História Paixão possessiva - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Shawn Mendes
Tags Romance, Shawn Mendes
Visualizações 43
Palavras 1.696
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Violência
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 14 - Eliminar


Fanfic / Fanfiction Paixão possessiva - Capítulo 14 - Eliminar

Cacau P.O.V's

-- Oi Luke. -- falei rindo da reação dele.

-- Onde você tá me fala, me fala que eu vou ai te buscar. 

-- Calma Luke não precisa eu tô bem.

-- Ele tá te mandando falar isso? 

-- Não Luke, eu tô bem é sério, o Shawn ta sendo bom pra mim. 

-- Enquanto você estiver com ele você nunca vai estar bem, me fala logo a onde você tá que eu vou te buscar. 

Eu dei um suspiro involuntário e prossegui.

-- A verdade é que nem eu sei, mas isso não importa agora, eu te liguei mesmo pra te pedir que por favor você saia da marfia. Eu sei que você entrou nessa vida por minha causa e eu não quero isso pra você. 

-- Agora é tarde Cacau, eu tô envolvido de mais pra sair.

-- Luke...

-- Eu vou te encontrar... e depois eu vou matar o Shawn. -- ele me cortou. -- Isso é uma promessa tá ouvindo? -- eu senti ódio nessas palavras. Tava parecendo até outra pessoa. 

-- Cacau... -- ouvi a voz de Shawn se aproximando. 

-- Luke eu tenho que desligar. -- falei desesperada. -- Tchau. -- desliguei antes que ele pudesse responder. 

-- Cacau o quê você tá fazendo? -- Shawn veio por trás de mim e com o susto eu deixei o celular cair na pia, detalhe: ela tava cheia de água. 

-- Nada. -- tentei disfarçar.

Mas o maldito celular me entregou quando começou a fazer uns barulhos e dar choques elétricos na água. 

-- PORRA CACAU. -- ele falou enfiado a mão na água e pegando o celular. Como esse filho da mãe não tomou um choque? Se tomou eu nem sei porque ele não demonstrou. 

-- Ops. -- falei pra mim mesma.

Ele secou com um pano de prato que tinha ali mas o celular pareceu ter estragado. 

-- Pra que você pegou meu celular? -- ele gritou parando na minha frente. 

-- Se eu falar você vai ficar com mais raiva. -- falei abaixando a cabeça. 

-- Não me fala que foi pra ligar pra ele? Foi Cacau? -- ele agarrou meus braços o que me fez o olhar e ele fitou meus olhos com um olhar mortal. -- FALA PORRA. 

-- Foi. -- falei e senti suas mãos me apertarem mais forte. 

Ele pareceu se segurar pra não fazer nada comigo e me soltou se apoiando na pia de costas pra mim.

-- Shawn me desculpa é que...

-- Sobe logo pro quarto antes que eu não aguente mais me segurar e faça alguma merda. -- senti ele trincar os dentes enquanto falava.

Assim como ele mandou eu obedeci, preferi não insistir em me explicar porque se não ele ia sair do sério e ai já era. Me joguei na cama e ouvi a porta no andar de baixo bater com força, provavelmente ele saiu puto da vida. Já sei que ele vai dormir no outro quarto esse noite igual ele sempre faz quando tá com raiva de mim, mas eu não vou deixar isso acontecer, tô cansada de ter que dormir sozinha porque ele fica com raiva de mim. 

Desci para procura-ló mas ele havia saído como eu tinha pensado, preparei o almoço e fui comer no sofá.

(...)

Assisti três filmes seguidos e a hora parecia que não passava, tentei me ocupar arrumando as roupas no armário mas assim que acabei fiquei sem saber o que fazer. Quando se está  trancada numa casa onde a única coisa que pode te distrair e uma TV você logo enoja, então resolvi tomar um banho e dormir. 

Algumas horas depois ouvi um barulho de carro, devia ser ele. Corri até a janela e vi ele saindo do carro, foi ai que eu pus meu plano em ação. Tirei toda a roupa ficando só de calcinha e pus uma blusa dele que ficou parecendo uma camisola em mim, depois corri para o quarto a onde ele sempre dorme quando tá com raiva de mim. 

Entrei fechando a porta pra ele não perceber que eu estava lá e me joguei na cama, ouvi os passos dele no corredor e pude perceber que ele evitou meu quarto assim como eu já esperava. Quando entrou no quarto em que eu estava, ele me lançou um olhar do tipo não tô nem aí e deu de ombros indo até o guarda roupas, não perdi tempo e fui até ele devagar.

-- Eu não vou cair no seu joguinho Cacau então desiste. -- ele falou antes que eu chegasse até ele.

-- Para com isso Shawn, você vai mesmo me dispensar porque tá com raiva de mim. 

-- Vou. -- ele falou seco. 

-- Então tá você não vai mesmo querer isso. -- eu levantei a blusa quase mostrando os meus mamilos, ele ficou estático me olhando. -- Cuidado com pra não babar. -- eu impliquei.

-- Você gosta de me provocar. -- ele me olhou malicioso. 

Eu respondo mordendo os lábios e ele me prende pela cintura me depositando um beijo. Nossas línguas se encontram e eu anseio em acelerar o ritmo delas em nossas bocas mas Shawn não me deixa fazer isso. Talvez seja uma punição. Ele desce suas mãos uma para a minha bunda e outra para a minha perna esquerda a puxando até sua cintura, eu afundo minhas unhas na sua nuca e puxo seus cabelos o trazendo mais pra mim. Acho que ele estava com presa de me penetrar pois parou o beijo para arrancar a camisa que eu estava usando me deixando só de calcinha e logo se livrou das peças de roupas que estava usando. Ele pegou uma camisinha na gaveta da cômoda e logo vestiu em seu pênis ereto. Vindo até mim ele me empurrou e eu cai de costas na cama, em seguida ele subiu em cima de mim se posicionando entre minhas pernas e logo me invadiu com o seu membro petrificado me levando a loucura. Sem demora meu corpo correspondeu ao seu ficando completamente vulnerável as estocadas, eu não contive os gemidos escandalosos que sairam da minha boca e parece que ele também não porque seus gemidos graves estavam quase da mesma altura que os meus. Entorpecida de prazer eu impiedosamente cravei minhas unhas nas suas costas o arranhando descontroladamente, com certeza isso vai ficar marcado. Com forme ele dobra a velocidade eu sinto meu orgasmo chegar e assim como o previsto eu gozo e não muito atrás de mim Shawn também atinge o ápice, ele cai fraco em cima de mim e nós ficamos ali por um tempo esperando a respiração ofegante voltar ao normal. 

(...)

-- Pra que a camisola? -- Shawn fala saindo do banheiro com apenas uma toalha enrolada na cintura. -- Eu gosto quando você dorme sem roupa. 

-- Eu sei. -- falei indo até ele e o prendendo pelo pescoço, em seguida lhe dando um um selinho demorado. -- Eu também gosto mas hoje tá frio.

-- Eu te esquento. -- ele envolve os braços em minha cintura. 

-- Então quer dizer que vamos dormir juntos essa noite?

-- Vamos com uma condição. -- ele me solta passando por mim e eu já sei a onde ele quer chegar. -- Me fala pra que você ligou pro Luke. 

-- Você quer mesmo tocar nesse assunto? -- pergunto indo até a cama e me deitando. 

-- Se eu tô perguntando. -- ele fala fazendo parecer óbvio. 

-- Ok, eu liguei pra pedir que ele saia da marfia. 

-- Pra que você faz isso? -- ele me puxou me fazendo levantar. 

-- Porque eu tava preocupada com ele, você sabe que eu não conseguiria descansar até falar com ele. 

-- Ai você pegou me celular escondido, ligou pra ele e ainda conseguiu estragar a porra do celular que eu usava pra me comunicar com Christopher. -- ele pareceu se controlar pra não ficar com raiva de novo. 

-- Eu sei me desculpa. -- eu bufei.

-- Ok. Eu não quero ficar com raiva de você de novo. 

Eu selei nossos lábios num beijo intenso que ele prontamente correspondeu. E esse beijo nos levou a vocês sabem o que. 

(...)

Shawn Mendes P.O.V's

Acordei junto com o Sol pois eu tinha umas coisas importantes pra resolver e me levantei da cama fazendo o mínimo de movimentos possíveis pra não acordar a Cacau. Se ela acordasse iria usar seu joguinho de sensualidade pra me impedir de sair, ela detesta ficar nessa casa sozinha. Fui até o banheiro e tomei uma chuveirada rápida, voltei ao quarto e me arrumei tentando não fazer barulho, ela ainda estava na mesma posição dormindo feito pedra, terminado de me vestir eu ia sair do quarto mas não resiti ver aquela rostinho dela dormindo cansada da frenética noite de sexo e tive que pelo menos dar um beijo naqueles cabelos cacheados. Assim que eu depositei o beijo ela acordou e agarrou no colarinho da minha camisa me puxando para um beijo, ela sabia que eu ia sair então já estava começando com a tentativa de me fazer ficar. Eu fui mais esperto e sai no estilo The Flash do quarto antes que ela pudesse usar algum argumento pra me fazer ficar, do corredor e pude escutar ela gritar um:

-- Volta aqui! 

Eu desci correndo antes que ela viesse atrás e sai trancando a porta, peguei o carro e arranquei. Dirigi até um bar onde eu tinha que encontar um cara a mando de Christopher e minutos depois eu estava lá, o cara descrito por ele no telefone estava sentado perto do balcão de bebidas. Eu fui até ele me sentado ao seu lado num daqueles banquinhos giratórios e pedi uma bebida para disfarçar. 

-- Shawn? -- ele perguntou discretamente. 

-- Isso.

-- Christopher mandou te entregar isso. -- ele me entregou um envelope pardo que eu peguei o escondendo na jaqueta.

-- É só isso? -- perguntei dando um gole na bebida. 

-- Não, ele mandou avisar que seu pagamento ta ai e que você tem um novo serviço a fazer... -- ele deu um palsa pra dar uma golada em sua bebida também. -- Você tem que eliminar o cara que tâ na foto ai dentro do envelope, há e esse cara acho que você já conhece... é o Luke.


Notas Finais


Espero que gostem e que pra vocês não esteja ficando chato. Bjs e até o próximo capítulo♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...