História Pecado da Vida - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Anko Mitarashi, Asuma Sarutobi, Chouji Akimichi, Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Inochi Yamanaka, Itachi Uchiha, Jiraiya, Kabuto, Kaguya Ootsutsuki, Kakashi Hatake, Karin, Kiba Inuzuka, Killer Bee, Kurenai Yuuhi, Maito Gai, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Obito Uchiha (Tobi), Pain, Personagens Originais, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shino Aburame, Temari, TenTen Mitsashi, Toroi (Genin), Yamato
Tags Hentai, Ino, Kakasaku, Kakashi, Naruhina, Narusasu, Naruto, Nejihina, Outros Casais, Romance, Sakura, Sasuke, Sasunaru
Exibições 101
Palavras 3.905
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Hentai, Luta, Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


-Olá pessoal como vai? - chegado na maior cara de pau.
-gente olha lá é autora, peguem ela - sai corrento feita uma maluca, enquanto eles via atras de mim com kunais e shurike's
-me desculpe foi mau, não me mata eu já estou postado e ficou o dobro do tamanho, ahh -
-e o seu fim autora -

-ahhhh, mãeeeee -
-o que foi sua louca?-
-mãe eles queria me mata -
-n sei q é eles mas se ver n se arrumar e for pra escola em cinco minutos q vai ter mata sou e agora sai da cama que vc dormi de mais -
-hã? mais ainda sao 6h00! -
-então do jeito q vc e sera meia hora so pra por o pé no chao - ela sai do meu quarto me deixado com cara de bunda..
-poxa essa correria deu maior preguinça eu vou e dormir -

é essa foi a historia pra qual eu passei os meus últimos dia na escola escrevendo (graça a deus as aulas estão acabado).. kkkkk zoera.... bom esta ai....

Capítulo 15 - Novos começo


Fanfic / Fanfiction Pecado da Vida - Capítulo 15 - Novos começo

O dia estava amanhecendo e Tazuna havia bolado pra fora do sofá então ele aproveitou seu mau humor matinal e foi acorda os demais. Após todos acordados e arrumados eles foram tomar café da manhã, menos Sakura que ainda estava indisposta pela noite passada e Tsunami contou o que tinha 'acontecido' ao pai e pediu pra deixá-la descansa.

-Eu vou ao mercado compra mais comida, quem vai comigo? – Tazuna anuncia, mas Naruto e sasuke nada falaram – como assim ninguém? Que tal você o de cabelo espetado? – ele apontador pra Sasuke.

-Deixa eu vou com você – Sakura fala assim que apareceu na porta da sala.

-Sakura-chan – Naruto grita indo ao encontro dela – você está bem? O que aconteceu ontem? – ele havia ficado muito preocupado com a mesma.

-Naruto você está me sufocado – ela tenta se soltar dele 'carinhosamente' com um empurrão.

-Desculpa – Naru.

-Não se preocupe eu estou bem- 

-Mas tem certeza ontem v..-

-Eu estou bem Naruto já disse – ela confirma já sem paciência – vamos Tazuna eu vou com você eu tenho também que compra umas coisas pra mim - .


-O que Sakura-chan? -

-Nada que interessa! – ela fala curta e grossa.

-Oras, nossa que mau humor, o que aconteceu ontem entre você e Kakashi além daqueles gritos porque até agora ele também não apareceu – Sasuke comentar, fazendo dos se a lembra do prateado.

-É mesmo, pra onde ele foi Sakura? Porque vocês estavam gritando? – Naru.

Sakura começou a cora ao lembrar-se do que tinha acontecido entre eles noite passada ela ainda não estava acreditado em si que havia mesmo feito todas aquelas coisas com o seu sensei, o modo que ela agiu a tal pergunta só fez deixa os outros ainda mais confuso e desconfiados ela ficou tão se graça que se limitou a sussurrar somente duas palavrinhas.

-Não sei-

Tsunami a ver a situação constrangedora da garota se intrometer.

-E melhor vocês dois irem – ela fala empurrado eles pra fora de casa – eu ainda  preciso arrumar a casa antes do almoço, vocês meninos pode fica pra me ajudar – tsunami fala e Sakura dar um sorriso de agradecimento.

-Ok, então vamos – Tazuna e Sakura partir pra o centro da Vila.

A o caminho todo foi em silêncio nenhum se conhecia pra forma um assunto básico e ambos estavam com a cabeça o culpadas pensados em problemas da vida ao chega Sakura perde pra ir uma loja ao qual Tazuna concordou a contragosto eles combinaram de se encontra nas barracas de verduras.

Sakura sai correndo ate uma loja de cosmético olhou pra um lado depois pra outro como se tive a procura de alguém, mas não ao contrario estava tudo tão vazio a loja estava quase em decadência.

Ela queria comprar vários produtos, como shampoo, condicionado, escova-de-dente, pente-de-cabelo e etc, pois ela não  havia feito a mochila corretamente pra vir por causa da pressa e Ino que foi atormenta na ultima hora.

Ao a lembrar de Ino ela ficou pensando como a loira de olhos azul irá reagir ao sabe de Sasuke e a lembrar de Sasuke Sakura alembre-se de como Kakashi a tratou no dia que descumpriu ao recordar disso ele se recorda da luta ao qual a levou a outro pensamento que levou a outro no final das contas ela se encontrava chorado por tudo essa missão havia se tornando um pesadelo dês do momento que ela recebeu, e ela achou q não podia piorar.

Ela estava redondamente enganada, a loja não tinha quase nada e o que possuía eram preços absurdos, ela não podia leva nem a metade do que queria então pegou só o essencial e foi até o caixa paga.

Que a atendeu foi uma mulher de aparência magra e morena de cabelos cacheados e pontas douradas, que quando viu Sakura ela esboçou um pequeno sorriso de cantar, que a mesma correspondeu de prontidão.

A morena agia estranha, olhava pra todos os lados menos pra Sakura, chegava a quase suar na hora de compra ela se atrapalhou totalmente no valor o que fez a ninja de cabelos rosa desconfia.

Na hora que Sakura retirou o dinheiro pra paga a caixa, alguém a ataca por trás, quase tomado o dinheiro de suas mãos, mas Sakura segurou a pessoa pelo braço e quando virou e constatou que era um homem a qual ela não se deu o trabalho de olha o porte físico, a ninja sentiu se sangue ferve ela fechou o punho com força e deu um gancho de direita concentrado em chackra, bem no queixo do rapaz que vou longe, arrastando todas as prateleiras que tinha no caminho até atingir com as costas em uma parede.

A mulher que a atendeu estava assustada e com medo,  nunca havia presenciado tanta força em uma ‘menininha’. 

-Me de isso – a rosada pegou a pequena sacola com força e colocar o dinheiro no caixa e saí de dentro da loja pisado forte.

-Gente maluca, o que foi aquilo eu devia te procurado outra lugar se o preço deles já não fosse um roubo – ela fala tentado esconder a sacola – e melhor eu deixa isso escondido antes.....-

-Eu só posso esta ficado louco! – ela escuta um grito.

E se vira pra ver, mas tinha um aglomerado de pessoas, então ela dar de ombros e se vai.

"Essa voz...... não! Essas missão esta é me enlouquecendo isso sim!"

Ela seguir até as barracas de verduras onde combinou de se encontra com Tazuna.

Ao chegar não foi difícil encontrar ele sua aparência era fácil de identifica estava com os braços cruzados, cara mal humorado, e encostado em uma árvore olhado o nada.

-Demorou – ele fala assim que ela se aproxima.

-A culpa não e minha não sei o que acontece com as pessoas daqui – ela fala com os punhos fechados outra vez.

-O foi q aconteceu? – eles começam a andar, ele não tinha nenhuma vontade de conversa com ela, mas antes isso do que fica num silêncio perturbado e o que ela tinha dizer o chamou atenção.

-Foi numa loja que os preços eram um roubo e se não fosse o bastante quase foi assaltada, ainda por cima isso aqui esta uma decadência – ela fala mostrando tudo o local por onde passava com um gesto de mão.

-E uma crise política que estamos vivendo, sem as embarcações a qual era o nosso único meio de transporte pra sai e entra do país, os comércios estão falidos e as pessoas passado fome e por isso a taxa de roubo aumentou – ele explica tranquilamente, enquanto ela presta total atenção – e é por essa razão que eu quero construir a ponta, pra trazer melhores meios de transporte, mas infelizmente ter poucas pessoas que ter coragem pra ajuda então à ponte esta demorado o dobro pra ficar pronta-

-Nossa eu não sabia disso, como eu não me toquei antes? – ela fala com a voz meia decepcionada com sigo mesmo.

-Acho que você estava muito ocupada com outras coisas – ele fala rindo.

-Hã?? Como assim? -

-Não sei, mas acho que essa mordida no seu pescoço não se fez sozinha – ele aponta para uma mordida que estava roxa no pescoço alva dela.

Ela abaixa o olhar pra tenta da uma meia olhada e com um pouco que vê ela repara numa marcar roxa cheia de dentes perfeitamente alheados.

"Como?! Quando?! Eu nem tinha reparado que ele me mordeu droga!" ela começou a cora, tentou cobrir com os cabelos a mordida, enquanto ele ria da atitude dela.

-Isso não é nada já estava aqui antes da gente vir – ela fala tentado se o mais convincente possível.

-Claro que sim – ele fala zombeteiro.

O que fez o silêncio volta a reina ele só ficou a observador ela parecia longe pensativo, toda hora tocava a marca, estava corada e um sorriso meio bobo nos lábios.

-O rosto dele teve se bem bonito nem? – ele solta a frase do nada.

-É realmente muito bonito, eu não ac.... – só nesse momento ela havia prestado atenção no que ele estava falando – e..err. .. por favor não conta pra ninguém isso não era, pra acontecer, na verdade nem eu sei o que aconteceu só que aconteceu, e quando aconteceu.... – ela fala rápida, enquanto ele comprava algumas cenouras, zombado da forma dela.

-Não se preocupa, eu já sabia havia até fala pra ele tomar cuidado vocês sabe que aposição de ambos e a idade e um grande problema e se alguém soube que vocês estão namorando v.... -

-Quem disser que estamos namorando? Ele é meu sensei! Não aconteceu nada! – ela ríspida.

-Quem disse? As atitudes de vocês já são o bastante, mal consegui dormi com os gemidos de vocês -

 -Oras.. – ela sai andando a passo lagos em cabulada o deixado pra trás.

"O que? O que aconteceu com esses dois? Fora aquela mordida deve se por isso que ela esta de mau humor o cara e totalmente sem noção pra fazer uma marcar dessa no pescoço dela, isso ainda vai dar é muito problema não quero nem está por perto"  ela fala indo atrás de Sakura pra voltarem pra casa.

 

(Versão Kaka)

Kakashi estava no mesmo local há horas como um zumbi, não havia pregado os olhos um minuto sequer, estava com uma aparência horrível, passou a noite a pensar em tudo dês da sua vida quando pequeno entre as muitas maneiras mais dolorosas que seria morto quando as pessoas descumprisse o que ele havia feito com Sakura, e que sua luta com Zabuza provavelmente seria a última.

Ele já não aguentava mais fica ali estancado e cansado, estava agoniado, com fome, entediado, com raiva, com nojo de si mesmo e tudo que tinha direito naquele momento então ele enfim tomou suas coragens de algum lugar e resolve volta até aquela casa que parecia o dar tanto medo, mas uma hora ou outro ele precisava a encarar então o que fosse antes melhor, ele já tinha descoberto onde estava e de quem pertencia aquela casa.

Passou pelo centro da Vila o mesmo caminho que tinha feito noite passada e viu agora mais movimentação de pessoas, porém ele se sentiu incomodado, pois  algumas pessoas o encarar alguns ria, cochichavam e outro balançava a cabeça e forma de reprovação o que o deixou bem confuso ele supôs que seria por sua aparência o horrível e seu mau humor que estava evidente em sua face.


Ele continuou a andar sem se importa com as várias pessoas o mutilado com o olhar, mas estanca outra vez no meio da rua ao ver uma cabeleira rosa saído de uma loja com uma sacola em mãos que ela tentava esconder a qualquer custo.

-Eu só posso estar ficado louco! – ele grita já chamado  mais atenção.

Várias pessoas pararam e ficaram olhando pra ele.

-O que foi nunca virão um ninja? – ele rapidamente seguiu seu caminho sem espera uma resposta.

"Eu só posso esta ficando louco!  Louco! Ela vai acaba me matado! Já estou até alucinado, ela infelizmente esta lá junto com os meninos prontos pra me prender e possível fazer o favor de me mata! Estou virado uma ameaça!"

Ele chegou até a casa de Tazuna, respirou fundo, umas trinta vezes pra se acalma e torcia pra não se Sakura que abrisse a porta, bateu umas duas vezes de leve e ficou esperando.

Após um tempo que pareceu mais uma eternidade pra o copiar ninja, uma mulher morena muito bela que aparentava se um pouco mais velho que ele apareceu na porta como uma cara de empurrada ele ia perguntar se era a casa de Tazuna, mas ao olhar pra dentro e ver Naruto e Sasuke discutidos pra quem fica com uma vassoura ele se cala e entende o motivo da mulher esta com essa aparência.

-Olhar Kakashi não é? – ela pergunta o um olhar julgado, mas ele só assente com a cabeça, já querendo dar meia volta – meninos deixa isso eu limpo o seu sensei graças a Kami-sama chegou – ela chama os mais jovens aliviada, e os mesmos para o que estava fazendo.

-Kakashi-sensei – Naruto sai correndo até a porta.

Sasuke também foi andado calmamente até a porta, mas ambos param e ficam a encarar o prateado o que já estava deixando ainda mais nervoso.

-O que foi que vocês estão me encarado? -

-Kakashi você também esta sagrando igual à Sakura-chan -

-Eu estou o que Naruto? – Kakashi pergunta perplexo.

O loiro e o moreno apontador pra a calça de Kakashi ao mesmo tempo onde tinha uma macha de sangue de cor escura por já está seca, o prateado a baixo o olho e ver o motivo das pessoas o olha daquela maneira.

"Droga tinha me esquecido dessa merda e eu fazendo papel de idiota em público!"

Ele fecha o punho pronto para soca à primeira coisa a sua frente, os três a perceber da um passo pra trás, o até o prateado se tocar de sua forma ofensiva.

-Assim Naruto não se preocupa não é nada – ele se vira para mulher – Sra... -

-A sim prazer senhor Tsunami-

-O prazer e todo meu, mas se não fosse incômodo você poderem-me forma onde estão minhas coisas e uma casa de banho ou um lugar onde eu posso tira esse sangue -.

-Mas o que aconteceu Kakashi-sensei, com você é a Sakura po.... – Naruto ia abrir a boca outra vez, mas Kakashi o cortou a ouvir o nome de Sakura.

-Nada – ele foi curto e grosso – podemos ir – todos de calaram.

-Claro vem suas coisas esta lá em cima-

-Hm, hm – ele assentiu com a cabeça e seguiu Tsunami.

Tsunami o guiou até o andar de cima, quando eles chegaram ao correndo dos quartos ele sentiu seu coração bate mais rápido era o mesmo lugar onde ele estava noite passada.

A mulher parou enfrente a porta e a abriu, ele ficou estádio não queria entra, por sorte ainda não tinha encontrado com Sakura e imaginou que ela podia esta lá dentro já que eles tiveram a ‘brilhante’ ideia de a coloca no mesmo quarto que ele, mas eles foram adentrado e estava vaziou e ele respirou em aliviado.

Ele olhou todo aquele quarto a cama estava bem arrumada lençóis dobrados travesseiros alheados, mas parecia falta algo ele olhou outra vez e como sua mente quisesse brinca com ele a imagem perfeita de Sakura nua toda sexy deitada em cima da cama se fez presente.

-Você esta bem? – Tsunami perguntou a olha pra Kakashi que estava com ambas às pálpebras dos olhos dilatadas e mesmo com mascara era notável o maxilar caído.

Ele demorou um pouquinho para volta a realidade, sua cabeça doía igualmente seu corpo, porem para o corpo ele tinha uma solução a qual para cabeça seria pior ‘dormi’.

-Sim estou – ele falou desviado o olha da cama.

-Ok sua mochila esta ali – ela apontou para duas mochilas – junto com a da menina e o banheiro e no final do correndo – ele a olha-la depois pra as mochilas e por fim assentiu com a cabeça – e se precisa de mais alguma coisa estarem no andar de baixo, mas agora deixa eu ir antes que os meninos destrua minha casa –

-Ok – ele deu um pequeno sorriso de agradecimento que ela retribui antes de sai.

Ele foi até sua mochila e apagou, assim que ele levantou um pano que esta a do lado escondido entre a mochila e a parede escorregou se fazendo presente, ele olhou pra aquele embrulhou de pano no tom branco com desenhos de shurike’s o que o fez rir.

-De quem é isso? – ele pegou em mãos e abriu de ponta a ponta.

O sorrisinho dele morreu a constata que era uma camisola rasgada ao meio, tinha ficado tão fora de sim noite passada que nem se deu importância pra roupa que Sakura usava, ele foi andado segurando a pequena camisola e se sentou na cama com a tortura por fica tanto tempo sem dormi e se alimenta direito, se inclinou pra trás encostado às costas no macio do coxão e ‘abraçou’ a camisola contra o peito.

“Droga! Eu devia te acabado com isso no momento que a vi e tiver aqueles pensamentos sujos, e agora o que eu faço? Fica assim que não dar! Já tenho dias sem me alimenta e dormi direito! Se só a presença dela já não fosse o bastante pra me deixa atordoado agora tenho as imagens perfeitamente do seu corpo nu” ele rolou de um lado pro outro na cama quase arrancado os próprios cabelos.

-Chega! Sou o sensei dela e devo agi como profissional! Já passei por coisas piores e não vai se por casa de uma rosada de olhos verdes e corpo magnifico que eu vou por minha carreira agua baixa – ele sorriso derrotado – que é o idiota que eu estou tento engana? Isso não vai dar certo, até um sego ver que eu a desejo –

Ele se levantou da cama pegou sua mochila enfiou a camisola dela dentro (a qual atitude que ele ainda não sabia o motivo por estar fazendo) e sai do quarto.

-Isso pode até não dar certo, mas é o certo a se fazer tentarei ao máximo fica longe dela esse possível nem pensar nela – ele seguir caminho ao banheiro.

Foi toma um banho, depois do banho ele se trocou passou horas a procura de sua blusa jounin, até que se deu por vencido e deixou pra lá, desceu a escada e foi até a cozinha onde se encontrava os três e Tsunami o ofereceu o café da manhã e ele não recusou.

 Enquanto ele comia os meninos o enchia de perguntas ao qual ele se limitava a responde com ‘hm, ah, ok ou não’ nunca foi a fim de fala muito, mas agora ele realmente não queria participa dessa conversa ela descobriu porque Sakura não tinha aparecido ainda pra o acusa-lo de assentiu, mas o que mais chamou sua atenção era a forma que Naruto e Sasuke agiam um com outro não brigava por motivos fúteis e fica a se olha a todo o momento.

“Esses dois pelo jeito se acertaram pelo menos isso não terei que resolve, talvez até posso ensinar eles aquela técnica pra subir em arvores que a Sakura já sa... espera é isso ela já sabe será perfeito eu posso leva eles pra treinar e assim arranjo uma desculpa pra fica longe dela e com os dois em um clima agradável” Ele se leva bruscamente fazendo os três o olhar sem entende.

-O que foi sensei? – Naruto pergunta também se levantado.

-Nada eu estava pensado acho que no caminha pra cá eu vir uma floresta e eu queria ensina vocês dois a usa uma técnica nova –

-Que incrível o que? Deve se algo muito legal... ahh mas vamos ter que espera a Sakura-chan volta – o loiro fala se sentado outra vez.

-Não se preocupe será só nos três, ela já sabe e a técnica e como escala algo solido pela lateral – ele se veria pra Tsunami – podemos ir ou ira precisa da nos? – Kakashi pergunta por formalidade já sabendo a responda da mesma.

-Vocês não podem vocês deve! – ela da um sorriso de canto.

-Mas Kakashi-sensei como a Sakura-chan sabe subido na lanterna? – Naruto fala confuso Tsunami não se aguenta e começa a rir enquanto Sasuke e Kakashi reviram os olhos.

-Dobe ele falou lateral não lanterna – Sasuke explica.

-Ahh sim, mas como ela sabe? –

-Oras o Kakashi devia a estar ensinado ela onde a noite como subir pelas paredes ou você não ouviu os dois há, há, há – Sasuke fala rindo baixo e todos os outros dois o acompanha Naruto ainda mais confuso e Tsunami pelo o desaforo do garoto.

-O que você disse Sasuke? – Kakashi o lança um olha amedrontado que faz o mesmo se cala – vamos – os todos assentem com a cabeça e saem até a floresta.

 

(Versão Sakura)

 Quando eles chegaram a casa estava em silêncio totalmente.

-Tsunami? – Tazuna grita preocupado.

-O que foi otou-san? – ela aparece na porta cozinha e vem até os dois.

-Que bom que você está bem! – ele fala colocar a mão no coração.

-Hã? Porque? -

-É que a casa esta toda em silêncio, até parece que o Naruto não está aqui – Sakura falado seguido Tazuna até a cozinha pra por as compras.

-Ah e que o tal de Kakashi falou que ele ia leva eles pra treinar e... – Sakura a interromper.

-Como assim treina e eu? Onde eles estão eu também preci... – Tsunami também a interromper tentado acalma-la.

-Não se preocupe ele falou que você não precisa ir -

-Hã? Mas, mas... Por quê?  -

"Eu sei por que ele não quer me ver depois de ontem, mas me priva de treinar, poxa!" ela pensava tristonha.

-Ele disse que você já tinha aprendido algo sobre subir em paredes algo assim-

-É verdade e. ..err eu posso subir? -

-Esta tudo bem? – Tazuna pergunta Sakura só assente com a cabeça – pode sim-

"Pelo menos ele deu uma desculpa convincente" ela foi subindo a escada calmante e foi até o quarto ‘deles’

Adentrou e estava tudo do mesmo jeito, somente a mochila dele que não se encontrava mais junta a dela.

"O que eu estava esperando que ele passasse outra ‘noite comigo’" ela foi até sua mochila e retirou de dentro a blusa dele a qual ela havia desistido que ficaria pra si, foi até a cama se sentou e abraçou "e eu realmente espera isso".

Ela olhou pra roupa dele por vários minutos sua mente estava a mil ela ainda estava dividida entre Sasuke e esse novo sentimento ao qual ela percebeu que já estava nela antes da noite passada, ela notou que dês que o viu ele entra na sala de aluna no último dia de aula ela não olhou pra ele como um sensei e que só não havia notado isso antes, pois sempre ficou com a ilusão de Sasuke gostava dela, mas agora ela não queria se notada por Sasuke ela não queria se a menininha iludida que sempre foi sega por Sasuke que ela nem se dava o trabalho de olhar o seu redor sem ver o mundo.

Ela se levantou com determinação da cama e firmou o pé no chão.

-Cansei! Poxa se Sasuke que o Naruto eu o ajudarem se for preciso como também ajudarem o construtor da ponte e quando o Kakashi-sensei eu não vou sai correndo atrás dele nem para o acusa e nem pra implora por ele, mas pelo ao contrario vou agir normal e demostrarei que não sou uma criança irem conversa com ele como uma pessoa madura – ela fala firme.

Ela pegou a blusa dele e a guardou na mochila, e desce a escada correndo e no meio da sala encontra Tazuna mais Inari conversado.

-Tazuna eu quero ajuda a construir a ponte! Posso? – ela fala eufórica, mas Tazuna só rir – o que foi? – ela pergunta confusa.

-Você quer trabalha no pesado? Me poupe – ele volta a conversa com Inari.

-Você acha que eu não posso ajuda? Então olha – ela concentra chackra nos pés e começa a subir a parede até fica de cabeça pra baixo.

-Maneiro eu também quero fazer isso – Inari fala indo até a parede e tenta subir.

-Hã?.. como você fez isso? – Tazuna.

-Sou uma ninja não esqueça disso então posso? – ela fala rindo divertida.

-Você não é tão pirralha como eu imaginei – ela da um pulo girado o corpo em 360 grau e para com ambos os pés chão – você será de muita ajuda - 


Notas Finais


Então pessoal assim, sabe, com eu não sei...
zoera...... olhar gente se ficou fora de encho me desculpe foi mal, mas eu queria modifica um pouco a fic pra fazer logos os casais pq tbm estou mto ansiosa, eu não faço por mau mais é se fosse Oneshots Hentais (referencias pra q gosta) só teria hentai com uma curta historia, mas essa não, mas dessa vez já comecei a escreve o prox cap espero posta segunda se eu esquece por favor me avise tenho memoria franca....
bjss até


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...