História Palette Perfect - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Namjin, Taekook, Vkook, Yoonseokmin
Visualizações 220
Palavras 1.257
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Sorriso engraçado



O final da aula havia chegado, todos pegavam já saíam da sala dirigindo-se até o portão. Tae esperava SeokJin, pois sempre voltava para casa com este, por morarem na mesma rua. Mas Jin estava demorando, o sinal havia batido faz dez minutos e nada do garoto. Tae sentiu alguém pegar sua bolsa tirando o peso do livro de suas costas, pensou ser SeokJin, então soltou um suspiro de alívio. 

- Por que demorou tanto Jinnie? - Perguntou ouvindo uma risada que não se parecia com a de SeokJin.

- Não é o Jin, Tae. Sou eu, Jungkook, irei ficar contigo até seus pais voltarem. Vamos? Aliás, sua mãe me disse que você gosta de lasanha. Então resolvi fazer uma como... boas vindas. - O Jeon diz entrelaçando seu braço ao de Tae e o guiando para fora do colégio. 

Tae pôde ouvir a respiração do Jeon, era pesada e ele parecia estar cansado. Segurou o braço de Jungkook com sua mão sentindo o tecido macio de seu suéter. O Jeon sorriu com a atitude do Kim, mas continuou a caminhar em silêncio até seu carro que estava estacionado em frente ao portão da escola. 

- Eu vim dirigindo o carro da minha mãe, não se preocupe, não eu sei dirigir. - Jungkook sorriu fazendo Tae sorrir também, mas minimamente. - Está tudo bem? - Perguntou quando já estavam dentro do carro. Jungkook viu que Tae não parecia feliz, e aquilo o preocupava. 

- Está sim, vamos? Estou morrendo de fome e curioso para saber como é o gosto de sua comida. - Tae sorriu.

Teve como resposta uma risada mínima de Jungkook antes de sentir o carro se mover. Apertava a barra de sua blusa, estava nervoso. E sentia medo de perder a amizade de Hoseok, já que este é tão importante para si. Puxou o ar e sentiu o cheiro de flor que exalava do suéter de Jungkook. Era uma fragrância ótima e leve. O carro logo foi estacionado na garagem de sua casa e, com a ajuda de Jungkook, entraram na residência. Tae subiu para seu quarto sem a ajuda de Jungkook, e trancou a porta deste. 

Colocou sua bolsa em seu devido lugar e retirou sua roupa a colocando no cesto de roupas sujas. Ouviu seu telefone tocar mas o ignorou e entrou no banheiro, ligou o chuveiro e tomou um banho relaxante para si. Saiu do banheiro enrolado em seu roupão e vestiu uma roupa confortável. Desceu para a sala ouvindo o som da tevê, sentiu um ótimo cheiro de lasanha no ar. 

- Tae! - Jungkook gritou enquanto vinha na direção de Taehyung sem olhar para frente, acabou por bater de frente com o Kim os derrubando no chão. - Ai meu santo Choi Seung-hyun! Tae me desculpe, eu juro que não tinha te visto aí. É que, eu acabei de... Uau! Seus olhos são lindos! - Jungkook exclama admirando as orbes cinzas de Tae.

- Obrigado... Jungkook, mas será que você poderia sair de cima de mim? É que você é meio pesado sabe? - Tae sorri e rapidamente Jungkook se levanto também o ajudando a levantar. 

- Desculpe. Vêm! Eu acabei de colocar os pratos na mesa e fiz um suco também! - Jungkook estava com um sorriso enorme no rosto, estava puxando Tae até a cozinha.

Jungkook ajudou Taehyung a se sentar e sentou de frente para este, observando os traços faciais do Kim. O Jeon estava fascinado com tanta beleza, mas estava mais fascinado ainda com os olhos de Tae. Após terminarem de comer, Jungkook levou os pratos para a pia e os lavou. Foi para a sala onde Taehyung se encontrava, deitado no sofá e com fones no ouvido. Jungkook deitou no ooutro sofá da sala e pegou uma revista que estava em cima da mesa de centro. Por ler algo que não tinha graça nenhuma mas era engraçado para si, Jungkook acaba por rir, chamando a atenção de Taehyung. 

- Jungkook? - Tae o chama.

- Sim Tae?

- Posso... Posso fazer algo com você? 

- Pode sim, o que é? 

Taehyung se aproximou de Jungkook, sentando ao lado deste no sofá. Segurou o rosto do Jeon com ambas as mãos e pediu para que sorrisse, assim o fez. Tae passou o polegar pelos lábios comtornados por um sorriso de Jungkook e imaginou como fosse.

- Seu sorriso é engraçado. Está mesmo sorrindo? 

- Estou sim Tae, é meio desengonçado isso. - Jungkook sorriu bobô vendo o lindo sorriso retangular de Taehyung. - Seu sorriso é perfeito. 

- Obrigado Kookie.

- Kookie? - Jungkook entortou a cabeça para o lado. 

- Sim, um novo apelido para você. A não que já o tenha. - Disse exitante fazendo Jungkook rir de sua expressão. 

- Eu gostei! Que tal... - Foi interrompido ao ouviram alguém bater a porta. Jungkook foi até a porta.

Taehyung que mantia-se sentado no sofá, olhou na direção em que vinha uma voz familiar para si. Era a voz de Hoseok, e o Jung realmente estava ali. 

- Tae, tem um tal de Hoseok querendo falar com você. Quer que eu o mande ir embora? - Kookie perguntou e Tae foi até a porta. 

- Não precisa Kookie, eu o conheço. - Diz Taehyung ficando ao lado de Jungkook na porta que olhava receoso para Hoseok. 

- Eu posso conversar a sós com você, Tae? - Hoseok pediu calmamente. 

- Pode sim, entre. Kookie, pode nos dar licença? 

- Estarei em meu quarto, se precisar de mim, é só chamar. - Jungkook diz e sobe as escadas.

Tae e Hoseok foram se sentar em um dos sofás da sala. Estavam em silêncio, Hoseok abria a boca mas não conseguia dizer nada, as palavras pareciam não querer sair de sua boca. 

- Por que... Por que você me ama, Hobi? - Tae pergunta exitante.

- Eu não sei... Talvez porque seja impossível alguém não te amar, Tae. Você é uma pessoa tão gentil, doce. E seu sorriso é tão lindo, você é tão lindo. E eu acabei me apaixonando por ti. Me desculpe por ter lhe dito aquelas coisas tão horríveis é que... eu fiquei com raiva. 

- E o que fez você vir aqui me pedir desculpas?

- Jinnie, ele quase rancou minha orelha quando ouviu o que eu... tinha falado para ti. E o Yoonie disse que eu precisava me desculpar com você. Você me desculpa?

- Claro que eu te desculpo Hobi! - Tae o abraça e Hoseok fica surpreso com o ato do amigo. - Sabe, me desculpe por não gostar de ti como você gosta de mim mas... eu conheço alguém que amaria ouvir você dizer que o ama.

- Quem? - Hoseok pergunta curiosoo e confuso. 

- O Yoonie. Ele é apaixonado por você desde o dia em que o conheci. 

- Min Yoongi é apaixonado por mim? Uau, essa é nova. Acho melhor eu ir agora, você me desculpa mesmo? - Hoseok pergunta enquanto Tae o seguia até a porta.

- Claro que sim Hobi. Tchau, até amanhã. 

- Até. 

O Kim fecha a porta e volta para o sofá, se jogando neste ficando de cabeça para baixo e pernas para cima, um sorriso enorme lhe invadia o rosto. 

- Tae? Ele já foi? - Jungkook pergunta descendo as escadas e se jogando no outro sofá. 

- Já sim Kookie. O que você ia falar antes de ser interrompido? 

- Ah é! - Estrala os dedos e pega um DVD que estava em sua bolsa. - O que acha de assistirmos Hotel Transilvânia? 

- Eu amo esse filme! Acho uma ótima idéia Kookie!


Notas Finais


Até o próximo capítulo ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...