História Para Toda A Vida - Capítulo 2


Escrita por: ~ e ~Mutekai

Postado
Categorias Steven Universe
Personagens Alexandrite, Ametista, Garnet, Greg Universo, Jasper, Lápis Lazuli, Leão, Malaquita, Opal, Peridot, Pérola, Personagens Originais, Rose Quartzo, Rubi, Safira, Sardonyx, Steven Quartzo Universo, Stevonnie, Sugilite
Tags Crystal Gems, Garnet, Lapidot, Opal, Pearlmethyst, Rupphire, Sardonyx, Smoky Quartz, Stevonnie, Sugalite
Exibições 51
Palavras 2.341
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Super Power, Suspense, Violência, Yuri
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Alice mandou dizer que vocês são uns cuzões, mas ela ama todos igualmente, pois tem coração de manteiga.
Zoeira, ela disse que ama todo mundo.
Quero agradecer pelos favoritos, confesso que sou uma metida pois era pra Alice postar o capítulo, já que a maioria das coisas foi ela que fez.
Amo todos vocês mais que ela <3 são tudo uns cuzões do meu coração :3
Boa leitura a todos.

Capítulo 2 - Invasoras


Fanfic / Fanfiction Para Toda A Vida - Capítulo 2 - Invasoras

Steven:

"-Espere por mim! -Disse Emerald, correndo logo atrás. -Você não vai nem ao menos me dizer seu nome?

Eu tentei respondê-la, dizendo Steven, mas minha voz não saiu. Depois de andar mais alguns segundos, contra a minha vontade, falei:

-Morgana.-"

Acordei em um sobressalto, ouvindo a voz de Pearl me chamando do andar de baixo. Eu estava deitado em minha cama, suando frio, com a respiração ofegante, minha cabeça doía e minha joia brilhava. Como eu não tinha saído do lugar e não havia a respondido, Pearl veio ver o que eu estava fazendo, subindo até o meu quarto.

-Steven, o que vo... Está tudo bem? -Perguntou-me ela, mudando de expressão rapidamente.

Eu não me mexi e nem respondi, conseguia apenas me lembrar do que tinha acabado de ver. Estava em estado de choque.

-Steven? O que está acontecendo? -Perguntou-me Pearl, chamando minha atenção.

Virei meu rosto para ela, piscando algumas vezes antes de responder:

-Tive um sonho muito louco.

Ela franziu a sobrancelha, inclinando a cabeça para o lado, sentou ao meu lado na cama e colocou a mão na minha testa, como se checasse a temperatura.

-Certo, por que você não me conta? -Falou ela.

Respirei fundo e comecei a contar, tentando deixar claro o quanto eu tinha ficado confuso. Eu parava em algumas partes para explicar como eu me sentia no sonho, como quando eu peguei a adaga do chão, em um ato forçado. Contei que eu parecia ter vivido tudo aquilo pelos olhos de outra pessoa, uma gem, chamada Morgana. Quando terminei, Pearl estava boquiaberta e com os olhos arregalados, ela se levantou e foi até a porta dos quartos.

-Espere aqui Steven, vou chamar Garnet. -Disse ela, passando pela porta.

Fiquei sentado ali mesmo, não sentia vontade de me levantar, queria apenas entender o que estava acontecendo. Não tinha como eu ter vivenciado aquilo, era um acontecimento de milhares de anos atrás. Passei meus braços

pelos joelhos, abraçando-os contra o peito, ficaria esperando Pearl voltar com as outras. Depois do que pareceram horas, elas finalmente passaram todas juntas pela porta, vindo em minha direção.

-Certo, Steven, conte à Garnet tudo o que me contou. -Ordenou Pearl.

Respirei fundo enquanto esperava elas se sentarem a minha volta. Então contei tudo novamente, Amethyst vivia me interrompendo com perguntas, enquanto Garnet permanecia em silêncio. Quando finalmente terminei, elas começaram a conversar entre si:

-Então, o que você acha Garnet? -Perguntou Pearl, olhando-a apreensiva.

-Você acha que ele está fazendo aquele negócio de entrar na mente das pessoas de novo? -Perguntou Amethyst, ansiosa, se intrometendo.

Garnet demorou mais tempo para responder do que o normal, ela parecia muito pensativa, agindo de uma maneira estranha, ela começou a brilhar, dando espaço para Ruby e Sapphire, deixando todos muito surpresos. Ruby parecia preocupada com Sapphire, ela colocou as mãos no rosto da azulada, fazendo-a olhar para ela.

-O que foi, Sapph? -Perguntou Ruby. -Isso lhe diz alguma coisa?

Sapphire estava pensativa, por isso demorou a responder.

-Morgana. -Disse apenas.

-Você a conhece? -Perguntou Ruby.

-Não tenho certeza, talvez não seja ela... -Começou ela. -Mas se bem que...

Ela interrompeu a si mesma, se perdendo em pensamentos. Ruby se aproximou mais de Sapphire, parecia aflita e ansiosa ao mesmo tempo.

-Mas o que? É alguém que você conheceu na corte de Blue Diamond? -Perguntou Ruby.

A outra balançou a cabeça, como se tentasse colocar os pensamentos em ordem.

-Ela está morta, não tem como ser quem estou pensando. -Murmurou ela.

-Então... isso significa que eu não podia ter visto isso, não é? -Perguntei, ainda em estado de choque.

Sapphire virou o rosto na minha direção, encarando-me.

-Morgana viveu há muito tempo, mas foi destruída. Pelo menos, era o que eu achava. -Respondeu ela.

-Mas então como o Steven viu isso? -Perguntou Amethyst, confusa.

Ninguém respondeu, talvez não soubessem como.

-Que espécie de gem é uma Morgana? -Perguntou Pearl, franzindo a testa.

-Morganita. -Começou Sapphire. -É uma gema de cor rosa claro, não muito conhecida, pois só existia uma. Foi muito tentado a "construção" desse tipo de gema, mas deu certo apenas uma vez, com Morgana.

Ficamos em silêncio por mais alguns minutos, todos esperam Sapphire dizer mais alguma coisa. Ela respirou fundo, e continuou:

-Eu não sei como você à contatou, Steven, eu vi quando arrancaram a joia dela, para destruí-la, ela deveria estar morta. Você consegue entrar na mente de quem já morreu?

Todos olharam para mim, esperando que eu soubesse a resposta.

-É a segunda vez que faço isso, e eu ainda não sei como controlar. -Respondi, cabisbaixo.

Pearl afagou meu cabelo, me abraçando de lado.

-Está tudo bem Steven, você não tem culpa. -Disse-me ela.

Ruby suspirou, parecia um tanto irritada, ela olhava para Sapphire, que focava o chão, como se não gostasse de receber tanta atenção e estivesse com vergonha.

-Por que você nunca me contou sobre ela, Sapph? -Perguntou Ruby, alterando um pouco a voz.

Sapphire deu de ombros, olhando-a.

-Eu pensava que ela estava morta, não achei necessário. -Respondeu ela.

-Espera, pensava? -Perguntou Amethyst, confusa, levantando da cama, encarando as duas. -Ela está viva ou não?

Ruby ficou de pé, rapidamente, encarando Amethyst, elas tinham quase o mesmo tamanho.

-Você não está vendo que ela está confusa?! -Exclamou ela.

Ruby parecia prestes a brigar com Amethyst, mas Pearl se levantou e se colocou entre as duas, com as mãos para cima, como se pedisse calma. Sapphire se levantou e colocou a mão no ombro de Ruby, chamando a atenção dela, que se virou para a mesma. Ruby a abraçou com força, levantando-a do chão, ficando assim por alguns segundos, até começarem a brilhar, então Garnet apareceu.

-Hã... e agora? -Perguntei, provavelmente eu estava mais confuso que Amethyst.

-Eu tive uma visão. -Anunciou Garnet, deveria estar se referindo a Sapphire.

-E o que você viu? -Perguntou Pearl.

-Algo está acontecendo aqui na terra, precisamos investigar. -Respondeu ela, direcionando-se para o portal.

Começamos a andar atrás dela, mesmo que ninguém tenha entendido nada.

-Espere, Garnet! -Chamou Pearl, ela se virou, a encarando. -O que está acontecendo? Tem algo a ver com Morgana?

-Talvez, o importante agora é resolver este problema. -Respondeu ela, se colocando no portal, esperando por nós.

Entramos todos no portal, não muito animados, então nos tele transportamos.

Amethyst:

Eu deveria ser a que estava mais confusa ali, mas eu já estava acostumada com isso. O portal nos levou para a ilha que o Steven chamava de "Paraíso", até que era bonita, embora eu não tenha ficado reparando em cada detalhe, estava mais preocupada com o que tinha acontecido no santuário. Primeiro o Steven tem um sonho maluco sobre a guerra das gems, algo que ele não viu. Depois Ruby e Sapphire aparecem, o que é bem raro, apenas para deixar a todos confusos, sem dar uma explicação exata do que estava acontecendo. E então, Pearl me defendeu de uma possível briga com a Ruby, eu nunca tinha imaginado que ela poderia fazer algo desse tipo. Será que era por causa de ontem à noite?

Estava tão perdida em pensamentos, que não notei o que se passava à minha frente. Fui puxada de encontro ao chão, batendo com o queixo na grama. Tentei me ajeitar, mas Pearl me apertava contra ela, mantendo-me abaixada. Notei que Steven e Garnet também estavam abaixados, eles pareciam observar algo por cima dos arbustos. Quando acompanhei os olhares deles, fiquei boquiaberta. Não muito longe do nosso esconderijo, em uma parte mais ampla da ilha e perto da praia, duas naves enormes estavam estacionadas, uma no chão e outra entre as árvores. Paradas perto delas, havia duas gems.

-Aquela é a... -Começou Pearl.

-Jasper. -Interrompeu Garnet.

Ficamos nos encarando por alguns segundos, até Steven perguntar:

-Quem é Jasper?

Eu tinha esquecido que ele era o mais novo ali, não tinha conhecimento de muita coisa. Não que eu tivesse.

-Jasper era a comandante de Pink Diamond, ela lutou contra nós na rebelião. -Explicou Pearl, encarando-a. -Mas o que ela está fazendo com uma Peridot?

Ninguém respondeu, em compensação, a conversa das duas chegou aos nossos ouvidos:

-Precisamos encontrá-las! -Exclamou Jasper, irritada.

-Eu sei! Elas devem estar por aqui, não podem ter ido muito longe. -Rebateu Peridot, enquanto Jasper chutava um pedaço da nave quebrada.

Elas andaram para mais perto da praia, afastando mais de nós, desaparecendo logo em seguida.

-Vamos dar uma olhada nisso. -Disse Garnet, saindo do nosso esconderijo e andando até as naves, conosco a seguindo de perto.

Quando chegamos mais perto, pudemos notar a destruição que a nave que tinha atingido as árvores havia feito. Tinha um tamanho mediano, parecia um daqueles aviões do exército dos humanos, era totalmente preto e estava muito quebrado. A asa esquerda estava cravada a alguns quilômetros dali, a parte de trás estava amassada e o painel da frente tinha um buraco enorme, como se algo muito grande o tivesse atravessado.

-O que será que aconteceu aqui? -Perguntou Steven, olhando a nave quebrada boquiaberto.

-Parece ter sido uma aterrissagem forçada. -Respondeu Pearl.

-Parece coisa de vândalos. -Falei, imaginando alguns humanos batendo com tacos de beisebol na nave.

Dei de ombros, voltando minha atenção para a outra nave. Tinha o formato de uma bola enorme, mas com apoios que ajudavam a sustentá-la no chão. Era verde e estava em perfeito estado, parecia ter sido limpa à pouco tempo. O painel ficava na parte superior da nave, em uma cor de verde mais escura, porém estava desligado.

-Você acha que quem estava nessa nave pode causar problemas, Garnet? -Perguntou Pearl, olhando-a preocupada.

-Talvez. -Respondeu Garnet, observando os destroços da nave.

Não prestei mais atenção nelas depois disso. Comecei a andar em volta da nave verde, examinando-a, não por precaução, mas sim porque a achei legal. Na parte de trás dela havia uma escada que levava até o topo, nós nem tínhamos notado aquilo, mas elas haviam deixado a nave aberta.

-Hã... Gente? Tem uma porta aqui. -Falei, subindo os degraus.

-Amethyst, fique longe disso! -Disse Pearl, alguns metros abaixo, eu já estava adentrando a nave.

-Você não manda em mim! -Rebati, mostrando a língua.

-AMETHYST! -Gritou ela, fazendo cara de desaprovo.

Voltei minha atenção para o interior da nave, que era bem maior do que parecia. Em um canto havia uma escada, por fora aquele coisa não parecia ter mais de um andar. E por todo o resto do lugar, haviam controles e mais controles, todos pareciam ser muito complicados, era como estar dentro de um vídeo game. Cheguei perto da parte central do lugar, tinha uma tela enorme na parede, deveria ser incrível a imagem de um jogo ali, ela era espelhada, portanto mostrou o meu reflexo assim que fiquei de frente para a tela.

Eu estava fazendo algumas caretas em frente à tela, quando Pearl subiu rapidamente os degraus, adentrando o local, procurando por mim. Quando ela finalmente me viu, eu fazia uma careta direcionada à ela, que levou um susto, quase caindo para fora da nave, não pude deixar de rir, ecoando por todo o local.

-Amethyst! Pare de ser tão infantil! -Reclamou Pearl, chegando mais perto de mim, cruzando os braços.

-Tem uns botões interessantes aqui, vamos ver o que eles podem fazer. -Falei, ignorando-a totalmente.

Apertei um botão aleatório, ele era quadrado e sem graça, fez a tela brilhar e surgir algumas coisas escritas. Pearl começou a lê-los, mas eu não achei muito interessante, por isso apertei outro, um retangular e azul, ele fez um barulho alto vir de baixo da escada, mas também não me importei com isso. Foi então que vi um botão grande e triangular, verde claro, quando o apertei, a nave inteira começou a tremer e brilhar, números em vermelhos apareceram na tela, eles diminuíam rapidamente.

-Amethyst, o que você fez?! -Perguntou Pearl, com os olhos arregalados.

-Hã... apertei um botão legal? -Falei, dando de ombros.

Ela revirou os olhos, me agarrando pelo braço e me puxando para a saída.

-Precisamos sair daqui! Acho que você ativou a autodestruição. -Disse ela, descendo os degraus rapidamente.

Assim que chegamos perto de Garnet e Steven, a nave recolheu os apoios, a escada parecia prestes a cair, ficando apenas no formato de bola.

-O que aconteceu lá dentro? -Perguntou Garnet, olhando para mim, como se a culpa fosse minha.

Eu estava prestes a contestar, mas Pearl se aproximou dela, tomando a palavra:

-Amethyst ativou a autodestruição, precisamos sair daqui antes que...

Ela se interrompeu quando vimos uma gem azul pular de dentro da nave, batendo com força no chão, ela trazia nos braços uma outra gem, de pele esverdeada que aparentava muita fraqueza.

-Lapis? -Chamou Steven.

-Steven? -Perguntou a outra, ela não parecia estar em melhores condições.

-Lapis! Como você veio parar aqui?! -Perguntou Steven, correndo para ajudá-la.

Fomos atrás dele, ajudando-a também. Ela se colocou em pé com dificuldade, apoiada em Pearl e Steven, enquanto Garnet pegava a gem verde no colo.

-Quem é essa? -Perguntei, cutucando a outra gem, ela nem se mexeu.

-Não sei... ela era mantida lá dentro, comigo. -Respondeu Lapis, tossindo logo em seguida.

-É melhor sairmos daqui. -Disse Garnet, andando em direção ao caminho que levava ao portal.

Não tivemos chance nem de chegar aos arbustos onde estávamos nos escondendo, escutamos um grito de raiva vindo do outro lado da ilha, e passos pesados vindo em nossa direção. Jasper e Peridot tinham nos visto, elas traziam em mãos dois objetos que mais pareciam adagas.

-ONDE VOCÊS ACHAM QUE VÃO? -Gritou Jasper, apontando para nós. -ESSAS PRISIONEIRAS SÃO MINHAS!

Ela começou a correr, Garnet largou a gem verde no chão, com calma, depois ativou suas manoplas, se preparando para a luta.

-Steven, fique com Lapis e esta outra aqui. Gems, preparem suas armas. -Ordenou Garnet.

Fiz meu chicote surgir de minha joia, enquanto Pearl fazia sua lança aparecer, nos colocamos lado a lado com Garnet, nos aproximando do inimigo. Ela estava cada vez mais perto, mas antes que nós pudéssemos nos chocar, a nave verde emitiu um último chiado, brilhando muito mais forte do que antes. Antes que pudéssemos fazer qualquer coisa, a explosão nos atingiu.


Notas Finais


Agradeço pela leitura.
Curiosos? Favoritem e acompanhem os capítulos :3
Espero que tenham gostado, adoraria ouvir a opinião de vocês <3 comentem #AliceÉUmaCuzona pq deixou esse suspense maldito :v ela vai adorar (e me matar por escrever isso) ~~<3 Sabe que te adoro Alice <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...