História Parallels - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Gossip Girl
Personagens Blair Waldorf, Chuck Bass, Dan Humphrey, Nate Archibald, Personagens Originais, Serena van der Woodsen
Tags Blairwaldorf, Chair, Chuckbass, Gossipgirl, Nate, Serena
Visualizações 11
Palavras 1.114
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fantasia, Suspense
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Piloto


Serena estava a beira de um surto, corria de um lado para o outro no quarto, era o seu primeiro dia no novo emprego, de auxiliar de relações públicas e já estava atrasada. Ela ainda não sabia quem iria assessorar, apenas sabia que era alguém de influência.

Ela estava tentando alcançar um par de sapatos no alto do armário quando deixou várias caixas por acidente atingirem o chão violentamente, acordando a amiga, que dormia tranquilamente.

-Desculpa! - disse Serena formando uma face de arrependimento em meio a um sorriso de constrangimento.

-Serena!! - gritou Blair realmente irritada por ser tirada do sono - Faça mais barulho, ainda não acordou o prédio todo - continuou em tom de deboche.

Serena recolheu as caixas no maior silêncio que pode, terminou de se arrumar e disse saindo do quarto:

-Depois almoçamos juntas, estou muito atrasada. Beijos - Não esperou a resposta da amiga que estava com a cabeça enterrada no travesseiro e correu para fora do quarto, tentando um silêncio em vão.

Apesar do silêncio instalado depois que Serena saiu e da completa exaustão, Blair não conseguiu recuperar seu sono. Bufou ao olhar as horas, era muito cedo ainda. Começou a relembrar sua atual situação. Fazia poucos meses que se mudara para o apartamento de Serena, depois do ateliê de sua mãe ir a falência e teve que cortar ao máximo seus gastos supérfluos. E o pior de tudo...Tinha que arrumar um emprego! Precisava de um, para custear parte da sua bolsa na Columbia, que não era integral. Era o cúmulo! Blair Waldorf trabalhar - riu em deboche. Por fim optou por não pensar muito sobre tal peça que o destino lhe pregara, levantou-se calmamente e foi em direção ao banheiro.

xx

-Chuck acorda, são quase 9 horas!! - gritou o amigo da sala.

-Cale-se Nathaniel! - Chuck resmungou elevando as mãos ao encontro da testa - Estou de ressaca e com uma terriv...Que horas você disse que era?! - Perguntou arregalados os olhos.

-É...Você vai se atrasar para a reunião com seu pai se não se apressar - Disse Nate dando de ombros, com muita tranquilidade.

Chuck pulou da cama e foi com pressa em direção ao banheiro, ligando o chuveiro para uma ducha fria.

-Você deveria pegar mais leve na perdição da próxima vez - Disse Nate em deboche, segurando o riso.

-Precisava comemorar, e o que é melhor do que uma noite da perdição?! - Nate soltou o riso que segurava e voltou a apressá-lo.

No dia anterior Bart Bass, um dos mais respeitados empresários dos EUA, e pai de Chuck, disse a ele que passaria o controle de sua filial de Nova York. Mas, para que isso se concretizasse Chuck deveria aparecer às 9 em ponto para um brunch/reunião, e acima de tudo mostrar que não era mais um moleque irresponsável.

xx

Um delicioso cheiro de waffles quentinhos pairava sobre o apartamento do Brooklyn. Era simples, mas bem aconchegante, pertencia aos Humphrey.

-Pai você viu minha pasta de desenhos? - Gritou a irmã mais nova, estava apressada.

-Jenny vai com calma! - Dan, a orientava em meio a uma xícara de café.

-Seu irmão tem razão, Jenny - Disse Rufus estendendo uma pasta preta abarrotada de folhas coloridas.

-Pai eu só estou...ansiosa - Jenny respondeu suspirando de uma forma que parecia sonhadora - Hoje eu vou tentar minha bolsa no Brooklyn College - Continuou suspirando em meio a pulinhos de alegria.

Dan e o pai se entreolharam e sorriram para a garota a suas frentes que parecia essencialmente autoconfiante.

-Bom eu adoraria ficar mais e ver a Jenny suspirar, mas - Disse Dan fazendo uma pausa para apanhar a bolsa sobre o balcão - Estou atrasado.

Dan se despediu dos dois e saiu.

-Isso é cheiro de waffle?! - Perguntou Jenny sorrindo.

xx

Por um verdadeiro milagre Serena conseguiu chegar a tempo no escritório do NY Spectator.

-Achei que fosse se atrasar - Disse a chefe de Serena em tom de repreensão.

-Desculpa K.C, foi o... - Serena foi interrompida. 

-Serena quero te apresentar o nosso cliente a quem vamos representar - K.C sorriu com certa malícia quando um rapaz de olhos azuis surgiu - Nate Archibald! 

xx

-Tenho que confessar estou orgulhoso, achei que você fosse me decepcionar de novo com seus atos estúpidos - Bart desatou a falar, parecia querer elogiar mas, sempre acabava em críticas. Ele já ia começar outra leva de afrontas quando foi interrompido.

-Obrigado pai - Chuck disse sorrindo um pouco amargo e travando o maxilar - Não vou fazer besteiras.

-Charles!! Que saudades - uma mulher loira e bem vestida apareceu, era a esposa de Bart.

-Lily! Faz tempo que não nos vemos - Chuck a cumprimentou com um sorriso simpático.

Eles se sentaram envolta da mesa que havia sido minuciosamente posta para o brunch. Chuck e Bart faziam comentários relacionados a empresa e a nova função de Chuck na filial da cidade, o telefone de Bart tocava algumas vezes tirando a concentração de Lily que parecia preocupada.

-Tenho uma reunião marcada para daqui a pouco - Disse Bart voltando-se para a mesa - Então vamos direto ao que interessa.

A expressão de Lily tomou uma forma receosa e Chuck franziu o cenho sem entender.

-Como assim o que interessa? Achei que o brunch era apenas sobre eu assumir a filial de NY - Chuck disse em um tom calmo, mas arisco.

-Também - As palavras de Bart saíram secas como de costume - Mas, como eu te comuniquei você teria que ter responsabilidade, e para assegurar isto quero que você e Juliet Sharp juntos, como casal.

-Isso é um absurdo - Chuck se levantou incrédulo e alterado pelas palavras do pai - Não preciso de uma namorada para comandar uma empresa!!

-Charles se acalme, vamos resolver isso com calma - Disse Lily tentando abrandar a tensão que se instalara - Bart melhor falarmos disso em um outro momento.

-Não haverá outro momento - Chuck pronunciou dando as costas ao pai e a madrasta em direção a saída.

-Bart, ele tem razão. Charles e Juliet não se veem a muito tempo não podem ser um casal - Lily falou tentando fazer o marido mudar de ideia, mas o mesmo apenas deu de ombros.

xx

Chuck entrou na limousine bastante alterado. Pegou o celular e discou o número de Nate e pediu ao motorista para dirigir rumo a qualquer lugar, contanto que fosse longe dali.

-Chuck!Como foi?

-Péssimo - Ele passou, medindo o peso que as palavras teriam ao serem pronunciadas - Me encontre no Vaocluse em 1 hora!

xx

Blair andava pelo Central Park a mais de uma hora, observando as pessoas, reflerindo, tinha ido alimentar os patos no lago. Se lembrou do almoço com Serena e mandou uma mensagem perguntando em qual restaurante.

SERENA: Vaucluse. Sei que você adora esse restaurante.

Um sorriso se acendeu na face de Blair, como uma vela em um quarto escuro e frio. Aquele almoço certamente levantaria seu astral.







Notas Finais


MEUS AMADOS TUDO BOM COM VOCÊS ??? ENTÃO ESSA É A PRIMEIRA VEZ QUE ESTOU ESCREVENDO ALGO QUE NÃO É SOMENTE PARA A AULA DE REDAÇÃO KKKK

ESPERO QUE GOSTEM, GOSTO MUIIIIITOOO DE GG (ACHO QUE JÁ PERCEBERAM ISSO KKK)

E SE GOSTAREM VOTEM E COMENTEM, PORQUE EU TO SUPER ANIMADA PRA ESCREVER ISSO 


XOXO ❤❤🌝 AMO VOCÊSSS


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...