História Passion of death - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jensen Ackles, Shelley Hennig, Supernatural, Teen Wolf, The Vampire Diaries
Personagens Castiel, Damon Salvatore, Dean Winchester, Derek Hale, Malia Tate, Peter Hale, Sam Winchester, Sheriff John Stilinski, Stiles Stilinski
Tags Supernatural, Teen Wolf
Exibições 73
Palavras 1.752
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Sobrenatural, Super Power, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Mais uma Fic espero que gostem e eu shippo fortemente Malia com o Dean hshshshs, vocês também irão shippar hehehe

Capítulo 1 - Revenge of the ancestors


Fanfic / Fanfiction Passion of death - Capítulo 1 - Revenge of the ancestors

26 de agosto de 1998 

- Eu não aguento mais correr, você tem que ir sem mim 

- eu não vou sem você Maya, não vou abandonar você e nosso bebê, anda  temos que ir, se o Líder dos caçadores nos achar estaremos mortos, eu prometo que vou cuidar de você e do nosso bebê ou não me chamo Peter Hale 

Peter pega na mão de sua esposa e eles começam a andar o mais rápido que conseguem, Maya estava grávida, o peso do bebê era muito para ela, não aguentava mais seguir adiante, mas os caçadores de seres sobrenaturais estavam atrás deles, eles tinham que fugir e achar um lugar seguro para ter o bebê, 3 anos atrás ouve uma guerra entre os caçadores e os vampiros, aconteceu várias mortes, e uma das mortes principais foi a da mulher do Líder, ela também estava grávida, ela tinha sido mordida por um vampiro, seu marido o líder teve que cortar friamente sua barriga e tirar a criança de lá, ele conseguiu mas a sua esposa não aguentou, eles tinham outro filho de 4 anos, ele presencio aquela cena todinha, seu nome era Sam, Sam colocou o nome de seu irmão caçula de Dean em homenagem a sua mãe que se chamava Deanna, desde então o líder quis vingança, ele prometeu a si mesmo que ia matar todos os vampiros que tinha naquela cidade, e ele seguiu com seu plano, passou os últimos 3 anos matando, os únicos vampiros que faltavam era a Maya Tate e o Peter Hale, e o Líder dos caçadores foi atrás deles.

- Eu não aguento mais Peter, a barriga está pesando muito

- só mais um pouco até chegarmos ao meu irmãos Derek, por favor Maya aguenta mais um pouco 

- eu não sei se consigo 

- eu sei que sim

Maya fica de joelhos no chão e começa a respirar fundo, ela estava gastando suas últimas forças, forças que ela deveria ter na hora do parto, uma coisa ela sabia era ela ou o bebê, quando eles escutam tiros, o susto foi tão grande que houve uma contração,  Maya começa a gritar de dor, Peter se desesperara sem saber o que fazer, Maya continuar gritando de dores e começa a chorar, sangue começa a descer, ela estava sofrendo um aborto, Peter fica mais desesperado, ele pega Maya nos braços e sai correndo atrás de ajuda, ele vai na casa mais próxima que ele acha

- SOCORRO!  PRECISO DE AJUDA, ALGUÉM POR FAVOR AJUDA!!!! - Peter grita, um casal sai da casa e deixa Peter e Maya entrar 

- por favor ajudem ela está perdendo o bebê 

- traga toalhas, lençóis limpos e água quente agora - a mulher fala para seu marido 

- me acompanhe 

A mulher leva eles até o quarto dela e Peter coloca Maya deitada na cama e fica de mãos dada com ela 

- Está doendo tanto Peter 

- eu sei.... me perdoa - começa a chorar - por favor me perdoa, eu tentei....

Maya coloca sua mão delicadamente no rosto do Peter

- está tudo bem, nos iremos ficar bem 

- moço por favor peço que se retire 

Peter sai do quarto e vai para a sala, seu coração estava muito acelerado, ele não parava de pensar no bebê, na Maya e nos caçadores, porque isso tinha que acontecer, logo quando Maya estava grávida 

- não precisa se preocupar, minha esposa sabe o que faz 

- obrigado, de verdade serei eternamente grato

Peter começa a andar de um lado para o outro, Maya começa a gritar, Peter se desespera, ele podia sentir a dor dela, ele não aguentava ver Maya naquele estado, quanto mais ela gritava mais seu coração apertava 

- porque vocês estavam correndo desesperados daquele jeito ? Não era só o bebê né ?

Peter fica calado e tenta não responder a pergunta 

- moço você pode confiar em mim

- eu só quero que minha esposa e meu filho fiquem bem, quando ela tiver o bebê nos iremos embora e não precisa se preocupar, não seremos um encosto a ninguém

Para Peter estava se passando horas e Maya continuava a gritar, aquele momento estava muito aflito, quando ele sente alguém se aproximando, seu coração acelera, ele sabia quem era 

- sangue sugas, sangue sugas Cadê vocês???!!! - o Líder fala com um tom sarcástico 

- quem é esse louco gritando lá fora ? 

- você não vai querer fazer isso

- o que ? 

- eu disse você não vai querer fazer isso 

A cor dos olhos de Peter mudam de cor, seus olhos de azuis vão para vermelho, e seu dentes ficam afiados, o homem devagar sai de perto da porta e se senta no sofá devagar 

 - você é um vampiro? 

- como eu disse, só minha mulher ter o bebê e vamos embora ninguém precisa se machucar

Quando Peter disse isso foi questão de segundos até o Líder dos caçadora arrombar a porta

- ora ora, o que temos aqui 

Ele dá um sorriso, sorriso que Peter teve vontade de quebrar todos aqueles dentes, Maya continuava gritando, Peter não sabia o que fazer, aquele foi o pior momento para ele, medo, raiva, angústia, todos esses sentimentos percorria sua mente

- quem é essa mulher que está gritando loucamente ? Deixa eu adivinhar é sua esposa ? 

Peter fica calado 

- cara eu sou muito bom nisso, sempre ganho esses jogos de adivinhação - risos ssarcásticos

- não vai me dar boas vindas Peter Hale? 

- moço eu não sei quem você é, eu não sei o que está acontecendo mas por favor não me mata 

- você é um vampiro ? - o homem nega com a cabeça - então deixa eu ver, que tal um lobisomem ? Banshee? Nogitsune, não ? Nada ? Então porque eu iria te matar meu amigo - o Líder abraça o homem e começa a rir da cara do Peter

O líder se aproxima de Peter e fica o olhando de pé a cabeça, quando duas crianças, um bebê e um mais velho aparecem na porta 

- você provavelmente já os conhece, mas deixa eu refrescar sua memória, o mais velho é o Sam ele tem 7 anos, o caçula é o Dean ele tem 3 anos e eles serão os futuros caçadores por aqui 

- por favor, a minha mulher está grávida, ela está tendo a criança agora, eu nem sei se é menina ou menino, não a machuque eu imploro, faça o que quiser comigo mas deixa a em paz 

- a minha mulher também estava grávida Peter, eu implorei mas ninguém me escutei, ninguém teve piedade, eu tive que tirar o Dean de dentro dela, eu tive que rasgar a barriga da minha mulher todinha para o Dean sobreviver, e vai me pedir um pouco de compaixão?   Meu amigo, isto é um jogo, sobrevivência, conhece a lei da selva ? Esta lei também se aplica aqui, o mais forte sobrevive

Maya se cala, tudo fica um completo silêncio, a mulher sai de dentro do quarto com o bebê nos braços, Peter se aproxima da mulher

- é uma menina, uma linda menininha

- Maya? .....

- eu sinto muito 

Peter começa a chorar, ele tinha perdido o amor de sua vida, ele pega a criança e fica a olhando, ela era realmente linda, parecia muito com Maya

- eu tinha que salvar ela ou o bebê, ela mandou eu salvar o bebê  - diz a mulher 

- nossa Peter, sinto muito cara, mas sua mulher é esperta ela ia morrer de qualquer jeito mesmo 

Peter fica com ódio e seus olhos novamente ficam vermelhos e ele mostra os dentes para o líder 

- isso! É esse o Peter que eu quero, já foi um, agora falta outro, não se preocupe Peter, eu cuidarei bem de sua filha 

Peter quebra a janela e sai correndo com a criança não braços, ele agora só queria salvar sua filha, ele já tinha perdido uma, não ia perder a outra, ele vai correndo até a casa de seu irmão o Derek, ao chegar lá ele grita desesperado para o Derek abrir a porta

- meu deus o que foi ? - diz Derek abrindo a porta 

Peter entrega sua filha para Derek

- Derek por favor promete que vai cuidar da minha filha, promete que vai sempre protege la, que vai ama lá muito 

- o que está acontecendo Peter ?

 - prometo por favor - fala chorando 

- eu prometo

Peter pega o cordão que ele estava usando e coloca em sua filha, beija sua testa e a faz carinho 

- eu não vou poder ve lá crescer, mas você será meus olhos Derek, cuide bem da minha pequena, seu nome é Malia, papai te ama filha, papai te ama muito 

Peter se afasta se despedi e sai correndo, aquela foi a última vez que eles se viram e Derek manteve sua promessa 

18 anos depois 

- Malia acorda já são 8 horas - Derek grita 

Malia se levanta, ela estava com muito sono, desce as escadas devagar para não cair, não conseguia enxergar direito, ela vai até a cozinha e se senta ainda morta de sono 

- eu vi viu, ontem você chegou 4 da manhã , a festa foi muito boa né 

- boa ? Foi ótima, me alimentei bem, estava faminta, só tive que sair antes que alguém me pegasse 

 - foram quantos ? 

- 4 mas eu fui delicada dessa vez 

- meu deus é exatamente igual ao seu tio 

 Derek da um copo cheio de sangue para Malia beber 

- notícias do meu pai ? 

- e você ainda acredita que ele está vivo, depois de 18 anos ?

- eu tenho esperança, eu sempre uso o seu cordão para me lembrar dele, dele e da mamãe, mesmo não sabendo se eles estão vivos eu sempre irei usar lo 

- pelo menos o cordão é estiloso - os dois começam a rir 

- mas como você sempre diz tio, esperança é uma cosia perigosa, o amor também,  por isso temos que é cada um por si 

- exatamente, mas nunca se esqueça Malia, eu te amo e sempre irei protege lá, sou seu tio eu posso 

- eu também te amo - Malia sorri e bebe seu "suco" 

Uma coisa Malia tinha certeza, ela não sabia se seus pais estavam vivos ou não, mas ela conhecia bem a fama dos caçadores de seres sobrenaturais, e se seus país estivessem mortos e a causa da morte fossem esses caçadores, ela ia se vingar até não sobrar nem mais a alma 


Notas Finais


O que acharam do primeiro cap? *u*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...