História Para garotas - Interativa - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Interativa, Yuri
Exibições 22
Palavras 1.529
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Escolar, Esporte, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo-Ai, Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Hey Ghosts! Primeiro beijo de um casal aqui ^^
E acho que o plano da Aldine não deu muito certo...

Capítulo 18 - Boom!


Tessália estava na frente da sala do diretor, viu Annie passar pelos corredores.

"É a Annie! Não... Foco, foco." Deu prosseguimento ao plano e colocou a falsa bomba-relógio escondido em baixo da mesa do diretor.

Tessália saiu bem a tempo de não ser vista, Alphard seguia para a sala dos professores, mas vê Gaby indo até a sala do diretor e desconfiava dela. Tessália observava de longe, confirmando todos os resultados planejados por elas.

- Conseguiu convencer a Alphard também?! Você é muito boa.

- Nunca duvide do meu poder de persuasão. Logo, aquela lá vai ser expulsa.

Tessália se livrou das luvas na sala do laboratório de ciências e as duas voltaram cada uma para a sua sala.

 

- Ah finalmemte chegou "querida líder"!

- O que quer falar comigo? - Alphard fechou a cara e botou papeis em cima da mesa do diretor.

- Não se faça de inocente, sabe do que se trata sua cínica. - Alphard riu silenciosamente. - Bom, eu vou refrescar a sua memória. Sei que ficou murmurando pro diretor pra querer me tirar daqui. - Gaby deu passos até Alphard a encurralando contra a mesa. - Novidades, eu não vou sair daqui! Você vai ter que me engolir. - Gaby tinha um sorriso arrogante.

- É... É verdade sim, eu andei chorando e supliquei pro meu paizinho te tirar daqui. Mas ele não me ouve. Eu sei da tua ficha, você é completamente pirada, você é perigosa até pra si mesma e a sua irmã é pior ainda.

- Não fale da minha irmã!

Gaby apertou o pescoço de Alphard, mas ela devolveu com uma cabeçada e as duas começaram a se bater. Alphard ouviu o barulho da falsa bomba e levou um soco de Gaby que lhe estonteou e a fez cair. Gaby para, ao se dar conta do que tinha feito e continua ali esperando Alphard recobrar a consciência.

 

- E a garota louca Annie-san? - Mizu.

- Quero estar livre daquela perseguidora. - Segurou forte o Garry. - Eu fui violada e vocês não fizeram nada pra ajudar...

- Ah, você vale por um exército inteiro, não precisa de ajuda. - Sophia.

- Hum... - Annie. - E a paquera Sol? Como é que tá?

- Q-que paquera o quê?!

- Acha que eu não notei?

- O quê, o quê? - Mizu tentava se entrosar.

- Com a Lucy... - Annie levantava e abaixava as sobrancelhas sugerindo romance no ar.

- Cala a boca Annie!

- Eeei! Silêncio vocês aí atrás, ou querem que eu mude de lugar? - O professor avisa e voltou a copiar no quadro.

- Lucy e Sol... Eu shippo. - Annie fez hashtag com os dedos. - Como será que fica bom? Hum... Deixe-me ver... Socy ou Luphia? Luphia é o meu favorito no momento. - Annie ria se escondendo atrás de Garry pra não levar tapa de Sophia.

- E a Hinata só no love... - Mizu.

- Quê?! - Hinata parou de copiar para dar atenção a conversa. - Não tem nada entre mim e a... - Hinata parou no mesmo instante que todas prestaram atenção nela.

- Hãm?! - Annie e Sophia.

- Nada! - Ela voltou a copiar.

 

- Sakura, Sakura! - Rubi veio correndo até ela, que até Sakura tentou sair dali antes que ela a alcançasse. - Por que não está indo mais nas atividades do clube?

- Pra ver você beijando outras garotas? Vê se me erra.

- Ah... então é isso. - Rubi ficou aliviada. - Desculpa, ela me agarrou.

- Sim... Tava vendo! A mão na cintura dela também foi ela que te obrigou?

- Puxa Sakura você tá estressada heim? - Rubi deu um passo para frente com as mãos nos bolsos. - Me desculpa, eu avisei desde o início o tipo de pessoa que eu sou. Não queira nada sério comigo. - Rubi desfez o sorriso e deu meia volta.

- Não Rubi, espera! - Sakura a segurou em seu braço. - Pelo menos me diz com quem tá saindo e essas coisas.

- Tem certeza? Não vai gerar mais ciúmes ainda?

- Eu aguento, se compensar também passar um tempo com você.

-  Oh, é isso? - Rubi deu um sorriso sugestivo e ela foram até a sala do clube perdendo as aulas restantes.

 

- Mas que... Droga!! - Alphard acordou e se assustou com Gaby a encarando fixamente sentada na mesa do diretor.

- Finalmente! - Gaby saiu da mesa e a ajudou levantar. - Que demora pra acordar...

- Você é o motivo d'eu tá assim!

Gaby não respondeu e já ia saindo da sala, mas Alphard não deixou.

- Pode parar aí, o que você aprontou heim? - Ela tava procurando o objeto estranho e econtrou. - Uma bomba?! Você tá maluca? - Ela se agachou para olhar de perto.

- Que porcaria de bomba o quê! - Gaby também foi analisar. - Isso daí é falso, mas se acender explode.

- Então funciona! E você entende disso... Prova suficiente de que você é culpada.

- Não, eu não fiz isso... Afinal eu sou só uma pirada e não bato bem da cabeça, né? - Gaby sorriu se levantando.

- Sem essa, eu não vou deixar você sair impune.

Alphard iria acertando o rosto de Gaby enquanto ela estava se virando pra ir embora, mas ela além de desviar pega Alphard e a prensa contra a mesa.

- Você é chata quando abre a boca meu! - Gaby sem nenhuma inibição beijou Alphard que lhe mordia e a todo custo tentava a força afastá-la de si.

Em murros e resistência, Alphard não conseguiu afastá-la desistindo de tentar. Gaby a solta quando Alphard já havia correspondido o quanto ela queria.

As duas não se falaram nada e cada uma pegou seu rumo.

Aldine viu que seu plano não iria muito pra frente quando Alphard passou na frente da sala dela sem nenhum vestígio em seu rosto de que tinha pego alguém no flagra.

- Talvez ela não queira mais me expulsar. - Gaby sorriu cínicamente para Aldine ao entrar na sala.

- Grr. - Ela teve que resolver com as próprias mãos e denunciar para a polícia, já que o plano A não deu certo.

 

Quando a reunião na sala dos professores terminou Frank voltou para a sua sala. Como de costume ele acendeu seu cigarro, ele ouviu o barulho do relógio na bomba e se abaixou para averiguar, ele riu da piada de mal gosto e mesmo assim chamou a polícia, porque era um delito que não poderia ser tolerado.

A dupla de policiais passou fardada pelos corredores até encontrar o diretor, na sala em que o horário estava vago e algumas meninas estavam para fora, viram eles passando e começaram a se formar boatos sobre o que estava acontecendo.

Alphard viu que aquilo já tava formando tumulto demais, e quando foi questionada sobre o que estava acontecendo ela disse que era apenas um trote que haviam passado, e o diretor estava resolvendo isso, o que não deixava de ser verdade. Outros policiais entraram na escola com urgência procurando o diretor, eles alegavam que tinham recebido ameaça de bomba na escola.

- Não está acontecendo nada, foi apenas uma piada de mal gosto. Quem ligou pra vocês? - Frank.

- Ela se identificou como aluna da escola. - Um deles respondeu já aliviado por não ter que se preocupar com bomba nenhuma.

Plano C de Aldine funcionando agora. Uma bomba estourou num dos banheiros da escola, e isso já aterrorizou algumas das meninas que estavam intrigadas olhando para o diretor e os policiais. Aldine e Valéria saíram dali imediatamente. Tessália ainda perambulava em algum lugar da escola procurando por Annie.

Rubi e Sakura vestiram suas roupas e saíram da sala agitadas sem saber o que estava acontecendo.

Na sala de Hana e Flávia, que se preocuparam pois não sabiam onde Sakura estava, saíram todas dali.

Os policiais ordenaram que não entrassem em pânico e coordenaram com calma a saída de todos da escola pra averiguá-la e achar algo a mais de suspeito.

Todos foram mandados para casa a ordem dos primeiros policias que chegaram e entre eles fizeram uma cúpula pra resolver aquela periculosidade a cerca da escola.

- Fica bem, ok? - Rubi segurou forte na mão de Sakura. Ela sempre foi gentil com Sakura, mas em questão aos seus sentimentos com ela, talvez estivesse mudando. Rubi foi embora deixando Sakura sem entender nada.

- Cadê a Sakura, Hana? - Flávia perguntou olhando pros lados.

- Ah, ela está ali. - Hana apontou. Elas foram até ela.

- Tá tudo bem Sakura? Tá com cara de Hamster assustado.

- Como é um Hamster assustado? - Hana perguntou.

- Eu vou demonstrar. - Flávia virou de costas e fez o clássico meme daquele estranho animal com o olhar assustador.

- Okaay... Vamos esquecer isso. - Sakura cortou o assunto. O que houve pra acontecer tudo isso?

- Onde você tava?! - Flávia. - Tem ameaça de bomba aí na escola...

- Ah, isso? - Sakura.

- É... Só isso. - Flávia ria. - Nada com que se preocupar.


Notas Finais


Depois faço a revisão, to na pressa pq vou sair o/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...