História Path - Book 2 - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Zayn Malik
Tags Babys, Changes, Harry, Liam, Romance
Exibições 1
Palavras 1.091
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 7 - Seis


Estou neste momento a conduzir para Londres, rodeada de silêncio, bom e perturbador ao mesmo tempo. Não quero ligar o rádio, porque não estou com um estado de espírito relativamente bom, que me faça querer ouvir música.

Os meus pensamentos estão a matar-me. Há meia hora que saí de casa e só, realmente, agora é que estou a tomar consciência do que se passou. Reconheço que na verdade fui muito corajosa para o enfrentar, nem sei onde fui arranjar coragem para o fazer.

Mas agora começo a sentir medo. medo do que puderá acontecer quando o Tyler chegar a casa e vir não só que não estou lá, mas também que trouxe as minhas coisas todas. Sei que ele não ficará quieto e que virá atrás de mim para Londres, e é disso que tenho medo. O que fará ele quando cá chegar!

São precisamente oito hora e vinte minutos neste momento, e que acabei de chegar. Parei em frente à casa do Niall e suspiro uma última vez, antes de sair do carro e caminhar lentamente até à porta.

Toco à campainha e espero pacientemente, de olhos fechados e suspirando várias vezes, até que o Niall ou a Kate me abram a porta. Esta é aberta e olho para a figura atrás dela, que me olha com algum espanto.

Eu: Hey. - Digo baixo. Rapidamente o abraço.

Niall: Olá! Não te esperava cá hoje! - Afastamo-nos um pouco e entro dentro de casa, para ele poder fechar a porta.

Eu: É... Digamos que tive de vir mais cedo... - Digo a olhar para o chão. Sinto as minhas lágrimas a quererem mostrar-se mas controlo-me perfeitamente.

Niall: Passou-se alguma coisa? - Não consegui responder, nem olhá-lo nos olhos. 

Sinto as lágrimas a fervilharem, o meu coração a bater rápido demais e o meu lábio inferior começa a tremer. Segundos depois não consegui aguentar mais e desabei totalmente. Levei as mãos à cara para a tapa. Sinto uns braços a abraçarem-me ao mesmo tempo que as minhas pernas ameaçam perder a força.

Niall: Shh, está tudo bem! Anda, vamos para a sala. - Diz e encaminha-me para o sofá na sala. Após sentarmo-nos, volta a falar. - Queres contar-me o que se passou?

Lentamente limpo a água da minha cara e apanho o meu cabelo num rabo de cavalo.

Niall: Tem a ver com essa marca na tua cara? - Levanto-me e posiciono-me à sua frente. Puxo ligeiramente a minha camisola para cima, de modo a deixar destapadas os hematomas recentes na minha barriga.

Eu: E com estas também! - Ele arregala os olhos quando vê as marcas ainda bastante vermelhas, por terem apenas uma hora e poucos minutos.

Niall: O que é que aconteceu? - Pergunta ao mesmo tempo que me volto a sentar, confortavelmente, mesmo com algumas dores na zona abdominal.

Eu: Ontem de manhã, ele recebeu um telefonema e após falar com não sei quem, saiu de casa tão depressa que acabou por se esquecer do telemóvel em casa. - Vejo o seu olhar atento às minhas palavras. - Após uns minutos ele recebe uma mensagem que pergunta se demorava muito e depois dizia " Ela quer matá-la". Nesse momento ele voltou a casa para ir buscar o telemóvel e viu-me a ler a mensagem. - Faço uma pequena pausa e suspiro. - O problema está, quando nesse momento, ele se tornou agressivo e me deu uma chapada por estar a mexer nas coisas dele sem autorização.

Niall: Daí essas marcas na cara? - Ele aponta.

Eu: Sim, exatamente. - Passo a minha mão nas marcas e prossigo. - Ele não apareceu mais em casa, nem dormiu lá e eu sei disso porque passei a noite quase toda em branco. Acordei e ele continuava sem lá estar. Tive um dia de merda, até que cheguei a casa... - Sou interrompida por uma voz vinda do corredor.

Xx: Niall? - Esta voz é me familiar mas na verdade não consigo associar a ninguém.

Niall: Na sala. - Ele olha para mim com um pouco de receio, mas não consigo perceber porquê.

Xx: Ah aqui estás tu! - Diz ao passar pela porta. - Mel? - Olho para a figura alta e entroncada, e foi quase como se o meu mundo caísse.

Fiquei sem reação alguma e não sabia o que fazer. Percebi que se passava o mesmo com a pessoa à minha frente, pois não mexeu um único músculo. Sinto o seu olhar a percorrer o meu corpo, tal como o meu percorre o dele.

Está tão diferente. Na verdade, o Liam que eu conheci quase não o reconheço hoje. Ele está mais gordo, com a barba por fazer, com olheiras enormes, atrevo-me a dizer mesmo, que está com um aspeto sujo.

O meu olhar cruza-se com o dele e uma corrente elétrica deixa-me ainda mais estático do que já estava. O seu olhar transborda espanto, talvez por me ver aqui, e consigo ainda ver tristeza.

Sinto as minhas lágrimas a voltarem e rapidamente fecho os olhos, por meros segundos, para impedir que elas caíssem. Respiro fundo e volto a abri-los lentamente. De certo modo o meu coração despedaça-se totalmente ao ver uma misera lágrima a escorrer pelo seu rosto.

Olho para o Niall, talvez em busca de algum tipo de auxílio, mas ele encontrasse a olhar para o Liam especado.

Niall: Hm... Eu..Eu vou deixar-vos a sós. - Diz um pouco a medo, sem saber bem o que fazer. Nem eu nem o Liam ripostamos, pois ele mal acaba de falar, desaparece das nossas visões.

Liam POV

Uma lágrima escorre a minha cara ao vê-la tanto tempo depois. ELA está à minha frente. A tal. A minha princesinha. A mulher que eu quero amar para o resto da minha vida toda.

O seu olhar queima o meu corpo e eu não consigo aguentar o meu parado na sua face. A primeira pergunta que faço a mim mesmo mentalmente, é se ela estará com algum problema ou doença, porque ela está realmente muito magra.

Eu sei que ela sempre foi um pouco obcecada com o seu corpo e que se achava super gorda e não sei o quê, mas está literalmente em pele e osso.

Mas a sua beleza continua lá, a rapariga por quem me apaixonei, consigo vê-la na mesma. Embora o brilho do seu olhar já não seja o mesmo, ainda me consigo perder no seu castanho.

Niall: Hm... Eu..Eu vou deixar-vos a sós. - Dito isto desaparece da sala. 

Parece que chegou o grande dia do reencontro.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...