História Pássaro Azul - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Anti Cânon, Anti Naruhina, Anti-sasusaku, Naruto
Visualizações 13
Palavras 720
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Por que Naruto não pode sorrir ao menos ao lado da sua esposa?
Já vi homens mais cansado fisicamente e mentalmente sorrindo para suas esposas e isso não os matou.

Capítulo 2 - Capítulo 2


Fanfic / Fanfiction Pássaro Azul - Capítulo 2 - Capítulo 2

Capítulo 2

Naruto

 

    —Naruto já é tarde você não devia estar em casa? —Shikamaru entrou no bar onde estou.

 

    —E por que eu faria isso? —Enchi meu copo com mais um pouco de saquê.

 

    —Porque você tem uma mulher te esperando em casa para começar. —Esse Nara acha que sabe de alguma coisa.

 

    —Hinata —digo o nome da minha esposa e bebo outro copo.

 

    O que fiz com a minha vida quando acreditei naquele genjutsu. Que eu podia amar o suficiente para um casamento. Minha mãe estava certa, nada de garotas estranhas, devia ter buscado alguém como a dona Kushina.

 

    —Essa mesmo, que deve estar preocupada com você. —Ele se serve de uma dose e pede uma garrafa de saquê.

 

    —Ela vai estar tricotando, já viu uma ninja que gosta tanto de tricotar? —Bati na mesa. —Eu tenho vontade de enfiar aquelas agulhas nela.

 

    —Vejo que seu casamento vai mal. —Ele diz o obviou.

 

    —E você e a maluca da Temari?

 

    —Bem. —Ele então olha para a hora, aposto que ela castrou as bolas dele.

 

    Casamentos são um pé no saco.

 

    Leve o lixo para fora, abaixe a tampa da privada, lave a louça, vamos na casa do meu pai, vamos passear domingo, não faça isso, faça aqui e tenho vontade de voltar a morar sozinho.

    

    E por isso que Kakashi ficou sozinho, que Jiraya só tinha encontros casuais.

 

    O sexo no casamento não compensa todos os outros problemas.

 

    —Tenho que ir. Não fique até tarde. —Ele coloca o dinheiro na mesa e vai para casa.

 

    Coisa que eu devia fazer também, mas só de pensar em ser recebido por Hinata sorrindo perguntando se quero que ela esquente o jantar sinto calafrios. Ela é uma boa esposa, mas acho que ninjas não são feitos para isso.

 

    Iruka, Kakashi, Jiraya, Tsunade, Guy, Orochimaru, Óbito são todos solteiros.

 

    O que acontece quando um ninja tenta casar e ter filhos ele morre.

 

    E agora Hinata colocou na cabeça que devemos ter filhos, passar a vontade do fogo para frente. Tem tanta gente nesse mundo já e depois quando eu for Hokage ela acha mesmo que vou ter tempo para uma criança? Ela não entende que teria que os criar quase sozinha.

 

Hinata devia se concentrar em treinar, virar uma jounin, entrar para ANBU ou algo assim e para de fazer sua vida girar em volta de mim. No começo era um máximo ter uma mulher que me amava tanto, depois só ficou chato e meio obsessivo.

 

Agora eu te entendo Sasuke. Como deve ter sido difícil para você suportar suas fangirl.

 

Hinata


 

Ponto médio, ponto tricô.

 

Estou fazendo um sapatinho de bebê.

 

Ainda não acredito que Naruto disse que não quer filhos, como ele pode ser tão egoísta. Tento conter minhas lágrimas para não errar os pontos, eu quero tanto ter filhos.

 

Desde que nós casamos eu deixei meu trabalho como ninja, meu pai achou melhor já que eu me tornei a mulher de um herói de guerra e isso pode atrair olhares de sequestradores. Talvez ele só tenha medo que meu byakugan caia em mãos inimigas.

 

E desde então eu passo meus dias trancada dentro dessa casa, a deixo impecável para Naruto bagunçar tudo assim que passa por aquela porta. E agora ele me nega a única coisa que quero.

 

Eu o amo tanto que chega a doer, Naruto não entende que só quero dar uma parte minha e dele para o mundo. Como isso é importante para mim.

 

Quando a porta se abre posso sentir o cheiro de álcool.

 

Ele é tão fraco para bebida, mas no estado que está ele não vai negar o meu corpo.

 

—Hinata. —Ele fala meu nome e depois soluça.

 

—Naruto-kun —falei ao deixar meu robe cair.

 

Seus olhos azuis estão pequenos e ele me olha em dúvida do que estou fazendo, mas não recusou meu beijo. O gosto de saquê se espanha para minha. E suas mãos vão direto ao meu corpo.

 

—Eu te amo —sussurrei quando ele trilha um caminho de beijos por meu pescoço.

 

—Você é tão gostosa. —Naruto diz antes de chegar aos meus seios.

 

E meus olhos se encheram de lágrimas de novo. Deixei que ele tomasse o meu corpo dentro do seu estado alterado. Que fizesse um filho em mim mesmo que ele insista em quebrar meu coração aos poucos.

 


Notas Finais


Alguém mais notou que a foto de Sasuke com a equipe Taka o cabelo dele está errado, aquele cabelo e o que ele usa depois da guerra e não quando está na Akatsuki. Seria muito difícil explicar que depois da guerra ele teve tempo para uma foto com sua antiga equipe e não com Sakura? Eu juro que tento entender mais não consigo, e porque Sakura foi tão egoísta que não contou para Sarada sobre seu nascimento e sobre os antigos amigos de Sasuke, tudo isso para ter uma foto onde parece que ela está do lado dele? Sakura devia ter explicado para filha quem lhe deu o primeiro óculos, mas tudo isso precisa acontecer para termos um dramalhão mexicano.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...