História Peça-me o que quiser - Camren - Capítulo 89


Escrita por: ~

Postado
Categorias Dylan O'Brien, Fifth Harmony, Logan Lerman
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Logan Lerman, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Camren, Hot
Exibições 2.187
Palavras 860
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Aproveitem esse último momento fofinho delas pq a Linda vai estragar tudo...

Capítulo 89 - Capítulo 89


No início de dezembro, a mãe de Lauren aparece em Madri para ver com os próprios olhos como está a filha. Ela me conta que Flyn viria com ela, mas aprontou das suas e ela o proibiu de vir, deixando-o com a babá. Sua felicidade ao ver Lauren tão feliz é total, ainda mais quando falamos da nossa mudança para a Alemanha.

Clara se emociona. Saber que sua filha vai voltar para casa a enche de alegria e dá para ver isso em seu olhar.
Nessa noite, quando chego ao restaurante e vejo meu pai e minha irmã com meu cunhado Nathan esperando a gente, fico radiante.

Lauren organizou tudo sem me dizer nada. Quer que nossas famílias se conheçam e que nossa relação seja totalmente oficial. Fico feliz com a surpresa, ainda mais quando meu pai me dá um beijo e murmura:

— Você vale muito, moreninha, e ela sabe disso.

A alegria que sinto ao escutar meu pai e ver sua cara de orgulho é indescritível. Ele quer o melhor para mim e sabe que Lauren é minha felicidade.

Logan e Ally também chegam para o jantar e, quando acho que não vai chegar mais ninguém, Demi aparece com um amigo.

Todos brindam a nós duas, e eu e Lauren nos entreolhamos feito bobas. Mal posso acreditar que tudo isso está acontecendo comigo. Encontrei o amor quando menos procurava e com a pessoa que menos esperava.

Lauren é meu mundo e minha vida e nada, absolutamente nada, pode atrapalhar minha felicidade e minha alegria.

Minha namorada maravilhosa está linda. Veste-se de um jeito tão elegante que às vezes fico preocupada em não estar à altura. Seu olhar me deixa louca. Sei o que ela está pensando. Sei o que deseja. Me aproximo e murmuro:

— Quero ir logo pro hotel.

— Hummmm, você está ficando mesmo depravada, querida — cochicha e me dá um beijo no ombro.

Sorrio, enquanto todo mundo janta tranquilamente ao nosso redor.

— Tão depravada quanto você. Não penso em mais nada além de...

— Sexo?

Faço que sim e ela sorri.

— O que acha de brincarmos um pouco essa noite?

Seus incríveis olhos claros me encaram.

— Você quer que a gente brinque hoje à noite?

Arregalo os olhos e sorrio mais uma vez.

— Quero.

Lauren enfia um pedaço de carne na boca e, após mastigar, me pergunta no ouvido:

— Algum joguinho em especial?

Coço a bochecha e dou de ombros.

— Alguma coisa que seja para as duas.

Lauren concorda com um gesto de cabeça.

— Ok. Vou fazer uma ligação.

Saber disso mexe com meus nervos, e a cara que estou fazendo deve ser tão ridícula que ela murmura em meio a risinhos:

— Muda essa cara, sua safadinha.

Nós duas sorrimos e já não consigo parar de pensar no que nos espera no hotel.

Quando o jantar acaba, minha irmã e meu cunhado levam meu pai para a casa deles e Clara volta ao hotel. Logan e Ally também se despedem, Glen está com um pouco de febre e ela está preocupada. Peço à Lauren para que a gente volte ao hotel, mas ela, animada, me convence a sair para beber com a irmã dela e o amigo dela. Aceito de má vontade.

Mas, para provocá-la, não paro de sussurrar em seu ouvido que estou pronta para o que ela quiser. E atinjo meu objetivo. Dá para perceber pelo jeito que me olha, mas ela decide me fazer sofrer um pouquinho mais.

Como sou eu quem vive em Madri e conhece os lugares mais descolados, eu os levo ao Toopsie, longe de onde eu poderia encontrar meus amigos. Se vissem Lauren, ficariam boquiabertos. Lauren é extremamente linda. Isso me diverte. E acho que, de certo modo, é exatamente isso, além de sua personalidade forte, o que fez com que eu me apaixonasse por ela.

No Toopsie, eu e Demi dançamos empolgadas. Demi é tão doidinha como eu, e logo percebo que nos damos muito bem. Por algumas horas, nós quatro nos divertimos à beça e, quando colocam música lenta e começa a tocar Blanco y negro, Lauren olha para mim e diz:

— Senhorita Cabello, me daria a honra dessa dança?

— Claro, senhora Jauregui.

Na pista de dança, Lauren me abraça e pela primeira vez eu danço com ela. Nunca fiz isso, e me sentir aninhada a ela enquanto nossa música toca é uma das coisas mais especiais que já fiz na vida.

Não falamos nada. Apenas dançamos abraçadas enquanto a voz de Malú canta:

Te regalo mi amor, te regalo mi vida,
Te regalaré el sol siempre que me lo pidas.
No somos perfectos, sólo polos opuestos.
Mientras sea junto a ti, siempre lo intentaría.
¿Y que no daría?

Lauren me olha e diz baixinho quando a música termina:

— Acho que chegou a hora de te levar pro hotel.

— Finalmente! — sussurro, fazendo-a rir.

Minha felicidade é tão completa que acho que vou explodir de uma hora para outra. Lauren me leva até onde estão sua irmã e o amigo, e nós nos despedimos. Eles riem ao perceber nossa pressa para ir embora.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...