História Palavras na Neve - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Chen, Xiumin
Tags Cartas, Especial De Natal, Natal, Xiuchen
Exibições 49
Palavras 351
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Fluffy, Romance e Novela, Shoujo-Ai, Yaoi
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gente eu já queria agradecer, por que já estou com 10 favoritos em tão pouco tempo.

ENTÃO
mais um capítulo. Agora podemos ler direitinho, por que a cartar é de quarta mesmo.
Vou tentar não atrasar mais.
Tenho que tratar esse alzhaimer. Scrr

Bom capítulo!

Capítulo 2 - Segunda Carta


Novembro. Quarta-feira

Minseok,

Descobri seu nome depois de três dias. Eu perguntei para um de meus amigos mais próximos e ele já conhecia. Acho que é mais popular do que eu pensava. Estou há um corredor de distância agora, você está mexendo em seu armário. Fico pensando em como tive coragem de deixar a carta ali e, apesar de não ter ninguém por perto, sair correndo em seguida. É idiota, mas eu não sou esse tipo de pessoa. Eu não escrevo coisas ou observo os outros. Mas não consigo parar de fazer isso com você. Eu preciso estar onde você está.

Preciso colocar para fora, tudo o que estou pensando a cada segundo que eu te olho. 

E eu ainda fico deslumbrado. Ainda tem detalhes que eu não havia percebido em você antes. Parece que você muda a cada dia, fica mais bonito. Radiante. Suas flores parecem sempre abertas e jovens. 

No intervalo eu consegui escapar dos meus amigos, te procurando pela escola. Você sentou sozinho do pátio de trás, no meio da grama. Tem um sanduíche em mãos, mas está de olhos fechados, apreciando a brisa que passa. Eu noto agora em como é magro. Como o braço e a mão que seguram o sanduíche são finos. Você tem comido bem? Por favor, se cuide. Tome cuidado. 

Talvez eu devesse lhe dar meu nome para que conseguisse me encontrar, mas eu tenho medo que nem ao menos ler isso você vai. 

Por favor, leia. E mesmo que não leia, então só as guarde, por que assim, pelo menos, eu conseguirei montar uma realidade em que você aprecia todas as minhas palavras, todos os meus elogios. 

Você começou a comer. Virou de costas para mim sem que eu percebesse, talvez até mesmo tenha me visto aqui. 

 Não consigo deixar de sorrir ao pensar nisso. 

O que acharia de mim se soubesse quem sou? Se soubesse como é meu rosto?

Ele não é nada comparado ao seu. Meu corpo também não chega a metade, mas eu não desejaria ter o que você tem, por que para mim basta poder te admirar assim, mesmo que de longe.


Notas Finais


Até!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...