História Panico - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf
Tags Sterek
Visualizações 200
Palavras 2.484
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá pessoinhas! Desculpem a mega demora
Esse capítulo não esta me agrandando serio kkkk, mas, chega de enrolar vcs.
Espero que gostem bjs.
<3 <3

Capítulo 2 - Hale


A vida é modificativa, primeiro porque as pessoas mudam, o tempo muda, seus objetivos, preceitos, certezas e vontades. Tudo muda, seja ao longo dos anos, seja do dia para noite, ou quem sabe no momento em que você expulsa dois garotos de dentro do terreno de sua família.

Para Derek tudo havia mudado e não poderia ser mais perfeito. 

O quarto estava parcialmente iluminado, o sol entrava pela janela livre das cortinas clareando o local. Na cama o copo esguio do marido descansava junto a dois outros corpos pequenos, Stiles nunca havia perdido o habito de dormir de formas estranhas. O edredom que devia estar cobrindo os três garotos na cama estava servindo de travesseiro para o quadril do castanho, Stiles dormia de barriga pra baixo as pernas levemente separadas deixando a bunda roliça empinada, a bochecha amassada contra o colchão e os fios castanhos perfeitamente desalinhados, no corpo uma camiseta azul grade de mais por pertencer a Derek e uma box preta com o elástico enfeitado de morcegos amarelos.  Ao seu lado os gêmeos, o pijama azul possuía o escudo do capitão América na camiseta e Derek sempre ria do gosto pra roupas do marido. Alec o mais velho dormia atravessado na cama, a cabeça apoiada nas costas do pai e abraçado ao travesseiro. Alex ressonava calmo deitado no travesseiro que o irmão abraçava, a barriga contra o colchão e um bico nos lábios devido a posição.

Os meninos eram idênticos, os fios negros de Derek a pele pálida e decorada de pintinhas de Stiles e os olhos em uma mistura perfeita de ambos, o tom acinzentado dos olhos dos gêmeos lembrava o céu nublado, e Derek se pegava sorrindo toda vez que Alec franzia o cenho e revirava os olhos, eram uma mistura dos pais em personalidade, sarcásticos e muito inteligentes para a idade, protetores e sérios de mais pra duas crianças.

Derek caminhou ate a cama se sentando na beirada, o colchão afundou com o peso e os três meninos apenas se mexeram, Stiles murmurou “lobão” esticando o braço e procurando por Derek. O lobo riu e se abaixou, um sorriso travesso nos lábios. Com o rosto frente ao de Stiles, Derek pôs a língua pra fora lambendo da boca a testa do mais novo.

_Der..uhn...seu cachorro mal...

Stiles murmurou ainda de olhos fechados. Derek bufou risonho repetindo o ato dessa vez deixando a bochecha e o nariz do castanho molhados.

_Argh. Der!! Não acredito.

Stiles abriu os olhos crente que encontraria o lobo negro, porém a risada do mais velho preencheu o cômodo o impedindo de soltar um “pulguento”.

_Bom dia Sti.

O sorriso no rosto do moreno desarmava o castanho completamente, a marca em seu pescoço formigava num calor gostoso, era puro e tão certo estarem ali que não conseguia se imaginar em outro lugar que não fosse na enorme mansão em meio a reserva cercado por lobisomens.

_Bom dia Der.

O selinho finalizou o cumprimento e o sorriso cumplice era mais uma prova de que todas as batalhas enfrentadas valeram a pena.

//

_Doutor?

A enfermeira chamou baixo parada na porta do consultório, o moreno acenou permitindo que a mesma entrasse.

_o prontuário que o senhor pediu.

A loira sorriu mordendo o lábio. Qualquer um que assistisse a cena notaria que a mulher se jogava pra cima do medico, o homem, entretanto parecia não notar, o que era uma mentira ele apenas evitava problemas ignorando as investidas da mais nova.

_Obrigada Cecilia.

Agradeceu ainda focado nos papeis a sua frente, desviou o olhar ao relógio mordendo o interior da bochecha, tinha meia hora. Um cheiro familiar chamou atenção do medico, seu lobo ronronou e um sorriso escapou de si. Fixou o olhar na porta se esquecendo que a mulher continuava parada em frente a sua mesa.

_Sabe, o senhor vai sair em alguns minutos podíamos tomar um caf

_Desculpe querida, ele tem compromisso.

A voz tão conhecida soou com todo o tom de alerta possível, ele era ciumento afinal. O jeans justo a camisa branca, sapatos incrivelmente lustrados e o distintivo preso no passador do sinto. Derek sentia o cheiro da pólvora da pistola presa no coldre na lateral direita do quadril do mais novo, sentia o cheiro leve de formol que indicava onde o marido esteve, era o trabalho dele afinal.

_Detetive Hale.

Cumprimentou serio, se recostando na cadeira.

Stiles sorriu de canto apreciando a vista. Foi uma surpresa descobrir que Derek era formado em medicina, mas ele incentivou o mais velho a voltar à profissão e Derek gostou do apoio e mais ainda de voltar a fazer algo que amava, além do mais Stiles nunca deixava de dizer o quão gostoso ele ficava de jaleco.

_Doutor Hale.

A loira franziu o cenho e Stiles sorriu de verdade. Era um acordo mutuo não usar aliança, Stiles era detetive e não seria bom deixar a mostra à existência de uma família, e Derek era um lobo, sua aliança era a marca de suas presas na pele clara do castanho assim como na sua própria, perto da nuca a cicatriz que ligava ambos, que evidenciava que o humano pertencia ao lobo e o lobo pertencia ao humano.

_Não estou atrasado oficial, então, a que devo a visita?

Apesar do tom de brincadeira a pergunta era seria, ainda tinha alguns minutos e ele havia ficado de ir buscar Stiles na delegacia.

_Não posso ter terminado meu serviço mais cedo e aproveitado pra ver meu marido trabalhando?

A sobrancelha arqueada o sorriso presunçoso nos lábios e um ar desafiador que Derek sabia ser direcionado a enfermeira. A mulher o olhou espantada e o lobo quase riu.

_É um direito seu baby.

Comentou apanhando alguns dos papéis da mesa se levantando em seguida, passou pela mulher ainda assustada e roubou um selinho do mais novo.

_Tenho que ir a UTI deixar o relatório cinco minutos e nos saímos.

Stiles assentiu beijando o pescoço do mais velho, caminhou até a mesa antes ocupada se sentando displicentemente sobre a mesma, acompanhou com o olhar Derek sair da sala e só então endureceu o olhar voltando sua atenção a mulher.

_Sabe, dar em cima de homem casado é feio menina.

A loira gelou, todos conheciam o homem na sala, Stiles tinha fama, o melhor detetive do estado e na lista dos melhores do pais. Serio, frio e audacioso, filho do xerife aposentado e morador da reserva de Becon um lugar que os moradores evitavam a odo custo.

_E-eu na-o sabia, descul

_Tome mais cuidado garota. Ele tem dono.

A menina concordou correndo da sala e Stiles sorriu largo.

//

Era raro ver os dois juntos assim. Derek dividia seu tempo entre o hospital e a alcateia assim como Stiles que vivia entre a delegacia a casa do pai e a reserva, era difícil ter os dois no mesmo local que não fosse a mansão.

Jaqueta de couro, óculos escuro, calça apertada e coturno, era Derek afinal. O moreno estava escorado no camaro, a perna direita apoiada no pneu do carro e Stiles sentado no capo com o queixo em seu ombro, a conversa fluía naturalmente e Derek ria vez ou outra dos cochichos das mães pelo local.

Mesmo em meio a bagunça Derek sentia o cheiro dos filhos. Os gêmeos chamavam atenção não só pela aparência como pelo estilo, uma mistura bad boy nerd que ficava perfeita em ambos.

Alec estava de jeans preto, all Star cano médio também preto, camiseta branca do uniforme e uma jaqueta jeans azul com rasgados estratégicos. Os óculos azuis eram puro charme, mas o garoto amava o assessório.

Alex usava o mesmo jeans negro, all star cano baixo azul, camiseta do uniforme e uma camisa xadrez em dois tons de azul dobrada ate os cotovelos. No pulso um misto de prata e couro que o menino usava sempre.

Um sorriso largo deixou os meninos ainda mais chamativos, ambos possuíam covinhas.

_Papai,Tato!

Gritaram juntos correndo. Derek se abaixou e Stiles imitou o gesto, os garotos não perderam tempo e se jogaram nos pais em meio a risadas.

//

_Não, homem de ferro é melhor. O Batman parece um mosquito gigante.

Alex rebateu rindo da cara do irmão e do pai.

_esse é meu garoto.

Derek acompanhou a risada do mais novo enquanto via Stiles lutar contra o riso.

_Batman é melhor, ele superou os traumas da infância dele e se tornou um super herói.

As discussões eram rotineiras e nunca menos divertidas, claro que Derek e Stiles apenas apresentavam fatos e apoiavam os filhos até os garotos chegarem em um acordo.

_E ele tem uma moto.

Alec completou.

_Tony tem uma coleção de carros.

_E foi pro buraco de minhoca.

Alex afirmou.

_meninos deixem os amadores e sigam o mestre, Capitão.

Isac entrou na cozinha apontando para a camiseta preta com a sombra do capitão segurando o escudo em branco.

A briga teve fim ali, os meninos engataram em uma conversa animada sobre como Steve eram incrível enquanto os adultos riam concordando com tudo que eles alegavam.

_D tem como me buscar semana que vem?

Isaac era o mais velho dos filhos, na concepção de Stiles e Derek, o menino de cachos loiros tinha a mesma idade de Stiles e mesmo assim o tratava como um pai, eles eram uma família grande, mista e barulhenta.

_Claro filhote.

//

_Derek Hale me põe no chão!

Stiles gargalhava enquanto tentava a todo custo descer do ombro do marido. A brincadeira começou quando os gêmeos os chamaram pra brincar de pique, de uma hora pra outra estavam descendo pro lago perto da mansão e Derek estava carregando o mais novo em direção a agua.

_Derek deixa o Sti!

Scott riu da situação do amigo. Era um sábado qualquer onde a alcateia se reunia. Estavam “todos” ali, Lydia e a barriga de seis meses da pequena Lara, Scott com Kira e Andrew o garotinho de quatro anos e olhos puxados, Isaac e Liam que de alguma forma acabaram namorando, Malia e Peter que conseguiram recuperar um pouquinho do tempo perdido, John e Melissa que estavam casados há dois anos e Parrish marido da ruiva e o xerife atual de Becon.

Alec e Alex rolavam de tanto rir do desespero do pai, e mesmo indignado Stiles não conseguia não rir, sua família estava ali, seus meninos estavam com dez anos e mais parecido com Derek que nunca, sempre com aquela pose de alfa.

A mudança de temperatura fez o mais novo soltar um grito.

_Der! Malvado!! Socorro!!!

John revirou os olhos para barulheira do filho continuando a conversa com Parrish.

_Deixe de escândalo sti.

Lydia como sempre um posso de delicadeza. Kira sorriu ainda conversando com Melissa.

Scott continuava parado com And no colo, mesmo pedindo a Derek para largar o irmão, e Stiles se lembraria disso depois. Liam e Isaac discutiam com Peter e Malia sobre o ultimo jogo, e doa a quem doer Peter tinha bons argumentos.

Stiles agarrou o pulso do moreno o puxando da forma que pode, o alfa rosnou antes de cair na água.

Definitivamente uma família grande e barulhenta.

//

_Alex você tem que contar!

_me recuso!

_Ale!

_Não!

_é seu Matte!

Era o ultimo argumento.

_é o namorado do meu melhor amigo!

Haviam lugares para se ter uma discussão daquelas, o vestiário da escola não era um deles. Alec havia posto o irmão contra a parede, Alex estava rosnando pra deus e o mundo graças ao namoro de Lucian com o melhor amigo deles Kris. A verdade é que Lucian e Alec sempre foram muito apegados um ao outro, Alec tratava o mais novo como se pudesse quebra-lo, quando a notícia do namoro veio a tona o lobo de Alec resolveu se mostrar, Alex viu o olhar cinza adquirir um tom dourado e teve a confirmação, Lucian era o matte do irmão.

_Philllipe Alec você vai contar ou eu conto pra Clary!

Ameaça? Talvez, eram assim que funcionavam melhor, sobre pressão.

_Samuel...Não ouse...

Alec rosnou chegando mais perto do irmão.

_conte.

_não.

Os olhos dourados tomaram as ires cinzas, eles sempre acabam uma discussão assim, rosnados e pontapés.

_é seu matte Lipe.

Doía, doía em Alec por não ter seu matte, doía em Alex por doer no irmão.

_eu não posso Sam.

Suspirou um murro certeiro no metal do armário, um estrondo alto o suficiente pra fazer o loirinho parado no corredor correr para o vestiário.

_só conte a ele Lipe, somos amigos mas eu não posso deixar meu irmão assim, Kris vai ter que entender.

_entender oque? que nos somos lobisomens e que o namorado dele é literalmente a alma gêmea do meu lob.

O cheiro que tanto amava o acertou em cheio, chocolate, brisa e surpresa. Os irmãos olharam para a porta assustados.

_tantaram agora ferrou.

Alex cantarolou recuando alguns passos, Alec o olhava como se realmente pudesse lhe bater.

_Lucy oque voc

_tudo.

Lucian sabia, sabia sobre o que os irmãos eram desde sempre, desde o dia em que se perdeu na floresta da reserva e um lobo de pelos negros o achou, a pulseira quase camuflada na pata do animal o entregou horas depois quando ele foi deixado do lado de fora da mansão e o lobo sumiu. O garoto que saiu da casa  acompanhado por dois adultos usava a mesma pulseira.

_Lucy

_porque não me contou?

_eu não podia Lucy.

Alex olhou do irmão ao futuro cunhado e riu se sentando, não perderia aquilo por nada.

_eu vou te bater Alec.

Lucian avisou caminhando ate o lobo, o tapa veio certeiro na bochecha esquerda, a pele clara ficando vermelha em seguida. O lobo rosnou baixinho e Lucian o olhou irritado.

_não rosne pra mim Phillipe.

Alex gargalhou.

_isso aí Lucy põe ele no lugar.

Lucian não conseguiu evitar o sorriso, Alex era inconveniente. 

_desculpe.

_me de um bom motivo.

_eu não podia te tirar do Kris, eu precisei que vocês começassem a namorar pra notar que você era meu matte Lucy, eu não podia fazer isso.

Argumentou de cabeça baixa, ele sabia que o dourado ainda estava ali, e mesmo que Lucian já tivesse visto ele não gostava.

_você estava acostumado a me ter por perto.

_não é justificável.

_Alec olha pra mim.

Pediu baixinho, o tom quase choroso, sabia que o outro não resistiria. Quando o dourado encontrou o verde o lobo ronronou calmo, duas malditas semanas longe de seu matte, longe do olhar esmeralda que o acalmava.

_eu te amo Alec.

O mundo de Alec rodou um pouquinho e ele poderia jurar que água da escola possuía álcool porque ele se sentia bêbado. 

_como...?

Não era uma pergunta verídica. Lucyan sorriu puxando o maior pelo colar.

_Eu te amo Phillipe Alec Hale.

Alec aproveitou a proximidade para beijar Lucian, as mãos na cintura do menor e um selar simples. Alex sorriu murmurando um: Já era hora.

Talvez ele perdesse um amigo, mas nada o faria largar o menino em seus braços.

 


Notas Finais


Acabou....sem choro.
Eu realmente queria trabalhar em algo maior, mas o tempo anda corrido pra caramba. Espero que vocês tenham gostado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...