História Path - Book 2 - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Zayn Malik
Tags Babys, Changes, Harry, Liam, Romance
Exibições 1
Palavras 1.259
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - Quatro


O dia de ontem e a noite foram monótonos e deprimentes. Depois do incidente com o Tyler, tentei concentrar-me e acabar os meus desenhos, o que demorou horas. Até às 3 da manhã, que foi quando acabei todos os pormenores dos desenhos, lembro-me apenas de ter comido uma maçã e bebido um café à noite, para conseguir ficar acordada.

Não dormi nada a pensar em tudo. Ele nunca tinha gritado comigo antes e os seus dedos estão estampado na minha bochecha, que agora esta coberta de base para tapar os hematomas. Continuo assustada e não sei bem o que fazer.

Ele não foi a casa a noite inteira. Fiquei quase a noite inteira acordada e sei que ele não entrou lá nem para trocar de roupa. O meu telemóvel não tem notificação nenhuma de chamadas perdidas ou mensagens dele, nem de ninguém.

Continuo a pensar naquela mensagem. Eu não percebo. Quem é que queria matar quem? Porquê a Martha? Eu estou tão confusa que já não sei em quem confiar.

São 8h30 e eu estou super atrasada para o trabalho. Tenho meia hora para estar na empresa e estou literalmente presa no trânsito. Vou entregar os meus desenhos e sei que vai ser uma manhã cansativa, cheia de reuniões em relação às minhas propostas, que estão, neste momento, dentro de uma pasta em cima do banco ao meu lado.

Apesar de cansativa, espero que me faça esquecer o que aconteceu ontem, mas por outro lado não consigo tirar da cabeça o facto de ir estar no mesmo sítio que a Martha. Eu não percebo o que se passou e preciso de descobrir, mas não hoje.

Chego finalmente às garagens da empresa e estaciono o carro. Pego na minha mala, na pasta dos desenhos, tranco o carro e corro pelas escadas até à entrada da empresa. Corro mais um pouco e ainda consigo entrar no elevador apinhado de gente, cujas portas estavam quase a fechar. Solto um suspiro quando elas se fecham mesmo à minha frente.

As pessoas têm caras carrancudas, talvez por ser cedo e irem iniciar um novo dia de trabalho, talvez por estarem cansadas de uma semana inteira a trabalhar. Dou graças a Deus por, para a semana, ir finalmente começar as minhas tão merecidas férias. Não parei um único dias nos últimos 3 meses. Espero que o esforço tenha compensado.

Saio no meu andar e vejo que a Martha não está na sua secretária. Agradeço por isso, senão acho que ia fazer um escândalo aqui mesmo. Vou até à minha secretária deixar a minha mala e o meu casaco. Pego na pasta dos desenhos e no meu telemóvel e vou para a sala de reuniões onde já devem estar todos à minha espera. 

Abro a porta e a primeira pessoa que vejo é a Martha a servir café a um dos chefes, reviro os olhos ao fechar a porta. 

Eu: Bom dia Senhores, desculpem a minha demora, mas o trânsito hoje está infernal.

Ashton: Bom dia. Não tem problema algum. - Sorri angelicalmente para mim. - Vamos começar? - Pergunta aos restantes homens sentados em frente àquela mesa de vidro.

Um conjunto de vozes grossas a dizerem "Sim", é ouvido e ignoro o " Já não era sem tempo" que Jake, o meu patrão, diz. Jake é provavelmente dos patrões mais cabrões à face da Terra, mas em contrapartida o meu chefe, Ashton, é bastante divertido e compreensível. São totalmente o oposto um do outro! O simples facto de fazermos uma pequena pausa para beber um café, irrita o Jake. Enquanto se formos falar com o Ashton, para pedir se podemos sair meia hora mais cedo, ele é capaz de nos dispensar a tarde inteira sem serem descontadas essas horas.

Dou início à reunião, expondo todos os meus desenhos em cima daquela frágil mesa de vidro, que me trás recordações nojentas.

* Flashback On *

Martha: O Paul e a Katniss já estão à tua espera! - Informa-me que um dos contabilistas e uma das novas funcionárias no meu departamento, já estão à minha espera. Como sou superior do meu piso tenho que estar em reuniões estúpidas como esta.

Caminho para a sala de reuniões e abro a porta, sem bater. Que erro fui eu cometer. Encontro-os literalmente a comerem-se em cima da mesa. Tosso mesmmo sem vontade, para eles se aperceberem da minha presença.

* Flachback Off *

Obviamente que depois desta cena, ambos tiveram problemas. Jake fez questão de despedir ambos.

A reunião demora umas 3 horas e meia. Fico a arrumar os meus desenhos dentro da pasta que vai ficar como Ashton, enquanto vão todos saindo. Ao levantar-me vejo o Ashton encostado à parede ao lado da porta, já fechada.

Ashton: Melissa, permita-me intrometer-me na sua vida! - Assenti.

Eu: Diga.

Ashton: Que marcas são estas na sua cara? -  Diz ao passar com os seus dedos gélidos sobre a minha pele bastante sensível, no sítio dos hematomas. Engulo em seco assustada com a sua pergunta. Merda!

Eu: Hm.. Eu.. Eu caí das escadas! Sim, foi isso! - Digo com o meu coração a bater rápido demais.

Ashton: Vou fingir que acredito, mas digo-lhe já que mente muito mal. - Riu desajeitadamente. - Mas quero que saiba que para além de seu chefe, pode-me considerar seu amigo! Se precisar de alguma coisa sabe que pode contar comigo.

Eu: Obrigada!

Ashton: Vamos? - Assenti e saímos da sala.

Entrego-lhe a pasta com as futuras jóias e fico na minha secretária, enquanto ele se dirige para o seu gabinete. Para além de ter a grande responsabilidade de desenhar as jóias para o 50º aniversário da empresa, ainda tenho que comandar uma equipa de 6 pessoas, também todas no patamar do desenho. Todas elas desenham jóias todos os dias.

Ao almoço aproveito para telefonar ao Niall. Tenho imensas saudades deles, este fim de semana vou a Londres.

* Chamada On *

Niall: Olá princesinha! Como estás? - Diz alegremente.

Eu: Olá Nini! Vou indo. E tu? E todos?

Niall: Estou bem, todos estamos! Que se passa? Pareces triste!

Eu: Preciso de falar contigo. Estou a precisar dos teus conselhos e muito mais dos teus ... abraços! - A minha voz quebra-se, quando sinto uma enorme vontade de chorar, mas não o posso fazer. Não aqui.

Niall: Calha mesmo bem, porque eu também preciso imenso de falar contigo! Mas que se passa? Foi o Tyler? - Pergunta preocupado.

Eu: Prefiro falar contigo pessoalmen... - Um grito do outro lado da chamada impede-me de continuar.

Xx: MERDA, LAIKA! - Eu conheço tão bem esta voz. Está mais grave, mais rouca, mas dele, tão do Liam! Tinha saudades de o ouvir, admito.

Niall: Estás aí?

Eu: Estás.. Estás em casa dele? - Pergunto um pouco baixo, nem sei se ele ouviu.

Niall: Sim! A Laika foi a correr até ele e fez com que chá caísse no chão. - Uma lágrima involuntária cai do meu olhos esquerdo, mas rapidamente a limpo.

Eu: Eu vou para aí hoje à tarde! Posso ficar em tua casa?

Niall: Claro.

Eu: Até logo Nini! Beijos.

Niall: Cá te espero, beijinhos.

* Chamada Off *

Ouvir a sua voz, fez despertar algo em mim. Sinto um aperto no coração e sinto uma certa saudades. Mas orgulhosa como sou quero acreditar que é saudades da Laika, a minha cadelinha.

Jake: Melissa, às 17:00h temos uma reunião. É importante não faltares.

Merda, agora tenho que avisar o Niall que só consigo ir amanhã. Espero que ao menos esta reunião tenha algum propósito interessante e realmente importante.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...