História Para Sempre Sua - Capítulo 3


Escrita por: ~ e ~PriscilaSM

Postado
Categorias The Originals, The Vampire Diaries
Personagens Bonnie Bennett, Klaus Mikaelson
Tags Bonnie Bennett, Hentai, Klaus Mikaelson, Romance, Sexo, The Originals, The Vampire Diaries, Tvd
Visualizações 12
Palavras 1.682
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá meus amores, mais um capítulo o/

Bem, vamos ao capítulo...

Capítulo 3 - Capítulo 3- Roommate.


POV Misto. (Klaus e Bonnie.)

Fui almoçar e na volta fiquei lendo uns relatórios no escritório e deixei a tela da câmera de segurança aberta. Vi quando Bonnie voltou e Elijah tinha razão; eu estava pensando só com meu pau. Aqui é trabalho e tenho que pensar assim, ou tentar. Depois de uma video conferencia precisei dela, então fui até lá.

 

Levantei meu olhar e vi Klaus, ou melhor, senhor Mikaelson parado na minha frente. Franzi meu cenho porque isso era estranho. Ele sempre me chamava se precisava de mim.- Sim, senhor?

 

- Preciso que arquive essa pasta.- Disse.

 

Peguei a pasta.- Certo.

 

Aquele saia, porra, ela era a minha perdição. Marcava tudo, principalmente aquela bunda maravilhosa.

 

Abri o armário e peguei uma pasta. Me virei e ele ainda estava ali.- Mais alguma coisa?

 

- O que fez você querer Economia?- Perguntei.

 

- Hmm... Eu não sei. Não foi algo que sempre quis. Eu sempre gostei muito de matemática e queria uma profissão que eu pudesse dar uma vida boa a minha família. Juntei o útil com o agradável.- Disse.

 

- Ótimo, porque gosto de trabalhar com pessoas que gostam do que fazem.- Disse.

 

Isso se eu durar aqui, né? Pensei. Eu já não ganho nada trabalhando aqui, ele ainda pode me expulsar e prejudicar minha faculdade caso não gostasse do jeito que dou bom dia a ele.- Que bom.

 

- Amanhã teremos uma reunião com investidores. Quero que você vá e depois me passe o que achou deles economicamente para a empresa.- Disse.

 

- Tudo bem.- Disse.

 

Estava me segurando para não ficar babando naquela bunda linda.- Daqui a pouco vai estar chegando uma entrega para mim, quando chegar, me avise.

 

- Pode deixar. Posso lhe fazer uma pergunta?- Perguntei.

 

- Sim.- Disse.

 

- Como faço para utilizar a Academia daqui? Ontem eu dei uma passada lá e o cara grandão e que dá medo disse que preciso de autorização para terem certeza que trabalho aqui.- Disse.

 

Isso explica esse corpo.- Eu vou ligar para lá, mas seu cartão de acesso ainda não ficou pronto?

 

- Ainda não recebi.- Disse.

 

Fui até minha sala, pegando meu celular e voltando até ela. Liguei para um dos assessores do RH.- Justin, porque o cartão da minha secretária não está pronto ainda?- Ele tentou enrolar, mas não conseguiu.- Não quero saber, quero esse cartão aqui HOJE.- Desliguei.- Pronto, resolvido.

 

- Hã... Obrigada.- Disse.

 

- Não deixo meu pessoal desamparado.- Disse.

 

- Tudo bem.- E eu fiquei com muita pena do tal Justin.

 

Meu telefone tocou; era trabalho.- Boa tarde.- Acenei para ela e voltei para a sala.

 

O resto do expediente passou normalmente e o pobre Justin veio me entregar o meu cartão, o que agradeci e pedi desculpas. Antes de ir embora, passei na academia e já me registrei, depois indo embora.

 

 

*****

 

Levei um pouco de trabalho para casa. Cheguei, tomei banho e fui direto para o escritório. Me esforcei para focar no trabalho naqueles dias, tinha conseguido umas vezes graças a carga que estava tendo esses dias, mas sempre que ela entrava na sala minha mente vagava em a jogar na minha mesa e a foder ali mesmo até ela não aguentar mais. A viagem que tinha marcado teve que ser adiada, ainda não tinha previsão de quando seria agora. Terminei de ler o relatório que pedi a ela para o estudo dela e ela era ótima. A chamei na sala e esperei.

 

Entrei.- Sim?

 

- Sente-se.- Disse.

 

Me sentei.

 

- Terminei de analisar seu relatório.- Disse.

 

- E?- Questionei.

 

- Você tem um futuro promissor, senhorita Bennett. Suas leituras são perfeitas.- Disse.

 

Sorri.- Obrigada.

 

- Está querendo tirar alguma duvida?- Perguntei.

 

- Não.- Disse.

 

- Ok, quando estiver fazendo algum desses e quiser perguntar, é só falar.- Disse.

 

- Ok.- Disse.

 

- Preciso de uns documentos. A secretária do Elijah vai trazer.- Disse.

 

Assenti.- Tudo bem. Com licença.- Sai da sala.

 

Assim que ela saiu entrei numa video conferência e isso me distraiu até o almoço. Quando fui sair da sala, Bonnie estava abaixada com aquela bunda maravilhosa empinada na minha direção.

 

Dei um pouco para trás para enxergar melhor dentro do armário, e acabei batendo em alguma coisa atrás de mim. Me virei.- Senhor Mikaelson? Desculpe, eu sou desastrada. Não vi o senhor ai.

 

- Tudo bem?- Disfarcei para ela não perceber que estava ficando excitado.

 

Me ajeitei.- Hã... Sim. Estava procurando uma pasta.

 

- Chegaram os documentos?- Perguntei.

 

- Ainda não. Vou ir pega-los.- Disse.

 

- Tudo bem, estou indo almoçar.- Disse.

 

- Tudo bem.- Disse.

 

- Está indo também?- Perguntei.

 

- Ainda não.- Disse.

 

- Tudo bem, vou indo então.- Disse.

 

- Ok.- Disse.

 

Sai de lá e peguei meu telefone ligando para uma "conhecida" ou na verdade uma prostituta de luxo, das várias que conhecia para aliviar a excitação que Bonnie tinha provocado. É, talvez fosse esse o problema. Eu estava a duas semanas sem trepar e isso estava me afetando. Ela me atendeu em minutos e as duas horas que passei ali valeram a pena, era uma gostosa de primeira e sabia muito bem o que fazia. Me arrumei, sai de lá e fui para a empresa, bem mais aliviado.- Algo importante para mim Bonnie?- Disse quando cheguei ao meu andar.

 

- Sim, os documentos.- Entreguei a ele.

 

- Ótimo.- Disse.

 

 

 

POV Bonnie.

Ele entrou na sala dele e o resto do expediente passou lentamente. Quando deu minha hora, passei na cafeteria para pegar um café antes de sair. Hoje ia começar a academia aqui, mas tinha que me trocar também. Estava no elevador e a porta se abriu, logo Caroline e Elena entrando. Sorri.- Hey. Queria falar com vocês mesmo.

 

- Diga.- Caroline respondeu.

 

O elevador fechou e mordi meu lábio.- Hmm... alguma de vocês duas está procurando uma colega de apartamento?

 

- Eu moro com meus pais.- Elena disse.

 

- Tudo bem. Vou procurar mais então.- Disse.

 

- Tem que ter cuidado com isso.- Caroline disse.

 

- Pois é, mas obrigada mesmo assim.- O elevador chegou e saímos. Me despedi delas e fui no banheiro que tinha ali embaixo. Tirei a roupa que estava e coloquei a legging e o top, assim como o tênis. Prendi meu cabelo em um rabo de cavalo e tirei a maquiagem. Suspirei, me olhando no espelho. Agora eu tinha ficado pequena mesmo, porque eu uso salto no trabalho, óbvio. Fazer o que se sou baixinha e não uma mulher alta e fabulosa, né? Pois é. Guardei tudo na mochila que eu deixava no armário que tinha ali. Sim, a empresa era tão completa que tinha uma sala com armários para os funcionários. Eu achei isso ótimo. Caminhei até onde ficava a academia, e mostrei meu cartão ao segurança grandão que tinha ali. Entrei e fui fazer exercício.

 

Ele treinava com o saco de areia e viu a mulher passando.- Hey, você é a secretária, nova não é?

 

O olhei.- Sim.

 

- Como está nosso chefe?- Ele perguntou.

 

- Bem.- Disse.

 

- Tá calminho?- Ele perguntou.

 

- Hã... Não sei.- Disse.

 

- Deve estar, milagre. Ah, sou Stefan, um dos assistentes dele.- Ele disse.

 

- Bonnie.- Disse.

 

- Prazer. Já se acostumou aqui?- Ele perguntou.

 

- Ah, não faz dois meses ainda. Estou me adaptando ainda.- Disse.

 

- Eu sou dos EUA também, mas me apeguei aqui.- Ele disse.

 

- Percebi. Já tem sotaque. Veio de pequeno para cá?- Perguntei.

 

- Eu tinha uns 10 anos.- Ele disse.

 

- Tá explicado.- Disse.

 

- Veio para ficar ou só trabalhar?- Ele perguntou.

 

- Não é trabalho, é estágio.- Disse.

 

Ele ligou a esteira ao lado, começando a correr também.- Qual curso? Administração?

 

- Economia.- Disse.

 

- Ah, é muito bom.- Ele disse.

 

- Sim.- Disse.

 

- Então agora somos nós dois contra o senhor malvado.- Ele riu.

 

Sorri.- Acho que podemos dizer isso sim.

 

- Já conheceu mais gente aqui?- Perguntei.

 

- Sim, Elena e Caroline. Ah, se você souber de alguém que está procurando uma colega de apartamento, me avisa?- Perguntei.

 

- Eu estou. Meu apartamento ficou caro e logo agora que comprei meu carro.- Ele disse.

 

- Sério?- Sorri, mas o olhei.- Você não é um tarado, né?

 

- Juro que não.- Ele sorriu.

 

Sorri.- Ok então. Quando der gostaria de ver o apartamento.

 

- Pode ser no sábado?- Ele perguntou.

 

- Claro.- Disse.

 

- Ótimo. Tenho que me preparar para amanhã.- Ele disse.

 

- Como assim?- Perguntei.

 

- Eu estava de férias, volto amanhã. Só sabia que era você por que vi uma foto sua na pasta em cima da mesa lá em cima.- Ele disse.

 

- Ah sim.- Disse.

 

- Tem dias que é um trabalho difícil, mas eu gosto daqui.- Ele disse.

 

- Eu imagino.- Disse.

 

- Assim como o seu. Tinha dia que a Genevieve ficava doida.- Ele disse.

 

- Bom, eu não tenho esse luxo. Não posso deixar a minha mente me trair.- Disse.

 

- Espero que consiga.- Ele disse.

 

Sorri.- Eu também.

 

- Agora chega de papo e vamos malhar.- Ele disse.

 

Ri.- Vamos.

 

Voltamos a fazer os exercícios e conversávamos sobre banalidades, o que foi muito legal e depois de fazer muito exercício, fui para casa. Cheguei, tomei banho e coloquei meu habitual pijama; nada. Sim, eu peguei esse costume de dormir pelada e para mim não é nada desconfortável. Me deitei de bruço e liguei o computador, entrando no meu facebook. Eu não tinha separado um tempo ainda para procurar todo mundo nele e convida-los, então o fiz agora e convidei a Elena, Caroline, Stefan e até o Justin (sim, fiquei com pena dele). Até o segurança grandão eu convidei. Entrei no perfil de Klaus e fiquei em duvida se o convidava ou se seria muito invasivo. Mordi meu lábio e decidi mandar. Ah, se ele não quer é só recusar. Não vai me mandar embora por causa disso.. Eu espero que não pelo menos. Depois de seguir todo mundo no instagram também, mandei mensagem para todos meus amigos dos EUA, meu pai e minha vó. Desliguei tudo e me ajeitei na cama, não demorando a pegar no sono.

 


Notas Finais


Então, gostaram? Espero que sim! ♥ :3 Até onde acham que a amizade do Stefan e da Bonnie vai? Será que vai deixar o nosso Klaus louco? Magina né? HAHA' :P

E ah, como sabem, começo de fic é bem "nebuloso", então se puderem, deixem seu comentário nos dizendo o que estão achando e tudo mais, é muito importante! ♥

Bem, nos vemos nos comentários e até o próximo! ;)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...