História Pay me attention. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Kai, Sehun
Tags Baby, Daddy, Dd/lb, Exo, Fluffy, Jongin, Kai, Sehun, Sekai
Visualizações 254
Palavras 587
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Droubble, Fluffy, Yaoi
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


isso estava pronto ha semanas e eu tava com preguiça de postar k
boa leitura, ta bem fluffyzinho

Capítulo 1 - Daddy!


SeHun respirou fundo pelo que parecia ser a milésima vez naquela manhã, os dedinhos tamborilando tediosamente sobre seus joelhos expostos pelo rasgo da calça. Não conseguia mais negar sua irritação e incômodo por estar sendo tão ignorado por seu Daddy. Poxa, era um sábado de manhã, nenhum dos dois tinha algum compromisso, mas JongIn insistia em lhe trocar pelo computador idiota. 

Simplesmente odiava quando o maior fazia coisas do tipo; prometer lhe dar atenção e no final acabar ignorando-o por completo, substituindo o prazer de sua doce companhia pelo notebook. Era frustrante ter suas expectativas destruídas. SeHun bufou outra vez, revirando os olhinhos.

— Algum problema, bebê? — JongIn perguntou despreocupadamente, pela primeira vez tirou os olhos do notebook e encarou o mais novo.

SeHun quis gritar, berrar em plenos pulmões que sim, porra, ele tinha um problema e esse problema era a atenção escassa que estava recebendo. Poderia parecer drama, mas o moreno apenas queria receber um pouco de carinho.

— Não. — Se limitou em dizer a palavra seca. Tinha certeza que sua voz soara um pouco fria, como esperado.

— Tem certeza? — Seu Daddy deixou os óculos de grau sobre a mesinha e – finalmente – retirou o notebook do colo, deixando-o no sofá. — Você sabe que pode falar tudo para mim, não é? — O tom doce e carinhoso em sua voz quase fez SeHun esquecer o motivo de estar chateado. Quase.

Com um suspiro de rendição, SeHun ajeitou-se no sofá e decidiu dizer a verdade.

— Eu estou chateado com o Senhor. — Um beicinho adorável estrategicamente surgiu nos lábios rosados. 

JongIn quis sorrir com tamanha fofura ao ver a cena, entretanto sabia que seu Baby ficaria ainda mais bravinho. Se limitou apenas em continuar encarando o pequeno.

— Posso saber por quê? — Perguntou com a voz mansa.

— Porque o Senhor simplesmente decidiu que esse notebook bobo é mais importante que eu, e agora não para de olhar para ele. Justo hoje que iríamos passar o dia juntos, como você mesmo prometeu. — Os olhinhos do menor se encheram de lágrimas, e desta vez SeHun admitiu que foi um pouquinho de drama, mas apenas um pouquinho, quase nada.

O Kim sentiu seu coração se apertar no peito ao ouvir aquilo, o arrependimento e a culpa fizeram-no se aproximar ainda mais de SeHun para segurar o rostinho em suas mãos. O moreno sabia que havia falhado, e simplesmente odiava quando o fazia, mas de forma alguma havia feito de propósito. Iria apenas checar seus e-mails rapidamente antes de levar seu pequeno ao parque, mas quando viu já estava preso em meio a tantos assuntos pendentes.

— Me desculpa, amor, me desculpa de verdade. Não foi minha intenção fazer isso, acho que acabei focando demais no trabalho e esqueci do nosso combinado. — Soara um pouco desesperado, as palavras saíram um pouco rápidas enquanto seus olhos fitavam o rostinho triste. — Prometo que isso nunca mais vai acontecer, okay?

Aguardou alguma resposta vinda do menor enquanto esfregava seu polegar na bochecha quentinha, num gesto singelo de carinho. Sabia que SeHun ponderava sobre sua resposta, pois seus lábios estavam franzidos em um biquinho, que JongIn – particularmente – achava absurdamente adorável.

— Você promete mesmo, Daddy? Jura juradinho? — Disse depois alguns segundos pensando. Sua expressão já estava mais suave que antes. 

— Juro juradinho, bebê. — Sorriu sincero e enroscou seu dedo mindinho ao de SeHun, colando seus lábios em um selinho demorado apenas para fortalecer a recém promessa.

E logo SeHun esqueceu-se do incômodo que sentira, pois seu Daddy finalmente deixou o trabalho de lado e passou o resto do dia consigo, como prometido. 


Notas Finais


:)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...