História Panic! In My Heart - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Seventeen
Personagens Boo Seungkwan, Hansol "Vernon" Chwe, Hong Jisoo "Joshua", Jeon Wonwoo, Junghan "Jeonghan", Kim Mingyu, Lee Chan "Dino", Lee Jihun "Woozi", Lee Seokmin "DK", Personagens Originais, Seungcheol "S.Coups", Soonyoung "Hoshi", Wen Junhui "JUN", Xu Ming Hao "THE8"
Tags Abo, Boonon, Chanseok, Hozi, Jeongcheol, Jeongcheolsoo, Jihan, Jihancheol, Jiseok, Junhao, Meanie, Seokchan, Seoksoo, Seventeen, Soonhoon, Verkwan
Visualizações 175
Palavras 2.096
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


EU NÃO ME SEGUREI, ME DESCULPEM AAAAAAAAAAAAAAAAA

Caso vocês queiram, vou explicar o que cada um é aqui::

ALFAS:: Mingyu, Hoshi, Seungcheol, Junhui
ÔMEGAS:: Wonwoo, Minghao, Jeonghan, Joshua
BETAS:: Vernon, Seungkwan (não me matem), Jihoon - até agora

E SEOKCHAN....... me ajudem jskshsksj não tenho a menor ideia ainda


Colegas de quarto:

Jihoon – Mingyu
Seungcheol – Jeonghan
Seokmin – Jisoo
Soonyoung – Wonwoo
Chan – Hansol
Seungkwan – Minghao
Jun – ninguém importante



não corrigi completamente
perdoem os erros ♡

Capítulo 1 - Matando a saudade


O dia tinha começado frio e nublado, assim como as manhãs de fins de outono deveriam ser. Os portões da escola nunca receberam tantos estudantes quanto naquele dia de volta às aulas, em parte por causa dos intercambistas de meio semestre. Carros iam e vinham na rua que ficava silenciosa quase o ano inteiro, deixando os adolescentes na frente do internato onde estudariam até o último ano de escola.

Um estudante caminhava igualmente a todos os outros, sendo espremido pelos braços e mochilas tentando chegar à cafeteria. Finalmente teria seu café quentinho em mãos, e aí sim poderia começar a manhã daquele sábado. Então, arrumaria suas coisas no dormitório e se encontraria com seus amigos à tarde.

Chegando na cafeteria, reconheceu os dois nadadores com quem conversava desde o primeiro ano no internato. Mingyu e Wonwoo encontravam-se de pé no balcão, pegando seus copos.

- Jihoon – Wonwoo sorriu quando viu o mais velho se aproximar. – Como foram as férias?

- Boas – respondeu sem emoção. Pediu seu americano e apoiou o braço no balcão, quase não conseguindo ver o outro lado. – E as de vocês?

- Boas também – o mais alto respondeu. – Quer ir com a gente até as quadras? Pra esperar o pessoal.

- Vou largar minhas coisas e já vou – o menor pegou seu café e se despediu.

Cruzou o campus até a última – e mais antiga – construção da propriedade, passando pelo prédio principal e o campo de futebol, o ginásio e a área das piscinas. Subiu até o terceiro e último andar do edifício e dobrou à direita no corredor, abrindo a porta do seu quarto.

A mala de Mingyu já estava em cima da cama da esquerda e uma mochila jogada no chão. Jihoon colocou sua bolsa em cima do colchão sem nenhum lençol e abriu o armário, olhando as poucas roupas que tinha deixado ali. Acabou o café num gole final e jogou o copo no lixo. Pegou-as e colocou nos braços, descendo até o primeiro andar e entrando na lavanderia lotada de estudantes que provavelmente também tinham feito a mesma coisa.

O loiro procurou por pelo menos uma máquina de lavar vazia, mas todas pareciam estar sendo usadas.

- Jihoon – se virou e encontrou um garoto de cabelos negros acenando. – Quer colocar suas roupas aqui?

Quase não o reconheceria se não fosse pelo sorrisinho que escondia o lábio superior. Soonyoung tinha pintado o cabelo, e estava mais bonito do que nunca, mas o Lee não admitiria isso para si mesmo de jeito nenhum.

- Tudo bem – rejeitou a ajuda do outro. A última coisa que queria fazer ali era misturar suas roupas com as do moreno.

Mesmo assim, Soonyoung pegou as peças de seus braços e as enfiou na máquina, fechando-a e apertando o botão. Jihoon ficou sem palavras, e observou que o Kwon tinha voltado do recesso mais convencido do que antes... e não tinha gostado nadinha.

- Amigos servem pra isso – guardou a cesta vazia junto com as outras e deu um tapinha nas costas de Jihoon. – Vai pra quadra?

- Depois – mentiu. – Pode ir que eu já te encontro lá.

- Até, então – Soonyoung sorriu, gentil, e saiu da lavanderia.

O loiro respirou fundo e contou até trinta pra poder sair dali. Abriu a porta do prédio e uma rajada de vento o fez se encolher. Enquanto caminhava, se deu conta de que nem o tempo ruim fazia os estudantes irem para os dormitórios. Vários grupos sentavam em rodas no campo de futebol ou nas arquibancadas, outros caminhavam pela pista em volta para se aquecerem.

Jihoon caminhou até as quadras atrás do ginásio e avistou poucas pessoas, inclusive seus amigos. Se aproximou do meio da quadra de basquete e sentou do lado de Mingyu e Hansol.


Não muito longe dali, um garoto achava que poderia desmaiar de nervosismo a cada passo que dava em direção ao campo de beisebol. A essa hora, no semestre passado, um jogador estaria rebatendo a bola que seu colega lhe jogava, e o garoto estaria observando-o das arquibancadas. Esperava que pudesse fazer a mesma coisa hoje.

Seu maior medo era de que o tal jogador tivesse acabado o intercâmbio e voltado para a China. E, se isso tiver acontecido, Xu Minghao teria sido um idiota. Porque, durante os cinco meses que se passaram, ele não fez nada a não ser assistir a seus treinos.

Quando conseguiu ter uma visão mais nítida do campo, distinguiu duas figuras distantes treinando. E sim, era ele. Wen Junhui rebatia todas as bolas, sem exceção, e fazia todas aquelas poses bonitas que se vê em filme. Minghao sentou na arquibancada com o coração acelerado, feliz por encontrar o outro chinês ali. Ao contrário dele, morava na Coréia. E sabia que qualquer relacionamento com Wen Junhui não daria certo.

Só não sabia que, durante aqueles cinco meses passados, não fora o único que percebera o outro.

Porém, naquele momento, Jun não se concentrava em mais nada a não ser seu taco e as bolas que seu colega arremessava. Tentava se desestressar; suas férias não foram nada tranquilas. A situação com a família piorava gradativamente, e agora o único lugar para o qual não gostaria de ir era a China.


Na quadra de basquete, os cinco amigos conversavam sobre assuntos aleatórios matando o tempo até a hora do almoço. Mingyu e Wonwoo contaram sobre o campeonato internacional que participaram, Hansol disse como foi bom visitar sua família nos Estados Unidos e Soonyoung disse que não fez nada a não ser jogar basquete com seus irmãos. E Jihoon... bom, Jihoon não tinha nada pra falar.

Então, uma figura sorridente tapou os olhos de Vernon, e seu coração acelerou na hora. Sem nem precisar adivinhar, tirou as mãos do namorado do rosto e sorriu. Seungkwan se virou e tascou-lhe um beijo de tirar o fôlego, o suficiente para matar a saudade – por enquanto, porque o Boo sabia que teriam tempo mais tarde.

- Bom dia também, Seungkwan – Wonwoo comentou enquanto os dois se separavam e Jihoon abria um lugar para o loiro sentar-se.

- Bom dia, galera – ele disse, entrelaçando os dedos com o namorado. – As férias foram boas?

Mingyu fez que sim com a cabeça e perguntou como foram as do recém-chegado.

- Maravilhosas – disse, ganhando beijinhos de Hansol na bochecha. Se virou para Jihoon e segurou seu pulso. – Jihoonie! E as suas?

- Normais – deu de ombros.

Seungkwan se aproximou da orelha do hyung, malicioso, e cochichou:

- Encontrou outro beta?

Se estivesse com seu café agora, teria engasgado legal.

- Claro que não – continuou com seu tom sério – E eu não vou ser um beta pra sempre.

- Como não? – foi a vez de Soonyoung falar – Uma fada madrinha vai te transformar num ômega de um dia pro outro?

- Quem disse que eu vou ser um ômega? – o Lee começou a se irritar. Soonyoung não deveria ter se metido na conversa.

- Você não tem cara de-

- CHEGUEI, BABYS! – uma voz interromopeu a breve discussão. Os meninos sentados se viraram para encontrar um Jeonghan esbanjando glamour com suas roupas de grife e sacolas aos montes. O que mais impressionou os sete foi que seu cabelo comprido estava agora na altura das orelhas, uma mudança radical na sua aparência. – Resolvi dar o presentinho de vocês antes de ir pro dormitório!

- Hannie! – Seungkwan se levantou e abraçou o amigo, o ajudando com os pacotes.

Os dois se sentaram de novo no chão e o mais velho começou a jogar as sacolas nos respectivos colos.

- Eu gostaria que vocês abrissem quando estivessem nos dormitórios – pediu.

- Beleza – Wonwoo deu uma espiada dentro da sacola, mas foi parado por Mingyu. Os dois começaram a cochichar baixinho sobre o que achavam que cada um tinha ganhado.

- E as férias? – Jeonghan continuou, tomando um lugar. – Pegaram bastante sol? Compraram bastante bobagem? Encontraram sua alma-gêmea? – essa pergunta tinha sido especialmente direcionada a Jihoon, que revirou os olhos.

- O Jihoon nem se deu o trabalho de procurar uma – Soonyoung provocou, sendo fuzilado pelo loirinho.

- Poooxa, Jihoonie, você bem que podia ter arranjado um beta pra nos mostrar, né? – fez um beiço falso e olhou para o alfa do lado oposto – E tu também, Kwon, cadê teu ômega?

Jihoon queria agradecer Jeonghan com todas as suas forças, porque a expressão que o moreno fez fora impagável.

- Ainda não encontrei a pessoa certa – Soonyoung encarou o Lee, feliz por ter convencido o amigo.

Cansado da conversa, Jihoon se levantou com a sacola e saiu andando inexpressivo para longe dali.

- Querem sair hoje? – Hansol perguntou, praticamente grudado no Boo – que resmungou quando ouviu o convite.

Quase todos concordaram, criando um chat em grupo e adicionando os que não estavam presentes ali.

- Jeonghan – Wonwoo chamou-o. – Já falou com o Coups?

- Nope – respondeu. – Eu ia ver ele no dormitório agora, então... se vocês não se importam, vou pro quarto arrumar minhas coisas e já volto – o Yoon avisou, e saiu com sua mala em direção ao prédio.

Caminhou por entre as dezenas de estudantes e entrou no prédio, dobrando logo à esquerda do andar térreo e colocando a chave na fechadura. Abriu a porta segurando o sorriso; estava louco pra ver seu... amigo? Ainda podiam ser chamados assim?

Quando conseguiu adentrar o quarto e dar uma boa olhada nele, não teve forças o suficiente para sustentar a sacola restante em seus dedos. O que estava dentro do pacote quebrou, a porta se fechou e o que estava em cima de Seungcheol deu um grito de susto.

Yoon Jeonghan não saberia descrever o que acabava de ver, se não fosse por uma única frase: um garoto desconhecido, completamente suado, nu e escondido debaixo do cobertor junto com um Seungcheol vermelho e ofegante de olhos arregalados.

Os três ficaram sem dizer uma palavra por um momento, então o Yoon resolveu largar a mala ali na entrada mesmo e se virou para abrir a porta. Esperou qualquer frase de Coups, mas não ouvia nada a não ser suas respirações e o edredom se mexendo. Abriu a porta com certa violência e foi-se embora, entrando no banheiro e se trancando na última cabine.

E então se permitiu chorar.


- Vernonie, já tá pronto? – Seungkwan perguntou pro namorado que ainda não tinha saído do banheiro. Desligou a luz e sentou na ponta de sua cama, esperando pelo outro.

- Kwannie – Vernon saiu do banheiro com uma camiseta diferente em cada mão. Uma delas tinha sido o tal do presente de Jeonghan. – Qual?

- Aquela – o loiro apontou para a direita, logo pegando a peça e ajudando o namorado a se vestir. Sorriu com o resultado final. – Mais sexy do que nunca.

- Só porque você não me viu por duas semanas, tá tendo impressões erradas – Hansol justificou, passando seus braços pela cintura de Seungkwan. Este levou suas mãos à nuca do outro, aproximou seu rosto e, sem esperar mais, colou seus lábios nos dele com desejo. Tinha sentido tanto a falta do outro que não sabia explicar; temia que aquele beijo não fosse o suficiente para matar a saudade.

Hansol podia abraçar Seungkwan para sempre. Seu coração doía só de pensar em passar mais tempo longe dele, por isso o apertou ainda mais contra si e o pressionou contra a parede do quarto com um baque e uma exclamação surpresa do mesmo.

Sentindo o ar faltar, se separaram minimamente e apenas roçaram os lábios um no outro, tentando controlar as respirações aceleradas. As mãos de Seungkwan acariciavam os fios de cabelo curtinhos na nuca de Hansol.

- Seungkwan – o mais novo disse, com o coração ameaçando sair pela boca de tanto nervosismo. – Eu-

- Seungkwan, tá aí? – uma voz do lado de fora deu um susto nos dois, que se soltaram assim que a luz foi acesa e Minghao adentrou o quarto com as malas nas mãos e um sorriso estampado no rosto. – Ele não foi embora, Seungkwannie!

- Ele quem? – Vernon, ainda meio envergonhado, coçou a cabeça e ajeitou a roupa.

- Um chinês intercambista – seu namorado respondeu. – Parece que o Minghao tá tendo uma quedinha por ele.

- Vou trocar de roupa e encontrar vocês lá embaixo, ok? – o chinês corou e largou as malas em cima da sua cama. O casal assentiu e o deixou sozinho no quarto. Sem nem abrir a bagagem, Minghao tirou os sapatos e se deitou na sua cama, olhando pro nada. Por que estava se sentindo tão feliz? Por que seu coração batia tão forte e por que a imagem de Jun não saía de sua cabeça?




Certeza que era amor.





Notas Finais


Não me matem se eu estraguei jihancheol ><

O que vocês acharam do hansol e do kwannie sendo betas? Foi muito bom escrever verkwan como betas, aaaaaaaaa ♡

Vou postar antes que eu desista.... espero que tenham gostado!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...