História Paixão Sem Limites - (CAMREN) - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Camren, Camren G!p, Dinally, Intersexual, Vercy
Exibições 538
Palavras 1.447
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Heeeey, olha quem resolveu aparecer? Haha

Desculpem a demora a todos os leitores e leitores fantasmas. Ultimamente estou sem tempo até pra cagar 🙄 kkkkkkkkk
Mas enfim, vamos lá

Capítulo 5 - Lembranças


   Pov Lauren

   Depois que o carro sumiu da minha visão, subi na minha moto e segui para casa. Não tinha mais o que fazer. A latina tinha me deixado exausta psicologicamente. Mas, até que foi divertido. Só não gostei daquele moleque! Além de ser um borra bosta, ainda deixou a menina para trás? E não soube enfrentar uma mulher? Frouxo.
  
   Cheguei em casa e estava tudo silencioso, abri a geladeira e peguei uma garrafa de água e segui para meu quarto. Meus pensamentos voltaram para a latina, o toque de suas mãos na minha barriga me deu arrepios. E aquele corpo? Se com o vestido transparente por conta da água a deixou extremamente sexy, imagine sem nada? Para, para! Ri dos meus pensamentos impuros e acabei dormindo.

   No outro dia, acordei com alguém abrindo as cortinas do meu quarto

   - Ah, mas que merda! - Fechei os olhos por conta da claridade. - Quem te deixou entrar aqui, Vero?

   - Vai, vai levanta, tem um monte de coisa pra fazer hoje. - Vero, disse. E no minuto seguinte começou a pular em cima de mim. - ECA! Acalma esse Jauregão aí, que nojo! - exclamou, fazendo uma careta.

   - Não tenho culpa, você sabe que eu tenho ereções matinais - Respondi. Jogando ela na cama.

   Depois de ter uma pequena briga de lutinha com Vero, fiz minhas higiene e tomei um banho. Fomos para a cozinha. Meu irmão estava ao telefone como sempre resolvendo assuntos de trabalho.

   - Chris, estou precisando de uns quatrocentos euros. - disse, pegando uma maçã. Mas, ele me ignorou, voltando ao telefonema.

   Olhei para Vero, com um sorriso sacana e ela logo entendeu. Cheguei perto de Chris, e tomei o celular das mãos dele. Ele tentou pegar, mas eu joguei para Vero. Começando uma brincadeira, até ele ceder.

   - Me devolve isso, me dá! - Chris, tentava inutilmente pegar o celular.

   - Não dá pra ele. - susurrei quando Vero o pegou no ar, colando na orelha e murmurando como se fosse meu irmã.

   - Uh, sim claro, não, uh - Vero fazia poses me arrancando risadas.

   - Tá legal, o dinheiro tá na carteira dentro da jaqueta. - Disse, Chris. Desistindo.

   Peguei a jaqueta, retirando o dinheiro da carteira. Mostrando para Vero, que logo devolveu o celular. Segui para a porta junto a Verônica.

    - Lauren - Me virei. - não esquece que temos um jantar hoje com o papai. - disse, me fazendo fechar a cara.

              ---------------------//---------------------

   Estava sentada na minha moto em frente à uma escola.

   - Tem certeza, que é aqui? - Perguntei para Vero, enquanto via algumas meninas saindo.

   - Mas é claro, eu li na agenda dela. - assenti. - A gente vai almoçar juntas. - disse animada.

   - E você não tem um tostão, né?

   - Ela me falou que vai pagar - Disse, ri negando com a cabeça, essa Verônica não tem jeito.

   - Oi! - Uma menina disse passando por nós, e eu jurava que a conhecia.

   - Oi - sorri.

   - Olha lá, é ela! - Exclamou, Vero.

   - Cadê?

   - A morena de cabelo castanho solto. - Segui seu olhar e travei.

   - A menina que está com ela é a do banho de espuma na piscina, Vero. Tô fora. - disse me virando para sair.

   - Ei, espera, espera. - Disse, Vero me puxando. Bufei

   Pov Camila

   Estava saindo da escola. Iria almoçar com Lucy.

   - Ai meu Deus, espera! - exclamou, Lucy. Me fazendo saltar de susto. - Mila, aquela é a garota que roubou meu pagamento ontem.

   - Qual delas? - perguntei seguindo seu olhar.

   - A estranha perto da moto. - disse. Quando olhei, arregalei os olhos.

   - Ai não - exclamei

   - O que foi? Ela te roubou também, Mila? - Lucy, me olhou.

   - Não. Mas foi a amiga dela que me jogou na piscina e destruiu o carro do Austin. - disse, enquanto Lucy me arrastava.

   - Você nunca me conta as partes emocionantes - Murmurou, Lucy. Se afastando para perto da garota.

   Olhei para frente encontrando aqueles olhos verdes.

Me aproximei.

   - Posso saber o que você está fazendo aqui?

   - Ow, ow calma. Fica na sua, que eu só estou acompanhando minha amiga que vai almoçar com aquela ali - disse apontando para onde Lucy conversava com a garota.

   - Mas, acontece que aquela ali é minha melhor amiga. E sua amiga é uma ladra que roubou todo o dinheiro dela. - disse.

   - Você me deve uma. - susurrou próximo ao meu ouvido, quando olhamos na direção de Lucy e a menina, que riam de algo. - Você poderia me convidar para um lugar chique também, eu poderia te pegar - sorriu maliciosa olhando meu decote.

   - Cretina! - eu disse, batendo na mão dela que segurava no colarinho do meu uniforme.

   - Assim que eu gosto, com carinho. - A amiga dela disse divertida, se aproximando com Lucy. - Vai almoçar com a gente?

   - Lucy, eu não acredito que vai almoçar com ela!

   - Bom, mas ela vai pagar. Assim recupero uma parte do meu dinheiro - sorriu.

   - Você não falou que ela que te convidou? - A cretina perguntou ao meu lado.

   - É que eu peguei o dinheiro dela. - Ela disse - E se eu a convido, é como se eu pagasse. - Riram. Sai andando dali.

   -Mila, não fica chateada. Eu te ligo - disse Lucy, em seguida me deu um beijo na bochecha.

   Suspirei e me virei para sair dali.

   - Hey, hey. - Aquela voz irritante, me chamou. - Só para mim não passar por mentirosa, não é verdade que tomamos um banho de espuma ontem? - Sorriu

   Bufei e sai pisando firme dali, ainda conseguir ouvir a risada dela. Atravessei a rua e encontrei o carro da minha mãe.

   - Oi, Mama - entrei e depositei um beijo em sua bochecha.

   - Oi, meu amor - sorriu. Ela deu partida e seguimos para casa.

   Pov Lauren

   Depois de deixar Vero em casa, fui pra casa. Tomei um banho e comecei a me arrumar para ir a casa do meu Pai. Flash's daquela latina surgiam na minha cabeça, me fazendo sorrir. Por mais rabugenta que seja, ela era linda e devo admitir que muito gostosa também.
  
   Afastei esses pensamentos e terminei de me arrumar. Ainda tinha algo para enfrentar


                -----------------//------------------

   Nesse momento, estava apenas eu e meu Pai jantando. Como sempre, Chris estava atrasado com o trabalho e não apareceu.

   - Por que seu irmão está tão atrasado?- Disse, quebrando o silêncio.

   - O senhor conhece ele, está sempre ocupado com o trabalho. - respondi. - Cadê a mamãe?

   - Ela está viajando com uma amiga. - Meu pai, disse.

   Deixei o garfo cair no prato e me levantei. Estava indo em direção ao banheiro, quando vi a porta do meu antigo quarto aberta. Segui em direção ao mesmo. Lembranças vieram na minha mente

 
     Flashback On;

   Estava estudando para a prova de física, eu sempre me dava bem. Mas gostava de estudar mesmo assim. Ouvi passos, em seguida senti o toque das mãos da minha mãe em meus ombros.

   - O que está estudando, meu amor? Qual matéria? - minha mãe disse carinhosa.

   - Física, eu mando bem, Mamãe. - Me gabei, arrancando um sorriso dela, que logo me abraçou.

   - Eu vou sair um pouquinho, precisa de alguma coisa? - Perguntou, se dirigindo à porta.

  - Não, mais tarde vou dar uma volta. - Respondi, logo ela se aproximou novamente - Qual é? - Perguntei, vendo ela colocar uma touca na minha cabeça.

   - Então leve um agasalho quando for sair, lá fora está congelando.

   - Tá legal, Mamãe. - Ri da sua preocupação, vendo-a se afastar e sair do meu quarto.

               -------------//---------------

   - Clara, você sabe se sua filha já teve alguma discussão com este homem. - Disse o policial.

   - Não, nem sequer sabia que se conheciam. - Eu ouvia tudo dentro do meu quarto, enquanto pegava todas as minhas coisas e colocava em uma mala.

   - Com as lesões que sofreu, se não tivermos uma prova ou algo. Lauren pode ter sérios problemas. - disse o advogado

   - Acha que se não tivesse provas, não ajudaria meu filho? - Perguntou ela.

   Cheguei na sala encontrando todos. Chris se aproximou de mim

   - Lauren, não tem nada à dizer?

   Olhei para minha mãe, que me olhava com a feição de culpa.

   - Chris, eu vou morar com você. - olhei para ela uma última vez, e balancei a cabeça negativamente, antes de dar as costas e sai dali.

            Flashback Off.

  Balancei a cabeça afastando esses pensamentos e sai dali.
  

  


Notas Finais


Quem sabe eu não poste mais um hoje, uh?! 🌚


Xoxo 💋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...