História Panther Claw - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Fairy Tail, Fantasmas, Guildas, Lobos, Magia, Mitologia, Monstros, Panteras, Personagens Originais, Romance, Saga, Sombras, Tragedia, Violencia
Visualizações 7
Palavras 1.245
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Magia, Romance e Novela, Saga, Shounen, Violência
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Tá ai,entregue,boa leitura :3

Capítulo 3 - Tyron


(...)

"Que missão?" Perguntei. O mesmo tirou o charuto dos lábios e me olhou de um jeito um pouco estranho. Doran suspirou.

"Uma missão especial. Sem questionamentos. Você vai encontrar o cliente em uma cidade ao norte chamada Crawford. O trem sai em trinta minutos."

"Não vai mandar o resto do time?"

"Sem mas! Apenas obedeça,só isso!" Ele parecia extremamente estressado. O olhei assustado. "Ah,onde está Aisu?"

"Lá fora. Eu ia chamar ele pra irmos o mais rápido possível." Doran me encarou um pouco triste e suspirou levando novamente o charuto aos lábios. "O que quer com ele?"

"Uma alcateia de lobos de gelo dizimou uma pequena vila ao norte dois dias atrás. O conselho está recolhendo todos."

"Pra que?"

"Em três dias todos os lobos de gelo no território de Fiore vão ser exilados. Desculpe,Hakai."

Eu me levantei e bati a porta bruscamente.

(...)

Eu estava com raiva. Ódio. Furioso. Se eu já não gostava do Conselho antes,agora eu detestava até o último fio violeta sobre a minha cabeça.

"O que ouve,Hakai-Sama?" A voz de Aisu acalmou-me um pouco. Virei-me,sorrindo -Um pouco forçado- para o lobo.

"Nada,Aisu. Posso te pedir uma coisa? Não saia de casa,por favor."

O lobo me olhou estranho e concordou. Deixei o mesmo em casa e parti para a estação.

No caminho,encontrei minha companheira de time,Hana. A disse que ia me acompanhar e ficamos conversando.

"Hey Hyo!" Ela disse,sorrindo. "Onde vai?"

"O velho me deu uma missão." Disse,meio cabisbaixo.

A mesma perguntou-me o que ouve e eu a contei a história. De como eu achava injusto Aisu ser exilado,sendo que nem um lobo de gelo comum ele chegava a ser. Aisu era um bom amigo,um bom amigo de anos,eu não queria perde-lo,de jeito nenhum.

Ela escutou meu triste relato em silêncio. E quando eu cheguei na estação,a mesma disse "Vai ficar tudo bem,pantera."

E eu me senti feliz com aquilo.

(...)

"Você é o mago da Panther Claw?"

"Sim,sou eu,Hakai." Respondi. O homem que me parecia um mordomo me guiou pela casa,um pouco velha e rústica,mediana,até chegar numa porta branca.

"Pode entrar." Ele disse,um pouco frio. Concordei acenando com a cabeça e abri a porta.

"Você é o Hakai? Entre,entre."

Após ouvir a voz fechei a porta atrás de mim. Olhando o quarto pude ver um homem,de aparência não muito velha,coberto de manchas negras pelo corpo. Fiquei um pouco horrorizado.

"Meu nome é Dylan. Desculpe ter que te chamar assim,mas o assunto é urgente." O mesmo suspirou,sentando-se e me apontando uma cadeira a sua frente. "Quer que eu te conte o porque de estar assim?" Concordei,me sentando. "Tem algum monstro numa caverna que fica à oeste. Ele está causando isso em todos os moradores. Nenhum que tenha ido ver voltou até agora."

"Porque não tentou chamar outra guilda? Panther Claw não é das melhores."

"Nenhuma aceitou a missão,pelo fato da recompensa ser um pouco baixa comparando ao que fazer. Sabertooth,Lamia Scale,Blue Pegasus,e até mesmo a Fairy Tail! Então decidi falar com Doran,um velho amigo meu. Ele disse que tinha o mago perfeito pro trabalho." Disse,sorrindo.

"Doran miserável..." Disse. Dylan riu e eu logo acompanhei. "Eu não ligo pra quantia,pra falar a verdade o que me importa é que os moradores fiquem seguros,não se preocupe."

"Muito obrigado Hakai,muito obrigado mesmo." Disse contente. Sorri. "Tenho certeza que os moradores vão te acolher. Se quiser temos um quarto sobrando,a casa é pequena,mas é confortável." Ri com seu comentário.

"Não se preocupe,eu posso achar um lugar pra ficar. Aproveito e dou uma volta na cidade."

"Ah,eu insisto. É o mínimo que posso fazer."

Acabei concordando e passei a noite ali.

(...)

A cidade era silenciosa. Pelas minhas deduções toda a cidade tinha sido afetada pelo tal monstro. Dylan tinha me contado que alguns dos cidadãos tinham morrido. No total vinte e oito mortos. E o pior; Não tinha cura enquanto o monstro não fosse morto e a cidade durante a noite fica completamente escura por conta de uma estranha fumaça negra. E alguns moradores disseram ver pontos vermelhos na escuridão.

Eu não estava com medo. Nem um pouco. A única coisa que me assustava era se eu não conseguisse derrotar o tal monstro.

A floresta era um pouco estranha. Escura demais. Nunca tinha visti uma assim. Todas as árvores eram iguais,não tinha nada de diferente peli chão e nenhum animal; A cada passo que eu dava,sentia-me cada vez mais perdido.

"Mas que droga..." Disse,socando uma árvore qualquer. Tirei minha mão da árvore e pude perceber a mesma coberta por uma fina poeira esverdeada,que logo se desfez no ar. "O que?" Observei melhor e não pude ver nada de diferente. Soquei denovo.

Subi na árvore e observei melhor. A floresta não era tão longa. Magia negra de teletransporte. Cada que eu passava por aquela árvore a magia me botava denovo antes dela. Era um ciclo infinito.

"Seja lá que monstro maldito for esse,é muito esperto. E se não for um monstro,é idiota por achar que eu ia cair numa coisa tão simples. Quase caí,mas não dessa vez."

Pulei da árvore para a outra e continuei meu caminho. A floresta pareceu ficar até mais viva; Logo vi alguns pássaros a direita e a iluminação surgiu,pouca,mas surgiu. Uns minutos de caminhada e avistei a tal caverna. O ar ao meu redor ficou gelado e vi dois olhos dourados surgirem na escuridão da caverna. Dela a estranha fumaça negra saiu,seguida de uma risada cínica e completamente maligna.

"Hakai,Hakai,refeptaculo do pai,Hakai,Hakai." A voz da tal fera era completamente grossa,um pouco dupla. A cantoria cínica cessava e voltava cada vez mais bizarra. Pus-me atento e passei a caminhar até a caverna. "Hyou,Hyou,seu destino selou,Hyou,Hyou."

A fumaça cada vez ficava mais densa. Pude jurar ver pontos vermelhos cercando-me,girando,criando uma ilusão magnífica e assustadora aos meua olhos; Mortal. O ser riu novamente.

"Sombra..." Sussurrei.

"Ha,você sabe o que eu sou,Hakay?" Respondeu-me. "O que você quer,Hakai?" A voz cada vez mais se aproximava,os pontos giravam mais rápido criando um muro vermelho-sangue que emanava um som de risadas,eu não fazia idéia do que estava acontecendo! "Quer me matar,Hakai?"

"Apareça logo!" Gritei. O ser riu novamente e por alguns segundos não senti meu corpo,depois,uma dor horrível.

"Hakai,Hakai,pequeno e fraco Hakai...." A cantoria bizarra tinha recomeçado. "Pequeno e fraco Hakai,pequeno e fraco Hakay,pequeno e fraco Hakai..."

Os pontos vermelhos brilharam,ofuscando-me a visão,me forçando a fechar os olhos.

"Sombra maldita..." Disse. Sombras são criaturas traiçoeiras. Não atacam humanos. Não apareçem em cidades. Apareçem durante a noite,uivsm,assustam crianças que andam sozinhas. São meras lendas. Meros mitos no qual eu fui obrigado a acreditar,nesse exato momento.

A sombra em questão assemelhava-se a um tigre. Tinha os olhos vermelhos e os pelos cinzas; As listras eram negras. Seu corpo expelia a fumaça densa e de sua boca pingava um líquido amarelado,que quando tocava o chão,derretia.

O tigre riu,golpeando-me com as garras. Aquela fera era duas vezes o meu tamanho!

"Praga... Red Bright!" Disse,socando a sombra.

"Que violência Hakai... Que ousadia Hakai... Como ousas Hakai... Nem sabe meu nome"

"Nem quero saber!"

Minhas mãos brilharam em roxo e eu soquei a sombra,que riu quando foi lançada longe. Limpei a testa,que já suava,e observei o mesmo se levantar.

"Ousa tocar numa sombra?" Disse. Olhei para meus punhos e vi os vi completamente queimados. "Ousa enfrentar uma sombra?" O mesmo desapareceu. "Ousa enfrentar Tyron?"

E a única coisa que pude fazer quando senti meu ombro queimar pelo líquido que a boca de Tyron expelia foi gritar. Gritar como nunca gritei na vida.

(...)


Notas Finais


Se tiver algum erro me avisem ;-; Desculpem pela luta ruim (Se isso chega a ser uma luta) eu prometo q no próximo capítulo vai ser beeem melhor ;-; E eu queria dar um suspense
Muito obrigado pelos favoritos! É sério,pensei q não ia conseguir nenhum XD Muito obrigado do fundo do coração,até a próxima


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...