História Palácio de Ilusões - Capítulo 24


Escrita por: ~ e ~Gih7

Postado
Categorias Fifth Harmony, One Direction
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Harry Styles, Lauren Jauregui, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Normani Hamilton, Zayn Malik
Tags Camren Larry Fifth Harmony One Direction
Exibições 27
Palavras 3.347
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Lírica, Luta, Magia, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Super Power, Universo Alternativo, Yaoi, Yuri
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oiiiee amores!!! Então a gente não desistiu da história ,é só que estamos em final de período e está tudo uma loucura. Não estamos tendo tempo nem para dormir direito hahaha. Às vezes vamos demorar um pouco, mas não vamos desistir da historia, então por favorzinho não desistam de nós. A música do capitulo é "Vuelve a Mi" da Belinda, link nas notas finais.

Enjoy :)

Capítulo 24 - Capítulo 23


“Nós dois nunca fomos apenas amigos. Desde o primeiro momento em que o vi, eu o amei.” -Kiera Cass

Lauren saiu da sala como fora pedido, mas não ficaria parada naquele corredor frio. No tempo em que ela ficou naquele palácio, adquiriu conhecimento o suficiente para andar por ele sem se perder, mas para onde ela iria? O destino era nítido em sua mente. Automaticamente ela começou a caminhar por aqueles corredores com o intuito de alcançar o quarto da pessoa que ela mais almejava ver. Quanto mais ela caminhava, mais sentia seu coração se contrair e o medo a dominar por inteira. Como será que ela reagiria quando a visse? Será que ela a receberia bem?

Tais perguntas causavam um pânico dentro de Lauren, mas a ideia de ser ignorada por Camila era o que a mais lhe assustava. Ela não conseguiria viver sabendo que sua doce amada a odiava, isso seria algo além do que ela poderia suportar. Quando estava quase chegando ao destino, ela ouviu murmúrios e cada passo dado eles iam se transformando em vozes. Uma delas que ela conhecia muito bem e amava. Era Camila. Ela correu na direção do som, seu coração acelerado, sua respiração falhando e tudo o que ela conseguia imaginar eram as doces feições da mais nova. Ao chegar ao local, avistou a silhueta desenhada da menina, os cabelos longos e negros soltos. Entretanto, não fora isso que chamara a atenção da jovem rainha, mas sim o fato da cena que decorrera ali.

-Niall, você é realmente inacreditável. – Camila dizia fingindo irritação.

-Só porque eu estou propondo levar minha noiva para dar uma volta? – Ele disse se fazendo de ofendido. – Não vejo nada que possa me tornar inacreditável.

-Talvez o fato de você saber que meu irmão jamais deixaria, mas mesmo assim insiste em tal loucura?

-Não vejo isso como loucura.

-Você quer que eu saia do castelo a noite sem ao menos estar acompanhada por guardas, Niall. – Camila disse incrédula. – Para a realidade de uma princesa isso seria uma loucura.

-Você tem a mim e com isso você não precisa de mais nada. – Ele disse convencido e Camila revirou os olhos.

-E o que te faz acreditar nisso?

-O fato de eu ser incrível. – Ele rodeou cintura de Camila que por sua vez rodeou o pescoço do rapaz. – E o fato de eu ter o melhor beijo do mundo.

-Eu não acredito nisso, sabia? – Ela sorriu de lado para ele. – Bem que você poderia me mostrar...

E sem falar nada, Niall colocou seus lábios ao de Camila. Lauren sentiu aquele velho sentimento a dominar novamente, seu estomago revirou e seu coração foi esmagado contra seu peito. Ela queria sair dali e não olhar mais para trás, mas tudo o que conseguiu fazer foi continuar parada encarando aquela cena esmagadora. Aos poucos o beijo foi se intensificando, igualmente a dor dentro do peito de Lauren. Após um tempo os dois se separaram por falta de ar e Niall virou Camila, pressionando suas costas contra seu peitoral. Agora Camila estava de frente para Lauren e ela pode perceber que a mais nova de olhos fechados, aproveitando o toque do rapaz.

-Acredita agora? – Niall perguntou perto do ouvido da menina.

-Talvez. – Ela sorriu e abriu os olhos. Separou-se bruscamente de Niall após olhar para frente. A próxima palavra saiu em um sussurro. – Lauren?

Lauren caminhou até Camila, com os seus olhos fixos na mais nova. Naquele momento, Camila sentia-se completa novamente, mas ao mesmo tempo tão vazia. Algo dentro dela fazia com que ela sentisse que aquilo era certo, mas também errado. Quando Lauren parou a menos de três metrôs, ela se perguntou se estava alucinando novamente ou se aquilo realmente estava acontecendo. Desde que Lauren a deixara, Camila vinha sonhando com a menina, sonhando em tê-la por perto novamente. Naquele momento ela não conseguia enxergar mais nada além daquela imensidão verde a encarando tristemente.

Após o transe inicial passar, Camila examinou Lauren por inteira e reparou em sua roupa banhada por sangue, os inúmeros cortes espalhados por seu rosto, mas o que mais lhe chamou a atenção fora algo entre seu peitoral maior. Lauren estava com um retalho totalmente ensanguentado e era perceptível sua feição de desconforto indicando dor. Era mais do que nítido que a menina estava ferida e ao julgar pelas armas presas em suas costas era por batalha. Ela perguntou-se desde quando Lauren lutava, mas naquele momento essa era o menor de seus questionamentos.

Ela culpou-se pois sabia que Lauren estava daquela forma por ela. Camila sabia que algo a levou a voltar para o palácio e enquanto parte dela torcia que a responsável fosse ela, a outra implorava para que não fosse. Afinal, ainda existia uma maldição colocando a vida de sua amada em jogo. Ao julgar pela localização do ferimento, Lauren quase morrera e era impossível para a mais nova não se culpar por isso. A ideia de ter Lauren morta em seus braços fez que um desespero enorme crescesse dentro de si.

Lauren percebeu para onde ela estava olhando e balançou negativamente com a cabeça, como se lesse os pensamentos da mais nova. Um silencio constrangedor se formou entre os três. Niall intercalava seu olhar entre Camila e Lauren. Ele não conseguia entender o motivo dela retornar logo agora que as coisas entre ele e Camila estavam fluindo, mas algo dentro dele dizia que isso significava alguma coisa.

-O que faz aqui, Lauren? – Camila perguntou friamente e isso fez com que Lauren sentisse uma dor interna enorme.

-Acho melhor deixar as duas conversarem. – Niall disse por fim. – Nós vemos mais tarde, Mila. E foi um prazer revê-la, majestade. – Niall colou seus lábios ao de Camila rapidamente e logo depois se separou.

-Não posso dizer o mesmo, alteza. – Lauren respondeu e sorriu sem humor antes de Niall sair e deixar as duas sozinhas. – Oi.

O castanho encontrou o verde. Aquele brilho intenso tão conhecido e amado por Camila estava ali, a alguns metros a sua frente. Ela não conseguia explicar o quanto ela sentia falta daquilo. Lauren timidamente passou a mão em sua nuca e sentiu uma pontada de dor no local ferido. O silencio dominava o lugar, nem Camila ou Lauren sabiam como expressar tudo o que se passava em suas mentes.

-Oi? –Camila disse incrédula sem desgrudar sua atenção dos olhos verdes. – Tudo o que você tem a me dizer é “oi”? Você foge com Louis após eu dizer que estou apaixonada por você, some por quatro semanas e tudo o que me diz é isso? Eu achei que você tinha morrido, Lauren.

A mais nova encara a mais velha na esperança dela falar algo. Como Lauren iria explicar a menina que era uma covarde e por isso fugira? Como ele faria para mostrar a menina a sua frente o quão arrependida estava? Ela simplesmente não sabia como dizer em voz alta tudo aquilo que seu coração gritava, mas ela tinha que tentar. Por Camila ela seria capaz de tudo.

-Desculpa. – Lauren começou quebrando o silencio.

-Vejo que hoje você decidiu ser monossilábica. – Camila proferiu incrédula

-Deixe-me lhe dizer algumas palavras. – Lauren disse ignorando a ironia estampada no rosto da menina. – Eu cresci no meio de pessoas que, por mais que sentissem algo, não eram de falar sobre. Eu cresci totalmente fechada e incapaz de falar sobre aquilo o que sentia. Nunca me amaldiçoei tanto por tal característica. Provavelmente eu não serei tão clara quanto gostaria, mas eu juro que me esforçarei ao máximo para lhe fazer entender que eu fui estupida, covarde e egoísta. Além de impulsiva e irresponsável.

-Conte-me uma novidade. – Camila disse revirando os olhos. – Você fugiu. Eu lhe contei como me sentia, que eu estava apaixonada por você, que eu estava disposta a largar a minha vida para viver uma com você enquanto você simplesmente foi embora. Você fugiu com a droga do seu marido e me deixou para trás sem nem ao menos se despedir, Lauren!

-Eu sei. – Lauren disse com os olhos marejados. – Eu sei que isto não justifica, mas eu estava aterrorizada, Camila. Na verdade ainda estou. Isto que a cada dia toma conta de mim me assusta de uma forma tão grande. Eu nunca imaginei que um dia seria capaz de amar alguém tanto assim. Mas eu amo, eu percebi isso essas semanas. Eu te amo desde o dia em que você olhou para mim pela primeira vez. Quando você me disse como você se sentia, meu coração se encheu dentro de mim, eu senti pela primeira vez em toda minha vida que era capaz de ser feliz. Durante todos esses anos eu sentia que algo dentro de mim estava faltando, que eu estava incompleta de alguma forma e bom era você, Camila. Era você que estava faltando. Você é a peça que faltava para me completar. No momento em que nossos olhares se cruzaram eu soube disso, mas não quis admitir por medo. Medo de jamais te ter e sempre ficar incompleta. Eu tentei evitar que isso crescesse, mas era mais forte do que eu. Ainda é mais forte do que eu. Lembra quando eu fiquei extremamente irritada por vê-la beijando Niall? Na época eu queria mentir para mim mesma afirmando que era por conta de todos ao meu redor mentirem para mim, mas a verdade é que eu estava irritada por querer ser eu ali e não ele. Eu que queria estar sentindo seus lábios aos meus. Eu queria que você quisesse isto também e odiei o fato de você quere-lo ao invés de mim. Ali eu tomei uma decisão. Eu decidi que iria me afastar de você, que não iria me apaixonar por você. Sim, eu fui idiota ao ponto de pensar que eu poderia controlar isto. Eu estava desesperada por conta disso, eu estava extremamente confusa. Após descobrir que Louis estava vivo todo esse tempo e que queria fugir dos domínios de Harry para planejar o nosso retorno ao governo de nossos países tudo se intensificou. Eu teria Ignis de volta, Zayn seria derrotado e preso e meu melhor amigo estaria vivo ao meu lado. Isto era tudo que eu desejava desde que Harry invadiu meu quarto naquela noite. Era o futuro perfeito. Bom, ao menos deveria ser.

-E o que o impedia de ser perfeito? – Camila perguntou após perceber que Lauren não iria continuar.

-Você. – Ela se limitou a dizer.

-Eu? – A menina perguntou sem evitar que uma lágrima escapasse.

-Sim, você. – Lauren disse se aproximando aos poucos da menina. – Você não estaria nesse futuro. Eu, agindo como a grande impulsiva que sou, decidi ir com Louis. No momento em que eu sai do castelo eu me arrependi. Meu coração gritava, implorava para eu voltar, mas eu não o ouvi. Afinal conforto é mais fácil que arriscar certo? Desde que eu sai por aquelas portas não havia um segundo sequer que eu não pensasse em você. Nos seus olhos, no seu sorriso, nas suas ironias. Você dominou a minha mente, não só nessas semanas, mas desde o dia em que eu ouvi a sua voz pela primeira vez. Meus pensamentos, meu coração e meu sorriso são seus, Camila. Eu sou sua. – Lauren disse parando centímetros a frente da menina. Seus olhares conectados, rostos próximos.  Ela conseguia sentir a respiração pesada de Camila e isso a arrepiava por completo. – Agora eu percebo isto. Eu sou sua antes mesmo de me dar conta. Eu sou sua. Completamente e apaixonadamente sua. Eu senti a sua falta a cada segundo nessas últimas semanas. Eu precisei sofrer amargamente com a ideia de te perder para entender que eu não consigo voltar para minha vida antes de você pois eu só me senti de fato viva quando a sua voz ecoou pelo corredor apertado que estávamos. – Lauren colocou sua mão direita no rosto de Camila e começou a acaricia-lo com seu polegar. Correntes elétricas se espalharam no corpo de ambas por conta do contato. – No dia em que te conheci, eu senti como se tivesse sentido sua falta todo aquele tempo. Tudo o que eu sei é que no momento em que você me levou para aquele corredor e pressionou seu dedo em meus lábios a fim de me calar e nosso olhar se cruzou, eu soube na mesma hora que tudo havia mudado. Eu me tornei sua um segundo depois e sou sua até hoje e para toda a eternidade. Eu sou sua, Camila.

Sem pensar duas vezes Camila diminuiu a pouca distância entre as duas e tocou os lábios de Lauren com os seus. Borboletas começaram a voar nos estomago de ambas, correntes elétricas as dominaram, o coração de ambas se enchendo. Elas estavam completas. Logo Camila pediu passagem com a língua que foi prontamente atendida por Lauren e elas começaram travar uma batalha por domínio. O beijo era repleto de saudades, desespero e amor. Elas se separam por falta de ar, mas suas testas permaneceram coladas e seus olhos fechados.

-Eu te amo. – Lauren disse quebrando o silencio enquanto abria seus olhos para encarar a menina a sua frente. – Eu juro que a partir de agora eu vou derrubar todas as minhas paredes e lutar por nós. Por favor, me perdoa por fugir, eu juro que isso jamais irá acontecer, só se você vier comigo. Eu não sei mais o que é viver sem você, Camz.

-Lauren, eu não sei o que dizer. – Camila disse voltando aos poucos para a realidade. – Você sumiu por quatro semanas e eu pensei que isso foi uma resposta sobre o quão disposta você estava de fazer com que ficássemos juntas. Eu achei que jamais a veria novamente e por isso eu estou com o Niall agora.

-Você pode deixa-lo, Camz. – Lauren acariciou a bochecha de Camila levemente. – Eu sei que pode.

-Não eu não posso. – Camila saiu de perto de Lauren e isso fez com que a mais velha a olhasse confusa.

-E por que não?

-Porque existem outros fatores envolvidos. Fatores estes que você jamais entenderá. – Ela disse com pesar.

-Eu sou mais esperta do que pareço, sabia?

-Não é isso, Lauren. – Ela suspirou e passou a mão pelos cabelos tentando se acalmar. Isso remeteu Harry a Lauren e isso fez com que uma chama de ódio se acendesse dentro dela. – Eu percebi nesse tempo que ficamos separadas que nosso amor é tóxico, ele pode te matar.

-Eu estou disposta a correr esse risco por você, Camz.

-Você não entende sobre o que está falando, Lauren. – Camila estava forçando-se máximo a não colar seus lábios ao de Lauren novamente. – Se você ao menos soubesse o real significado de tais palavras....

-Como eu disse, sou mais esperta do que pareço. – Lauren aproximou-se novamente de Camila, segurando firmemente sua cintura impedindo-a de recuar. – Eu estou disposta a dar minha vida por nosso amor. Eu morreria por sua felicidade, Camz.

-Lauren, me solta. – Camila pediu fraco. – Por favor.

-Você realmente quer que eu lhe solte? – Ela roçou seus lábios pelo pescoço da mais nova, fazendo-a arrepiar por completo. – Você quer, Camz?

-Eu estou com Niall agora.  – Camila disse e não conseguiu evitar que um gemido escapasse por seus lábios quando Lauren mordeu de leve a parte exposta de sua pele.

-Eu perguntei o que você quer e não com quem você estar. – Ela disse e depositou um beijo onde mordiscou a segundos atrás.

-Lauren...

A voz de Camila morreu tamanha luxuria, mas antes que elas pudessem continuar, uma voz até então desconhecida por Camila chamava pela mais velha. Elas se separam bruscamente, o que fez Lauren gemer de dor e logo depois a figura de Louis se formou para as duas. Ele olhou para elas e percebeu que algo estava estranho, mas a feição dolorida de sua esposa o fez descartar qualquer outro pensamento e ir correndo na direção dela. Camila somente o encarava, sentindo como se estivesse sendo aquecida pouca a pouco. Todavia, o sentimento que crescia era algo negativo, que a consumia lentamente. Era ódio, ela sabia disso.

-Você está bem? – Ele perguntou e levou a mão até o local ferido para examina-lo. No caminho ele tocou levemente o seio esquerdo de Lauren e isso fez Camila estremecer em fúria. – Está sangrando novamente, preciso lhe levar até um médico para cuidar disso.

-Eu estou bem, Louis. – Lauren disse tentando sair do contato do marido.

-É nítido que não está. Venha, eu te levo até um médico. – Louis fez menção de pega-la nos braços, mas Lauren foi mais rápida e desviou. – Venha, Lauren.

-Realmente não precisa.

-Eu acho que...

-Ela já disse que está bem!

Camila o interrompeu em fúria. Seus olhos começaram a tomar uma tonalidade branca e Lauren sabia o que viria a seguir. Ela desesperou-se, imaginar Camila perdendo o controle a apavorava, mas ela também temia pela vida de Louis. Ela saiu do toque de Louis e caminhou apressadamente até onde Camila estava. Lauren segurou o rosto delicado da mais nova em suas mãos e começou a acariciar suas bochechas com a ponta de seu dedo. Camila olhava para Louis e a fúria ia dominando-a por completo. Imagina-lo tocando os lábios de Lauren com os seus, fazendo-a sua e proferindo juras de amor fazia com que ela sentisse vontade de descarregar todo seu poder no rapaz. Ela jamais se imaginou matando alguém, mas considerou a ideia ao vê-lo ali.

-Camz, olha pra mim. – Lauren pediu quando após sentir o ar ficar mais frio. – Por favor, Camz.

-Me solta, Lauren. – Camila disse entre dentes voltando a olhar para Louis. – Me solta!

-Não! – Lauren a segurou mais firme.

-Saia daqui, Lauren. Eu não quero que você esteja por perto caso eu perca o controle de vez.

-Eu disse que não iria a lugar nenhum. – Lauren voltou a acaricia-la. – Eu não vou a lugar nenhum sem você comigo.

-Lauren... – Camila disse lutando para não perder o controle. Ela jamais se perdoaria se fizesse algum mal a Lauren. – Por favor, saia daqui.

-Não até você ficar bem.

-Mas o que? – Harry disse entrando no local. – Camila?

-Harry, saia daqui e leve Lauren com você. Agora! – Ela gritou e ar ficou mais árido, Louis somente a olhava atento.

-Mila, você precisa se acalmar. – Harry disse e tentou tocar o braço da irmã.

-Não me toque! – Ela estendeu a mão e lançou algo em direção ao irmão que por sorte conseguiu desviar. – Saia daqui e leve Lauren com você.

-Quantas vezes eu vou precisar dizes que não irei a lugar nenhum?

Lauren disse e Camila naquele momento perdeu totalmente o controle de seus sentidos. Ela empurrou-a tão forte que fez a mais velha chocar contra a parede e gritar de dor. Camila começou a andar em direção a Louis, o ar se tornando cada vez mais frio, e Harry pareceu perceber o que aconteceria a seguir. Ele saiu correndo na direção da irmã, mas fora atingido por algo que ela jogou contra ele, o fazendo ir ao chão. Quando ela estava prestes a tocar em Louis, sentiu algo a puxar pela cintura e logo em seguida seu corpo se chocar contra outro.

-Eu sou sua, Camz, somente sua. – Lauren sussurrou no ouvido de Camila para que somente ela ouvisse. Parecia que ela estava lendo os pensamentos da mais nova. – Nem Louis, nem Niall e nem ninguém é capaz de alterar isso. Eu serei para sempre sua.

E isso foi o suficiente para que Camila voltasse ao normal. Ela se afastou de Lauren e rolou os olhos por todo o local. Harry estava se levantando, Louis a olhava de uma forma indecifrável e Lauren estava atrás dela, ajoelhada sangrando. Sangue. Ao perceber o que fez, Camila se lançou contra Lauren, envolvendo seus braços em sua nuca e começou a chorar. Lauren estava sagrando e a culpa era inteiramente sua. A dor que crescia dentro dela por tal ato cometido estava a sufocando.

-Me desculpa, Lo. – Sua voz saiu embargada por causa do choro.

-Não foi sua culpa, Camz. – Lauren beijou o topo de sua cabeça. – Não se preocupe.

-Harry, precisamos leva-la a um médico ou temo que o ferimento piore.

-Certo. – Foi tudo o que Lauren ouviu antes de ficar inconsciente.


Notas Finais


https://www.youtube.com/watch?v=Mu3bi2vc7QA
Então, o que acharam? Até a próxima ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...