História Paradise - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Demi Lovato, Wilmer Valderrama
Personagens Demi Lovato, Wilmer Valderrama
Tags Demi, Dilmer, Wilmer
Exibições 84
Palavras 2.037
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Heyyyy amores!!!
Desculpem a demora para atualizar as fic's, nas prometo que na sexta feira vou postar o segundo cap de Paradise que prometi e o cap de BW que está em falta eeeeeee a que mais está atrasada, IHYDLM, provavelmente sai um cap amanhã e outro na sexta.
Beijosss e boa leitura!!!

Capítulo 14 - Sentimento Novo


 Demi Narrando:
O silencio insuportável da casa me causava arrepios. Desde que me aliei aos meninos e tive aulas de tiro com Mag eu imaginei quando iria precisar entrar em confronto com alguém e esse dia pode ter chegado mais rápido do que eu imaginei. 
_Mag! - Gritei novamente e ouvi a voz de Erick
_Demi! -Ele parecia calmo - Vem no meu quarto. -Subi as escadas rapidamente e abri a porta 
_O que aconteceu aqui? - Indaguei ao ver Fernando segurando o ferimento que tinha em sua barriga, Mag estava ao seu lado e Erick, com seu braço enfaixado, falava com alguém ao telefone.
_O Herbert conseguiu pegar a arma de um dos seguranças e iniciou um tiroteio contra eles. - Mag explicava ao pressionar um pano sobe o ferimento de Fernando
_Porque não tem nenhum segurança na frente da casa? - Desde que entrou na casa foi o que Demi achou de mais estranho 
_Antes de acontecer tudo isso o Josh ligou pedindo para alguns dos seguranças irem até o tal lugar que ele foi. 
_O Josh está vindo e disse que tem algumas novidades. - Erick se aproximou delas e olhou para Fernando - O médico já está a caminho meu querido...Pode aguentar mais um pouco.
_O que nós vamos fazer com o corpo do Herbert? - Demi passou a mão na cabeça e respirou fundo - Quem matou ele? 
_Eu - Mag disse um pouco desconfortável e Erick a olhou sério
_Vocês precisam parar com essa frescura. O cara ia matar quem ele visse na frente e alguém teria que parar ele.
_É verdade! Só que você tem que entender que matar não é como andar de salto alto... - Erick olhou para ela como se não entendesse a sua metáfora e ela tratou de explicar - Você tem medo de andar de salto e um dia aprende e perde esse medo. Matar uma pessoa não é tão simples assim.
_Eu juro que vocês superam isso logo. 
_Como foi com o senhor santinho? - Erick se referiu a Wilmer e Demi fez cara de tédio
_Seu senso de humor é maravilhoso! - Ela tirou os sapatos e se aproximou de Fernando - Foi...Produtivo? Eu tirei a duvida que tinha e ponto. 
_Duvida? - Ele voltou a indagar e ela olhou para Mag como se estivesse pedindo ajuda
_Sobre o pai dele. - Mag disse e Demi tentou disfarçar - Não é para isso que estamos nos aliando ao Wilmer?
_Isso está horrível! - Demi falou abismada com o ferimento do segurança - E ele está perdendo muito sangue.
_Quando esse bendito médico chega? - Mag perguntou preocupada com a possibilidade de nais uma morte 
_Logo! - Erick olhou o celular novamente e olhou para as meninas. - Vocês vão ter uma surpresa quando o Josh chegar aqui.
_Que surpresa? O que vocês estão inventando agora? - Demi indagou com medo do seu tom de voz.
_Calma Viúva negra...Vocês logo vão ficar sabendo.

 O médico havia chegado e eu não estava gostando nada dessa tal surpresa. Eu já estava começando a me arrepender de ter aceitado entrar nessa história. Quis traçar um plano de vingança contra o Ivo e o destino fez com que eu me apaixonasse justamente pelo filho dele, Não tenho mais mãe e muito menos pai, mas desse eu não sinto um pingo de falta. 
 Fato é que essa é a minha mais nova e louca realidade e eu tenho que aceitar isso. De todas as coisas que aconteceram em torno disso a melhor foi poder ver pessoas que assim como eu, sofreram nas maõs do Ivo e da vagabunda da Afrodite. 

                                                                                ...

 Marissa passou o dia inteiro imaginando o que faria para descobrir O que aconteceu com sua irmã, mas ela nem ao menos saía do quarto. 
 Ela se preocupou com a irmã e ao mesmo tempo lembrou-se de que tinha que fazer o que Ivo pediu. Seduzir Wilmer não seria algo difícil para ela, já que ele era um homem extremamente atraente. O que Marissa não sabia era que o homem que iria lhe pagar para investigar o filho na verdade era o verdadeiro motivo do sofrimento de sua irmã.

_A Lucy não quis comer? - ela indagou a Lauren, que segurava uma bandeja de comida 
_Ela não tocou em nada e já está assim a dias. Marissa por favor tenta falar com ela. - ela disse ainda chorando
_Como você quer que eu faça isso? - Marissa nunca foi uma irmã presente para elas e nunca conseguiu cuidar delas. 
_Conversa com ela, Marissa. 
_Ela não vai me dizer nada...não disse a você e vai dizer a mim? 
_Para que merda você está aqui? Você não faz questão de nos ajudar em nada e está fazendo o que aqui? - Lauren disse revoltada e chorando 
_Eu não sei o que dizer a ela! - Marissa exclamou nervosa - Eu nunca tive o instinto materno que você tem e não consigo me dedicar como você.
_Eu não estou pedindo para você agir como mãe e sim como irmã mais velha. - Os ânimos se acalmaram um pouco e ela foi en direção a cozinha. 
 Marissa ficou na sala criando coragem para ir até o quarto da irmã e respirou fundo ao andar as escadas. Chegando na porta do quarto ela bateu e não obteve resposta de Lucy.
_Lucy, por favor abre a porta - ela pediu calma e quando já estava desistindo de falar com a irmã a porta se abriu
_O que você quer? - Lucy estava diferente, parecia doente e depressiva.
_Eu não sei como fazer isso Lucy, mas eu preciso cuidar de vocês...
_Você nunca fez isso e acha que agora vai adiantar? Me poupe Marissa - ela interrompeu a irmã e disse as verdades que Marissa não queria ouvir
_Você não sabe o quanto eu sofri com a morte dos nossos pais - Marissa começou a chorar e Lucy também
_Porque você nos deixou aqui? - Lucy abraçou Marissa e ela ficou sem palavras - Nós sentimos tanto a sua falta. A Lauren precisou de você e você não estava aqui...
_Me perdoa? Eu juro que vou tentar consertar isso e não vou mais abandonar vocês. - elas se sentaram na cama - Agora me diz o que aconteceu com você
_Não me pede isso! - subitamente ela se levantou assustada - eu não quero falar sobre isso
_Nós precisamos falar sobre isso, Lucy. 
_Eu não quero lembrar de nada que me aconteceu - ela começou a chorar e Marissa não insistiu
_Okay, nós não nvamos mais falar disso. - Marissa a chamou e fez a irmã se deitar na cama e apoiar a cabeça em seu colo. - Vamos comer um pouco? Por favor? 
_Eu não estou com vontade de comer nada - ela disse mais calma 
_Tudo bem, vamos dormir então - Marissa enfim estava sendo uma irmã capaz de dar afeto e carinho. 
 
  Assim que Lucy dormiu, Marissa foi até a cozinha e teve uma única conclusão com tudo o que ouviu de Lucy. 
_Lauren...eu acho que sei o que aconteceu com a Lucy
_Como assim, sabe? Ela te contou?
_Não, mas eu tenho uma suspeita e espero em Deus que eu esteja errada.
_Fala logo Marissa!
_Eu acho que a Lucy foi abusada, Lauren.

 Lauren pôs a mão na boca e sentiu um aperto no peito. Marissa parecia atordoada e nem se dava conta de que aquele era só mais um de seus problemas. 

                           ... 

Josh havia chegado a alguns minutos e quase matou os seguranças da casa. Eles eram treinados para nunca cometer erros e o de hoje poderia ter sido fatal. 
 As meninas ouviam a tudo caladas e Erick parecia entediado com tanta conversa. 
_Da para adiantar a vida? - ele disse debochado - Eu estou um tanto que debilitado e preciso de descanso
_Afinal de contas o que vocês tanto querem nos falar? - Demi indagou curiosa e Josh riu
_Vocês poderiam ser menos afobados e esperar eu terminar meus assuntos 
_Anda logo com isso que eu não estou boa hoje para esperar até amanhã para ouvir o que vocês tem a dizer. - Mag falou rapidamente e fez os outros rirem
_Você já está se tornando uma assassina perigosa? - Josh disse se aproximando dela a beijando
_Gente! - Demi revirou os olhos - Vamos adiantar aqui, se comam depois.
_Eu concordo com ela. 
_Meninas, nós precisamos informar que o trabalho de vocês vai precisar ser mais que uma investigação. 
_Como assim? - Demi indagou confusa 
_Nós estamos com uma caminhonete de armas lá fora e eu preciso de mais duas dela para entrar em um negócio grandioso, mas para isso eu preciso da ajuda de mulheres belas e que saibam matar um velho nojento. - ele disse e Demi e Mag se entreolharam 
_Essas belas mulheres no caso seriamos nós? - Mag disse rindo. 
_Olha...Eu juro que vocês não vão ter que passar pelo que passaram na boate e ainda vão receber muito bem por isso. 
_Carteira assinada? - Demi disse com ar de deboche - Por mim sem problemas!
_Eu preciso me acostumar a matar as pessoas, mas okay. Eu também topo! - ela disse e Josh a abraçou. 
_Você precisa parar de se acalmar com essa de matar. O cara que você matou hoje já bateu em você e não se sentiu culpado por isso!
_Você tem razão! - Mag disse e Demi riu da amiga
_Super convincente o seu namorado. - ela falou rindo - Gente eu vou dormir e amanhã vocês explicam o que nós temos que fazer.
_Sim senhora! - Josh disse 
_Antes de mais nada, o que vocês fizeram com o corpo do Herbert? - falou antes de subir as escadas 
_Não se preocupe que ele não vai puxar seu pé a noite. 
_Eu vou subir com você. - Mag piscou para Demi e ela entendeu que um interrogatório viria a seguir.
_Boa noite!! - elas subiram e se despediram deles 

 Mag deixou que Demi tomasse um banho e esperou impacientemente que ela terminasse. 
-Agora me diz o que aconteceu e a conclusão que teve dos sentimos pelo senhor Valderrama.
_Eu quero aquele homem como quero matar o Ivo. - Demi disse se sentando na cama e Mag riu - e é ai que está a parte em que eu me fodo
_Você pode tirar uma casquinha do Wilmer e depois sair da vida dele. - Mag disse um tanto indiferente 
_Credo Mag! Eu não quero fazer isso com ele
_Está apaixonada por ele? 
_Provavelmente? - ela indagou mais a si mesma 
_Você já sofreu demais na vida para se privar de viver isso. Esquece o Ivo e todo o resto e viva o momento 
_Ele me convidou para passar o fim de semana com ele e eu aceitei, mas estou com um pouco de receio de acabar estragando esse fim de semana. - Demi admitiu e sim, ela se referiu a sexo
_Você tem medo de travar na hora H? 
_Não é isso. Eu não passei a odiar os homens por uma meia duzia de canalhas que abusam de mulheres como nós, só que eu tenho medo do futuro. 
_Não desisti do boy por medo de algo que você nem sabe se vai acontecer e muito menos quando vai acontecer. Faz aquilo que lhe der vontade e aproveita o fim de semana.
_Seus conselhos são maravilhosos quando se trata de homem. - elas riram e continuaram conversando. 
 Do lado de fora do quarto de Demi, Erick ouviu toda a conversa e ficou com um sentimento novo em relação a Demi,o de raiva. Na cabeça dele, ela estava dando a Wilmer a chance que deveria ser dele. 
 Ele tomou a decisão de agir de forma suja e covarde com Wilmer e Demi. 
_Você não vai ficar com ele! - exclamou com raiva e saiu dali rapidamente.


Notas Finais


Próximo cap vai ser de hot, revelações, muito amor envolvido e vcs com raiva da Marissa hehehehe mais uma para infernizar o otp...
Beijosss e obrigada por tudo meus amores e quem quiser me chamar no tt: @bodysayfuckme


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...