História Pardonne Pappillons - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~ChoYo

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook, Kookmin, Namjin, Pardonne Pappillons, Sugahope, Taegi, Taeseok, Taeyoonseok, Vhope, Vhopega, Yoonseok
Visualizações 24
Palavras 2.698
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hello meus amores, como vão?

Vinhemos aqui com mais uma fanfic para vocês, espero que gostem e que deem tanto apoio quanto dão para Gangsta.

Boa Leitura.

Capítulo 1 - Prologue


Prologue 

"Festas, bebidas, garotas.... os quais vivem a esse meio abrangem uma personalidade arrogante. Porém talvez, encontrando um simples garotinho no final da sala, sentimentos humanos o suficiente aparecem e fazem o sangue do coração fluir"

 

O som alto poderia ser escutado até mesmo um quarteirão antes. O bairro de alta classe possuía fileiras de carros estacionados, todos com destino a maior casa do condomínio, sendo ela a dos senhores Jeon. E, sem a presença dos pais naquela noite, o filho único do casal, dera uma festa como de costume. 

O local estava barulhento, não só pela música mas sim pelas conversas exageradas dos adolescentes bêbados. Grande parte dançava em uma pista de dança improvisada no Hall da mansão, outros se acomodavam no sofá para trocar carícias eróticas com seus companheiros. Isto também era o que o dono da festa fazia. 

O garoto estava relaxado sobre o confortável sofá, uma garota de cabelos loiros bem alinhados estava sentada em seu colo, diferindo beijos em seu pescoço, já vermelho pelo tanto que maltratava ali. Apertava as coxas desnudas da mesma sem pudor algum, deixando o rastro de seus dedos longos por ali. Jungkook, apesar de ter ingerido uma quantidade de bebida, se mantinha são, era forte para álcool. Os lábios da moça que antes beijava seu maxilar logo selou os seus, iniciando um beijo selvagem e molhado. Ela com certeza seria a vadia da noite. 

Em um movimento brusco a garota fora retirada de seu colo por outra, que deixou um tapa estalar no rosto do moreno. Abriu as pálpebras olhando incrédulo para a ruiva que fizera aquilo. Ela segurava fortemente os cabelos claros da que antes estava em seu colo. O jovem se acomodou melhor no estofado e olhou a cena com desinteresse, enquanto a menina raivosa lhe fitava indgnada. 

- O que estava acontecendo aqui, Jeon Jungkook? - De fato a garota estava com raiva, isso era esboçado em seu olhar flamejante. Jungkook apenas deu de ombros, não estava fazendo nada de errado afinal. - Por que estava se agarrando com essa vadia de quinta? - Soltou os cabelos da outra que correu sem entender com os olhos marejados. O olhar entediante do maior se mantinha o mesmo, como se fosse óbvio. - Por que me traiu com aquela vagabunda? Me responda! - Gritou, até mesmo assustando algumas pessoas ao redor, estes que olhavam a cena. 

- Trair? Desde quando temos algo? - Disse em um tom calmo, ao contrário da garota, que parecia estar prestes a explodir. - E o que faz aqui, eu nem lhe convidei. - Se levantou esperando a resposta, queria sair logo dali e não ter de ouvir os resmungos daquela estúpida. 

- M-Mas eu sou sua namorada Jungkookie! - Proferiu já com a voz embargada, fazendo o moreno rir sarcástico. 

- Ah, poupe o meu tempo, você é gostozinha, tenho que que admitir, mas não temos nada, foi só uma noite, vê se coloca isso nessa sua cabeça, onde pelo visto falta um cérebro. - Riu revirando os olhos e se retirando daquela sala, indo até onde seus amigos estavam. A esta altura a garota havia se retirado aos prantos. 

Antes de ir até a área da piscina onde os outros garotos estavam, pegou uma bebida que um dos empregados oferecia, em seguida indo até o lado de fora da casa. Os três estavam sentados em um sofá que havia no canto. Taehyung beijava Yoongi esganiçado enquanto estava sentando no colo do mesmo. Já Jin, com a postura ereta e pernas cruzadas, direcionava olhares nada discretos para o capitão do time de basquete que estava do outro lado do jardim - vez ou outra ele retribuía na mesma intensidade, fazendo o loiro sorrir malicioso. 

- Se vocês forem transar, por favor, façam isso em um dos quartos, eu realmente não quero ver. - Sentou-se ingerindo o primeiro gole da bebida de seu copo colorido. O casal apenas se afastou minimamente. 

- Hey Kook, que gritaria toda era a aquela? - Perguntou Taehyung, no fundo já tinha um palpite. Este recebia beijos no pescoço vindos do namorado. - Dava para ouvir daqui. - Riu. 

- Ah, era a Hyuna, a mesma história de sempre. Ela acha que tem algo comigo porque dormimos juntos uma única noite. - Bufou, tomando tomando todo o resto do líquido, largando o copo em cima da pequena mesa de centro que havia ali. Olhava em volta procurando sua próxima vítima da noite. 

- Mas você não deixou claro que era apenas uma noite e nada mais? - Balbuciou Jin, sem nem tirar os olhos do outro lado da piscina. 

- É claro que deixei! Mas é como se elas não entendessem o que eu falo. - Diz se referindo as várias garotas que já acharam ter algo consigo após terem uma noite de puro sexo. Sorriu quando avistou uma morena lhe olhando de forma subentendida. - Se me dão licença, acho que achei minha presa. 

- Mais uma para a coleção! - Dizem os três ao mesmo tempo, soltando um riso pela coincidência das falas, em seguida revirando os olhos. Se perguntavam quando Jungkook iria tomar jeito e achar alguém para ter um relacionamento fixo. 

- Me desculpa Jinnie, mas eu e o Tae temos um assunto sério a resolver. - O loiro apenas faz uma cara se nojo e um sinal para que saíssem logo dali quando viu o tal capitão se aproximando de onde estava. Yoongi apenas arrastou o avermelhado até o quarto mais próximo. 







Do outro lado da cidade, em um subúrbio, Jimin conversava animadamente com seus amigos inseparáveis; Namjoon e Hoseok. Combinaram de assistir um filme na casa de Jimin, porém engataram em um conversa divertida, acabando por deixar o filme de lado. 

- Ok, ok! Eu admito, essa foi ruim... - Fala Namjoon após lançar uma de suas cantadas para os amigos. - Mas que tal essa: Você não é pescoço mas mexeu com minha cabeça. - Diz sorrindo e lançando uma piscadela para os outros. Jimin e Hoseok não seguravam a risada, o moreno era péssimo com as piadas, mas ainda sim fazia eles rirem devido às suas caretas. 

- Credo Namjoon, o que foi isso? - Diz Hoseok com uma falsa cara de nojo, não segurando novamente o riso que insistia em sair. Levando alguns tapas fracos de Jimin que estava em seu colo na poltrona, já que o maior tomava todo o sofá. 

- Uma cantada, oras! - Proferiu como se fosse a coisa mais óbvia. - A melhor até agora. 

- Se essa foi a melhor, não quero nem ouvir a pior. - Disse o loiro por vez. 

A conversa seguia entre risos e brincadeiras. Por vezes se tornava interessante, mas sempre caiam na gargalhada com as imaginações férteis do castanho, como por exemplo: ele jurava ter visto o anão de jardim da vizinha se mexendo. 

Ouviram a porta de entrada ser destrancada, logo tendo o irmão mais velho de Jimin adentrando a casa. O recém chegado sorri para os adolescentes os cumprimentando, indo até onde Jimin estava e deixando-lhe um selar na testa, tendo o mesmo retribuído no mesmo local. Os olhinhos do loiro brilham com o ato carinhoso do irmão, a relação de ambos era ótima. Kim tan se despede de godos dizendo que subiria para descansar um pouco. 

Ficaram até tarde naquele clima gostoso. Hoseok e Namjoon dormiriam ali naquela noite, e pareciam não ter sono em maio aquelas conversas espalhafatosas. 







Jimin bocejava enquanto caminhava ao meio de seus dois amigos em direção a escola. A manhã estava fria, beirava os dez graus, por isso precisavam estar bem agasalhados. A falta de descanso naquela madrugada fora visível no rosto dos três, possuíam leves olheiras sob os olhos. 

Um agradável silêncio se instalara entre eles assim que saíram de casa. De fato não se incomodavam, falaram tanto na noite passada que parecia ter sido o suficiente por aquele dia também. Hoseok ouvia alguma música aleatória em seus fones de ouvido. Namjoon mexia em seu celular, provavelmente distraído com algum joguinho. E, Jimin tinha seus braços entrelaçados com os garotos que andavam ao seu lado. 

- Ora, ora, o que temos aqui? - Disse um garoto com os cabelos em um loiro sorrindo falsamente olhando para o moreno. - Quando tempo, Joonnie! - Agarrou o braço livre do maior, o fazendo o olhar com raiva. Realmente não queria encontrar aquela peste naquele momento, ou melhor, se nunca mais o visse seria melhor. 

- O que você quer agora, Mark? - Soltou seu braço com brutalidade, vendo um bico falso no rosto do outro. 

- Ah Joonnie! - Fez voz manhosa. - Você sabe o que eu quero. - Deu um sorriso malicioso. O maior apenas revirou os olhos, queria estrangular aquele garoto. - Quero que me diga se aqueles boatos sobre vocês são verdades. - Piscou um dos olhos na tentativa de seduzir e conseguir o que queria. 

- Isso não lhe interessa! - Disse grosseiro. Não seria legal com ele, não merecia. Jimin puxou seu braço, o trazendo para mais perto e longe daquele popularzinho metido. - E não me chame assim! 

- Qual é Joonnie, não seja mau! Só quero saber se vocês são mesmo um casal de três. - Falou se aproximando novamente, praticamente se esfregando no moreno. 

- Vai continuar sem saber! - Bufou já sem o mínimo de paciência, puxando Jimin é Hoseok para adentrarem a escola, deixando Mark para trás, ardendo em raiva. Odiava Namjoon, mas precisava conseguir faze-lo abrir uma brecha para poder cumprir a aposta que havia feito com os amigos. Não imaginou que seria tão difícil assim, o cara era resistente. 

O boato sobre o trio ser um casal havia se espalhado pela escola a um tempo. As pessoas tiraram conclusões precipitadas devido ao fato de sempre estarem abraçados e trocando carícias. Não era verdade, eram apenas amigos de longa data com intimidade suficiente para aquilo. 

- Você ainda vai ser meu Namjoon! - Sorriu sarcástico enquanto passava pelo portão da escola. 

Mark estava seguindo seu caminho até ouvir os gritos histéricos vindo das garotas, aquilo só podia significar uma coisa; os populares haviam chegado e acabado de sair dos carros de luxo. Andavam pelo pátio como se fosse uma passarela, como sempre eram o centro das atenções. 

Yoongi estava de mãos dadas com Taehyung como de costume. O avermelhado sorria para alguns amigos, exalando sua carisma, já o acastanhado mantinha seu semblante natural; indiferença. Jin como sempre andava impecável com suas roupas estilosas - incluindo um casaco de pele na cor acinzentada, e algumas jóias como anéis e colares. A postura ereta e com ar prepotente, ninguém o abalava e tirava aquele sorriso vitorioso de seu rosto. E Jungkook, olhava com tédio para todos, já havia ficado com boa parte das garotas da escola, então ninguém lhe interessava. As vezes aquela atenção toda lhe deixava estressado. 

- Ah, droga! - Diz Taehyung chamando a atenção dos outros. - Temos apenas essa semana para usarmos as roupas normais. A partir da semana que vem só poderemos entrar com uniforme. - Todos bufaram, exceto Jungkook. 

- Não acredito que farão a gente usar aquelas coisas horrorosas e fora de moda. - Diz Seokjin irritado. - Aquilo parece roupa de presidiário. - Passou as mãos no cabelo loiro e olhou seu rosto na tela do celular, não permitiria que um fio estivesse fora do lugar. - Pelo menos aquelas piranhas que tentam roubar minha fama irão se vestir adequadamente. 

Pararam o trajeto assim que encontraram os garotos do time de futebol, o qual Jungkook é capitão. Conversavam sobre a festa da noite anterior. Até mesmo sobre o escândalo da Hyuna. Logo Mark se aproxima, entrelaçando os braços no pescoço de Jackson, seu namorado. 

- O que houve, amor? - Pergunta o platinado apertando o namorado contra si. 

- Eu não consegui conquistar aquele merda do Kim Namjoon! - Bufou irritado. 

- Eu imaginei que não conseguiria, eles são osso duro de roer. - Diz Jackson, que leva um tapa na cabeça vindo do loiro que o olha repreendo-o. 

- Eles quem? - Pergunta Jungkook sem entender. 

- Os esquisitos do terceiro ano. Dizem que é impossível ficar perto deles, sempre são arrogantes com todos que tentam se aproximar. - Disse Taehyung. - Também rolam boatos de que eles são um casal, um trio. - Jungkook apenas assente. Talvez lá no fundo uma luz de curiosidade houvesse se acendido. 

Ainda faltava alguns minutos para dar o sinal indicando o horário de entrar para as salas, então não haveria problema em ficar por ali conversando. Poucos segundos depois a voz irritante de Mark é ouvida novamente. 

- Hey! - Falou alto, chamando a atenção. - O que vocês acham de uma aposta. - Sorriu cínico, já esperando a resposta. 

- Que tipo de aposta? - Seokjin, que até então estava distraído em seu celular de marca famosa, se interessou na conversa. 

- É bem simples, vocês apenas precisam levar uma pessoa para a cama. Quem levar primeiro ganha. - Antes mesmo de começar o jogo, já se sentia vitorioso, tinha planos para aquilo. 

- E o que ganharemos com isso? - Foi a vez de Yoongi falar. 

- Vocês podem pedir o que quiserem, qualquer coisa. Então, topam? 

- Só levar pra cama? Isso é moleza! - Disse Jungkook rindo convencido. Afinal, era só ele estalar os dedos para ter qualquer garota aos seus pés. - Nós topamos! - Disse sem nem saber o que os outros pensavam a respeito. - Cumprirei hoje mesmo. - Olhou em volta em busca da vítima. 

- Ah, mas tem um porém. Sou eu quem escolhe quem vocês devem levar para a cama. 

- O que? - Disse o moreno desacreditado. - Você deveria ter dito isso antes de termos aceitado. - Na verdade ele era o único que havia aceitado. 

- Vai dar pra trás agora Kookie? - Sorriu maléfico. - E já que você aceitou, vale por todos. - Todos se entre olharam. Não dariam para trás, mas sabe-se lá quem Mark pediria para levarem para cama. - Lembrando que Yoongi e TaeTae terão que fazer um threesome... - O avermelhado arregalou os olhos, aquilo era o cúmulo. - E se perderem, faram tudo o que nós quisermos. 

Mark poderia ser uma praga quando queria, não era atoa que ele era odiado por boa parte da escola. Com aquela aposta ele tinha os populares na palma da mão. 

- Acha mesmo que daríamos para trás Mark? - Disse Jin com toda sua superioridade e riso falso. Não deixaria o outro loiro ficar por cima em hipótese alguma, derrubaria todo o ego dele se preciso. - É claro que nos aceitaremos. Todos nessa escola nos querem afinal. - Sorriu abertamente fazendo Mark se remoer em raiva. Tinha inveja deles e Jin sabia muito bem disso, e jogaria na cara dele que os melhores ali era si e seus amigos. 

- Então nos diga quem serão os sortudos que terão a gente por um dia. - Dessa vez foi Taehyung que fez questão de entrar no jogo de Seokjin para deixar o outro com raiva. Sorriu cúmplice para o loiro. 

- Serão os esquisitões do terceiro ano. - Começou. - Vossa alteza ficará com o grandalhão, Kim Namjoon. O casal ficara com aquele cavalo ambulante, Jung Hoseok. E Jungkook, ficará com o amiguinho deles, o Park Baleia Jimin. - Mantinha um sorriso diabólico no rosto, tinha certeza que eles perderiam, aqueles três eram de difu 

- Ele tem mesmo baleia no nome? Que bizarro. - Disse Jungkook. Apesar de inteligente, poderia ser lerdo as vezes. 

- É claro que não sua besta, foi um trocadilho. - Yoongi deu um tapa em sua cabeça. As vezes se impressionava com o moreno. 

O sinal tocou, indicando que todos deveriam ir para suas salas encerrando o assunto por ali. Não poderiam dizer que estavam receosos, estavam na verdade, confiantes. Eram os maiorais daquela escola, ninguém jamais os recusaira. Porém, nem sequer conheciam aquelas pessoas, e pelo o que disseram, eles não eram de fácil convivência. 

Ao que parecia, tudo começava a partir dali.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...