História Passando por uma prova de amor. - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce, Eldarya
Personagens Agatha, Alexy, Ambre, Armin, Bia, Castiel, Charlotte, Dajan, Dakota, Debrah, Ezarel, Iris, Jade, Kentin, Leiftan, Leigh, Li, Lysandre, Melody, Nevra, Peggy, Personagens Originais, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya, Senhora Shermansky, Violette
Exibições 24
Palavras 979
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá pessoas, mais um cap e espero que gostem <3

Capítulo 3 - Começando uma amizade.


Fanfic / Fanfiction Passando por uma prova de amor. - Capítulo 3 - Começando uma amizade.

                        -----Alice ON-----

Olhei confusa para o Kentin, e fui até a sala, me deparei com uma pessoa que jamais pensei que fosse vir em minha casa.

Alice- Nevra!

Era meu primo que não via a séculos, pulei em seus braços como fazíamos sempre.

Nevra- Como você cresceu priminha.

Alice- Você veio pra ficar dessa vez?

Nevra- Infelizmente não, mas vou passar as minhas férias de dezembro inteirinho aqui.

Alice- Que bom! 

Me separei dele e vi que minha tia Agatha também estara na sala, corri para abracá-la.

Alice- Tia! Que saudade.

Agatha- Igualmente querida, seu primo não parava de me encher o saco querendo vir pra cá.

Nevra- Eu estava com saudade da minha parceira de briga.

Kentin- Parceira de briga?

Alice- Não era só eu quem aprontava rs.

Nevra sempre me ajudava, era ele quem me dava aquelas idéias malucas de jogar sapos na sala, colocar a agulha no banco da professora e etc.

Decidi chamar ele para vir ao meu quarto pois, preciso conversar com ele a sós, entramos no cômodo, encostei a porta e me sentei na cama.

Alice- Nevra eu, decidi mudar rs, eu não vou mais aprontar com ninguém.

Nevra- Até que enfim um pouco de juízo nessa cabeça.

Alice- Ei! Era você que não tinha juízo, você que me dava as idéias esqueceu? Mas enfim, eu estou fazendo faculdade agora e, todo mundo me rejeita lá só por causa disso, meu histórico está uma porcaria, e eu não quero isso pra mim, eu quero ter amigos mas ninguém quer a minha amizade.

Nevra- Bom, eu não sei em que posso te ajudar.

Alice- Pra dar idéia que preste você não sabe né?

Nevra- Ei não me culpe, era eu quem dava sim aquelas idéias mas você pedia elas.

Alice- Eu sei mas, está sendo tão difícil passar por isso, as pessoas me olham com raiva, com tristeza.

Nevra- Que tal se você chamasse algumas pessoas pra sair, ai você explicaria tudo, que mudou, que não é mais aquela pessoa.

Alice- Não é uma má idéia, obrigada.

Nevra- De nada, mas eai, já arrumou alguém?

Alice- Nevra, se eu não consigo arrumar nem amigos, muito menos um namorado né?

Nevra- Haha, eu consegui arrumar alguém.

Alice- Que milagre! Alguém te quiz parabéns.

Nevra- Tonta.

Alice- To brincando, quem é a garota?

Nevra- Seu nome é Melina.

Alice- Que legal.

Encarei as janelas do quarto por um tempo, até sentir uma mão gelada sobre a minha.

Alice- Credo Nevra, que mão de defunto.

Ele sorriu pra mim e em seguida se levantou da cama.

Nevra- Eu vou descer, to com fome.

Alice- Vai lá, tem bolo na geladeira.

Ele saiu do quarto e desceu as escadas indo em direção a cozinha.

Deitei sobre a cama encarando dessa vez, o teto.

Fechei meus olhos e quando os abri novamente, demorou alguns minutos até eu perceber que já era outro dia, me levantei rapidamente para ver se Nevra e tia Agatha já haviam ido embora e quando chego na sala, todos já estavam acordados e sentados no sofá assistindo, Nevra percebe minha presença e vira seu rosto em minha direção.

Nevra- Pensou que eu tinha ido embora?

Alice- Sim.

Nevra- Você sabe que eu não vou embora sem me despedir de você.

Me enfiei no sofá junto a todos e os apertando, estava passando na TV "Sempre ao seu lado" e quando terminou, o rosto de minha mãe e minha tia estavam cobertos por lágrimas, rí da cara delas e fui até o banheiro.

Quando cheguei, me despi liguei o chuveiro na água gelada e me enfiei embaixo para despertar, aproveitei e lavei meus cabelos.

Depois de banho tomado, fui ao meu quarto me trocar e peguei uma camisa preta e um short cintura alta acompanhado de uma bota de cano baixo preta.

Deixei meus cabelos molhados soltos e peguei minha bolsa para ir a caminho da faculdade.

Cheguei na sala onde todos estavam e me despedi, esperei Kentin se arrumar e fomos a caminho da faculdade.

Chegando lá, entramos no local e como sempre, olhares vieram em minha direção, Kentin me levou até algumas meninas que são de minha sala, se não me engano era a Rosalya e a Violette.

Kentin- Oi gente.

Rosalya- Olá.

Violette- Oi.

Kentin- Essa aqui é minha irmã a Alice.

Alice- O-olá.

Rosalya- Oi.

Kentin- Ela só quer fazer amizades por aqui se vocês quiserem...

Rosalya- Eu não tenho nada contra ela, na verdade, eu até gostei de você Alice.

Alice- Sério?

Rosalya- Sim, pois pelo que vi na sua ficha, você só aprontava com quem merecia não é mesmo?

Alice- Sim mas, eu não faço mais isso.

Violette- Nos conte mais sobre você, faz tempo que Rosalya fica te encarando, ela está curiosa sobre você.

Alice- Bom, meu nome é Alice Ogawá, eu tenho 17 anos, gosto de animais, principalmente gatos mas meu pai é alergico, gosto de doces, eu aprontava apenas com quem eu não gostava, não era com todos, e todos acabaram pegando ódio de mim, quando eu vim pra cá, meu histório é óbvio que não estaria limpo, então quando as pessoas aqui a viram, eu nem tive a chance de explicar que eu não sou mais daquele jeito que eu era, eu estou mudada, mas ninguém acredita.

Rosalya- Nossa, mas, conta ae o que você ja fez.

Alice- Eu cortei o cabelo da menina que eu não gostava, joguei bombinha com baratas no banheiro feminino, joguei uma aranha no cabelo da professora...

Rosalya- Nossa.

Alice- Era divertido fazer tudo aquilo mas, eu não me orgulho de nada do que já fiz.

Violette- ...

Alice- Ei, que tal se saírmos juntas? Assim vocês convidariam outras meninas com quem eu pudesse me enturmar também.

Rosalya- É uma boa idéia, que tal irmos a praia?

Alice- Pra mim está ótimo.

Ficamos planejando o dia do passeio que acabou ficando para esse final de semana, logo o sinal bateu e entramos em nossa sala, mas, dessa vez não pude escapar, Faraize cobrou o trabalho de mim, e eu sem ter escolha fui até a frente e li meu trabalho que resultou nota 9,5, depois disso enquanto eu conversava com Rosa e Vio, fiquei encomodada com algo, parecia que alguém estava me encarando, olhei em volta e pude ver quem era...



Notas Finais


Espero que tenham gostado <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...