História PANDORA (KEMILIA) - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Emilia Clarke, Kit Harington
Personagens Emilia Clarke, Kit Harington
Tags Emilia Clarke, Game Of Thrones, Got, Kemilia, Kit Harington
Visualizações 32
Palavras 1.059
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa noite!
Mil desculpas, estou sem tempo para escrever, mas nesse feriadão prometo recompensa-los.
Bjos.

Capítulo 7 - Eu preciso ir !


Rose o viu entrar na sala e lhe dirigiu um sorriso, ela estava deitada em um confortável sofá, mas Kit não devolveu o sorriso, ele estava com a cara fechada, concentrado e procurando palavras para iniciar a conversa, Rose se levantou e sentou no sofá, desligou a tv e perguntou a Kit:

­­—Onde você estava? Já estava ficando preocupada, você não chegou na hora do jantar.

­— Rose precisamos conversar. - Disse Kit com a cara séria.

Rose se espantou, ao ver a seriedade no olhar e voz de Kit.

— O que houve? Você está bem?

— Rose você se lembra quando começamos a sair e eu disse que não queria te machucar porque eu gostava de outra pessoa?

— Sim, eu me lembro. Lembro que você estava nervoso no dia me disse isso, e eu te prometi que o faria esquecê-la, se você me desse uma chance. – Disse se aproximando de Kit.

— Pois é, eu me entreguei a você, mas nas últimas semanas eu não consigo tirar essa pessoa da cabeça.

— O quê? Você não pode estar falando sério, Kit estamos noivos, o que aconteceu? Ela resolveu te aceitar? pare com essa besteira.

—Não é besteira, Rose, eu não quero me casar com você, todos sabem muito bem que eu não sei mentir, e nosso casamento seria baseado em mentiras, pois eu só penso nela.

— Então agora que ela resolveu te aceitar você me descartar, como se descarta um lixo. Disse Rose ficando vermelha.

— Claro que não, não estou te descartando como um lixo, eu gosto de você, mas não posso me casar com você, estamos juntos a um bom tempo e nossos sentimentos não foi suficiente para eu esquecer a ....- Kit percebe que ia falando o nome de Emilia.

— Esquecer quem? Me responde.

— Rose, eu...

— Você vai me abandonar? Me esforcei tanto para te fazer feliz, perdoei até seus deslizes de infidelidade e agora que essa fulana resolveu te dar bola você vai abanando o rabo como um cachorrinho atrás dela.

— Rose eu fui atrás dela, sim, mas ela não me quis, disse que não pode ficar comigo.

Rose muda a expressão de raiva para perplexa.

— Então por que estamos discutindo?

— Porque eu não quero mais ficar com você! - Responde Kit.

— Você acabou de dizer que ela não te quis.

— Ela não me quis, mas eu a quero, e eu também não posso ficar com você amando ela.

— Kit, pensa bem, somos um casal famoso, os fãs vão ficar decepcionados, isso pode nos prejudicar. - Intercede Rose, andando pela sala e gesticulando.

— Não me interessa nada de fama de casal, eles têm que gostar é do nosso trabalho.

— Então você vai embora?

— Sim, sairei desta casa e por favor se conforme, eu nunca te faria feliz.

Rose balança a cabeça e começa a chorar, um choro de dor e raiva. Ela avança para cima dele dando tapas e falando:

— Seu cachorro, você não pode fazer isso comigo, ela nem te quer seu bobo. - Kit segura suas mãos tentando impedi-la de bater nele.

—Para, ela não me quer e eu não te quero, mas isso não significa que me casarei com você, pois eu nunca irei matar o que sinto por ela.

 

Rose se afasta chorando e continuou a caminhar pela sala enlaçando os braços na altura do peito como para livrar-se da situação e da dor que sentia.

Kit a olha e diz:

—Não posso lhe dar nada além do que já tivemos durante estes tempos que ficamos juntos. Eu tentei te amar e acho que estive apaixonado por você, mas não sinto mais nada por você, vejo você como uma amiga e eu poderia me casar confiando na nossa amizade, mas isso não seria justo com você, pois sei que você me ama. Eu preciso ir, Rose. – Kit se dirige à porta.

Rose o ver partir e diz aos prantos:

— Eu te amo tanto que não te prenderei a mim.

 

Kit entra no quarto e vai ao closet e começa a arrumar suas coisas numa mala, Rose surge atrás dele, ele a ver com o rosto vermelho pelo choro, vai até ela e a abraça dizendo:

— Isso será melhor para você. Quem sabe você encontra alguém que te ame como você merece. - Kit beija a testa dela e a solta, fecha a mala e sai do quarto indo embora.

 

Na sua casa Emilia acorda assustada no meio de um pesadelo em que estava sendo acusada de falsidade por Rose, levantou e sentou-se na cama, e respirou fundo, estendeu a mão a mesinha ao lado da cama e pegou o celular, olhou a hora e constatou que dormiu pouquíssimo, pois ainda passava da meia noite. Tentou dormir novamente, mas não conseguiu ficou na cama, com o olhar fixo no teto e imagens da sua conversa com Kit passavam em sua cabeça. Lembrou-se dele implorando para ela ficar com ele e uma lágrima rolou em seu rosto ao lembrar que o dispensou e que praticamente o expulsara de seu quarto. Xingou-o baixinho de imbecil por tê-la colocado nessa situação, seria mais fácil se ele nunca a tivesse beijado naquela cena, se nunca tivesse ido atrás dela e a tomado nos braços com beijos verdadeiramente apaixonados, e agora ela estava com o coração quebrado, pois nunca trairá a amiga para ficar com ele, mesmo ele a querendo.

Levantou-se da cama, saiu do quarto, desceu a escada sem fazer barulho e se dirigiu a cozinha, estava com fome, mas sentia-se enjoada e triste, abriu a geladeira pegou o leite e o esquentou, lembrou que sua avó sempre dizia que um bom leite quente era bom para fazer dormir tranquilamente. Após tomar o leite voltou ao quarto e deitou-se, dormiu, mas o sonho mais uma vez não foi tranquilo, sonhou com Kit a beijando e tomando-a nos braços dizendo que a amava. Acordou com seu celular despertando...

Kit havia passado a noite em um hotel no centro da cidade, mas infelizmente não conseguiu dormir pensando em Emilia, ele passou a noite andando pelo quarto com o copo sempre cheio de Whisky, já era difícil não pensar antes de prova-la, agora era impossível esquece-la, e a forma como ela reagiu ao seu beijo.

— Ela vai ter que ficar comigo, ela também precisa de mim, eu tenho certeza. Disse Kit em voz alta como se estivesse falando com alguém.

..........................................................................................................................................................................


Notas Finais


E aí, gostaram da atitude do Kit?
prometo postar o próximo capítulo, logo, logo, pois estou em divida com vocês.
Bjos!!!

Amei as fotos de Emilia e Kit em Belfast...amiguinhos que viajam juntos, kkkk, até parece.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...