História Pastel Stars - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Seleção
Personagens America Singer, Maxon Calix Schreave
Tags A Seleção, America Singer, Maxon Schreave
Visualizações 47
Palavras 769
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


"Meu Deus,o que é que eu tô fazendo com a minha vida,Jesus?"

Capítulo 8 - Instito fraternal


Fanfic / Fanfiction Pastel Stars - Capítulo 8 - Instito fraternal

Os dias se passavam e com eles,as semanas e os meses também. Aparentemente,America estava bem,se não fosse pela sua incrível palidez e seu excesso de cansaço e fadiga.

Praticamente,Maxon vivia na casa Singer,só para ficar mais próximo de America,já que a mesma isolou-se do mundo,falando apenas com os irmãos e o namorado. Shalom e Magda viviam viajando à trabalho para dar um melhor conforto para a filha e em busca de alguma cura para a leucemia de America. Mal sabia eles que,a única coisa que America queria era amor,carinho e afeto. Ela pensa que,se o médico disse que não há mais nada que se possa fazer,pra quê ficar insistindo?

America tinha perdido a vontade para tudo,não sorria,só vivia no quarto,só se levantava apenas para ir ao banheiro. Nem o piano,tampouco o violino,America não tocava mais. Tinha perdido a vontade de viver.

Claramente,isso tinha desanimado os irmãos. Gerad não estava com um rendimento escolar muito bom. May estava muito prestes a terminar o colegial,se não fosse por algumas recuperações.

Maxon passava a maior parte do tempo ao lado de America. Conversavam e quando esta dormia,Maxon velava seu sono.

- Gerad? Gerad! - a professora chamava sua atenção.

- Ah? Oi? - Gerad saiu de um "transe".

- Gerad,é a terceira vez nessa semana,tem certeza que está bem para vir à escola?

- Como assim?

- Sua irmã está doente,certo? E isso está afetando seu psicólogo e tirando sua atenção.

- Eu estou bem... - Gerad murmurou.

- Não,não está! Seu rendimento escolar caiu muito nas últimas semanas.

TRIIIM

Ao tocar o sinal,todos os alunos saíram,inclusive a professora. Porém,Gerad continuava lá sentado,com um olhar cabisbaixo e desnorteado.

- As aulas já acabaram. - disse uma voz feminina.

Ao olhar para cima,Gerad viu uma garota de aparentemente 14 anos,de pele parda,olhos castanhos e cabelos também castanhos,lisos e caindo até a cintura.

- Eu sei... - Gerad sussurrou.

- Quer conversar? Minha irmã sempre diz que é bom conversar com alguém da sua idade,é melhor do que desabafar com um adulto.

- Ninguém me entende...

- Claro que entende! Você diz isso,porque sua irmã está doente,mas podemos entender.

- Não,não podem! - Gerad alterou a voz,a menina sentou na cadeira e se encolheu. - Desculpa...

- Você me assustou... - a menina sussurrou. Seus olhos estavam arregalados,parecia estar assustada mesmo.

- Desculpa mesmo. Com tudo acontecendo,eu não sei o que fazer,estou desesperado...

- Você só não tem um apoio amigo para essas situações. - a menina sorriu. - Se quiser desabafar,estarei aqui. Aliás,meu nome é Ashley. - a mesma pegou sua mochila cor de rosa e saiu da sala.

- Ashley... - Gerad murmurou.

Esse nome....

Gerad tinha a sensação de que já tinha ouvido esse nome em algum lugar,mas onde?

Apesar de tudo,tinha que concordar que Ashley é um belo nome.

- May? - Gerad chegou no portão de casa e avistou May,também chegando.

- Ah,oi,Gerad! - May forçou um sorriso.

- Oi... - respondeu Gerad,cabisbaixo. Sabia o porquê da tristeza de May e esse "porquê" cabe também a tristeza dele.

- Vamos entrar? - o garoto apenas assentiu,cabisbaixo,e entraram.

Gerad mal entrou em casa e já foi ao quarto de America. May suspirou. Ele era mesmo apegado a America,ou deve ser instito de irmãos?

TOC TOC

- Entre.

- Oi,Maxon! - Gerad sorriu,ao ver o cunhado,e ao ver a irmã,Gerad correu e a abraçou. - Como você está?

- Na mesma. - America fechou os olhos e acariciou os fios ruivos do irmão. - E você? Como foi na escola?

- A professora chamou minha atenção de novo. - America suspirou.

- Gerad...

- Eu não consigo me concentrar,Ames! - murmurou,cabisbaixo.

- Vai almoçar,tá?

- Okay. - Gerad saiu,e só bastou alguns segundos para America desabar-se em lágrimas.

- Droga,droga,droga! Se eu não estivesse com isso,eu... - America foi surpreendida por abraço forte de Maxon e chorou mais,porém não falou mais nada.

O que a ruiva não sabia é que Maxon também chorava.

- Não se preocupe... - Maxon sussurrou. - Eu não vou deixar que nada te aconteça!

- Com licença! - May entrou no quarto,com uma bandeija. - Aposto que comeu nada desde manhã. - May suspirou.

- Maxon me obrigou. - deu de ombros. May riu fraco.

- Eu já vou indo... - May saiu.

- Ames... - Maxon fez uma pequena pausa. - Eu não sei bem o porquê,mas... Gerad parece o mais abatido com essa doença.

- Também tenho essa impressão. - continuou comendo e ao acabar,deixou a bandeija de lado. - Mas Gerad é o tipo de pessoa que tem orgulho nenhum. Se ele sente,ele demonstra. May e você são mais orgulhosos,mas eu vejo... Principalmente você... estava chorando?!

- V-Você percebeu?

America riu.

- Olha,não é o fim do mundo,ver um homem chorando e nem significa fraqueza. Isso é uma visão boba que vocês têm,mas é algo normal... Ás vezes,é até bonitinho. - America deu uma risadinha.


Notas Finais


Eu até coloquei Luna,antes de Ashley,mas mudei por dois motivos.
1 - "Gerad" e "Luna" não são compatíveis,a ciência não permite.
2 - Essa garota da foto não tem cara de Luna,ela tem cara de Bruna,Aline e até Helena,mas como essa fanfic se passa nos Estados Unidos e os nome tudo internacional,eu coloquei Ashley e não é que combina 😆
Até o próximo capítulo. 😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...