História Panther Claw - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Fairy Tail, Lobos, Magia, Mitologia, Panteras, Personagens Originais, Romance, Tragedia, Violencia
Visualizações 8
Palavras 933
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Magia, Romance e Novela, Saga, Shounen, Violência
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpe a demora galeru,eu escrevi esse capítulo na pressa \('~'Г) Deu um bloqueio criativo e eu não sabia o q fazer com o Hyo,espero q gostem :'3

Capítulo 2 - Missão especial


(...)

Chegamos em paz. O caminho foi silencioso,a noite caira e Luna rapidamente adormeceu em meu colo. Aisu já estava meio sonolento,sinônimo de Mau-Humorado.

"Vamos arrumar um hotel barato por aqui." Disse,pegando a pequena no colo e acordando Aisu. "Vamos antes que eu tenha que carregar você também."

Aisu não disse nada. Apenas concordou e levantou-se do banco. Saí do trem juntamente de Aisu e fomos andando,observando Hargeon durante aquela bela noite.

Sou apegado demais a noite. A escuridão. Sou uma pantera,uma pantera da noite! Não uso minha magia para fins desnecessários. Ela é preciosa demais.

(...)

Quando finalmente tinha encontrado um bom hotel,coloquei os dois em uma cama -O quarto só tinha duas camas e eles dois ficavam e ainda sobrava espaço-,e tomei um banho. Tirei aquelas roupas sujas e passei a admirar a noite pela janela do quarto.

Eu queria sair. Tocar as estrelas. Mas não,tinha os dois ali e eu não podia deixa-los. Simplesmente assim. A vida nunca da tudo que queremos,ela nos dá nosso destino,escrito numa tabua de pedra que talvez posso ser mudada,se você tiver sorte.

Ao deitar-me na outra cama,começei a notar as sombras do quarto começarem a se mexer. Assustado,esfreguei os olhos; Mas as sombras continuavam a se mexer.

"Receptáculo de Fenrir." Elas diziam. Pequenos pontos,hora vermelhos e hora dourados,surgiam derrepente no meio da escuridão,causando-me arrepios. "A hora está chegando. Skkol e Hati devorarão Sol e Lua e logo o fim do mundo chegará. As sombras do mundo são sua casa."

E todas as sombras desapareceram.

(...)

Naquela noite,eu estive cercado de pesadelos. Que eu nunca tive. Na maioria deles,das sombras surgia um lobo negro com os olhos vermelho-sangue,tinha dentes como navalhas e garras afiadas. De sua boca saiam labaredas e suas patas rachavam o chão. Tinha correntes por todo o corpo; Algemas quebradas naa patas e uma coleira de ferro no pescoço.

E ele sempre me olhava com decepção.

E eu sempre era engolido pelas chamas.

"Hakai-Sama,algo de errado?" A voz de Aisu tirou-me de meus devaneios. Apenas concordei,vendo a pequena Luna andando saltitante a nossa frente. Eu estava preocupado. "Hakai-Sama,posso fazer uma pergunta?"

"A vontade,Aisu."

"Por que eu nunca vi sua magia? Você é um mago,certo?"

Suspirei. O lobo cinza me olhou triste e eu sorri -Um sorriso falso mas sorri.

"Eu não gosto dela. Ela é preciosa e sombria,eu não gosto."

"Eu queria ve-la."

Simplesmente murmurei "Um dia" e o lobo olhou-me completamente preocupado.

Estava escondendo algo de mim,e eu ia saber o que era.

(...)

A missão fora completamente calma. Sem monstros,sem ladrões,sem magos. Só levar um objeto valioso -traduzindo,uma carga com algumas jóias- de Hargeon a Crocus. Foi rápido. Um pouco chata,talvez,mas se a pequena Luna estivesse feliz eu estaria feliz.

"Tadaima!" Gritou a pequena Luna após eu abrir a porta. A mesma estava radiante,e pude ouvir risadas vindas da guilda.

"Okaeri" Gritaram.

Deixei a pequena Luna se divertir enquanto ia até o balcão. Entregaria uma parte da recompensa para que alguém pudesse comprar coisas para a pequena,e ficaria com uma pequena parte investiria em algumas coisas para minha casa.

"Ohayo Hyo-kun." Disse ela,após eu me sentar no costumeiro banco de sempre. "Como foi a missão?"

"Calma." Respondi,batendo os dedos no balcão. "Ou seja,chata." A mesma riu,e eu apenas revirei os olhos.

"Vai querer alguma coisa?"

"Só o mesmo de sempre,Jasmim-san." Disse e deitei a cabeça no balcão. Um suspiro escapou de meus lábios. "Hey Jasmim-san,viu Hana?"

"Saiu ontem em missão." Bufei irritado e fechei os olhos. "Deve voltar hoje ou amanhã."

"Obrigado Jasmim-san." Disse. A mesma entregou-me um copo com um líquido alaranjado,com seu costumeiro sorriso.

Bebendo o suco,começei a observar a guilda. Calma. Sem brigas,o que era uma raridade -Sério,isso e um milagre. Luna estava brincando com Aisu e uns 3 magos bebiam afastados do resto. A maioria dos integrantes -Que não são muitos- devia ter saído em missão. Suspirei.

"Que tédio..." Disse. Sem meu time não podia pegar nenhuma missão um pouco mais perigosa,e isso era irritante.

"Hyo-kun,o mestre quer falar com você."

Pronto. Eu fiz alguma coisa errada. Senti um calafrio e coloquei o copo em cima do balcão,me levantando.

"Droga..." Sussurrei,indo até os fundos da guilda. Era lá a sala do mestre,uma porta avermelhada com uma pantera negra desenhada sobre a maçaneta e uma silhueta de dragão na madeira.

"Eu sei que está aí atrás,entre agora,Hakai." Engoli em seco e abri a porta,tremendo e suando frio. Eu temia Doran com todas as minhas forças,ele era um monstro. Dos piores. E não era por força,e sim crueldade. E lá estava ele,me encarando indiferente,sentado da maneira costumeira -Desajeitado- e fumando seu charuto vermelho.

"O que quer,velho?" Perguntei -tentando- parecer indiferente. O mesmo revirou os olhos,rindo.

"Quer ganhar um braço quebrado?" Perguntou. Eu não disse?! Esse cara é um monstro! "Então cale a boca e se sente idiota." Eu rapidamente obedeci. Pode não parecer,mas Doran é uma boa pessoa. Um pouco cruel,mas continua sendo.

Doran tinha os cabelos um pouco longos,de um tom caramelo um pouco avermelhados. Os olhos eram amarelos,a pele era um pouco morena,nem tão escura. Tinha uma cicatriz que cruzava parte do olho direito -O impressionante é que ele diz enxergar com esse olho normalmente-. Usava sempre um colete cinza,calças negras e um cinto onde pendurava duas adagas grandes -Meio "Sinta medo de mim trouxa-. Tinha o símbolo da guilda em um tom vermelho no pescoço.

"Eu não tenho o dia todo." Disse. Doran gargalhou,cínico,e me encarou friamente. Tremi levemente.

"Não,você não fez nada. Aquelas palavras foram um alívio. "Ainda."

"Então,se eu não fiz nada,o que quer comigo?"

"Eu tenho uma missão,Hakai. Especialmente pra você."

(...)


Notas Finais


Se tiver algum erro me avisem por favor :'3 Nunca pedi nada (Cof cof mentira)
Quem manja de mitologia (Nordica) vai entender as referências XD
Eu realmente não sabia o q fazer e eu tava estudando sobre isso (Fazendo pesquisas) aí me veio na cabeça,mals :')
*Mas Wolf,o Hyo não é uma pantera?
E ele é desgraça,mas vai rolar umas poucas e boas por aí :')
Até a próxima


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...