História Paper Hearts - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Big Bang
Personagens Amber Liu, G-Dragon, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Colegial, Romance
Exibições 30
Palavras 1.732
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 26 - Por favor Amber, não me deixe de novo


Fanfic / Fanfiction Paper Hearts - Capítulo 26 - Por favor Amber, não me deixe de novo

 

 

 

JiYong

 

Já faz uma semana que Yumi saiu do hospital, uma semana que aquele acidente aconteceu e ela teve uma perda de memoria. O medico disse que como ela bateu a cabeça, seria provável que ela perdesse mesmo a memoria, mas a ajudando a lembrar, aceleraria seus neurônios e a fariam ser como antes.

E hoje, segunda feira, pude vir vê-la.  Eu sei que provavelmente ela não se lembra de quem eu sou, mas eu farei de tudo para que sempre, ou se não se lembrar, que goste de novo de mim, que me ame como a amo.

 

Aperto a companhia da casa quando chego, logo escuto um “Já vai!” ser dito, segundos depois a porta de abre, aparecendo Camila na porta.

 

-Ah, JiYong! Que bom que veio, entra. –sorri e abre mais a porta para eu entrar.

 

-Licença – digo depois de tirar os sapatos e entrar na casa.

 

-Yumi está em seu quarto, segunda porta a esquerda.

 

Subo as escadas e assim que viro vejo seu quarto, sua porta é branca com alguns desenhos como decoração em sua volta e a maçaneta dourada. Estava um pouco aberta e antes de abrir a vi em frente ao espelho.

Yumi estava com uma blusa fina branca sobre o corpo, pelos curativos em seus braços, uma calça moletom preta e meias também negras nos pés. Ela levantou-se do sofá onde estava e assim que ficou de frente para o espelho, levantou um pouco sua blusa, olhava curiosa alguns arranhões ali, talvez tentando se lembrar de como os conseguiu.

Pelo reflexo do espelho ela me viu parado na porta e imediatamente cobriu sua barriga e se virou pra mim.

 

-Q-quem é você? –ela gagueja

 

-Calma, sou JiYong – entro em seu quarto nervoso, mas quando sinto seu perfume logo relaxo – Sou seu amigo.

 

-Amigo? Não me lembro de você. –ela retruca

 

-Sim, nos conhecemos antes de você perder a memoria. -explico

 

-Então você pode me contar o que aconteceu? –ela se aproxima de mim – Ninguém quer me falar nada, dizem que preciso fazer isso sozinha, mas não consigo me lembrar de nada.

 

-P-pode ser prejudicial se eu te contar

 

-Por favor! Eu to ficando louca com todos agindo estranho comigo, me ajude!

 

-Tá bom, eu te ajudo –sorrio –Mas não posso te contar muito, te dou algumas “dicas” e você tentar se lembrar sozinha depois.

 

-Awn, obrigada JiYong! –ela me abraça apertado, mas logo me solta ficando com vergonha. –Então, como eu te conheci? –me puxa e sentamos em sua cama

 

-Eu te conheci na escola, você estava saindo da sala do diretor quando eu te vi, te perguntei se sabia onde era minha sala e por sorte éramos da mesma sala.

 

-Ah! –ela disse – Acho que me lembro de algo assim, na verdade sonhei com essa cena hoje, não foi exatamente como disse, mas eu lembro que você estava loiro e que... –ela tenta se lembrar – Usava uma jaqueta azul?

 

-Quase, estava com uma jeans. –ela fica triste, abaixando o rosto – Mas se lembrou do meu cabelo, já é um avanço. –ela levanta a cabeça e concorda

 

-Porque mudou de cor?

 

-E-eu queria mudar pra impressionar uma garota –confeço envergonhado, voltei a minha cor natural, o preto, por Yumi pensei que a impressionaria no baile, mas não aconteceu como ninguém planejava. –Gostou da cor?

 

-Sim, ficou muito bom! –ela sorri –Posso? –levanta a mão e a deixa a centímetro do meu cabelo.

 

-Claro.

 

Ela sorri e abaixa a mão, passando a mão em todo seu comprimento, fazendo uma massagem relaxante.

 

-Eu posso saber quem é ela? –Yumi diz ainda passando os dedos por meu cabelo

 

-A-a garota? –ela confirma com a cabeça –Você não a conhece, ela estuda em outro colégio.

 

-Ah. –ela abaixa as mãos –Pode me contar outras coisas?

 

 

 

Camila

 

 

Depois que atendi JiYong fui à cozinha.

 

-Quem estava chamando? –Taehyung perguntou sentando a mesa tomando um suco qualquer.

 

-Ah, foi só um amigo da Yumi, JiYong. –o respondo

 

-Você o deixou entrar?

 

-Sim, ele queria falar com ela, então ele subiu – expliquei me sentando também.

 

-Ele tá lá em cima? Com a minha irmã? Sozinhos?

 

-Qual o problema? –ri de seu ataque de ciúmes – Eles são amigos, não amantes. Se bem que ele gosta muito dela... –enfatizei o “muito”.

 

-Você vai comigo lá em cima agora! –se levanta da cadeira me puxando e me levando escada acima. –Vô acabar com essa palhaçada agora!

 

-Viu, estão só conversando. –digo depois de alguns minutos os observando por uma fresta na porta.

 

Ele revira os olhos e continua os observando.

 

-Olha! Olha isso! –ele diz apontando pra eles – Ele tá muito perto dela

 

-Relaxa Tae! –reviro os olhos – Eu sei que quando você dava em cima de alguma garota usava essa mesma técnica, então não venha criticar o JiYong.

 

-Tá bom, pode ser, mas eu não confio nele – Tae se dá por vencido endireitando o corpo.

 

-Agora vamos descer antes que nos vejam. –digo

 

-Oh, tem alguém chamando, vai atender a porta – Tae diz quando chegamos à sala.

 

-Por que eu?

 

-Porque eu sou mais velho que você e por que a omma deixou eu no comando, então tudo que eu falar você faz. –sorri

 

Não o respondo, passo reto e ao som de Tae se gabando por estar no comando, vejo no olho magico uma pessoa que há tempos não vejo, nem tanto tempo assim, Amber Liu.

No mesmo instante, abaixei com medo, ilógico diga-se de passagem, que ela me visse.

 

-Camila? –Tae se ajoelha em minha frente –Quem é?

 

-A Amber –respondo –Por favor se ela perguntar de mim diga que sai. –levanto e corro para a escada, subindo-a rapidamente.

 

 

 

Amber

 

 

 

Vamos lá Amber. É só bater na porta, perguntar como está a Yumi e torcer para que não encontre a Camila.

 

Este foi meu mantra da minha casa até a casa da minha ex. Ex, essa palavra ainda me fere diariamente. Eu pensei realmente que ela me amasse ou pelo menos soubesse que existe um tempo em que é proibido ficar com outra pessoa. Enfim, mesmo que aqui tenha me afetado, tenho que passar por cima do meu orgulho e visitar minha amiga, mesmo que isso significa ter que olhar em sua cara.

-Ah, Amber! –Tae abre a porta –Entre, veio ver a Yumi também?

 

-Também? –pergunto depois que entro na casa

 

-Sim, um amigo dela tá lá em cima, o...

 

-JiYong? –chuto um nome

 

-Sim, sim, esse mesmo –fecha a cara

 

-Você não gosta dele não é? –rio

 

-Logico! Ele tá lá em cima com minha irmã e a Camila não me deixa tira-lo de lá –desabafa

 

-A Camila tá aqui? –pergunto

 

-A-a Camila? –gagueja –Ela tá no quarto

 

-Ah, sim. Posso subir?

 

-Claro –sorri

 

Subo as escadas e quando vou abrir a porta, do quarto da Yumi, vejo o clima dos dois ali. Seria uma pena alguém entrar e estragar, penso, sorte sua JiYong que eu gosto de você.

Olho em volta, vejo uma janela aberta no fim do corredor e assim que passei na frente de um os quartos, vulgo da Camila, ouvi algo caindo.

Voltei correndo e entrei no quarto, encontrando-a caída no meio de suas roupas, a ajudei a levantar, colocando-a sentada na cama.

 

-Você tá bem? –pergunto

 

-Sim, sim. –ela suspira –Só tava querendo arrumar umas caixas em cima do guarda roupa –aponta pra uma cadeira –Mas acabei me desequilibrando e caindo.

 

-Ah. –olho em volta –Quer ajuda?

 

-N-não, não precisa. –se levanta –Você veio ver a Yumi não é? –assinto-Porque não tá no quarto dela então?

 

-Eles estavam num maior clima lá, não quis atrapalhar. –do meu inconsciente veio àquela imagem, aquela que inutilmente eu tento esquecer todos os dias desde seu ocorrido.

 

Antes de responder, seu celular tocou, informando que caíra uma mensagem. Meus olhos são mais rápidos que suas mãos, vejo um “Suga” brilhar na tela.

 

-Se quiser, pode responde-lo –falo

 

-Não, eu não converso com ele desde o baile – ela parece se lembrar de algo e arregala os olhos –O baile... –murmura

 

-Não precisa me pedir desculpas, nós não namorávamos mais mesmo...

 

-Não! –ela se aproxima de mim, pega na minha mão e a sinto soar –Eu te devo desculpas sim, eu sabia que você ia à festa, mas foi uma coisa do momento, somente aconteceu. Eu não nego que me sinto atraída pelo Yoongi, mas eu não o amo.

 

-Camila, por favor, e-eu tenho que... Que... –me soltei de suas mãos, me virei para sair do quarto quando sinto suas mãos me segurarem pela cintura.

 

-Por favor Amber, por favor, não me deixe de novo –Camila diz no meu ouvido

 

Me viro e a encontro me encarando. Isso não pode ser verdade, estou sonhando, vou acordar a qualquer momento e ver que é só um, bom, mas apenas um sonho.

 

-Hey Amber, v-você não gosta mais de mim? É isso? –era visível como seus olhos marejaram

 

-Não! Eu só estou surpresa, -sorrio –Não esperava que você dissesse isso.

 

-Que te quero de novo? –ela se aproxima, nos deixando a centímetros de distancia uma da outra. –Teria que ter muito autocontrole pra isso, coisa que no momento não tenho.

 

Sorrio largo com sua pequena declaração, Camila se  aproxima lentamente de mim, encostando seu  corpo ao meu, empurrando-me levemente até encontrar a porta de seu você quarto. Ela segura minhas mãos e as leva ao seu corpo, levo uma das minhas mãos até sua bunda e a aperto com força enquanto coloco a outra em sua cintura, aproximo meus lábios dos seus lentamente, mordo seu lábio inferior de leve, o puxo devagar e solto em seguida.

Camila esboça um sorriso largo, passa as mãos por minha nuca, puxando meu corpo para mais próximo do seu, me arrepio por completo ao sentir suas mãos apertarem minha cintura, fito-a com meus lábios próximos aos seus, vejo aproximar seus lábios dos meus e sorrio novamente, sinto-a morder meu lábio e o puxar, puxo seu cabelo devagar trazendo seu rosto de encontro ao meu.

Coloco minhas mãos ao redor da sua nuca, apoio minha testa na sua e, depois de muito tempo, selo nossos lábios num selo demorado, o transformando aos poucos num beijo lento.

 

 

 

 

JiYong

 

 

-Yumi? –a chamo

 

-Sim? –ela se vira

 

-Você quer sair comigo?

 

-Tá me convidando para um encontro?

 

-S-sim. –gaguejo

 

-Ah, não precisa ficar todo tímido, eu aceito sair com você. –da à volta na cama e dá um beijo na bochecha.

 

 


Notas Finais


Obrigada por lerem <33


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...