História Pânico no Bairro do Limoeiro - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Turma da Mônica Jovem
Personagens Cascão, Cebola, Magali, Mônica
Tags Assassinatos, Bairro, Cascao, Cebola, Limoeiro, Magali, Monica, Serial Killer
Exibições 46
Palavras 1.872
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Mistério, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Finalmente depois de um breve hiato, voltei com o capítulo final da história iniciada a basicamente 1 ano atras

Então se você que acompanhou até agora, curta o desfecho final, que eu gostei muito de escrever, e se gostar deixe seu comentário e favorite a história

=)

Capítulo 23 - Não Adentre a Boa Noite


Fanfic / Fanfiction Pânico no Bairro do Limoeiro - Capítulo 23 - Não Adentre a Boa Noite


       CAPÍTULO 23 : NÃO ADENTRE A BOA NOITE


   Então alguns policiais retiram a força Cascão e Mônica de perto, uma ambulância chega, e depressa vários paramédicos adentram a residencia e começam a prestar os primeiros socorros em Cebola ainda caído no chão.
   Alguns paramédicos também socorrem Denise que estava ferida em consequência da luta contra Mônica, e Cascão que havia levado uma facada na perna
   - Ele vai ficar bem ? - pergunta Mônica chorando a um dos paramédicos ali presentes
   - Estamos tentando conter primeiro a hemorragia, somente ai poderemos dar uma avaliação geral sobre o estado dele - respondeu o atendente
   - Eu não entendo nada disso, o que significa ? - pergunta Cascão ali igualmente angustiado
   - Temos que ver se ele vai aguentar chegar ate o hospital - diz o mesmo
   Depois de ser atendido, Cascão estava tentando consolar Mônica, quando os policiais que já haviam prestado os primeiros socorros em Denise a algemam e começam a leva-la para a viatura, quando Denise começa a gritar
   - Eu venci, vocês perderam, já consegui tudo que eu queria, eu venci - continua gritando Denise em um estado de loucura
   A ambulância se prepara para levar Cebola para o hospital, quando Mônica e Cascão entram no veiculo para ir junto, um policial fala
   - Eu preciso que vocês fiquem aqui, tenho que pegar o depoimento de vocês sobre tudo que aconteceu aqui
   - Agora não, eu preciso acompanhar ele, tenho que saber como ele esta - diz Mônica chorando
   - Temos que ir junto, temos que saber como o Cebola esta - diz Cascão
   - Desculpe, não ha nada que vocês possam fazer, tem que ficar aqui - responde o policial
  
    Neste momento a ambulância parte levando Cebola, enquanto simultaneamente, vários repórteres começam a cercar a area, e começam a encher Mônica e Cascão de perguntas
   - Moça,o que aconteceu aqui ?
   - Como vocês conseguiram escapar do assassino ?
   - Ei rapaz, como descobriram a identidade do mascarado ?
   - Vocês são heróis, como se sentem com tudo isso ?

   Os jornalistas continuam com as perguntas, quando Mônica aos prantos diz :
   - Tudo isso foi graças ao Cebola, ele que salvou a todos - responde a garota
   Então os policiais interferem, os afastando de lá, e levam Mônica e Cascão para a viatura em direção a delegacia
   Depois de passar a noite toda na delegacia prestando depoimento na delegacia, Mônica e cascão acompanhados dos seus pais respectivamente, vão ao hospital que Cebola esta, chegando lá, na sala de espera, eles encontram os pais do garoto, bastante emocionados, juntamente com Magali que havia tido alta, e alguns amigos do colégio
   - E Então como ele esta ? - pergunta Mônica angustiada
   - Eles ainda não informaram nada, nem para os pais dele - diz Magali bastante abalada
   - Ele passou a noite toda aqui e não teve nenhuma noticia - pergunta Cascão
   - Não nenhuma - responde a menina
   Mais algumas horas se passam, todos ali esperavam bastante ansiosos por alguma noticia, quando depois de algum tempo, um médico aparece
   - Então Doutor, como esta nosso filho ? - perguntam os pais do Cebola
   - Ele vai ficar bem ? - pergunta Magali ?
   - O paciente Cebolacio teve uma grave ruptura devido ao golpe de faca sofrido, ele perdeu bastante sangue, e infelizmente, a lamina perfurou umas das artérias do coração
   - E o que tudo isso significa ? - pergunta Mônica 
   - Fizemos tudo que estavam ao nosso alcance - diz o médico
   - Não me diga que...... - diz Cascão
   - As noticias não são boas, vocês precisam ser fortes, o ferimento do paciente Cebolacio foi muito grave, temo que ele não aguente - diz o médico
   Todos ficam bastante abalados e em choque, a angustia toma conta do lugar
   - Onde esta meu filho ? - pergunta Dona Cebola desesperada ?
   - Ele esta consciente, mas bastante debilitado, a unica coisa que posso fazer agora e deixa-los vê-lo mais uma vez
   Então Os pais do Cebola, Maria Cebolinha, Mônica Magali e Cascão acompanham o médico, enquanto o resto ficam na sala
   Chegando lá, eles encontram Cebola deitado, ainda consciente
   - Sejam breves por favor - diz o Médico
   - Oh meu filho - diz Dona Cebola bastante emocionada
   - Não precisa chorar mão, esta tudo bem - diz Cebola com a voz muito fraca
   - os médicos disseram que vai ficar tudo bem - diz Seu Cebola numa tentativa de consolar o filho
   - Tudo bem pai, e serio não precisa disso, eu sei muito bem o que vai acontecer 
   Mônica, Magali e Cascão começam a chora, igualmente com os pais e a irmão do Cebola
   - E então, o que aconteceu com a Denise ? - pergunta Cebola
   - A Mônica venceu ela, ela conseguiu se soltar da cadeira, e conseguiu nocautear ela, foi incrível - diz Cascão   
   - Entendo, então nos vencemos, finalmente - diz Cebola sorridente
   - Você não pode ficar se esforçando, tem que descansar - diz Magali
   - Tudo bem Maga, tem uma coisa que preciso falar
   Todos ali presentes, se reúnem-se em volta do leito aonde Cebola estava
   - Pai, Mãe me desculpem por tudo, desculpe por não ser o filho que vocês merecem - diz Cebola
   - Não fala assim, você e o melhor filho que alguém poderia ter - responde Seu Cebola
   - Maria, desculpe por não ser um irmão mais atencioso, como eu queria ter brincado com você mais - diz o garoto
   - Ei sei que não brincamos muito, mas quando brincamos, você foi o melhor irmão do mundo - diz Maria Cebolinha chorando, enquanto abraça o irmão ali deitado
   Cebola olha para seus amigos, ali de frente dele e sorri
   - Eu estou tão orgulhoso de nos, conseguimos finalmente deter o assassino, eu sempre acreditei que poderiamos
   - Foi tudo graças a você e a seus planos infalíveis - diz Mônica
   - Foi você que nos guiou, para conseguir deter a Denise diz Cascão
   - Você cuidou da gente, sempre tentou nos proteger o máximo que podia - Diz Magali bastante emocionada
   - Não, tudo isso foi obra nossa, nos fizemos isso juntos - diz Cebola emocionado
   Todos ali estavam bastante emocionados e afetados com a situação
   - Cascão. agora seu dever e cuidar do nosso amigos do bairro, você tem que ser o escudo deles - diz Cebola
   - Porque você esta falando assim ? qual e careca, você vai ter que me ajudar nisso - diz Cascão chorando
   Cebola novamente, da um meio sorriso
   - Mônica, por anos eu tentei te derrotar para ser o dono da rua, mas somente há pouco eu percebi, você e a melhor pessoa para ser a dona da rua, você a líder do nosso grupo
   - Mas mesmo assim você nunca desistiu de tentar, você nunca teve medo de me enfrentar, e isso e o que eu sempre admirava em você - diz Mônica emocionada
   - Você foi meu grande amor,eu nunca vou te esquecer, então eu peço que você continue cuidando de todos
   - Não fala assim Cebola. você não vai desistir agora de tentar ser dono da rua né ? - diz Mônica chorando muito
   Então por fim, o garoto se vira para Magali
   - Você foi a maior surpresa que eu tive, eu nunca imaginaria que eu poderia encontrar alguém tão especial quanto você , estaria em uma amiga, bem ao meu lado - diz o garoto
   - Nos nos saímos muito bem não e ? nunca pensei que eu poderia gostar de alguém depois de tudo que aconteceu, e essa pessoa seria meu amigo que esteve comigo desde sempre - diz Magali bastante comovida
   - Como eu queria continuar essa jornada com vocês, mas não posso, vocês vão ter que seguir em frente, continuem sendo quem vocês são, as melhores pessoas do mundo
   - Não diz isso Cebola, você que nunca desistiu de nada, você vai sair dessa - Diz Mônica
   - A noite e mais clara pouco antes de amanhecer, e eu garanto já vai amanhecer - diz Cebola
   Então todos olham comovidos, e continuam a chorar copiosamente
   - Obrigado gente.........
   Então o aparelho que monitorava a frequência cardíaca de Cebola para dando aquele apito, os médicos vem imediatamente, Magali se debruça sobre o garoto chorando inconsolavelmente, igualmente a todos ali presentes.

                          PRISÃO FEMININA DE SEGURANÇA MÁXIMA

   Denise estava deitada em sua cela, quando uma dos guardas chega e anuncia :
   - Denise Creusa Maria, você tem visita
   A garoto se levanta e vai em direção as grades, quando se depara com Mônica ali parada a olhando
   - Ah e você, o que veio fazer aqui ? - pergunta Denise surpresa
   - Eu so vim ver o fim que você teve - diz a garota sem nenhuma reação
   - Fim ? isso e só o começo para mim, apesar de eu ter sido pega, eu agora sou famosa, todos da imprensa vão querer me entrevistar, eu vou ser famosa, e isso você nem nenhum de seus amigos vão conseguir mudar - diz Denise rindo
   Mônica da um meio sorriso irônico e logo fala 
   - Então você não sabe ? devido a seus crime você pegou prisão perpetua, mas como estamos no Brasil você vai ficara qui por 30 anos sem direito a condicional
   Denise ja de imediato para de sorrir e sua expressão facial muda para um estado de pânico
   - você vai ficar famosa sim, mas só vai poder dar suas entrevistas daqui a 30 anos no minimo - diz Mônica com um ar superior
   - Não isso e impossível, não pode ser, NÃOOOOOOOOOO !!!!! -  grita Denise inconformada
   
   Mônica vai embora sem olhar para trás, enquanto Denise grita desesperada


                              2 MESES DEPOIS

    
   Mônica, Magali e Cascão estavam parados na praça do Limoeiro conversando
   - Parece que as coisas estão começando a se acertar por aqui - diz Cascão
   - Isso e só o começo, varias feridas ainda estão abertas, mas as pessoas aqui do Bairro são fortes - diz Magali
   - Todos nos temos que ser, eu nunca vi eu todo esse tempo que vivi aqui no bairro, todo mundo se ajudando, essa tragedia uniu a todos, e mostrou o melhor lado de cada um no pior momento - diz Mônica
   - E como ele disse, esse e o amanhecer do bairro do limoeiro - diz Magali
   Todos os 3 ali bastante pensativos, quando Mônica fala
   - Bom, não podemos perder tempo, estão nos esperando no cinema - diz a garota
   - Qual e o preço de 4 ingresso mesmo ? eu estou meio quebrado - diz Cascão sorrindo
   Eles começam a rir, e vão andando até desaparecer no horizonte, tudo estava começando a se acertar, avida estava novamente tomando seu rumo, depois da escuridão que cercava a todos.


                       “Não adentre a boa noite apenas com ternura,
                        A velhice queima e clama ao cair do dia,
                        Fúria, fúria contra a luz que já não fulgura.
                        Embora os sábios, no fim da vida, saibam que é a treva que perdura,
                        Pois suas palavras não mais capturam a centelha tardia. 
                        Não adentre a boa noite apenas com ternura,
                        Fúria, fúria contra a luz que já não fulgura…” 







          O FIM ? ............................
 


Notas Finais


Bom, então e isso, 1 ano atras, quando eu ainda estava formulando esta fanfic na minha mente, eu ja sabia basicamente tudo que aconteceria, desde a identidade do assassino, ate o desfecho da história

Então me diga sua opinião sobre toda a história, para que possamos debater nos comentários

Eu me despeço aqui, até breve

=)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...