História Pássaro Negro - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Drama, Romance
Exibições 3
Palavras 821
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


História original, ou seja, é minha, somente minha!!!

Capítulo 1 - Capítulo 01


Fanfic / Fanfiction Pássaro Negro - Capítulo 1 - Capítulo 01

RACHEL AMARAL

O ano mal havia começado e eu já me encontrava dentro do carro de meus pais, indo morar em outra cidade. Deixando para trás tudo que eu havia conseguido durante esses últimos meses. Esses cinco meses foram o suficiente para eu fazer grandes amizades, mas como eu já esperava isso não iria durar por muito tempo. Meus pais tinham a mania de ficarem viajando, mesmo sabendo que a maioria das vezes essas viagens eram relacionadas ao trabalho, eu odiava isso, odiava viajar, odiava ficar pulando de cidade em cidade, odiava mais ainda fazer malas e desfazer malas. Porém não podia fazer nada, sendo que eu ainda sou menor de idade.

E mais uma vez estou indo morar em outra cidade e mais uma vez irei repeti a mesma rotina de sempre nova cidade, nova casa, novos vizinhos, um novo colégio e sinceramente estava torcendo muito por novos amigos, não que eu seja uma pessoa difícil de fazer amizades, mas nunca se sabe como são as pessoas de cada cidade. Sentada no banco detrás do carro, eu observava as paisagens passarem rapidamente. Eu não fazia nenhum esforço para esconder meu mau humor.

— Vai ficar com essa cara pra sempre? — Perguntou minha mãe olhando pelo retrovisor interno. 

— É a única que eu tenho. Quer que eu faça o que? — Falei grosseira.

— Olha como fala com sua mãe, Rachel — Meu pai me repreendeu. 

Eu bufei. Voltei a observar novamente as paisagens. Eu não estava feliz por que motivo iria ficar rindo feito idiota? Meus pais não entendiam ou eles estavam se faziam de desentendidos? 

— Tenho certeza que você vai gostar da cidade? — Disse minha mãe.

Não respondi, apenas dei de ombros.

— Seu pai disse que é uma ótima cidade. Um lugar muito bom pra se viver — Acrescentou. 

Eu continuava olhando para fora da janela. Eu sabia pouco sobre a cidade. Sabia apenas o que minha mãe havia me dito no dia que descobri que iria novamente me mudar. O que eu sabia era que a cidade era pequena com pouquíssimos habitantes, chamada São João da Ponta.

Depois de uma longa viagem finalmente chegamos a pequena cidade de São João da Ponta onde passamos por grande placa escrita “Bem-vindo a São da Ponta,”

Seguimos mais um pouco para dentro da cidade, passamos por diversas casas de tudo que era tipo e tamanhos. Quase meio hora depois, chegamos ao nosso destino.


— Chegamos — Meu pai anunciou parando o carro em frente a uma grande casa. 

Olhei para a casa e tenho quase certeza que meu queixo havia caído.

 — UAU — Disse admirada.

— Gostou? — Perguntou meu pai.

— Essa casa é demais! Tem certeza que essa é nossa casa? — Perguntei desconfiada.

Eu sempre morei em apartamentos, então é uma novidade muito grande esta de frente para uma casa, e que casa, caramba, meus pais se superaram dessa vez, eu estou muito feliz, mesmo sabendo que essa maravilha fica localizada neste fim de mundo, mas com uma casa dessa vale a pena o sacrifício de morar neste lugarzinho.

— É sim — Minha mãe respondeu minha pergunta.

— Há quanto tempo vamos ficar aqui? — Perguntei sem tirar os olhos da casa. 

— Bastante! Queremos que você termine o ano escolar — Minha mãe respondeu antes de sair do carro e indo ajudar meu pai que já havia saído e estava retirando as malas do porta-malas. 

Descei do carro, mas não me móvel. Fiquei parada observando o lugar. Não era o que eu imaginava, era simples, mas era uma linda cidadezinha. O clima era bom, o sol brilhava no céu azul com poucas nuvens. Olhei de um lado para o outro admirando a beleza da pequena cidade, até o ar era mais gostoso, talvez me acostume com isso.

 — Rachel vem pegar suas malas — Meu pai gritou tirando-me de meus devaneios. 

— Quer dizer que é aqui que vamos passar o ano todinho? — Falei quando me aproximou dos meus pais.

— É isso aí — Meu pai afirmou.

"Nem acredito que vou ficar o ano todinho sem mudanças."  Quase dei pulinhos e bati palmas com esse pensamento.

— Então vocês alugaram essa casa por um ano? — Quis saber. 

— Não. — Disse minha mãe.

— Não? — Ela franziu o cenho. 

— Nós compramos esta casa — Meu pai disse sorrindo.

— Mentira? Sério mesmo? 

Meu pai assentiu.

Um enorme sorriso se espalhou pelo rosto, eu ainda não estava acreditando que meus pais haviam comprado esta casa e muito menos que eu iria ficar um ano sem mudar de cidade. 

Adorei minha nova casa era linda, mas o que mais gostei foi do meu quarto ele era do jeitinho que sempre quis, ele tinha um banheiro dentro, um banheiro só pra mim e a minha cama era tão macia e grande.

— Mãe adorei essa casa. — Falei olhando para ela que estava parando perto da porta de braços cruzados e sorrindo. — Quero ficar aqui para sempre. — Disse correndo e me jogando na cama de braços abertos.

 

"Cada escolha, uma oportunidade. Cada queda, um aprendizado. Cada atitude, uma consequência."


Notas Finais


Então gostaram? Prometo que vem muitas emoções pela frente, aguardem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...