim eu ganharia tempo pra pensar no que fazer e em como fazer! Me virei de costas e fiquei conversando com eles. Ver o jeito como a tal da Nicole se jogava em cima dele era uma tortura.

 Esperei por mais de vinte minutos. Estava claro que ele não queria falar comigo, ou pior, que não se importava mesmo. Pedi licença e fui atrás da minha única companhia hoje, a bebida. Tomei várias dozes sentada ao pé da escada. Ninguém me notava. Todos passavam por mim e fingiam não me ver. A vida inteira foi assim, mas hoje eu queria brilhar, queria que ele pudesse ver o quão apaixonada eu estava….

 Me levantei e comecei a dançar sozinha. O tal cara veio dançar perto de mim e eu não achei ruim, até gostei. Era melhor do que nada! Vez ou outra eu dava uma olhada pra onde ele estava, ainda conversando com ela, que agora tinha as mãos em torno do seu pescoço… 

 Fui até o DJ e pedi uma música. Não me importava mais nada. Peguei um copo de tequila e subi em cima da grande mesa da sala de jantar. Eu estava cansada de não ser vista. Se era isso o que eu tinha de fazer, ser uma vagabunda pra que ele me notasse, então eu faria. “Hora de brilhar, Tess”- uma voz ecoava em minha mente.

JUSTIN ON

 Eu estava conversando com Nicole quando notei que todos estavam indo até a sala de jantar. Nos entreolhamos e fomos até lá ver o que estava acontecendo. O que eu vi me pegou completamente de surpresa. Tessa dançando em cima da mesa…

 http://www.youtube.com/watch?v=9hvA0wWTIv4

 O jeito como ela dançava, entregue, sem reservas… Eu não conseguia tirar os olhos dela. Pela segunda vez hoje, percebi o quanto ela era sexy, atraente e linda! Tess rebolava até o chão, o corpo perfeito em sincronia com a musica, aquela musica…  “Coloquei um feitiço em você porque você é meu”.

Eu estava enfeitiçado por essa Tess que havia acabado de descobrir. A mulher, não aquela menina frágil e indecisa, mas ESSSA Tess que era diferente da anterior e me fazia querer tê-la comigo, na cama, inteiramente minha…

 Ela pegou uma garrafa de tequila e jogou pelo corpo, lambendo a garrafa lentamente, olhando pra mim como nunca pensei que ela seria capaz de fazer. Meu corpo respondeu imediatamente e tive que disfarçar e afastar os pensamentos que povoavam minha mente. Eu a desejava e muito!

 Gritos e assovios ecoavam alto pelo lugar. Todos os caras olhando pra ela, hipnotizados. Tess ergueu o vestido vagarosamente enquanto se esfregava em um cara. Senti o ciúmes bater em cheio em meu peito.

 - Vai ficar aí parado? Faz alguma coisa!- Amber me fez acordar do transe.

 Empurrei algumas pessoas, a maioria homens e fui até a beirada da mesa. Ela me olhou nos olhos e sorriu com malícia. Agarrei-a pelas pernas e a peguei nos braços, carregando-a. Tess passou os braços pelo meu pescoço e a coloquei no sofá, aos cuidados de Amber.

 Eu não me sentia assim há muito tempo…

TESSA ON

 O vi saindo e peguei um copo de uísque em cima da bancada. Virei de uma só vez. Eu me sentia livre e feliz. Eu precisava acha-lo, falar com ele, ficar com ele… Deixei Am  e fui procura-lo.  Ele não devia estar longe. Fui até o jardim, aquele mesmo jardim aonde nos beijamos. Fiquei rindo sozinha, lembrando do momento. Andei mais um pouco e o vi. Justin estava beijando ela…

 Corri até ele e o puxei pelo braço, completamente descontrolada.

 - POR QUE VOCÊ TÁ FAZENDO ISSO? ME FALA, PORQUE?- eu gritava.

 - Tess, fica calma- Amber me segurava.

 - POR QUE VOCÊ TÁ BEIJANDO ELA? VOCÊ NÃO PODIA TER FEITO ISSO COMIGO - eu estava fora de mim.

 Saí em direção á festa procurando pelo cara que conversei. Assim que o encontrei, o beijei, loucamente, deixando fluir toda a minha raiva, minha decepção, minha vontade imensa de morrer… Eu só sentia dor, apenas isso. Ele me encostou na parede, suas mãos alisando meu corpo…

 Senti alguém me puxar pela cintura. Forte, seguro, me carregando pro andar de cima. Me deixei levar. Justin me jogou na cama e fechou a porta atrás de si. Nos encaramos durante alguns segundos. Eu tinha vontade de mata-lo e de fazer amor com ele, todos os sentimentos se confundindo dentro de mim.

 - POR QUE VOCE BEIJOU ELA?- voltei a gritar batendo contra o peito dele- EU TE AMO!- desabafei- FALA ALGUMA COISA!

 Justin só me olhava, sem dizer nada. O desprezo dele acabando comigo.

 - VOCÊ NÃO VAI TRANSAR COM AQUELA VADIA, OUVIU? NÃO VAI! EU NÃO VOU DEIXAR!

 -PARA COM ISSO- Amber e Trace entraram no quarto, preocupados.

 - ELE NÃO FALA COMIGO, PEDE PRA ELE FALAR, POR FAVOR, AM… EU QUERO FICAR COM ELE, EU SOU LOUCA POR ELE, DESDE O PRIMEIRO DIA… - comecei a chorar convulsivamente.

 O vi saindo do quarto com Trace. Me levantei e fui atrás dele. Desci as escadas gritando, com Amber atrás de mim tentando de controlar.

 - JUSTIN, JUSTIN! FICA COMIGO…

Am finalmente conseguiu me levar de volta pro quarto e me trancou lá. Deitei na cama e fiquei lá com ela. Eu estava completamente bêbada e não demorei a pegar no sono (…)

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...