História Para sempre ao seu lado - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bts
Exibições 37
Palavras 567
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 17 - Descupa


A aula de Inglês acabou e seu a hora do intervalo. Não quis ficar com o pessoal, então fui para a biblioteca colocar a matéria em dia,  já que Rap Monster tinha me emprestado o caderno.

Comecei a passar tudo para o meu caderno,  mas fui parado por uma voz.

Juninho- Posso me sentar aqui?

Eu- Sim,  você é o Juninho não é?

Juninho- O próprio,  primo do JungKook.

Eu- Sabia que tinha ouvido de alguém.

Juninho- Mas o que aconteceu com você?

Eu- Fui atropelado..

Juninho- Ata!  Foi quando você saiu correndo atrás do Kook?

Eu- Pera,  como você sabe que eu estava atrás dele?

Juninho- Eu estava na lanchonete da frente da escola.

Eu- Hmm,  entendi.

A gente conversou mais um pouco,  até que o sinal tocou e fomos cada um para sua sala. Me sentei e logo Rap Monster chegou,  e fui tirar algumas dúvidas com ele sobre as matérias que eu não aprendi por causa da ausência.

Rap Monster- Nesse daqui, você multiplica isso por X.

Eu- Ah,  entendi!

Rap Monster- Você tá melhor? É que...  Você não veio lanchar com a gente.

Eu- Eu precisava por a matéria em dia,  aí eu fui pra biblioteca.

Rap Monster- entendo.

O professor de Química chegou e todos foram para seus lugares. Percebi,  que Kook sempre estava me olhando,  com um olhar de tristeza. Até que em um momento V,  que sentava ao meu lado,  me mandou um bilhete.

V- Me mandaram passar pra você.

Eu- Quem?

V- Você vai descobrir..

Fiquei desconfiado,  mas abri e comecei a ler:

      "Olá"
"Você não sabe quem mandou isso,  no entanto você descobrirá quando me encontrar depois da aula no telhado da escola."

"Te espero lá!! "

Quem será?  Porra to curioso.

Depois da aula,  hesitei um pouco,  mas fui ao telhado,  e lá, vi alguém com capus e óculos escuro. Se não me engano,  aquela era a blusa de frio do Kook. Imaginei ser ele e até fiquei Alegre, mas ai chegar lá,  vi que era o Suga,  que tinha pego a blusa emprestado.

Suga- Sabia que viria.

Eu- O que você quer?

Suga- Espere um pouquinho.

Ouvi alguns passos atrás de mim,  seguido de a porta sendo fechada. Olhei para trás e vi JungKook,  sendo trago vendado por V. Eles chegaram e falaram para ele.

V- Kook,  temos uma pessoa querendo falar com você,  mas ela não quer que você saiba quem é,  por isso a venda.

Kook- Ok, mas fale logo.

Suga- Eu também estou aqui. Vamos lá,  pode falar o que você queria.

Não acredito! Se ele está vendado, não pode sair,  ai ai,  eles armaram tudo pra mim... tentei fazer uma voz diferenciada.

Eu- O-olha,  Você pode não ter entendido... Mas,  enquanto eu esperava,  aquela prostituta veio e me beijou no momento em que você saiu.  E minha ausência tem sido por que enquanto eu corria atrás de você,  fui atropelado. E você continuou correndo. Foi a última coisa que vi. Você correndo.

Olhei para ele é vi que estava chorando ele falou meu nome e tirou a venda. Ficou com o segundos me olhando e depois me abraçou,  nós desabamos um no outro. V e Suga foram embora, nos deixando a Sós.

Eu- Me desculpa!! - falei chorando

Kook- Eu é que preciso me desculpar... Além de não te ouvir,  provoquei esse acidente... Desculpa!

Eu- Tudo bem,  ta desculpado. Vamos para casa.  



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...