História Pais aos 16 - Capítulo 39


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Draco Malfoy, Hermione Granger, Scorpius Malfoy
Tags Draco Hermione Pais Aos 16
Exibições 77
Palavras 1.290
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Escolar, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 39 - A bruxas estão soltas



_Para onde será que ele levou elas?
_Não sei amor mais e bom Draco ter uma boa explicação para isso...
_Ele deve ter Lúcio. 
Passei  a mão em seu ombro, por um lado eu desaprovava Draco ter roubado os documentos do pai da Hermione, mais por outro eu o compreendia, ele está com medo de perde a filha. E isso me deixa tão orgulhosa ver que meu bebê está se tornando uma pessoa boa.
(...) 
Hermione preparava a banheira com a água quente, ela retirou sua roupa assim como eu também Hermione se sentou em minha frente com nossa filha nos braços, e eu atrás dela. Hermione dava banho delicadamente, e cuidadosamente em nossa filha, enquanto eu molhava suas costas, aquilo era extremamente relaxante.
_Eu te amo sabia ?- Ela Sorriu me olhando por cima dos ombros 
_Eu amo você amor.- Sorri dando  um beijo em seu ombro.
Apesar da pouca idade eu havia amadurecido muito todos esses meses e esquecido completamente as bobagens de sangue puro. O que Hermione despertou em mim foi algo incrível e doce. 
(...)
Havia semanas que a mansão do Draco estavas vazia os pais dele estavam no mundo trouxa e eu aproveitava usando as roupas da Narcisa e dormindo na cama do Malfoy. O cheiro do meu loiro ficava em mim o dia inteiro. 
_Cora? 
Chamei Coralina  que tocava piano na sala. 
_O que você quer pobretona? 
Coralina estava visivelmente irritada.
_Meu café o imundice, você não levou até agora.- Disse olhando minhas unhas 
_Va fazer...
_Como é? -Encarei a mesma com um olhar superior.
_É o que você escutou, vá fazer! Se quiser ficar aqui vai ter que ser pelas minhas regras.- Coralina se levantou e me encarou.
_Você não sabe com quem está mexendo...
Eu dei dois paços  para frente ficando próxima a ela.
_Você que não sabe com quem está lidando. Se não quiser ir para as masmorras é melhor dançar conforme minha música tá legal?- Falou ameaçadora.
(...)  
Nossa filha finalmente dormiu, eu desci até a parte de baixo da casa fazendo chocolate quente enquanto Draco acendia a lareira, naquela tarde começou a chover forte e fazia frio.
_Ai.. 
Senti uma pontada em minha cesariana. Draco sempre muito atencioso se preocupou e logo queria me levar no médico 
_Tem certeza que está bem ?- Perguntou 
_Sim amor não se preocupe.
_Linda devem a essas horas estar todos louco a nossa procura.- Draco pegou uma rosquinha 
_O sim isso com certeza.- sorri pegando as xícaras e levando para cozinha 
_Deixa que eu lavo amor....
Draco pegou as xícaras da minha mão e começou a lavar 
_Olha que avanço... De um Draco que odiava as sangues ruins a um Draco educado.-Sorri provocando o mesmo 
_É parece que você me enfeitiçou sangue ruim.- Sorriu secando as xícaras.
(...)
Eu finalmente estava solto agora era a hora de me vingar daquela maldita margarida, mais antes precisava saber delas
 Eu caminhei até Hogwarts todos me olhava de canto, ate mesmo meus amigos.
_O que é ham ? Não fui eu que joguei a sangue ruim da torre.- Disse 
_Veja como fala dela, ela é minha melhor amiga.
Disse Ronald vermelho logo vi, que ele sentia algo a mais pela Hermione e não era só amizade 
_Você gosta dela ?-Sorri 
_Não viaja, sério.- Disse ele.
_Esta com Astoria só porque Draco roubou ela de você não é ? Agora entendo porque queria assumir a filha dela 
_Ronald não caia nas provocações dele...
_Tudo bem.- Suspirou.
(...)
Narcisa e lúcios havia chegado em casa o que significava que traziam noticia do meu loiro, eu escutei atrás da porta quando eles comentava que o pai da Hermione queria a guarda da menina 
_ Lucio eu jurava que havia deixado meu vestido longo aqui mais não o acho em lugar nenhum. 
_Achou que me tia não daria por falto do vestido dela pobretona.- Falou Coralina 
Eu não respondi apenas, me afastei com um sorriso diabólico no rosto agora sim sabia com quem me junte para acabar de vez com Hermione.
_O que você tem ?- Perguntou Coralina 
_Arruma suas malas temos que acabar com a felicidade de uns certos pombinhos... 
Sorri para Coralina que também Sorriu para mim indo para seu quarto.
(...)
_É claro que ela fulgiria Miguel, você estava tentando tirar a filha dela .- Suspirei irritada 
_Pra você tudo é tão fácil não é Bianca? Não foi você que saiu como o vilão...
_Você agredia sua filha porque quis, você mesmo se vestiu nesse papel.-Falou 
_Cala boca, que você não é nada da família.- Disse Miguel 
_O único que tem que calar a boca aqui é você Miguel, o Vitor e mais pai dela do que você, agora vai embora porque mesmo se eu soubesse onde ela está não diria nada a você
_não ouviu minha mulher ?- Vitor empurrou Miguel para fora da minha casa 
Quando finalmente ele saiu eu pude desabar no sofá da sala 
_Estou tão preocupada.- Falei abraçando o Vitor 
_Querida se acalma Hermione esta bem..
Vitor falava de modo tão confiante que até cheguei a desconfiar que ele sabia onde ela estava.
_Mais será que ela vai saber cuida da Sophia sozinha ?- Suspirei 
_É claro que vai, ela é a mãe dela.- Disse Vitor me dando um beijo n cabeça.
(...) 
_Tem certeza que é aqui que ele mora? 
_Pelo que peguei na agenda da minha tia é sim.- Disse ela 
Bati mais algumas vezes na porta até um homem, alto sair ele era grosseiro de poucos amigos 
_Oi estamos procurando o senhor Granger 
_O que vocês querem comigo?- Perguntou
_Somos da escola de Hermione, e estamos aqui para dizer que estamos do seu lado e usaremos nossa magia para encontrá-la e trazer a bebê para o senhor.- Coralina Sorriu 
(...)
Eu estava segurando minha filha enquanto Hermione dormia, mais quando olhei para aquele olhinho senti um arrepio era como se fosse uma despedida que alguém ia tirar ela de mim. Minha filha me olhava concentrada, e eu olhava do mesmo modo para ela. Mas se depender de mim ninguém jamais vai tirar minha filha de mim, nem mesmo os pais da Hermione. Ela é minha filha eu sou o pai dela. 
Voltei meu olhar para cama, e caminhei com minha filha até ela, deitei a pequena bebê no meio de mim e da Hermione e continuei fazendo carinho nela.
_Não tem preço te ver se aconchegando em meus braços saber que entre nos não há espaço que agente está no mesmo momento, não tem preço saber que se entregou porque me ama te ver dormindo tranqüila em minha cama me faz querer controla o tempo. Da vontade de ficar aqui pra sempre estou até com medo de te amar além da conta, tento até ser forte quando estou em sua frente mais você me olha desse jeito e me desmonta. Sou maduro quando agente faz amor sou menino no teu colo acolhedor com você posso dizer que aprendi amar de verdade. Sou feliz graças a merlin te encontrei sou comum mais teu amor me faz um rei tive sorte em descobrir que é você a minha metade.- Sorri dando um Selinho na Hermione que dormia. Eu admirava muito ela. Eu amo ela com todas as minhas forças as duas são as mulheres da minha vida. 
(...)
_Lucio vem aqui...
Narcisa me chamou, quando cheguei no quarto do Draco havia várias roupas da minha mulher sobre o quarto e sobre a escova, alguns fios de cabelos loiros, platinados que não era da Coralina 
_Espera esse cabelo, me lembra a cor dos cabelos de uma colega do Draco 
_E da Margarida senhor Malfoy. Ela e coralina foram para o mundo trouxa para destruir a Granger.- Theodore Nott entrou no quarto 
Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...