História Passion without limits - Capítulo 51


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cameron Dallas, Magcon, Nash Grier, Shawn Mendes
Personagens Cameron Dallas
Tags Aaron Carpenter, Cameron Dallas, Jack & Jack, Magcon, Matthew Espinosa, Nash Grier, Shawn Mendes
Exibições 374
Palavras 1.161
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OLÁ GENTE, TUDO BOM? ESPERO QUE SIM.
Bom, peço para vcs que lessem as notas finais, é importante!

Boa leitura e até a próxima.

Capítulo 51 - Chapter Fifty


Fanfic / Fanfiction Passion without limits - Capítulo 51 - Chapter Fifty

Eu não posso acreditar, Cameron simplesmente me largou no meio de tanta gente me olhando com um ar de reprovação enquanto cuidava de Amanda, sinceramente, ela não merece tantos cuidados.

Senti-me horrível em pensar que Cameron poderia estar bravo comigo por conta dessa briga, mas ele poderia ouvir o meu lado da história, Amanda não é santa, e por mais que ela seja a mãe do filho dele, não justifica tais atos.

-Babi... – Ouvi a voz atrás de mim, Karol tocou o meu ombro me fazendo despertar do transe – Você esta bem?

-Não – Falei bem baixinho, mas mesmo assim minha amiga conseguiu ouvir.

Eu estava tentando fazer de tudo para não desabar aqui mesmo, minhas forças foram embora e aquela coragem que eu tinha há alguns minutos, sumiu.

Não, eu não poderia chorar na frente de todos. Não deixaria aparecer o quão fraca e vulnerável eu sou.

-Preciso de uma bebida – Digo decidida e caminho para a cozinha, Karol vem atrás de mim.

-Não acho uma boa ideia você beber – Ela para perto da geladeira enquanto eu abro a mesma e pego uma cerveja.

-Só faço escolhas erradas mesmo, o que custa fazer mais uma – Pego o abridor de garrafas e abro a mesma, dando um gole no liquido que me faz fazer uma careta, mas logo tomo mais uns goles e acostumo com o sabor.

-O que ela fez para você agir daquela maneira.

-Ela me chamou de vadia – Karol arregalou os olhos – Não poderia deixar que ela falasse assim de mim – Suspiro – Mas agora eu sou a vilã da história.

-Você precisa falar com Cameron, explicar o que aconteceu.

-Quer saber? Que se dane Cameron, se ele prefere ficar do lado daquela mulher, que fique, eu vou viver a minha vida.

Abro a porta da cozinha e sigo para o meio daquela grande sala onde todos estão dançando, a música tocava alta e a minha vontade de dançar só aumentou.

Fui até o meio onde todos dançavam e comecei a dançar no ritmo da música eletrônica. Karol estava parada olhando para mim, sem vontade de me acompanhar na dança.

Não liguei, se não quer dançar, não dance. Terminei a minha cerveja e peguei uma bebida com um cara que passou ao meu lado, ele não pareceu se importar com a bebida e seguiu o seu caminho.

Um cara se aproximou de mim e começou a dançar bem perto, ele é bonito, olhos azuis e cabelos castanhos, como negaria uma dança?

Terminei de tomar a outra bebida e voltei a dançar ainda mais perto do cara. Seus olhos brilhavam ao olhar para mim, o que Cameron iria pensar em me ver dançando com alguém assim?

Ele colocou as mãos em minha cintura e eu fingi não perceber, dançava como se não houvesse amanhã. Dançamos várias músicas sem dizer uma palavra, sem nos apresentar, nada a mais de olhares. O cara se aproximou mais ainda de mim, imaginei que iria me beijar e não fiz nada que impedisse que fizesse isso, talvez a bebida tivesse me influenciando.

Antes que ele pudesse realmente fazer o ato, senti uma mão puxando o meu braço. Olhei para quem havia feito isso, e a única coisa que vi foi Cameron mais furioso do que nunca. Ele lançou um olhar raivoso para o cara que parecia ter ficado imóvel, coitado.

-Me solta! – Gritei para que ele me ouvisse, mas não adiantou, ele continuou segurando o meu braço – Me solta caramba!

Cameron me puxou para as escadas e me obrigou a subir, indo em direção ao seu quarto. Suspirei. Não poderia fazer nada, Cameron é muito mais forte que eu, e não ousaria a não concordar de ir com ele.

-O que aconteceu com você hoje?! – Ele gritou assim que fechou a porta, revirei os olhos, Amanda deve ter contado à história que eu sou a vilã.

-O que aconteceu com VOCÊ hoje?! – Rebato – Por que convidou aquela mulher para vir aqui?

-Não devo satisfações do que faço para você.

Ai.

Suas palavras me atingiram como uma lâmina afiada, parecia que ele tinha intenção de me machucar, mas logo percebi que foi o calor do momento, ele estava arrependido.

-Desculpe, é que estou estressado... – Ele tentou se desculpar e se aproximou de mim para me beijar, mas me afastei.

-Você esta certo, você não deve satisfações a mim, não sou nada sua – Digo tentando me segurar para não chorar – Eu não te entendo Cameron, juro que não te entendo, você fala uma coisa mais faz outra, eu posso fazer tudo para você, mas você sempre vai preferir ela do que eu.

-Não é verdade...

-Você sabe que é verdade, eu sou apenas uma garotinha ingênua que caiu no seu jogo facilmente, sou uma diversão não sou?

-Bárbara...

-Me esquece Cameron – Digo passando por ele, mas Cameron segurou o meu braço e me puxou para si.

Nossos rostos estavam próximos, minha respiração ofegante e eu não sei se conseguiria aguentar fazer papel de difícil por mais tempo. Por mais que Cameron agisse errado, não consigo ficar longe dele, é impossível, tudo nele me atrai, até seus defeitos.

-Por favor, não vá – Sussurrou.

-Me solta.

-Por favor, Bárbara, fique aqui.

-Me solta Cameron – Pedi já sem forças.

-Prometo não fazer nada – Ele diz e eu o encaro mordendo os lábios – Por favor.

-Tudo bem – Suspiro e ele me solta – Durma no chão.

Caminho até a cama de casal e me jogo na mesma, tiro os meus saltos altos e os jogos no chão. Ajeito-me na cama gigante, mas sentia que faltava alguém, faltava ele do meu lado.

Sinto-me tão fraca em necessitar tanto que ele fique do meu lado, era para eu estar brava com ele, mas não estou, não consigo.

Me viro de lado para que eu não chame ele logo para deitar ao meu lado, Cameron demora para arrumar suas coisas para dormir no chão, e quando acaba, ainda não consigo dormir.

A música vinda de baixo estava muito alta, me pergunto quando estas pessoas vão embora, ou será que não vão? Enfim, não é problema meu. Acabo acostumando com o barulho e caio no sono.

 

 

 

(...)

 

 

 

Acordo com a porta do quarto se fechando, Cameron estava sem camisa e caminhava para onde estava dormindo sem perceber que eu acordei. Olho para o relógio do meu celular, ainda era três e quarenta da manhã.

-Esta tudo bem? – Pergunto para ele, que se assusta comigo e eu riu fraco.

-Esta, só fui ver como estava às coisas lá embaixo.

-Entendi.

-Babi? – Ele me chama depois de um tempo calado.

-Sim?

-Me desculpe por ter te deixado sozinha lá embaixo.

-Tudo bem – Suspiro. Na verdade não esta tudo bem, mas é melhor que pense que está, não quero que piore as coisas – Vá dormir.

-Não consigo.

-Por quê?

-Não consigo dormir pensando que você esta brava comigo.

-Já falei que esta tudo bem.

-Eu sei que esta mentindo.

É, eu realmente não sei mentir bem.

-Durma Cameron, durma – Suspirei.


Notas Finais


Eai? O que acharam? hehehe

Vou logo pro aviso,no ultimo capitulo, falei sobre a segunda temporada e que talvez eu postasse só no ano que vem, mas para felicidade de todos, irei postar ainda nesse anos.
Mas postarei apenas o primeiro capitulo, pois pretendo acabar essa fic lá para o dia doze, e em seguida já postar a segunda temporada (Se Deus quiser tudo vai dar certo).
Eu irei tirar umas férias de tudo, tanto daqui, tanto de internet, de tudo mesmo. Então vocês só irão me ver ou no finalzinho de dezembro ou no começo de janeiro com uma nova atualização, afinal, todos merecem umas férias né meu amores ahsahsahsahsa.
Quem quiser me add para conversar no chat, pode mandar solicitação que sempre estarei disponivel para ajudar vcs ;)

Beijos e até o próximo capitulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...