História Park Sedução Orelhas Yoda Chanyeol a.k.a PCY - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, Lu Han, Sehun
Tags Baekhyun, Chanbaek, Chanyeol, Hunhan, Kai, Kaisoo, Kyungsoo, Luhan, Sehun
Exibições 467
Palavras 3.712
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Desculpem pela demora e por qualquer erro que estiver na fic, desculpem por não me desculpar direito mais eu só tenho 15% de bateria.... Nos vemos nas notas finais!

Vamos ler?

Capítulo 5 - A famosa frase do mal


 

 

 

Eu fiquei tão emputecido depois daquele beijo ridículo que só o SatanSoo sabe, claro que ele sabe, foi para esse santo endemoniado que eu rezei durante o resto da noite para que levasse a alma de Chanyeol para o quinto dos infernos e depois como um bom trouxa eu supliquei para que esquecesse o que eu pedi porque foi no calor do momento.

 

Tenho quase certeza que o Soo me odeia e na primeira  oportunidade vai me matar.

 

Na segunda feira eu estava com vontade de morrer igual Lana Del Rey, eu só queria ficar assistindo “Um amor para recordar” na netflix, me encher de chocolates e salgadinhos fedorentos.

 

A bad estava tão forte que atingiu o Luhan, ele provou ser o meu melhor amigo quando deixou o namorado porta dele no vácuo para ficar comigo, ouvindo o que eu tinha vontade de dizer e que não tinha.

 

Por mais que eu xingue o Lu, ele é meu veado, e eu amo ele demais, e coisas como essa que ele fez só me faz o amar cada vez mais!

 

Quando eu cheguei na escola os olhares em mim foi inevitável, não que eu já não estivesse acostumado, até porque eu sou maravilhoso e onde passo as pessoas me olham, mas hoje eu não estava com muita paciência e me irritei, porra eu nem coloquei maquiagem hoje de tão na bad que eu tô.

 

Cara eu estava usando um casaco moletom azul bebê!

 

AZUL BEBÊ!!

 

O pior de tudo foi quando o idiota orelhudo apareceu na escola, eu fiquei sabendo que ele havia chegado por algumas fofoqueiras da sala vulgo Key e Hani, meu coração foi parar no cu, mas ninguém precisava saber dessa informação.

 

Fiquei quieto até que o ogro Park gostoso chegou todo agressivo para cima de mim, um ser inocente que não faria mal a uma formiga – a Yoona... – .

 

- Porque você correu daquele jeito quando eu te beijei? E porque não atendeu minhas ligações?Eu fiz alguma coisa?

 

"Eu fiz alguma coisa?"

 

Disse o orelhudo gostoso irritante.... CLARO QUE FEZ PORRA!

 

EU ESPERAVA QUE ME DESSE UM BEIJO DESENTUPIDOR DE PIA! 

 

Quem sabe eu não te levasse para o meu quarto e trasariamos o resto da noite... Mas não, esse idiota tinha que ser um cavalheiro logo naquela hora que eu estava com fogo no cu?

 

Mas quando eu não estou? 

 

- Fez, você é um idiota.

 

O olhei com desprezo e voltei minha atenção a mesa do professor vazia, eu não estava com paciência para perguntas idiotas e respostas óbvias, Chanyeol é muito tapado e eu não sei porque ainda insisto nesse poste.

 

Mentira, eu sei sim!

 

- Mas eu não lembro de nada... - Menti mesmo, ainda tinha que parecer um bom moço na frente do senpai se ainda quisesse casar com ele, ter dois cachorros e um gato.

 

- E pare de me olhar assim, eu não estava com vontade de me maquiar... Não estou tão ruim assim...

 

 

- Como assim você diz que não se lembra mas ainda sim me chama de idiota? Eu não te fiz nada, muito pelo contrário, te ajudei quando você estava totalmente fora de si se esfregando naquele homem...

 

Ciúmes, é isso que o dumbo tem, e ciúmes vem de algo chamado amor!

 

ELE ME AMA! 

 

O vi ficar todo nervoso e olha só Coréia, isso é ciúmes! Eu consegui causar o ciúmes que tanto almejei, PARA NO FINAL DA NOITE GANHAR UM BEIJO NA TESTA! VAI SE FODER E ME FODE!

 

- Você fica mais bonito com o rostinho assim... 

 

ESPERA, O QUÊ?!

 

Não evitei sorrir quando escutei o elogio vindo do babaca lindo, mas logo fiquei sério - na base do possível - outra vez, bom, eu tentei né, mas quando o crush praticamente te chama de lindo e diz que te ama... Não foi exatamente isso que ele disse.

 

Mas é quase a mesma coisa né nom?

 

- Chanyeol, eu estou solteiro e posso "me esfregar" em quem eu quiser e bom talvez  eu queira um namorado e estou a procura deste... O que tem haver contigo? Porque não me deixou dançar com o garoto? Você não tinha a sua "namorada" para cuidar não? E em algum momento eu pedi a sua gloriosa ajuda?

 

 Fiquei emputecido e me levantei da minha cadeira, olhar para o grandão de baixo estava me deixando menor do que eu já sou.

 

Empurrei o idiota para que saísse da minha frente, esperava que a tia da cantina me deixasse comer a sobremesa antes de todo mundo.

 

Sai da classe com “classe” e me dirigi até a cozinha, podia ter quase certeza que meu rosto estava vermelho. 

 

E ele estava! Muito na verdade, eu parecia um tomate com a porra de um moletom AZUL BEBÊ!!

 

•••

 

 

Se eu fosse hétero, eu casaria com a tia da cantina!

 

Ela é a melhor pessoa do mundo, me mima, me elogia e o melhor de tudo e mais importante ainda, me dá comida, essa mulher é para casar, tô dizendo!

 

Ela não pensou duas vezes antes de me ceder minha torta de chocolate favorita e um achocolatado de caixinha.

 

Bom, eu cheguei aqui chorando então acho que ela não seria louca de me negar comida, até porque eu sei fazer aegyo e conseguir o que eu quero.

 

Não estava chorando por Chanyeol, longe ou quase perto disso, eu realmente estava com fome, não tomei café antes de ir para escola.

 

- Sabe tia, eu deveria desistir, não posso mudar a sexualidade de alguém, mesmo que eu seja o causador de metade dos meninos daqui serem bissexuais...

 

Ouvi a tia da cantina dizer que tudo iria ficar bem e que era melhor eu ir para casa, dormir um pouco, ou talvez ela queria dizer " Sai daqui viado! Eu tenho mais o que fazer, quer um conselho legal? Se mata."

 

Fiz uma carinha sofrida e a escutei suspirar me trazendo mais torta de chocolate. 

 

Eu sou um bom ator e eu já disse isso várias vezes, alô Globo? Plim Plim eu tô na pista me chama que eu vô! Não tem problema se eu pegar papel principal na malhação, temos que começar de baixo mesmo!

 

Mas de repente aconteceu algo tão estranho e repentino que eu tive que ficar uns segundos paralisados.

 

Em um momento estava eu chorando, comendo e sofrendo por um orelhudo filho de uma mãe, em outra o mesmo orelhudo idiota estava com a sua boca maravilhosa colada na minha.

 

Bom, ele chegou todo deprimido e pensativo perto de mim e como uma pessoa difícil eu fiz  egípcia, mas Chanyeol queria brincar com meu coração que aliás é cardíaco, chegou com uma estória de “Tá sujo aqui” igual a esses doramas adolescentes clichês e me beijou.

 

Beijou minha linda e maravilhosa boca melada de chocolate...

 

 

Mas antes que eu pudesse ter alguma reação o tapado saiu correndo de mim como se sentinsse nojo e me repudiasse.

 

QUERIDO EU NÃO TENHO CULPA DE SER GOSTOSO!

 

E adivinha o que eu fiz depois que Chanyeol saiu correndo? Chorei.

 

Chorei mais ainda, só que eu estava dividido em porque chorar.

 

Não sabia se chorava porque Chanyeol me beijou e depois correu igual o diabo fugindo da cruz ou se chorava porque eu não poderia mais comer nada.

 

No fim apenas segui o conselho da tia e fui para casa, liguei para minha Mami poderosa e ela mandou o motorista vir me buscar.

 

Nada que o colo da minha mãe e uma barra de chocolate não fosse resolver, eu poderia ter surtado ali na cantina, mas eu já disse que estava na bad, nem pensei em Luhan para desabafar, mas com total certeza, quando eu chegasse em casa iria interromper a foda dele para que ficasse comigo outra vez.

 

 

Os conselhos da minha mãe eram bons, mas ter Luhan me acalmando e me dizendo seus planos malignos era muito melhor, eu gostava de ouvir as besteiras dele e isso me acalmava legal.

 

Passei o resto do dia assistindo “Gotham” e mesmo sabendo que Luhan estava dormindo eu fiquei falando alto e comentando sobre a série para acordar o Viado, ninguém dorme quando a melhor série do mundo esta passando, mas antes eu tivesse deixado esse filho de uma rapariga dormindo, a criatura acordou e ficou de conversinha pelo kakao com o menino porta.

 

Me emputeci e joguei o celular do cara de boneco assassino longe.

 

 

Mas como eu disse anteriormente, o dia horrível me rendeu bons conselhos e como minha Mami poderosa disse " Esse garoto não pode vir me beijar e sair correndo não."

 

Eu sou faraó, proparoxítona, escalafobético, todo trabalhado no advérbio e no adjunto do substantivo!

 

Chanyeol vai ter se explicar, e eu não irei aceitar uma resposta negativa, mas não vou mesmo, se ele vir com o papinho de “Ahh Baek, foi um beijo hetero” ou “Desculpa aê, mas eu estava dormindo” ou “O verdadeiro Chanyeol morreu, eu sou um robô viado”, Eu juro que mato ele!

 

Tomei um banho bem caprichado porque ninguem sabe o que a noite pode me reservar  né nom? Botei uma roupa legal, uma que não dissesse "ME COME PELO AMOR DE DEUS!" mas também não era "Sou um relaxado com minha aparência, foda-se você, sua família, sua vaca!"

 

Não me maquiei muito apenas coloquei um óculos escuros e baguncei meu cabelo, me olhei no espelho e porra...

 

Eu sou muito gostoso, se Chanyeol não me quiser eu quero porque amor próprio é tudo.

 

Mandei uma mensagem para o orelhudo e pedi ao motorista para que me levasse em um parquinho, um lugar que fosse perto da minha casa e da de Chanyeol, mas como o idiota gostoso era todo do contra, não tinha lugar perto da minha casa e eu optei por perto da dele mesmo.

 

Detalhes...

 

Yoda Senpai ❤

 

"Olha Chanyeol, eu quero uma explicação plausível sobre o porque de você ter me beijado, estou esperando você em um parquinho perto da sua casa, se você se negar a aparecer eu vou bater ai e você me conhece o suficiente para saber que eu posso armar um barraco daqueles." 

 

" Vem logo! Porra!”

 

“Tá frio aqui!”

 

 

 

 

•••

 

 

Eu deveria ter colocado um casaco de verdade e não uma jaqueta de couro, porque puta que pariu essa porra não serve para nada.

 

Deveria ter escutado o que mamãe disse, só que eu sou um bad boy, e porra, ninguém manda em mim não!

 

Mas eu fiquei bonito é isso que importa.

 

Tirei o óculos escuros quando ouvi a voz do grandão dizer meu nome senti todo meu sangue congelar, sabe aquele momento que você acha o senpai perfeito em tudo? Até a remela no olho do Yoda era sexy, mas o jeito todo acanhado que o orelhudo sentou no balanço deu meu lado fez meu cu trancar de ansiedade.

 

Eu tive vontade de perguntar o motivo da cara de cu dele, mas eu estava tentado não ser grosso, porque se eu começasse ninguém conseguiria me parar e eu estava me sentindo tão bad boy com a jaqueta de couro que não ligaria de ser bem baixo na frente do Crush.

 

Mas baixo eu já sou, quem não fica baixo perto desse poste humano?

 

Respirei fundo antes de começar a falar alguma coisa, eu não estava querendo esconder muita coisa então, se é pra tombar, tombei. 

 

- Você sabe que eu gosto de você, e não é tão idiota assim certo? Sabe que me beijar iria colocar esperanças no meu coração sofrido, me diz ai... Porque? E olha para mim!

 

 Lhe dei um tapão na nuca sem me importar se estava doendo ou não.

 

- POR QUE VOCÊ ME BATEU?! – O orelhudo achava que tinha moral para gritar comigo, ele nunca teve e hoje é que não tem mesmo.

 

MINHA MÃO TÁ DOENDO AQUI!

 

Não vou mentir que ouvir Chanyeol gritar comigo me assustou um pouquinho, talvez muito.

 

Mas eu dei de ombros e foquei em sua resposta que demorou a vir, ô se demorou, criatura lerda e linda.

 

Fiz minha melhor cara de "Fale logo antes que eu te bata outra vez." que consistia em, um biquinho emburrado e a testa franzida. 

 

- Fala criatura!

 

- Olha, eu te beijei porque.... Porque eu... Sua boca estava suja... Eu... 

 

Como assim mamo? Eu não conseguia acreditar que ele usou aquela desculpa idiota, sabe aquela súbita vontade de matar alguém?

 

Então, eu estava sentindo ela legal.

 

- Eu não sei, Baekhyun. Isso é tão errado... - Ele voltou a encarar o nada, mas logo voltou a falar outra vez. - Eu não posso fazer isso, você é um garoto e eu também... 

 

 

Apenas abaixei minha cabeça rindo de tudo aquilo, revirei os olhos algumas vezes pelas coisas que o grandão falava, era tão ridículo que chegava a ser engraçado e não eu não estava rindo para não chorar... Longe disso, nada a ver! 

 

Respirei bem fundo antes de dizer alguma coisa para orelhudo que não envolvesse as cinqüentas formas que eu poderia matar não só ele como a vaquinha de estimação dele também, porque Luhan me deu muitas ideias e em um sonho hoje de tarde o SatanSoo veio até mim e me disse vários modos diferentes de se matar alguém, eu acordei meio assustado, mas isso não vem ao caso agora.

 

Eu estava cagando e andando para os pais preconceituosos dele, nem muito menos ligava por ele ainda não ter saído do armário, logo logo ele sairia e só não seria mais gay que eu, porque não tem como.

 

Isso é o de menos, mas porra colocar "Você é um garoto e eu também", o que tem demais? Na bíblia não tem "Amai ao próximo como a ti mesmo"?

 

Olha para mim todo bíblico... Record me contrata... Eu não preciso mais da globo não! Te mete viado.

 

E a desculpa "te beijei porque estava sujo" é muito coisinha de dorama clichê, não aceito, inventa outra coisa esse papo está mais batido que o pacto da Xuxa com o SatanSoo.

 

- Olha Chanyeol, você gosta de mim, mas o mundo opressor, machista e preconceituoso que você vive e foi criado faz com que você tenha medo de ser o que quer ser e gostar.... Não quero e nem preciso de alguém assim na minha vida.

 

Estou bem assustado, pela primeira vez na vida falei sério e sem duplo sentido, mesmo que eu quisesse ter dito "Você gosta de mim, mas quem não gosta?"

 

Mas me segurei e segui o conselho de mamãe. 

 

- Estou pondo um ponto final na nossa amizade, obrigado por tudo.

 

 Me levantei do balanço e me curvei na frente do grandão, estava sendo um pouco exagerado sim, mas aqui, só entre nós, meu coração estava doendo tanto que eu não conseguia mais olhar para Chanyeol sem querer arranhar a cara dele todinha.

 

É tão ruim escutar coisas como as que ele me disse, e justamente por ser ele, eu achava que meu dia seria diferente depois do beijo/selinho/que merda foi aquela?, mas tudo começou a ficar pior e nossa como eu me arrependo de ter pensado nisso.

 

“Pior não pode ficar.”

 

Porque Jesus? Porque eu tive que dizer isso? Foi só em pensamento, nada demais ninguém ouviu, não precisava me castigar, desculpa aê por ser tão lindo e maravilhoso, é um pecado, eu sei... Mas porra, quer me machucar? Quebra minha unha, rouba minha Nutella, mas não mexe com meus sentimentos...

 

Isso deveria ser bem o contrário, ninguém mexe na minha Nutella!!

 

 

- Baekhyun, por favor, você vai acabar mesmo com nossa amizade? Eu não quero ficar sem você, vai ser horrível. 

 

O grandão segurou meu pulso quando eu fiz menção de me virar para ir embora, claro que com minha mente sonhadora eu pensei em várias probabilidades de rolar um beijo digno de uma novela mexicana... Mas lembra da frase “Pior que tá não fica”? Então, o celular do grandão tocou e ele atendeu.

 

... Aahhh essa filha da puta...

 

 

- Sim? A Yoona? Droga o jantar... eu havia me esquecido. Tudo bem, eu já estou indo. 

 

Ah pelo amor de Deus!

 

Não tinha um acidente de carro para enfiar essa garota não?

 

Eu estava até quase mandando Chanyeol se foder para depois beijar ele, ou quase isso, mas a filhote de cruz credo tinha que atrapalhar minha vida.

 

Lembro como se fosse ontem como meu ódio por essa garota começou.

 

Ela roubou o último pedaço de torta e ainda disse que estava me fazendo um favor porque eu estava obeso, mas quem não fica obeso perto dela?

 

Ela que tem anorexia e eu que sou o gordo? Ah vai tomar no cu, Deus não mandou essa coisinha linda aqui na terra para ouvir calado desafaro de vadia esquelética não.

 

- Você vai mesmo acabar com tudo assim? – O orelhudo voltou a falar me assustando um pouco.

 

Me soltei de Chanyeol com fogo nos olhos de tanta raiva, e bem emputecido só para enfatizar, qual é? Como assim "Acabar com tudo"? Isso parece um namoro!

 

- Você não quer ficar sem mim porque vai ser horrível, e por acaso você está pensando em como vai ser horrível para mim? O quanto não está sendo esse tempo todo? Faça um favor para minha vida e finja que eu não existo, só isso que te peço.

 

 Juntei forças e o empurrei para não meter um tapa naquela cara linda, mas o empurrar não teve efeito nenhum o idiota nem saiu do lugar, tirei o celular do bolso e liguei para o meu motorista vir me buscar.

 

Eu tinha mandado ele ir embora porque achei que iríamos ficar bem e quem sabe eu não dormisse na casa dele, mas Mami estava certa.

 

Agora entendo porque ela nunca me ajuda com meus planos infalíveis para conquistar o orelhudo, sexto sentido de mãe é algo muito estranho.

 

 

- Você acha que não está sendo difícil pra mim? Baekhyun eu sempre te vi como um amigo, eu nunca pensei que sentiria atração por algum homem na minha vida, todos os dias meu pai fala sobre casamento e você acha que não é difícil? Você imagina o que ele faria se dissesse que estou sentindo algo pelo meu melhor amigo? – Ele respirou um pouco antes de voltar a falar e por Deus, como isso foi sexy! – Eu nunca fiz por mal, nunca quis te deixar para baixo mas saiba que eu também não quero desapontar minha família. Se quiser me ignorar tudo bem, eu troco de parceiro amanhã...

 

Eu perguntei ao grandão um dia desses como ele se sentiu nesse momento e ele me disse que tinha vontade de me abraçar e jogar tudo para o alto que se dana-se a família dele, só que ele foi embora e me deixou ali, no frio sozinho, mas eu já falei da frase do mal aqui.

 

E vocês leram casamento? Eu escutei! CASAMENTO!

 

Mas doeu ouvir aquilo e tudo que pude fazer foi me encolher em algum cantinho e chorar.

 

O motorista até me achar demorou um tempinho, mas quem não ouviria um garoto chorando de um jeito tão vergonhoso?

 

Eu fui exagerado? Fui sim, mas esse não seria eu se não fosse desse jeito, entrei no carro e inventei de ouvir All By Myself enquanto olhava para janela.

 

Devo dizer que chorei mais ainda e que eu estava chorando por estar chorando, puta que pariu, isso estava ficando chato!

 

Chegar em casa e ver minha mãe com cara de "Eu disse que seria assim" não me ajudou em muita coisa.

 

Eu não diria aquela frase clichê "Eu só queria morrer" porque eu sou lindo demais e medroso demais para esse tipo de pensamento e ato suicida, fora que eu tá tinha dito essa frase na parte da manhã.

 

É mais fácil que eu mate alguém, alguém do sexo feminino que comece com Y e termine com a.

 

Tomei um banho bem demorado e depois de me deitar para dormir mandei uma mensagem para o Min Ho, eu só queria dizer para alguém o que sentia.

 

Terminei por mandar quase um livro para ele com metade do conteúdo sendo palavras de baixo calão, e depois copiei a mensagem e colei para enviar ao Luhan.

 

 

 Tenho certeza que se eu tivesse o death note comigo colocaria o nome de meio mundo agora.

 

E Lee Min Ho seria um deles, o viado parou de me responder porque a namorada dele tinha chegado e os dois iriam transar.

 

Que tipo de amigo é esse? 

 

Só me sobrou de alternativa comer e dormir, sai do meu quarto depois de me certificar no espelho que meu rosto não estava escroto ou algo parecido e comi sem a presença de papai ou Mami poderosa, que legal, os dois estão transando também. 

 

- Que merda ein?!

 

Subi as escadas cheio de raiva do universo, me joguei na cama e tampei meus olhos com meu descanso de panda gay, mas quem disse que eu consegui dormir se tudo em que eu pensava era em Chanyeol e no que ele me disse.

 

Talvez eu tivesse sido realmente muito dramático e me afastar assim era mais dramático ainda, mas ele queria o que? Eu sou Byun Baekhyun.

 

Respirei fundo sentando na cama, peguei meu celular e abri minha ultima conversa com o orelhudo. 

 

Yoda Senpai ❤

 

" Olha, eu estou me sentindo muito mal por tudo isso e mesmo que eu queira, não posso e nem consigo ficar sem falar contigo.

Só vamos fingir que você nunca me beijou ou que eu me "declarei" para você okay?"

 

 Enviei deitando na cama com o coração no cu de tão nervoso, o que estou fazendo na vida? 

 

Yoda Senpai ❤

 

“Baekhyun... Eu vou me casar..”

 

Foi tipo receber um tiro, meu coração parou e eu esqueci como respirar, mas é como aquele ditado que diz "Vamo fazer oque?"

 

Mesmo que Chanyeol não estivesse vendo, eu forcei um sorriso amargo no rosto e respondi um pouco rápido demais. 

 

" Não me chame para o casamento ☺

Posso matar a noiva sem querer.”

 

Eu não estava brincando não, até estava visualizando como e com o quê eu faria o crime perfeito.

 

Yoona é uma vara, apagar ela seria facin facin.

 

" Espero que ela seja estéril e tenha AIDS ✌”

 

 

 

Sabe aquela frase do mal? 

 

 

Então.... Ficou pior!


Notas Finais


Essa frase...

Que ai acha que esse casamento vai acontecer? Eu tenho quase total certeza de que Byun Baekhyun não vai desistir tão fácil, mas... Né?

Não vou mentir, meu coração ficou pequenininho quando o drama todo começou, mas calma, não estamos em reta final ainda, tem muita coisa para acontecer... E porra 10%!!!!

As outras fics eu vou atualizar assim que acordar!!

Sorry....

Eu te amo vocês
Beijo no cu

XoXo~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...