História Paixão inocente - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Dragon Ball
Personagens Bra, Goten, Pan, Trunks
Tags Pan, Romance, Trunks
Exibições 61
Palavras 2.331
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


pessoal esta aí o cap que vcs tanto pediram, e até que eu criei coragem para escrever.
espero que vcs gostam meus amores!

Capítulo 24 - O misterioso novato...


Naquele instante me bateu uma raiva incontrolável, fui ao banheiro, chegando lá ouvi voz familiar era das minhas maiores inimigas; Cecilia e Debora, não dava para ouvir direito mais elas estavam falando a respeito do... do Uub!? Não pode ser... preciso saber o que é. Ouvi Cecilia dizer que estava muito apaixonada e ele também, que a noite deles tinha tido incrível...

Como assim incrível? E-então eles transaram? Juro que não queria admitir mais senti uma pitada de ciúmes, uma pitada não... senti muito ciúme. Corri diretamente para minha sala meus olhos já estavam marejados. Queria entender por quê? Será que ainda tem um pedaço dele no meu coração? Não pode ser... eu amo o Trunks e quero ele. Ou talvez não... talvez quem eu amo realmente é o Uub, e tenho desejo pelo Trunks, estava tão confusa de meus sentimentos. Agora que vou mesmo conquistar o Trunks e esquecer de vez o Uub.

Levantei minha cabeça enxuguei meu rosto e sorri confiante.

_eu vou conseguir!_ Disse bem baixinho para mim mesma.

Logo bateu o sinal, os alunos entraram na sala e a professora Helena entrou no lugar do Trunks.

Marron Off~

~Pan On

Havia se passado três dias depois daquela terrível noite. Eu e Bra estávamos aos cuidados dos garotos, Trunks nem tinha ido dar aulas de historia. Sabe estou ate achando bom... ele esta tão carinhoso comigo, este homem me encanta.

Era 6 horas da manhã nem se quer tinha me levantado, mais alguém entrou no quarto fingi que estava dormindo, logo esse miserável arrancou minha coberta.

_acorda Pan!_ Falou Trunks.

Agrh so podia ser ele mesmo. Mesmo assim não me mexi um só músculo, queria ver o que ele ia fazer.

Ele me sacudiu.

_então tá Pan_ Ele me pegou nos braços, levei um susto, oh Deus o que ele vai fazer comigo.

_me solta Trunks! Me solta!!_ Gritava e o esmurrava, mas era inútil ele só ria da minha cara. Vi ele entrar no banheiro... e me soltou na banheira cheia de agua.

_ahhhh!!_ Gemi do choque, eu estava quentinha da coberta e ele me joga na agua gelada.

Olhei para ele estava caindo na gargalhada. Ele me paga!

Me levantei, senti meu pelo todo se arrepiar. O bico dos meus seios ficaram rígidos, e amostra pela camisola fina.

_bem feito! Bom banho Pan haha!_ Disse se preparando para sair.

_ah mais isso não vai ficar assim!_ Corri ate ele e o puxei pela camisa e o joguei na banheira como fez comigo, só que não deu muito certo quando fui correr para ele não me puxar escorreguei no sabão que estava no chão, e cai sentada em seu colo. Merda!!

_hum.. aí Pan isso doí!_ Exclamou ele, levando a mão em seu órgão genital. Imediatamente corei de vergonha, que constrangedor, calor percorria por todo meu corpo, que constrangedor! Oh vontade de cavar um buraco no chão e enfiar a cara. Caramba eu não sabia o que fazer ou o que falar... aliás, eu queria sumir nesse exato momento.

No momento alguém bateu na porta, oh esse alguém enviado por Deus, só espero que não seja o tio Goten! Essa pessoa abriu a porta e arregalou os olhos pretos, Puta merda tinha que se ele!

_uau! Mas o que vocês dois estão aprontando?_ Perguntou Goten curioso.

_nada de interessante! Saía daqui Trunks vou tomar um banho!_ Bufei. Ele se levantou e olhou para mim e deu um sorriso maroto, que me fez corar.

Depois do banho desci para tomar café, Bra estava animada para irmos estudar, segundo ela estava com saudade dos colegas, tio Goten estava mais calado do que normal, e Trunks comia feito um mendigo que não comia vários dias.

Logo depois eu e Bra arrumamos para ir pro colégio, e fomos em seu carro, os garotos ficaram terminando de arrumar.

Sabe eu não estava muito animada, fazia alguns dias que nos faltamos mas era por motivos que fomos quase sequestradas, e com certeza todos os alunos vão querer fazer uma entrevista conosco, eu não estava muito afim de falar disso.

_chegamos Pan!_ Disse Bra me tirando dos meus pensamentos. Desci do carro, passando pelo corredor todos e todas nos olhavam com curiosidade, cochichando um para o outro, olhei para Bra ela não parecia muito feliz com isso. Chegamos a nossa sala finalmente e para minha tristeza Marron estava lá com um garoto de cabelos pretos até o ombro, acho que era novato, e francamente ele me parecia um pouco familiar.

Ao ver nos na sala ele olhou para Bra e seu olhar correu para mim, encontrando meu olhar, e por algum motivo fiquei feito boba o encarando também. Marron percebeu e deu um tapa em seu ombro e o puxou para fora da sala de aula.

_você o conhece?_ Perguntou minha amiga.

_s-sim... não... hum não sei, ele me parece um pouco familiar, sua estrutura, seu olhar...

_entendo_ Ela se sentou_ mais percebeu que ele se parece um pouquinho com a Marron? O olho deles são idênticos.

_é mesmo Bra... será que eles são parentes?_ O sinal tocou e vários alunos começaram a entrar, veio uma multidão ao redor de nos e começou a fazer varias pergunta bestas, e finalmente o professor de matemática entrou e colocou ordem na sala.

_alunos como podem ver temos um novato em nossa classe! Por favor se apresente para nos?_ Pediu o professor gentilmente.

Logo o novato se pós a frente da sala. Percebi que ele era bem sedutor. As meninas todas gritaram "Uau"

_bem primeiramente meu nome é Blake, eu venho da Alemanha e me mudei para cá ontem e estou morando com minha tia, mãe da Marron, por causa do terrível acidente de avião que aconteceu com meus pais e eles morreram._ E logo ele se sentou.

_nos todos sentimos muito pela tragédia! E seja bem vindo à nossa escola Blake!_ Disse o professor sorrindo. E as meninas bateram palmas, deixando os outros garotos com o queixo no chão. Mas que meninas mais atiradas!

 A aula de matemática passou voando e logo depois foi aula de filosofia que tanto odeio. E não esperava que a próxima seria de historia e entrou a pessoa que eu não estava querendo ver.

Logo que ele entrou começou a apagar o quadro, as meninas estavam enlouquecendo hipnotizas pelo seus bíceps.

_nossa olha como ele é perfeito_ Falou uma.

_ha ele me encanta!_ Falou outra.

_que delicia desse nosso professor!_ E começaram o maior falatório sobre o quanto ele era lindo, odeio pensar isso mas elas tinha razão. Corri meus olhos para Marron, ela estava com um 'super' sorriso no rosto olhando para ele, ela cruzou as pernas levantou muito a saia mostrando as coxas, abaixou o decote.

_puta!_ Murmurei para mim mesmo.

_olha só que vadia!_ Completou Bra_ você tem muito mais seios do que ela e coxa e bumba nem se compara com a dela!_ Sorri com o comentário de Bra.

Olhei para ele, ele estava olhando para Marron, correndo seus olhos por ela toda e parou em seus pequenos seios. Bra percebeu e resmungou.

Ela olhou pra mim e sorriu, rapidamente puxou meu decote, meus seios estavam à mostra e isso me incomodava.

_você esta louca!_ Surrarei. Percebi que alguém me encarava e era Trunks olhei para ele incrédula, senti minhas bochechas pegarem fogo, ele me olhou nos olhos e desceu o olhar no capricho que Bra fez, logo sorriu, mostrando uma covinha na bochecha direita.

_então vamos começar a aula! Abrem seus livros na pagina 234 e leia o texto e respondam as 10 atividades à seguir!_ Ordenou serio. Ah mais que professor mais chato, caramba e eu que sou horrível em historia e odeio essa matéria, bom quase todas.

Olhei novamente para Marron e ela me encarava, seu olhar me dizia; saia do meu caminho sua idiota ele é meu! E ela sorriu falsamente para mim.

Me deu vontade de quebrar aquele lindo rostinho dela.

As horas foram passando e eu nem se quer me concentrava na leitura, ah merda tenho que conseguir terminar essa atividade a tempo se não vou perder ponto.

_terminei professor!_ Falou Marron se levantando e indo em direção a mesa dele.

_parabéns Marron! Todas as questões estão corretas, você ganhou seus 5 pontinhos!_ E entregou a caderno para ela, novamente ela me olha e faz cara de dó.

Minha mão se fechou em punho, Calma Pan! Calma! Respirei fundo. Os minutos foram passando e quase todos alunos já havia terminado, logo que Bra terminou ela quis me ajudar e o querido professor protestou, do lado da sala ouvi Marron rindo, então finalmente a aula terminou e agora era a hora do almoço, os alunos saíram da sala correndo, quando me levantei para sair, Trunks disse;

_você não Pan!_ Meu coração congelou, olhei para ele, e parecia muito serio para discutir no momento!_ vou te ajudar na atividade, você foi a única que não terminou!_ E pegou uma cadeira e se sentou ao meu lado.

Merda! Isso tinha mesmo que estar acontecendo Deus!

_mas professor ela não tem esse direito! Não é justo!_ Marron se aproximou.

_na minha disciplina eu decido o que é justo e o que não é!_ Retrucou Trunks. Me segurei para não rir ou sambar de salto alto na cara dela. Ela saio furiosa da sala nos deixando a sós.

_por que quer me ajudar? É serio não precisa, pode ir almoçar que eu consigo terminar!_ Falei nervosa, quase roendo  minhas unhas.

_por que eu quero te ajudar gatinha!_ Ele se aproximou mais de mim. _ então vamos começar. O que você entendeu desse texto?_ Ele apontou o dedo para o livro.

_hum... nada!_ Ele me olhou e arqueou uma sobrancelha.

 _então vamos ler juntos!_ Ele sorriu. E meu coração foi parar na garganta.

Foi até divertido depois que Bra e Goten chegaram, e me salvaram de mais uma vergonha na frente do Trunks. Terminei minha atividade com ajuda dele, e me deu os pontinhos. Logo sai com Bra para pegar meu almoço, estava morrendo de fome.

Pan Off~

~Marron On

_não acredito que Trunks me humilhou na frente da piranha da Pan, Blake!_ Eu disse espetando um pedaço de carne com o garfo.

_ah para Marron... esquece esse cara, por que não procura esse tal de Uub que você me falou?_ Disse ele arqueando uma sobrancelha._ ah esqueci ele tem namorada na sala eles não paravam de conversar!

_não me fale desses idiotas primo!_ Vi Pan sentar em uma mesa com Bra para almoçar._ eu quero o Trunks! E me ajuda a tirar a Pan do meu caminho?

_Marron... você sabe a verdade sobre mim, e meu pai o androide n°17, e minha mãe..._ Ele disse baixinho._ não quero que ninguém saiba quem realmente sou...

Meu Primo Blake era filho do n°17 e sua mãe era a filha do senhor do inferno, quando meu tio foi para o inferno ele conheceu essa mulher e tiveram o Blake, seu nome significa escuridão, ele foi criado e treinado para ser um vingador e matador, seu pai e sua mãe abriram um único portal para a terra e mandou Blake para terra, ele nunca poderá voltar para o irferno através desse portal que seus pais abriram, só quando ele morrer, segundo ele seu avó pai de sua mãe era totalmente contra a ideia de trazer Blake para a terra, diz ele que seu destino é atormentar as pessoas do próprio inferno, pois agora Blake acredita que seus pais estarão sendo condenados a sofrer pelo seu avó o resto da eternidade, por traição. A não ser pela ajuda de Blake.

E Blake ficou sozinho a um mês atrás, procurando nossa família, e finalmente nos encontrou e contou toda a verdade para minha mãe, que aceitou ele ser parte da família. E ela nos avisou ter cuidado com ele, por que ele era príncipe do inferno.

_Marron você sabe que fui treinado para matar e destruir, e não tenho controle de mim mesmo!_ Ele abaixou a cabeça._ você nem imagina o quando eu sofri no inferno, o quando meu pai e minha mãe me obrigavam a torturar pessoas... e isso não era o que eu queria para mim! Eu fui crescendo e vivendo como prisioneiro escravo, e quando meus pais viram que eu já estava pronto e me mandaram para cá, com esse objetivo, e algo mais para liberta-los... mas eu sei que não estou pronto para fazer o que eles quer...

_como assim? Liberta-los de que?_ Perguntei curiosa.

_diz que eu tenho que matar 100 homens e 100 mulheres, as 100 almas dos homens vão para o corpo do meu pai e as outra para minha mãe, e com isso feito eles seriam revividos, e viriam para a terra, dominar ela._ Disse ele baixo para ninguém ouvir. Minha boca caio no chão aberta.

_e-então você é um assassino?_ Perguntei.

_não Marron, desde que eu vim para cá eu nunca matei ninguém, estou mantendo o controle dentro de mim, e eu me sinto se como vou explodir sem torturar alguém ate a morte! Mesmo eles no inferno e eu aqui, eles estão me cobrando isso, minha consciência me cobra!_ Uma lágrima correu de seus olhos._ e não é isso que eu quero para mim... eu quero ser livre, ser normal, sem nada do inferno  me perturbando.

Eu fiquei emocionada, não sabia o que dizer.

_primo..._ Coloquei minha mão em seu ombro_ eu sei que você vai se livrar desse seu destino que meus tios lhe concedeu.

_você não entende... isso não é fácil, eu tenho uma sede tão grande de matar, e estou tentando me controlar.

_eu sinto muito..._ Eu disse desanimada.

_mas sabe aquela garota, a Pan ela tem algo especial que mexe comigo... mas não sei o que é, e nem sei como explicar..._ Ele sorriu.

Nesse momento uma luz se acendeu em minha cabeça.

_primo eu tive uma ótima ideia, venha vamos para a biblioteca!_ Puxei ele pelo braço.

Esse meu plano é perfeito e não pode falhar...

 

 

Continua....


Notas Finais


Uau essa Marron não chega de ter tantos planos...
Bom... ate o próximo pessoal


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...