História Para Sempre Juntas (Forever together) - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Capitão Killian "Gancho" Jones, Cora (Mills), David Nolan (Príncipe Encantado), Emma Swan, Henry Mills, Príncipe James, Regina Mills (Rainha Malvada)
Tags Emma Swan, Jennifer Morrison, Lana Parrilla, Morrilla, Once Upon A Time, Ouat, Regina Mills, Swan Queen, Swanqueen, Swen
Exibições 179
Palavras 2.328
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Fantasia, Romance e Novela
Avisos: Homossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Essa história é puramente fantasia da minha imaginação, é um romance!!! boa leitura.

Capítulo 9 - Decisões


Emma estava treinando desde cedo, estava ansiosa para conversar com seu irmão, não conseguia dormir direito, pensava na morena o tempo todo, precisava tira-la daquele castelo antes que fosse tarde para isso.

- Ei maninha esse horário, não dorme mais, são seis da manhã

- Não tô conseguindo, passei a noite em claro, preciso vê-la, como pode eu ser tão dependente dela.

-Isso se chama amor, você ama a princesa Regina e, quer ela ao seu lado.

-Sim, mais que tudo nessa vida.

- Então iremos tira-la de lá, precisamos conversar com papai pra ele deixar ela ficar aqui, vamos lá.

Emma entregou seu bastão a um dos soldados e se encaminhou para dentro do castelo com Daniel, David já havia levantado estava na mesa tomando café com Snow.

-Pai, mãe, precisamos conversar

- Sim princesa diga o que deseja

- Pai eu vou tirar Regina daquele castelo e, preciso saber se ela pode ficar aqui comigo como minha esposa.

- Filha isso é loucura o rei Henry virá atrás dela. Isso pode acabar virando uma guerra.

- Pai eu a amo e não consigo ficar longe, o rei Henry vai obriga-la se casar com um príncipe qualquer e a perderei pra sempre, eu morro se isso acontecer.

- Não chegará a isso, vou acabar meu café e irei até o castelo do rei Henry, pedirei a mão de Regina em casamento pra você.

- Pai eu não acredito fará isso mesmo por mim?

- Sim minha princesa, sou capaz de tudo para vê-la feliz

Emma pulou de alegria, beijou seu pai, sua mãe, não cabia de felicidade, seu pai ia pedir Regina pra ela.

Regina estava conversando com Killian que havia voltado do reino de Arendelle

- Regi, não fica assim daremos um jeito pra você não casar com o príncipe Graham, se quiser fugir com Emma eu estarei ao seu lado darei cobertura

- Você faria isso por mim

-Sim, você é minha irmã e não aguentaria vê-la infeliz, sei o quanto você ama a princesa encantada e isso é reciproco.

- Eu não sei como te agradecer

Regina o abraçou e ficaram conversando sobre a viagem de Killian.

David acabou seu café foi para o quarto se arrumar, faria tudo pelos seus filhos e, iria fazer uma loucura pela sua princesa, achava difícil Henry conceber esse pedido, pois era um homem preconceituoso, ia tentar mesmo assim. Emma não estava nem se alimentando direito, temia por sua princesa não aguentar se Regina casar com outra pessoa que não fosse ela. Então depois de pronto desceu

- Filho você vem comigo e Emma você ficará, pode não ser boa ideia você aparecer lá.

- Pai mais eu posso pedir dele a mão da Regina

-Eu sei que pode, mais dará em confusão, aguarde que trarei sua resposta.

Emma mesmo inconformada aceitou ficar, David e Daniel foram em direção ao reino de Potédia. Chegaram na entrada do castelo do rei Henry.

- Queremos falar com o rei, avise que é o rei David.

O soldado entrou, Henry estava na sala do trono, conversando com Cora

- Majestade, rei David deseja falar com vossa alteza.

- O que ele deseja pra comparecer em meu reino pessoalmente

- Não disse majestade

- Mande-o entrar, aposto que deve ser sobre a filha dele inconsequente que desonrou minha filha. Falou apenas pra Cora ouvir, - vá e mande que entre.

- Sim meu rei

O soldado pediu que David o seguisse e foram direto para sala do trono.

- Majestade, -o comprimentou e Daniel fez reverência ao rei e rainha

-A que devo a honra, rei David, nunca aparece neste reino

- O assunto que vim tratar é muito sério majestade

- Sente-se e me diga

- Acho melhor eu ficar de pé

- Então vamos direto ao assunto

- É sobre a princesa Regina e minha filha

- Eu já sei o ocorrido sua filha desonrou a minha, eu devia matá-la.

- Calma aí rei Henry, a sua também fez com a minha e, nem por isso quero matá-la pelo contrário, vim aqui pedir que Regina case com minha filha

-Você está louco, com ousa vim em meu reino e falar tamanho absurdo

- Não é absurdo elas se amam, e querem ficar juntas

-Isso é impossível, minha filha não ficará com uma outra mulher isso será uma vergonha por gerações.

-Poderemos mudar isso, somos reis, criaremos uma lei que aceite elas se casarem.

- Não podemos e não quero isso, Regina casará com um homem

-Darei a metade do meu reino somente pra você conceber a mão de sua filha a minha.

- Sem mais, seu reino é muito rico e prospero, mais Regina casará com rei de Coimbra.

- Você fará sua filha infeliz

- Sua filha não é um macho, se fosse esse rapaz que está ao seu lado eu conceberia a mão de Regina.

- Me desculpe sua filha é linda, mais pertence a minha irmã e, eu já sou comprometido.

-Princesa Emma não pode dá filhos a minha filha, então exijo que se retire do meu castelo e diga para sua filha não se aproximar, senão receberá só o cadáver dela para um lindo funeral.

- Você não ousaria machucar minha filha rei Henry.

- Eu ousaria sim e, se possível farei isso pessoalmente. -David fechou a mão envolta do cabo de sua espada, ficou vermelho de raiva, poderia matar Henry agora mesmo.

-Pai vamos

David saiu com muita raiva das ameaças de Henry pra com sua princesinha, se ele ousasse tocar num fio de cabelo de Emma, ele destruiria o reino de Potédia. Chegaram em seu castelo Emma estava no pátio esperando ansiosa, nem bem avistou seu pai e seu irmão, correu em direção a eles.

- Pai me diga, então quando eu casarei?

-Calma maninha vamos entrar e te contaremos. -Entram e David pediu que Emma sentasse e contou como foi lá no reino de Potédia.

- Eu não acredito, pai ela vai casar, eu não posso deixar isso acontecer.

- Calma minha princesa não faça loucuras, você está ameaçada de morte pelo aquele rei filho de uma bacante.

- Eu não me importo de morrer por ela

- Filha se morrer ela ficará sofrendo nas mãos de algum príncipe, você precisa viver pra lutar por ela e mataria eu e sua mãe de tristeza.

-Eu tomarei cuidado.

-Promete que não fará nenhuma loucura

- Eu prometo

Rei David subiu para ver sua esposa, ficou Emma e Daniel

-Preciso vê-la

- Você não pode o Rei quer te matar.

- Só agora me ajuda, eu senti-la em meus braços e dizer que tudo ficará bem, ela deve estar com medo.

-Eu irei falar com Killian. -Saiu e foi em direção ao reino de Potédia, chegou na passagem, chamou um soldado e pediu que chamasse o principe Killian, que não demorou ir ao encontro do amigo.

-Fala príncipe Daniel quanto tempo

-Pois é eu não devia tá aqui, ainda pouco estávamos conversando com seu pai que ameaçou minha irmã.

-Eu soube do acontecido papai é muito preconceituoso não ver que Regina está sofrendo, disse até que o seu pai perdeu o juízo.

-Pois é, Emma precisa ver Regina e quero sua ajuda

-Principe ela não pode sair daqui.

-Nós sempre damos um jeito

-Eu sei, tive uma ideia

-Diga que eu não aguento ver Emma chorar pelos cantos

- Nem eu, Regina emagreceu uns cinco quilos, nem come vive chorando e, papai botou soldados em todos os lugares, sorte é que o Dênis é o que guarda a passagem, ele tá com a gente.

- Então como faremos para essas duas se verem

- Aparece a meia noite aqui na passagem, vou dá um jeito de Emma entrar, tem  um lugar secreto que eu costumava brincar quando era criança, eu e a Regi sempre se escondia, ninguém passa nem desce lá é, perfeito pra elas se encontrarem sem ser vistas, darei cobertura.

- Príncipe você é um gênio a meia noite estaremos aqui. -Se cumprimentaram com aperto de mãos e Daniel voltou pra seu castelo, Killian subiu correndo foi avisar sua irmã, entrou no quarto dela

-Gina tenho novidades, você verá Emma

-Eu não acredito, abraçou Killian

-Como vou conseguir isso

- Ela virá a meia noite desça pra aquele lugar que costumávamos brincar de se esconder quando éramos pequenos e, não podiamos ir para casa da arvore.

- Eu irei, não vejo a hora de ver a cisne

- Você logo estará com ela, quero que seja cuidadosa e não deixe nenhum soldado te ver, senão pode ser perigoso pra Emma

-Sim, eu não deixarei

-Então você já soube que rei David veio pedir você em casamento pra Emma

- Eu não acredito nisso, papai deixou?

-Não Regi ele foi grosseiro e, disse ao rei David que ia matar a filha dele se chegasse perto de você.

-Ah não, eu preciso fugir com Emma

- Regina vocês vão causar uma guerra se fizerem isso

-O que eu faço?

- Eu não sei

Ficaram conversando depois Killian foi para sala do trono com seu pai

Regina ficou no quarto contando os minutos. Pediu ajuda de Trade para ir encontrar Emma no porão do castelo.

Daniel chegou de volta ao castelo, contou todo o plano a princesa, sobre como ela ia encontra Regina. Emma comemorou abraçando e beijando o rosto de seu irmão, ficou tão feliz. Foi treinar os soldados com um sorriso enorme. Daniel ficou feliz em ajudar proporcionar a felicidade a sua irmã.

A noite chegou tanto Emma como Regina estavam ansiosas para se verem, Regina até desceu e jantou com seus pais em silencio. Já Emma não parava de falar durante o jantar.

- Já era 23 horas quando Daniel bateu na porta do quarto da loira

-Maninha vamos, não faça barulhos papai e mamãe podem acorda ai não poderemos sair

-Ok Daniel vamos. - Saíram de fininho, montaram em seus cavalos e foram para o reino de Potédia, deixaram os cavalos amarrados no meio das arvores, tinham que chegar de fininho para não serem vistos.

Regina assim que deu 23 horas já foi se encaminhando para o local do encontro, Trade lhe deu cobertura assim como Killian que distraiu os soldados contando histórias de suas aventuras no reino de Arendelle.

Deu meia noite e Regina estava aguardando Swan já no local combinado, era frio o lugar e escuro, tinha uma tocha na parede que ilumina pouco o ambiente, killian havia ido mais cedo ao local pra acender a tocha.

Killian chegou na passagem cumprimentou seus amigos, Emma entrou e Killian foi dando cobertura, levou ela até perto de onde Regina estava, indicou por onde Emma devia seguir, ele precisava volta ia da cobertura do lado de fora.

Emma chegou no local meio escurou viu sua morena escorada num canto.

-Ei procuro uma linda princesa baixinha você a viu?

-Cisne. - Regina correu para os braços da loira que a apertou forte tirando ela do chão beijando seus lábios.

- Eu senti tanta saudade meu amor, pensei que não ia aguentar.

- Eu não estava mais aguentando, só sabia chorar

- Amor você está mais magra

-Isso é saudades cisne.

Emma aproximou seus lábios do da morena e iniciaram um beijo cheio de amor saudades. Emma pediu passagem com sua língua na boca da morena que cedeu, o beijo começou a parecer ter um gosto salgado, elas choravam de felicidade de poder estar juntas, nem que fosse por pouco tempo, encostaram suas testas.

- Eu amo você tanto.

-Eu amo você mais que tudo cisne.

- Foge comigo Regina podemos morar em uma casinha em algum lugar

-Eu fujo pra onde você quiser, só não quero está longe de você. -Voltaram a se beijar e Emma foi empurrando a morena até a parede a beijou com paixão, desceu seus beijos pelo pescoço da morena que estava totalmente entregue nos seus braços.

-Regina eu quero te sentir daquele jeito

-Eu quero também te sentir, mais nosso tempo é curto precisamos fazer amor rápido.

-Então não vamos perder tempo voltaram a se beijar e Emma levantou o vestido da morena e levou sua mão até o sexo dela, começou passar as mãos por cima da calcinha, Regina gemia manhosa.

-Emma tirou a calcinha da morena, e começou passar os dedos pelo sexo encharcado.

- Amor isso é tão bom

-Me faça sua cisne.

Emma levantou uma perna da morena e teve melhor aceso ao sexo encharcado dela, começou a penetra-la com um dedo e beijava sua boca, abafado os gemidos.

- Ai isso é o paraíso pra mim, é tão gostoso amor, eu poderia ficar fazendo amor pra sempre com você. -Começou a movimentar seu dedo dentro da morena que tremia em seus braços. - Ai cisne você me deixa louca, estava com saudades de ficar com você dessa forma e de todas as outras. -Emma a sustentava em seu braço e estocava a morena que mordia seus lábios.

- Cisne deixa eu tocar em você da forma que tá me tocando.

-Sim, tirou seu dedo de dentro da morena e arriou sua calça até o meio das pernas, Regina queria gozar junto com Emma. A morena não perdeu tempo, beijou a loira e a penetrou, Emma voltou a penetra-la, iniciaram movimentos uma dentro da outra, a posição era desconfortável, mais elas não se importavam só queriam se amar, Regina começou se sentir fraca e a loira também, aceleraro seus movimentos e gozaram juntas quase indo ao chão de tão franca que ficaram. Depois do orgasmo intenso que tiveram, ficaram abraçadas até recuperarem o folego.

- Cisne me leva com você, eu não quero ser de outra pessoa.

-Eu levo você pra qualquer lugar. -Emma subiu sua calça e Regina sua calcinha se ajeitaram Emma pegou a mão da morena.

-Você tem certeza que quer ser minha para sempre, como eu sou sua?

-Sim cisne

-Então vamos

Emma saiu de mãos dadas com a morena.


Notas Finais


Será que elas fugirão mesmo???


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...