História Paixão Fora do Normal - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Keisashi, Kenki, Miki, Minachris, Minari, Romance, Yaoi, Yuchris, Yuri, Yuyu
Exibições 11
Palavras 1.128
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oiii YuYu's (foi assim que batizei o fandom da fic hehe), tudo baim??
Demorou um pouquinho, mas aqui está o capítulo fofinheas❤
Leiam as notas finais, é importante

Capítulo 15 - Agradeço Por Tudo


Fanfic / Fanfiction Paixão Fora do Normal - Capítulo 15 - Agradeço Por Tudo

Depois de um longo domindo, cá estamos, segunda-feira, início da última semana de provas. E o que combina com uma semana cheia de sentimentos conhecidos como "quero morrer"? FRIO!! Estávamos em pleno verão e estava fazendo um frio desgraçado, e como todos os anos que o frio chegava, eu precisava usar três camadas de roupa porque eu ficava gripado fácil. Me despedi da Akira e da Keiko e fui pra escola (a Akira perguntou mais uma vez quando ela iria conhecer a minha "namorada" e eu respondi que seria logo).

-Yuri!! -era a voz do Minako, fui até ele sorrindo e o abracei.- Pronto pro início da semana de provas? -perguntou sorrindo.

-Mais do que nunca -respondi.

-E aí, princesinhas? -era o Yuki, ele passou os braços em volta do meu pescoço e do pescoço do Minako.

-Yuki?! O que você faz aqui? -perguntei sem entender.

-Meu pai não quis mais esperar e resolveu me matricular logo, e advinhem: eu vou estudar na mesma classe que vocês -respondeu, eu tinha gostado muito da notícia, mas parece que o Minako não gostou muito.- O que foi, leãozinho? Não gostou da notícia de que vamos estudar juntos?

-Lógico que não, Yuki -respondeu e cruzou os braços irritado.- E para de me chamar de leãozinho.

-Gomen, eu achei que você gostasse de leões -comentou.

-Eu gosto de leões, o que eu não gosto é de você sempre roubar o que eu demorei tanto pra conseguir -o empurrou e me puxou pelo braço.

-Sinto muito se você não gosta de mim, acontece que eu não consigo evitar ser tão sensual e atrair seus amigos -respondeu de braços cruzados.

Aquele mimimi dos dois já estava me irritando, será que eles não entendiam que eu não era um prêmio pra ser disputado.

-As duas crianças aí -eles olharam pra mim.- Quando terminarem de brigar feito duas crianças, podem ir me encontrar na escola -falei e sai dali andando.

Eu gostava da companhia dos dois, mas se essas brigas continuassem acontecendo sempre que eles se viam, eu não sabia se ia suportar por mais tempo. Cheguei na escola e fui direto pra escola pois as aulas começariam logo. Pouco depois, Minako e Yuki entraram se encarando com um olhar mortal. A professora Misaki entrou e nós guardamos os livros.

-Antes de começarmos a prova, eu gostaria de apresentar o nosso novo companheiro Fuyuki Sakuragi -Yuki se levantou.

-Meu nome é Fuyuki Sakuragi, mas todos me chamam de Yuki. Tenho 16 anos e antes que essas putinhas fogossas fiquem com fogo no cu por minha causa: saibam que eu tenho namorado, ok? -pude ouvir algumas garotas reclamando de decepção.

-Não sabia que você tinha um namorado, Yuki. Conheço ele? -Misaki perguntou de braços cruzados com um sorriso malicioso.

-Conhece, ele é dessa sala -respondeu e se sentou.

-Vou querer que você me apresente o futuro genro do meu irmão depois, ouviu? -assentiu em forma de sim.

Será que ele estava falando de mim?! Meu Deus, que vergonha. Eu vou matar o Yuki.

-Ei, mozão -olhei pra ele corado.- Se eu vou fingir ser a sua namorada, então eu acho que a partir de agora você é meu namorado contra a vontade -acariciou meu rosto.

-Aqui não, seu demente -afastei a mão dele do meu rosto e abaixei a cabeça.

-Yuri -olhei pro outro lado e o Minako estava me encarando de uma forma assustadora.- Eu gosto de você a mais tempo que o Yuki, não vou aceitar ser trocado por um cara que você conhece à 6 dias -disse com a voz rouca.

-Ciúme, Minako-chan? -Yuki começou a provocar

-Um pouquinho, mas não é de você -respondeu e um sorriso sádico se formou em seu rosto.

A Misaki-sensei distribuiu as provas pra cada um (exceto pro Yuki, pois ele não tinha os assuntos da prova). Pra evitar que o Yuki desse cola pra mim ou pro Minako, a Misaki-sensei o colocou sentado ao lado dela. Foram os 15 minutos mais longos da minha vida, mas eu finalmente consegui terminar. Sai da sala pra não atrapalhar os outros e fui pro jardim. Me sentei embaixo de uma árvore e fiquei apenas sentindo a deliciosa brisa que batia nos galhos das árvores e me deixava embriagado pelo perfume das flores que resistiam ao forte frio.

-Você fica tão sexy sentado nessa posição, Yuri-kun -olhei pra trás e vi que era o Yuki.

Ele estava com uma calça jeans e um moletom bege (ele ficava tão sexy e fofo com aquela roupa), e pra piorar, ele estava com as mãos nos bolsos de trás, o que o deixava mais sexy e provocante ainda. Me levantei de cabeça abaixada só evitando olhar em seus olhos e ficar hipnotizado por aquele par de esmeraldas brilhantes.

-Eu sei que você pensa em mim -segurou meu queixo e me fez olhar pra ele.- E que esses pensamentos nem sempre são puros -deu um sorriso de canto extremamente malicioso, o que me fez corar.

-Yuki, e-eu queria... -me aproximei lentamente.- E-eu queria... -fui chegando mais perto e o abracei.- Agradecer por tudo o que você fez por mim -finalmente consegui completar, ele retribuiu o abraço.

-Nossos batimentos estão na mesma sincronia... -comentou, olhei pra ele confuso, mas depois começamos a rir.-

Eu poderia ficar abraçado ao Yuki pra sempre, eu me sentia no paraíso quando o abraçava. Ouvir sua respiração era como música pra mim, o som do meu nome quando saia de seus lábios era realmente excitante, os olhos dele brilhavam feito faróis de um porto que guiam os barcos até a Baía, nossas respirações se misturando uma à outra, nossas bocas perto uma da outra...

-Eu te amo, Yuri -sussurrou acariciando as maçãs do meu rosto.

-Eu também te amo, mas não podemos ficar juntos -abaixei a cabeça.

-Quer saber? -segurou meu rosto e me fez olhar pra ele.- Que se foda esse povo doido, porque nosso amor não precisa de plateia. -me beijou apaixonadamente.

Finalmente eu estava ali, beijando o Yuki do jeito que eu queria. Senti ele me puxar pra mais perto até encostar as costas na árvore e enterrou os dedos no meu cabelo. Nossas línguas lutavam pedindo passagem, minhas mãos foram por dentro do seu moletom e num movimento quase que involuntário comecei a arranhar suas costas e seu abdômen pouco definido.

-Estar aqui, te beijando, é como se meu sonho estivesse se tornando realidade -disse entre o beijo.

-Eu também sinto o mesmo, mas é igual ao encanto da Cinderela: antes da meia-noite, é um sonho, mas quando a meia-noite chega, o encanto acaba e a carruagem de ouro branco se transforma numa abóbora -abaixei a cabeça.

-Então o que acha de vivermos esse romance estilo Cinderela, só nós dois, quando as férias chegarem? -sussurrou ao pé do meu ouvido me fazendo arrepiar.

-Aceito -o beijei novamente.

Era arriscado viver um romance à essa altura do campeonato, mas se fosse pra viver esse risco com o Yuki, vai ser a aventura mais arriscada da minha vida.

Continua...


Notas Finais


Olá lindinheas,
ENTÃO, eu estava pensando em criar uma conta oficial da fanfic no twitter, o que acham? Sim ou não? Opiniões sinceras, e eu quero ver comentários, viu? Tchauzinho e até a próxima❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...