História Para Sempre - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Tags Camila Cabello, Camren, Lauren Jauregui
Exibições 32
Palavras 1.098
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - A espera é dolorosa


Fanfic / Fanfiction Para Sempre - Capítulo 2 - A espera é dolorosa


''A espera é dolorosa nos deixa triste e frágil, mas a esperança nos da força para aguentar e prosseguir''

POV LAUREN

A minha visão estava um pouco embaçada, a dor de cabeça estava terrível mas eu não iria sair do hospital sem ver minha garota, quando lembro de seu corpo inerte é como se meu coração fosse esmagado, sou dependente dela assim como um viciado é dependente da cocaína. Meus olhos parecem estar pesando, meu corpo está dolorido por causa da má posição no sofá, o cheiro de remédios e álcool estava insuportável mas eu aguentarei por ela. Senti a presença de alguém se aproximando, elevei o meu olhar e vi que se tratava de uma das enfermeiras, Allyson Brooke.

-querida você precisa descansar, está nesse sofá a mais de 24 horas, tem que se alimentar

-eu não preciso

-mas é claro que sim! vai ficar fraca e acabar desmaiando, vai pra casa

-estou cansada de todos me pedindo pra ir pra casa! eu fui ontem, mas eu não vou agora, vocês não sabem como é, não sabe o que estou sentindo, o meu amor.. ela está lá na UTI, eu posso perdê-la! pra sempre! -não aguentei e comecei a chorar de novo

-eu sei o que está passando acredite, eu trabalho na área da medicina faz alguns anos e vejo pessoas nessa mesma situação todos os dias, mas precisa ser forte Lauren, se você a ama precisa se manter forte pra ela, estamos fazendo tudo para que ela melhore

-e se ela não resistir? será o fim pra mim

-não seja assim tão pessimista, precisa acreditar na recuperação dela, é uma moça jovem, bonita, cheia de sonhos... quer me falar um pouco sobre ela?

-não atrapalho o seu trabalho?

-não, estou com tempo agora

-Camila é incrível, ela é a minha pessoa favorita em todo o mundo, ela tem um belo talento sabia? toca violoncelo 

-sério? que lindo!

-ela é uma pessoa amorosa, carinhosa, sempre se preocupa com o próximo, tem uma mania horrorosa em largar a toalha molhada em cima da cama após o banho, ontem senti falta disso, sua cor favorita é azul, ama filmes de romance, se deixar passamos um dia inteiro vendo vários filmes juntas!

-ela realmente é maravilhosa Lauren, tem sorte

-muita! foi quando me dei conta disso que resolvi pedi-la em casamento, esse era o nosso sonho em comum

-não fale no passado, ela ainda está aqui

-é verdade! -limpou as lágrimas e respirou fundo -íamos casar Allyson

-pode me chamar apenas de Ally

-tudo bem.. porque tinha que acontecer algo assim com a gente? o que eu teria feito pra merecer isso?

-não devemos questionar as vontades de Deus, tudo tem um propósito

-como uma divindade pode fazer algo desse jeito?

-ele as vezes permite que aconteçam coisas nas nossas vidas para nos testar, precisa ter fé nela, acreditar que vai ficar bem, Deus a poupou da morte, poderia ter tido o mesmo fim do motorista mas não teve, obteve uma segunda chance

-você tem toda razão, não posso culpá-lo por isso. eu vou ser forte!

-é assim que se fala

-posso te fazer um pedido?

-claro!

-me deixa vê-la, só um pouco

-ainda não foi permitida a entrada de visitas no quarto, ela precisa descansar, ainda se encontra em coma

-eu sei, você pode me acompanhar, só preciso de alguns segundos perto dela, por favor Ally! você também deve ter alguém que chama de amor, sabe o quanto estou sofrendo

-tudo bem, eu vou deixar mas será rápido

-obrigada!

Segui a enfermeira baixinha até a UTI, ao chegar na porta do quarto avistei a minha preciosa, tão fragilizada conectada a aparelhos que auxiliavam-na até na respiração, ali estava o meu mundo inteiro concentrado em um só ser, Camila Cabello. Quando Ally abriu a porta entrei um pouco apressada, o choro descontrolado voltou com força, a enfermeira tocou meu ombro como sinal de conforto

-está tudo bem?

-sim.. eu só.. é difícil vê-la nessa situação, logo Camila que costumava sorrir tanto, era como se não houvesse dias ruins pra ela

Me aproximei um pouco mais e sussurrei algumas palavras de amor pra ela, mesmo sabendo que não estaria capturando o que eu falava

-eu preciso tanto de você amor, é só em ti que encontro a paz, você é como se fosse um sonho que se tornou realidade em minha vida, lembra que uma vez te falei que és como a minha injeção de heroína? sou completamente viciada em você Camz.. é uma necessidade insaciável, preciso do seu sorriso, do seu olhar

-precisamos ir Lauren

-espera Ally.. só me deixa falar o restante

-ok, mas seja mais breve

-você está em cada pensamento que tenho, está em toda lembrança boa.. eu te amo Camz.. por favor, volta pra mim!

-desculpa, mas temos que ir, se nos encontrarem aqui eu posso até perder o meu emprego

-tudo bem -só em ficar perto de minha amada por alguns instantes deixou meu coração um pouco mais leve

Olhei pra ela uma última vez e nos retiramos do quarto, meu coração batia rapidamente, as lágrimas ainda molhavam meu rosto. Ao voltar pra recepção depois de agradecer a Ally, avistei minhas duas amigas, não só minhas, de Camila também, ao me verem correram em minha direção e me abraçaram. desabei mais uma vez

-shii.. fica calma Laur.. ela vai ficar bem, tudo vai se resolver

-ela precisa voltar pra mim Mani.. ela precisa sair desse coma

-você está fria, precisa se alimentar

-eu não quero, preciso estar aqui ao lado dela, mesmo que não me deixem ficar no quarto

-tenho certeza que Camila logo estará em nosso meio -Dinah disse tentando me acalmar -onde estão os pais dela?

-passaram a manhã inteira aqui, Sinuhe não tem se sentindo muito bem por conta de seu problema de pressão alta, Alejandro foi pra casa com ela para que descansasse um pouco e eu disse que ficaria

-precisa ir também

-não saio daqui enquanto não receber uma boa notícia

-vamos te trazer um lanche então

As duas saíram por alguns breves minutos e voltaram com um hambúrguer e uma garrafinha de refrigerante

-não é nada tão saudável mas irá aliviar sua fome, e nem adianta dizer que não está faminta, sei que está

-obrigada meninas

-não precisa agradecer, conhecemos a Mila desde a infância, ela sempre foi dura na queda, não será esse acidente que vai barrá-la

-a Mani tem razão, precisamos todas pensar positivo, ela sairá dessa

Minha única opção seria essa, me agarrar com todas as forças na esperança de ter a minha Camila de volta.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...