História Paper Hearts - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), BEAST (B2ST)
Personagens Jang Hyun-seung, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Briga, Bts, Comedia Romantica, Hobi, Hope, Hoseok, Jhope, Jimin, Jin, Jungkook, Kookie, Luta, Namjoon, Paper Hearts, Rapmonster, Romance, Seokjin, Suga, Taehyung, Yoongi
Visualizações 30
Palavras 2.051
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Bishoujo, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção, Poesias, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Super Power, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - A Little Bit...


Fanfic / Fanfiction Paper Hearts - Capítulo 5 - A Little Bit...

“Seu nariz toca o meu e sinto o seu cabelo encostando na minha testa. Eu quero isso? Não tenho tempo para pensar agora.”

Ele começa a fechar o espaço entre nós. O seu cabelo faz cócegas no meu rosto
-Liv?-escuto alguém me chamando -LIV? -Lá de fora? -LIIIIIV?
Dou um pequeno pulo de susto. ALGUÉM PAROU NESSE MOMENTO. VIADO! Feliz? Talvez.
-Não ouse sair da...-Taehyung sussurra para mim
Não deixo ele terminar a frase, me abaixo um pouco e passo por baixo do seu braço. Vejo ele dando um soco no armário e começa a me seguir. Me viro para trás e o paro.
-Onde você pensa que vai?
-Eu vou com você! -ele se desvia de mim e volta a andar.
-Tae, não! Espera aqui, deixa eu só ver quem é. -passo na frente dele e saio do vestuário rapidamente e fecho a porta. Fico olhando as minhas mãos segurando a maçaneta por um curto período de tempo. Quando me viro para frente, encontro Hyunseung. Não sei se foi pela surpresa ou pela pessoa, mas na hora que eu o vejo, recuo rapidamente e bato as costas na parede. Solto um gemido baixo “Droga!” . Fecho os olhos para segurar a dor
-Calma, Fugitiva! Até parece que está fazendo alguma coisa errada-ele sorri parecendo ser simpático.
-E-Eu? Como assim alguma c-co-coisa errada? Não estou fazendo nada!-Que droga é essa? Muito convincente, Live!
-Então por que se assustou?
-O que você quer?-mudo de assunto.
-Vim ver se você está bem. A Rachel é bem estúpida, fiquei preocupado-ele olha a minha roupa suja.
-Ela não precisa da sua preocupação!- uma voz surge nos surpreendendo. Hyunseung olha para a pessoa, que caminhava em nossa direção- Ela tem a nós, então pode voltar para onde você veio, porque nós a protegemos -ele para do meu lado -Principalmente de você e da sua família!- Família? Quando o assunto família começou a fazer parte dessa conversa? Hyunseung vê minha confusão evidente.
-O que está acontecendo?- franzo o cenho
-Nós somos primos-ele dá um passo em nossa direção, Jungkook pega o meu pulso e me puxa para trás dele -Eu e a Rachel
-Se afasta! Nós vamos a proteger. Portanto, pode voltar para o seu mundinho
-Não parece. Vocês não tiveram muito sucesso até agora. -Ahn? Proteger? Eu sei me proteger sozinha! Não preciso que ninguém cuide de mim
-Do que vocês estão falando?-olho para os dois.-Eu sei me proteger! Não me tratem feito criança. EUEM! -resolvo não ouvir mais isso e volto para o vestuário. Ao entrar não encontro mais V, então troco a roupa e fico enrolando por lá até o sinal tocar. Qual roupa? A que eu vim, ué!
...
Depois de um tempo andando pela escola, resolvo ir para um jardim que vi enquanto perambulava por aí. Coloco meus fones, me sento no banquinho e abro meu caderno. Uma brisa gostosa me envolve e consigo, levam as folhas do meu caderno, mas como estão presas no arame, elas só vão até a outra extremidade do caderno, onde era o máximo que lhes era permitido. “Desculpa, folhas. A ideia de deixar vocês serem livres é tentadora, mas preciso de vossa presença”. Rio baixo e começo a escrever, deixando a minha imaginação me levar
-Ei!-alguém me chama. "Puts, mano..." Ignoro e continuo olhando para a mesa e rabiscando qualquer coisa em um papel-Psiu!- suspiro e resolvo continuar o meu plano “Ignorar”- OU!- sinto uma caneta empurrar a minha cabeça levemente. Tiro meu fone impacientemente.
-O que você quer?- olho para a pessoa e me deparo com Suga me estendendo uma caixinha, que observando melhor, era suco... De uva? Ele me entrega uma e fura com um canudinho o local específico para os furos. Ele faz o mesmo com o dele e bate o seu suco com o meu e fala “Tchan Tchan” o que me faz sorrir.
-Eu sei furar, sabe?-brinco
-Eu sei. Mas eu quis fazer mesmo assim. Então só aceite e não retruque!-ele se irrita um pouco, o que me faz rir.
-Bem difícil eu não retrucar-Suga olha para o céu-Obrigada! -começo a tomar o suco. MANO... Pode ser besteira, mas que suco bom!
-No que estava pensando?- ele se senta na minha mesa e volta a sua atenção para mim.
-Hmmm... Em nada -tomo mais um pouco do suco e desvio o olhar
-Essa viagem toda que você deu era pra não pensar em nada?-ele arqueia uma sobrancelha
-Ahn... Bem –começo e ele sorri -Estava pensando em coisas aleatórias. Por exemplo, como as pessoas inventam esses nomes? Mesa? Banco? Grama? -Isso, me livrei dessa. Obrigada imaginação fértil e persuasão! Fazer com que pensem que o assunto qualquer que eu invento na hora era realmente a ideia principal... Eu sou graduada nisso.
Ele ficou pensativo por um momento, e por final sorriu.
-Bem, essa é uma coisa para a qual eu também não tenho resposta.
No mesmo instante Jungkook se aproxima e para ao nosso lado
-O que foi Kookie? -Suga pergunta
-Kookie?-sorrio -Hmm... Kookie-olho para Suga que retribui o olhar
-Min Yoongi, cala essa porra de boca!
-Min Yoongi? Que audácia é essa? (*Que raba mais grande pra uma tão pequena festa! Parei ueheueheu -Autora*) -Suga se vira pra Jungkook, fecha as mãos em punhos e começa a estalar os dedos como se fosse o agredir
-Hyung! HYUNG!- ele ri e eu me seguro para não rir junto. A risada dele é fofa.
-Aaah, e por falar nisso, essa parada de "hyung" esqueçam, ok? Não vou usar isso! Não vou mesmo. Não sou obrigada-nego com a cabeça
-Ok, mas nada impede você de me chamar de “Oppa” -Suga sorri maliciosamente
-O QUÊ? -gargalho. Não acredito que ele disse isso!-Até parece... -continuo a rir e começo a ficar sem fôlego.
Suspiro, me levanto, coloco as mãos na mesa e aproximo meu rosto do seu, ficando a milímetros de distância dele- Nem a pau! Desista, porque isso não vai rolar-sorrio de lado, olho para o seu cabelo, bagunço ele e saio em direção aos armários.
-LIV, VOLTA AQUI! ISSO NÃO ESTÁ CERTO!-ouço ele gritar e corro para dentro da escola. Fujo do jardim e quando percebo que consegui uma boa distância deles começo a andar pelos corredores. Tenho um problema de mão conseguir ficar quieta em um lugar só, preciso me movimentar. Fico muito energética quando fico parada, por isso eu... “Espera! O que acabou de acontecer? O que foi isso com o Suga? Pelo visto o tabu de que todos ou a maioria dos coreanos são tímidos é uma mentira. Sempre soube que essa história de generalizar as coisas sempre dá merda!” Converso comigo mesma em pensamento.
Cruzo os braços e continuo a andar “Mas eles são legais, só não sei que vibe é essa" continuo andando. "O que eu preciso fazer é... Espera!" Arregalo os olhos. "CACETE!"
-Meu caderno! -volto em passos largos e apressados todo o caminho que percorri anteriormente.
“Meu caderno. Meu caderno. Meu cadeeeeerno. MEU CADERNO, VIADO!”
Chego ao lugar onde eu estava sentada e não encontro mais os meninos lá, também não encontro o meu caderno.
-Merda, droga, porcaria! -Começo a xingar em Português e recebo olhares estranhos. Reviro os olhos. Eles já devem estar na sala de aula. Só tenho uma palavra em pensamento, uma pequena e muito utilizada palavra, popularmente conhecida, essa palavra é: "FO-DEU!"
Ando a passos lentos em uma direção que não me lembro, pois estava muito ocupada com meus devaneios "Mano, tomara que ele não tenha lido nada e... Onde eu estou?" Giro e não reconheço o lugar. Eu realmente preciso parar com isso!
Resolvo continuar o caminho. E me surpreendo ao encontrar uma porta aberta. O que se faz quando estamos numa situação dessas? Voltamos. O que eu fiz? Isso mesmo, entrei! Uma ótima escolha pois encontrei a Biblioteca. A BIBLIOTECA! VELHO! Embora a escolha não tenha sido a mais correta a se fazer, eu encontrei uma coisa maravilhosa. Pense bem nas suas escolhas. Não seja uma Liv da vida que sai andando e entrando em lugares que não conhece toda distraída. Cara, eu falo demais!
Sorrio ao ver o tamanho desse lugar e ando pelas prateleiras, passando a mão pelas bordas de infinidades literárias, até que pego um livro qualquer e começo a folheá-lo. Vai ser esse mesmo! Abro e começo a ler. Volto a andar. Será que preciso assinar por esse que acabei de pegar? Depois eu assino. Continuo a lê-lo. Mano, que legal! Ando até a saída sem olhar para a frente, o que acaba por ser um erro, pois acabo batendo em alguém. QUE novidade!
-Olha por onde anda! Os olhos foram feitos para isso -Oi? Que folga é essa?Levanto o meu olhar e... Aish! Ele é alto. Não esperava por isso. O olho nos olhos.
-E a boca foi feita para comer e mandar você se foder. Certo? Certo -sorrio sarcástica, volto os olhos para o livro e passo por ele o dando um encontrão.
-É um prazer e uma honra finalmente te encontrar, Live Souza!-Ele sabe o meu sobrenome. Ele sabe o meu sobrenome!
Siiiim! Meu sobrenome é “Souza”. Meu nome pode não ser brasileiro, mas como pode ver, o "Souza" herdou e meus pais fizeram questão dele.
-Sou Lee Won Geun -ouço sua voz
-Tanto faz! Que seja! Não te perguntei nada -continuo a ler e saio daquela Biblioteca maravilhosa, mas mal frequentada.
Para onde fica as salas mesmo? Olho para a direita e para a esquerda, tentando encontrar algum indício de onde vim

~Jungkook P.O.V~
-Cadê a Liv? -J-Hope pergunta quando entramos na sala
-Nascemos grudados nela?-Suga pergunta e todos o olham. Cedendo em 3, 2, 1... -Ok, eu também estou preocupado!
Ele é assim. Pode ser grosso e o caralho à quatro, mas quando se aproxima e se afeiçoa a alguém, não consegue manter esse jeito “Foda-se tudo!
-Ela é novata, porra! Vocês sabem o quanto essa escola é grande, ela pode se perder e... -Namjoon começa o discurso mas é interrompido por uma garota passando pela porta com a cabeça baixa, viajando num... Livro? Deixo um sorriso escapar. Ela está tão fofa.
-LIVE! -Jimin grita e ela levanta a cabeça rapidamente
-Oi? -ela pergunta preocupada.
-Onde você foi?- Suga solta sem conter a curiosidade.
-Bem...-ela sorri.
-Não sorria!-Taehyung aponta o dedo pra ela, o que a faz mandar língua pra ele.
-Deixa eu falar, ow!-todos olhamos para ela esperando a explicação -Eu estava vindo pra cá pra fugir do Suga e do Jungkook e... Ah, por falar nisso, cadê o meu caderno, Min Yoongi?
-Fala aonde você estava logo!-ele a pressiona. Ela bufa.
-Eu estava fugindo de vocês, aí eu comecei a andar no corredor dos armários e estava pensando. Acabou que eu me perdi e parei na Biblioteca, onde peguei esse livro!-ela coloca o livro do lado do rosto e aponta para ele- Que aliás, é muito bom!
-Você vai dar trabalho!-Tae sorri.
Ela aponta o dedo para mim.
-O meu caderno! Agora! – ela olha para Suga.- Qual de vocês pegou ele? Me devolvam agora!
-Quanto a isso... A história é um pouco complicada -Suga passa a mão na nuca sem saber por onde começar
-Hm? Como assim? -ela pergunta preocupada. Não vou falar nada.
-Depois que você fugiu, o seu caderno ficou junto com a caneta e... Bem, as coisas perdidas aqui devem ser entregadas a uma pessoa de extrema confiança aqui.
-Tá, mas o material é meu e vocês sabem de quem é. E ele não estava perdido
-Sim, mas ele não escutou e por mais que a gente tenha tentado, você vai ter que ir buscar com ele. “São as regras”-Suga fala com preguiça -Ele é um saco!
-E quem é esse chatão? -ela cruza os braços
-Ele é o líder de turma, mas é um dos mais queridinhos da escola e mais é o mais estudioso. Está um ano acima do nosso -Jin fala.
-E daí?
-E ele é bom em coreano, então os professores puxam um saco dele -Jimin revira os olhos
-Ah, tá -ela suspira -Depois eu pego com esse carentão. Onde eu posso pegar o meu caderno?
-Na Biblioteca -J-Hope fala
-Ah, fechou! Então está bom -ela sorri e vai para o seu assento.
-Bom dia, alunos!-a professora entra na sala, obrigando a turma se sentar em seus lugares e encerrando o assunto.


Notas Finais


Desculpa a demoraaaaa! Mas está aqui. Deixem coments e as opiniões.
Espero que vocês gostem! Porque fiz com muito amor e empolgação e.e♡
Tcharan!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...