História Parallel Lines - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Visualizações 11
Palavras 3.333
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oooooooooooie pessoinhaaaaaaaaaaas
como vocês estãaaaaaaaaaao?

seguinte capítulos postados segundas e quintas....

nn vou enrolar muitoooooo

bora? bora....

Capítulo 1 - One


POV JONGIN   

  

- Sehun, vamos logo eu preciso chegar à faculdade cedo porque quero ir na biblioteca. - eu falei chamando meu amigo que estava enrolando para sair da cama.

 

- Jongin, hoje é o primeiro dia, vai ser aquela ladainha toda de apresentações. Eu quero chegar mais tarde, vai na frente. - ele falou se embrulhando na coberta.  

 

- Sehun, vamos você prometeu que iria ficar ao meu lado mesmo a gente não fazendo a mesma faculdade, então levante Sehun. - eu falei puxando seu cobertor e ouvi ele resmungando enquanto ia em direção ao banheiro.  

 

- Jongin, por que você quer ir cedo? - ele me perguntou e eu revirei os olhos.  

 

- Porque eu quero saber quais são as minhas aulas, meus irmãos falaram que me ajudam nas matérias mais fáceis, assim eu posso assistir algumas aulas com você.  

 

- Ainda não entendi o porquê de seus pais não deixarem você fazer a faculdade de dança. - falou revirando os olhos. 

 

- Eles querem que todos os filhos sigam a carreira deles. Você sabe meus pais se formaram em direito e tiveram que mudar de país para conseguirem ser o que eles são hoje; eles têm medo dos filhos não conseguirem nada também, o Junmyeon e o Minseok queriam ser advogados, mas eu não queria e nem quero, eu vou formar igual meus irmãos e trabalhar na empresa, farei um curso de dança no meu tempo livre. - falei enquanto caminhávamos em direção a faculdade.   

 

- Eu entendo Jongin, mas dois dos três filhos dos filhos deles já estão seguindo a carreira de advogado. Por que você não troca sua matricula e faz dança comigo?   

 

- Porque eu não quero desapontar meus pais. - eu respondi tentando acreditar que era mesmo isso que me impedia de fazer a faculdade de dança.  

- Jongin viva sua vida, seus pais estão viajando e só vão voltar quando sua faculdade terminar. Conversa com seus irmãos eles devem te apoiar. - ele falou entrando na faculdade eu o segui. Estava perdido nos meus pensamentos, quando alguém trombou comigo e eu assustei com o tapa que levei.   

 

- Ei por que me bateu se foi você quem trombou comigo? - Eu perguntei e ele me olhou com cara de poucos amigos.  

 

- Eu estava passando e você parou do nada, eu acabei batendo em você por culpa sua e de ninguém mais. - ele respondeu emburrado e eu apenas ignorei.  

 

- Ei você viu um garoto alto que estava aqui do meu lado? - eu perguntei e ele simplesmente me ignorou e continuou andando. - Aish baixinho mal educado. - eu praguejei e continuei procurando o Sehun, quando o encontrei ele estava parado conversando com uma pessoa, eu não sabia identificar se era um garoto ou uma garota, resolvi me aproximar e realmente era um garoto, ele tinha uma aparência tão delicada que podia ser facilmente confundido com uma menina.   

 

- Sehun? - eu chamei e meu amigo me olhou sorrindo. - Vamos?   

 

- Sim. Jongin esse é o Luhan, ele está cursando artes cênicas aqui na faculdade. - ele falou apresentando nós dois e o Luhan esticou a mão para me cumprimentar.  

 

- Oi Luhan prazer. - Eu cumprimentei o baixinho. - Você é coreano? - eu perguntei.  

 

- Ah não eu sou chinês. Ficou tão óbvio assim? - ele me perguntou corado.   

 

- Por causa da sua aparência e também porque você estava se enrolando um pouco nas palavras conversando com meu amigo. - eu respondi e ele assentiu.   

 

- Eu vim pra cá com meu primo que veio trabalhar e meu melhor amigo que também veio fazer faculdade.  

- Seu amigo faz faculdade aqui também? - Sehun perguntou e eu o olhei desconfiado.  

- Sim, na verdade ele esta fazendo artes marciais. - ele respondeu e um rapaz alto se aproximou dele, o abraçando. - Tao, onde você estava? - ele perguntou para o garoto alto.  

 

- Eu fui dar uma volta Lu, desculpa, ah quem são eles? - ele perguntou apontando pra mim e para o Sehun.  

 

- Oi eu sou Kim Jongin e ele é Oh Sehun, prazer te conhecer. - eu e Sehun cumprimentamos o rapaz.  

 

- Sou Huang Zitao, mas pode me chamar de Tao. - ele sorriu.   

 

- Você quem cursa artes marciais? - Eu perguntei e ele assentiu. - Você está trabalhando? - eu perguntei e o rapaz olhou assustado. - Me desculpa pela intromissão, é porque meu irmão estava querendo aprender artes marciais, porém ele não tem muito tempo então seria bom ter aulas particulares.   

 

- Tudo bem, estou precisando de um serviço mesmo, vou te dar meu número se ele se interessar entra em contato. - ele sorriu agradecido.  

 

- Pode deixar eu entrarei. Sehun vamos? Estamos aqui há muito tempo e eu ainda não peguei meu horário de aula. - eu falei e meu amigo sorriu.  

 

- Verdade, desculpa Jongin... Tchau garotos, até a próxima vez... - Sehun se despediu dos meninos e saímos andando.   

 

- Sehun, você já estava dando encima de um veterano? - eu perguntei e meu amigo riu.  

 

- Quando eu me aproximei eu achei q ele era calouro também. - ele falou rindo. - na verdade eu olhei rápido e pensei que fosse uma garota e seria uma garota linda, mas quando me aproximei percebi que era um garoto.  

 

- Coitado dele não conseguiria escapar nem se fosse uma menina.  

 

- Esse é o bom de ser bissexual. - ele falou rindo. - Mas por que você se afastou de mim?  

- Eu estava pensando no que você tinha falado de trocar de faculdade, ai eu acabei parando sem perceber e um baixinho de olhos arregalados acabou esbarrando em mim. Acredita que ele me bateu? - eu perguntei incrédulo.   

 

- Esse menino acabou de ganhar meu respeito. - ele respondeu e eu bati nele. - Aish esta doendo. - ele praguejou e eu ri. - Jongin, você já sabe quais aulas você vai fugir pra assistir comigo? - ele me perguntou.   

 

- Na verdade não, eu preciso que o Junmyeon e o Minseok me falem qual eles acham que eu posso burlar e também quero conversar com eles sobre a situação da faculdade de dança.   

 

- Jongin, só entenda que eles não são seus pais e vão procurar uma decisão que satisfaça ambas as partes.   

 

- Eu sei, Sehun eu sei.   

 

- Sehun, o Chanyeol já deveria estar aqui, você não acha não? - eu perguntei ao meu amigo que estava secando o Luhan novamente.  - Sehun... Sehun... Sehun eu vou ali me jogar do prédio, tudo bem? - eu perguntei sarcástico. 

 

- Claro vai lá te espero aqui. - ele respondeu e eu o bati. - e agora por que me bateu?  

 

- Porque você não esta prestando atenção em mim; Poxa Sehun você esta sendo um péssimo amigo. - eu reclamei fazendo bico.  

 

- Sabe às vezes eu acho que eu sou mais velho que você. - ele falou e eu o dei língua. - eu disse às vezes? Quis dizer sempre. Mas o que você estava falando?  

- O Chanyeol já deveria ter chego. Só isso, ele falou que viria cedo e não chegou até agora.  

 

- Acho que aquele gigante chegando com um menino, eu acho que é um menino, é o Chanyeol. - ele respondeu observando o menino que se aproximava junto com o Chanyeol. 

 

- Eu acho que fui o único que não se encantou por nenhum menino que parece uma menina no primeiro dia de faculdade. 

 

- Ainda Jongin, porque o dia nem começou direito. - ele falou e eu revirei os olhos. - Oi Chanyeol e ? 

 

- Baekhyun – o menino se apresentou.  

 

- Baekhyun, esses são Sehun e Jongin. - Chanyeol falou nos apresentando e cumprimentamos o rapaz que não parava de olhar para o lado.  

 

- Vocês viram um baixinho que tem o olho arregalado? - Baekhyun perguntou. 

 

- Acho que foi o mesmo que te bateu Jongin. - Sehun respondeu e o baixinho começou a rir.  

 

- Se ele te bateu é ele mesmo. - o baixinho respondeu rindo. 

 

- O que você fez pra ele te bater? - Chanyeol me perguntou. 

 

-Eu estava andando distraido, acabei parando sem perceber e ele trombou em mim.  

 

-Por isso ele te bateu? - Chanyeol me perguntou e eu assenti. 

 

-O Kyungsoo bate em qualquer um atoa, estou acostumando. - Baekhyun respondeu. 

 

-E por que você deixa ele te bater? - Eu perguntei curioso.  

 

-Ele é meu primo, moramos juntos desde que ele foi emancipado pelos pais, e crescemos juntos também, então meio que estou acostumado com esse gênio dele, mas enfim aonde você o viu?  

 

-Indo em direção a secretaria, se quiser te levamos lá. E você aproveita e nos conta como que você conhece o Chanyeol. - eu falei e o Chanyeol me fuzilou com os olhos. 

 

-Claro. - ele respondeu. - e sobre o Chanyeol, nós moramos no mesmo prédio, meu primo precisou passar no banco antes de vir pra cá então veio mais cedo e quando eu estava vindo pra faculdade precisei pegar o elevador e o Chanyeol pediu para eu segurá-lo, quando ele entrou me falou que iria se atrasar pra faculdade se eu não tivesse o escutado e descobrimos que estudávamos na mesma faculdade e aqui estamos nós.  

 

-Entendi. - eu respondi e o garoto me deu um sorriso muito fofo. - Vai cursar o quê? - eu perguntei e o Chanyeol quase me fuzilou de novo.  

 

-Artes cênicas e vocês? - ele perguntou.  

 

-Direito, dança e música. - falei apontando para cada um presente e ele assentiu.  

 

- Baekhyun aquele ali não é seu amigo? – Sehun perguntou apontando para um rapaz do lado do Luhan. 

 

-Sim, vamos quero apresentar vocês. - Baekhyun saiu puxando o Chanyeol e nos os seguimos.  

 

 POV KYUNGSOO 

 

-Soo, por que você não atendeu o telefone? - escutei a voz do Baekyun me chamando e me virei dando de cara com meu primo acompanhado de três garotos altos.  

 

-Deve ser porque seu cachorro comeu meu carregador e eu fiquei sem o fim de semana inteiro e você não me emprestou o seu. - eu falei e ele sorriu sem graça. 

 

-Soo você não vai nos apresentar? - ele me perguntou e eu percebi que o Luhan e o Tao estavam ali parados observando tudo.  

 

-Você também esta acompanhando e não me apresentou. - eu retruquei e ele me língua. - Nada infantil você Baek, enfim esse é o Luhan que também esta cursando artes cênicas e esse é o Tao amigo dele que está cursando artes marciais.  

 

-Prazer. - Baekhyun falou e em seguida se virou. - Esse é o Sehun, ele faz

dança,  o moreno é o Jongin que faz direito e o mais alto é o Chanyeol que cursa música.  

 

-E como você os conhece se eles nem são do nosso curso? - indaguei confuso encarando o moreno, que parecia ser o mesmo que eu trombei mais cedo. 

 

-Ah o Chanyeol é nosso vizinho e eles são amigos dele. - balançei a cabeça concordando. 

 

-Obrigada por ter feito companhia ao meu primo Chanyeol. Espero que ele não tenha te assustado. 

 

-Por que ele me assustaria ? Ele é fofo. - Vi meu primo corado e sorri. 

 

-Ele é tagarela de mais. - falei e o Baekhyun me bateu.  

 

-Então é de família bater nas pessoas? - Sehun perguntou antes que eu pudesse reclamar do tapa e eu o encarei confuso.  

 

-Na verdade não, ele que sempre bate em mim, mas ele merece às vezes e como sou um hyung muito legal, faço o sacríficio de bater nele. –

Baekhyun falou. 

 

 

-Você é mais velho que ele? - o moreno perguntou assustado. 

 

-Sim, eu sei que não parece, por que o Soo tem uma cara de velho rabugento, mas ele é um ano mais novo que eu. - Baekhyun respondeu e continuou. - qual a idade de vocês? - perguntou. 

 

-Eu e o Sehun temos 20, Chanyeol tem 21. E vocês? - Jongin perguntou apontando para os dois chineses que estavam calados desde então.  

 

-Eu tenho 21 também e o Lu tem 23. - ele respondeu e eu me preparei para o chilique do Baekhyun ao saber que não era o hyung.  

 

-Como assim você tem 23 anos? - ele perguntou encarando o menino que se afastava a medida que o Baek se aproximava. - Você parece mais novo que eu, isso é injusto. - o mais velho continuou fazendo um bico adorável. 

-Baekhyun se você não percebeu, você só não é mais velho que o Luhan, então não começa a frescura. - eu o repreendi e antes que ele pudesse me responder os alunos foram chamados para seus devidos prédios, somente o Jongin que ia para o prédio um, o restante era todo mundo do prédio dois. 

 

** 

 

-Soo, vamos eu quero comer fora hoje, você nunca sai pra comer, vamos hoje por favo? - Baekhyun pediu me puxando para fora da faculdade. 

 

-Baekhyun eu quero ir pra casa, eu sei que você só quer ir naquele restaurante para ver o Chanyeol tocar. - eu falei e o vi corar. 

 

-Não é verdade, eu quero ir lá somente porque estamos há um mês na capital e você não saiu comigo nem um dia.  

 

-Mentira, a gente foi no shopping no nosso primeiro dia aqui. - eu respondi e ele parou no meio do caminho.  

 

-A gente foi comprar as coisas pra decorar a nossa casa, não pode ser considerado uma ida ao shopping pra se divertir. Você ficou emburrado o tempo todo, Kyung por favor vamos, eu prometo que não te chamo pra ir em alguma festa o resto do mês.  

 

-Tudo bem. Você venceu, mas eu quero que você compre o meu carregador. - eu falei e vi o mais velho dar pulinhos igual uma criança que conseguiu ganhar seu brinquedo favorito. 

 

-Soo, por que você bateu no Jongin? - ele me perguntou depois de um tempo em silêncio. 

 

 -Porque ele estava parado no meio do caminho e eu estava procurando a nossa turma, e eu estava nervoso, você sabe que eu fico nervoso e ajo por impulso e meio que aconteceu. - eu expliquei envergonhando, eu não queria ter batido em alguém que nunca vi na vida, mas eu sentia que não seria a última vez que o veria. 

 

POV CHANYEOL 

 

Depois do término das aulas na  faculdade eu tive que sair correndo para o restaurante no qual eu tocava, desde que comecei a faculdade ano passado tinha essa rotina e eu não tinha do que reclamar, vivia muito bem e sem passar dificuldades. Eu era pago para cantar e tocar no restaurante de segunda a sexta com um valor bem alto e aos sábados e domingos eu não trabalha, quando acontecia eu recebia uma quantia bem gorda por não ter me divertido com meus amigos final de semana.  

Eu sai da casa dos meus pais assim que terminei o ensino médio, não queria ser bancado por eles, eles insistiram muito para me da o apartamento e eu aceitei sabendo que não teria opção, mas escolhi um apartamento em um prédio que não era muito caro e nem muito barato, arrumei um emprego no restaurante de um tio meu e pagava metade da minha faculdade e o restante era para as outras despesas. Eu estava doido para ter o Sehun e o Jongin comigo pelo menos nos intervalos de aula, pois entrei um ano antes deles na faculdade e era muito chato ficar sozinho sem meus amigos, mas minha surpresa foi um mês antes das aulas começarem dois meninos mudaram para o mesmo prédio que eu morava, ambos eram bonitos demais e pareciam até meio afeminados, mas não viam eles com outras pessoas, era sempre os dois. Descobri que um chamava Baekhyun, sempre que ele saía do apartamento conversava com o porteiro e ele sem querer mencionou os novos moradores, eu me encantei pelo baixinho de cabelos cor de rosa, mas nunca tentei me aproximar afinal ele morava com outro cara, porém Deus é muito bom e me fez acordar mais tarde no primeiro dia de aula e descobri no elevador que eles eram primos e que iriam para a mesma faculdade que eu.  

Jongin e Sehun ficaram me mandando mensagens durante a aula toda, perguntando se eu iria enrolar muito para pegar o número do Baekhyun. Eles como meus melhores amigos perceberam o meu interesse no baixinho de madeixas rosas, e como se não bastasse na faculdade me seguiram até meu serviço e continuaram me enchendo o saco. 

 

-Chanyeol, todo mundo menos o Baekhyun percebeu seu interesse no garoto, por que não pede logo o número dele? - Sehun indagou e eu sorri debochado. 

 

-Você já pegou o número do Luhan? - eu perguntei e ele negou. - Então quando você pedir, eu peço o número do Baek, pode ser? 

 

-Se vocês fizerem isso nenhum dos dois vai ter o número dos garotos. - Jongin falou e eu apenas continuei meu caminho. 

-Chanyeol, você vai almoçar com a gente ou vai direto pro palco? - Sehun perguntou e eu olhei meu relógio. 

 

-Vai dar tempo de comer com vocês, hoje é segunda feira, o movimento começa somente às 2h da tarde. - eu falei e me dirigi a porta do restaurante. Estávamos comendo e conversando tranquilamente, quando de repente o Jongin começa a ter um ataque de risos, fazendo com que eu e o Sehun olhássemos para a porta. 

 

-Você esta rindo exatamente do que Jongin? - Sehun perguntou e eu observei o moreno tentar conter a risada. 

 

-O Baekhyun parece que não percebeu que o Chanyeol quer ele, mas parece que o Chanyeol também não percebeu que o baixinho tem interesse nele também.  

 

-E qual a graça nisso? - Sehun insistiu.  

 

-A graça é que o baixinho veio no restaurante procurar o Chanyeol. - Jongin continuou rindo. 

 

-Continuo sem entender. - Sehun deu de ombros. 

 

-Quando ele entrou, estava tão distraindo te procurando que não viu o degrau e quase caiu, fazendo com que o Kyungsoo o segurasse e ele falou para o Baekhyun que não precisaria te procurar tanto, porque com suas orelhas e tamanho era fácil achar.  

 

-E como você sabe desse diálogo todo se eles estão longe? - eu perguntei curioso e revirando os olhos para o possível comentário do Kyungsoo. 

 

-Leitura labial querido, nunca usou não? - Jongin perguntou e se levantou.

- Baekhyun! - ele gritou e o restaurante todo olhou para o moreno que não ligou e se sentou quando viu o baixinho vir em sua direção. 

 

-Oi. - o baixinho nos cumprimentou corando e nós assentimos. - Me chamou Jongin? - Baekhyun perguntou e o Jongin assentiu. 

 

-Veio almoçar? - Jongin perguntou e eu escutei o Kyungsoo praguejar baixinho "não a gente veio pra dar uma voltinha e ir embora".  

-Sim, consegui tirar o Kyungsoo de casa, ele só quer saber da namorada agora. - ele falou e o Kyungsoo o encarou com o semblante confuso. 

 

-Namorada? - Kyungsoo perguntou e o Baekhyun sorriu. 

 

-É namorada, você acorda liga a televisão, não sai de casa pra ver televisão, dorme vendo televisão. - o baixinho falou fazendo um bico um tanto adorável e o Kyungsoo bateu na cabeça dele. - Aish me bateu por quê?  

 

-Porque você fica falando o que não deve para as pessoas. 

 

-Mas não é necessário me bater.  

 

-Bom sentem conosco. - Jongin falou e os meninos assentiram, eles fizeram seus pedidos e começamos a conversar. Jongin e Baekhyun estavam conversando como amigos de infância, ignorando todos ao redor. 

 

-Bom eu preciso ir trabalhar, até mais tarde. - eu me despedi dos meninos e segui meu caminho. 

 

** 

Do palco eu estava observando o Jongin e o Baekhyun conversando, enquanto o Sehun e o Kyungsoo estavam quase se levantando da mesa. Jongin me olhava às vezes e eu desviava o olhar. Eu só queria saber o que tanto meu amigo conversava com o baixinho.  


Notas Finais


é isso, pessoinhaaaas espero que gosteeeeeeem....

até quinta feira

beijooooos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...