História Pecado familiar. - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amor, Família, Incesto, Sexo
Visualizações 163
Palavras 478
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


...

Capítulo 14 - Irmãos


Fanfic / Fanfiction Pecado familiar. - Capítulo 14 - Irmãos

(Pov Eloá)

- Assim tá bom?

É a voz de Adrian ao me colocar na cama e deitar do meu lado de roupão. 

-Tá sim.

Digo com a voz mais rouca do que esperava.

Minha garganta dói, vomitei muito. 

-Por que meu rosto tá arranhado?

Falo passando a mão nos pequenos machucados na minha face e nos lábios.

-Você bateu a cara no chão quando subiu o degrau.

Adrian fala levantando e indo em direção a minha gaveta de calcinhas. Pega uma calcinha e uma camiseta e joga na cama. 

Ainda estou de toalha.

-Melhor vestir, vou buscar uma água pra você.

Observo a expressão de Adrian, ele preocupado. 

-E o Luan? 

Ele fica vermelho na hora.

-Se ele olhar pra você de novo vai ter o que merece.

E sai pela porta bufando.

Volta em um minuto com uma garrafa de água e um comprimido enorme. 

- É aspirina. 

Engulo em um segundo. O remédio arranha na minha garganta já machucada.

-Vou dormir aqui com você hoje. 

Adrian me surpreende.

-Não somos crianças Adrian. 

Eu digo por instinto.

-Eu respeito isso, só me preocupei caso passasse mal. Boa noite. 

Ele diz e se levanta rispidamente e vai em direção a porta.

-Fica.

Eu peço com voz suave. 

Ele volta, nunca resistiu aos meus pedidos. 

Deitamos lado a lado com a luz apagada, a única iluminação era o abajur que havia no meu criado mudo.

Mesmo com a pouca iluminação podia vê-lo perfeitamente. 

Estava pálido e com aparência exauta.

Ele é tão bonito, e tão forte, me carregando por aí. Se não fosse meu irmão...

-Desculpa te dar trabalho, irmão.

Deito de lado com a cabeça virada pra seu rosto e uma mão em seu peito. 

Que peito é esse? Forte e duro, como eu queria deitar em cima dele...

-Tudo bem, e não esqueça de se desculpar com a Manu.

Me assusto com sua resposta despertando do devaneio.

-A Manu, aí meu Deus, eu empurrei ela, coitada, espero que não se lembre.

-Ela não vai lembrar da sua crise de ciúme Eloá, fique calma. 

Quando Adrian diz isso fico vermelha e cubro meu rosto com as mãos.

-So estava bêbada...

Digo vagamente olhando pro teto.

-Melhor você ir pro seu quarto, nossos pais vão estranhar a gente aqui. 

Digo querendo que Adrian se negue a ir.

-Eles voltam só na segunda. 

Ele diz com um sorriso sapeca. 

Então vou dormir na cama com meu irmão? Eu penso e fico nervosa, meu corpo esquenta. Adrian percebe. 

-Tá tudo bem?

Ele diz enlaçando seu braço na minha cintura e aproximando sua boca do meu ouvido.

Sem querer dou um leve suspiro com o arrepio que sua proximidade me causou.

-Boa noite Adrian. 

-Boa noite mana.

Vou dar um beijo em sua face, no mesmo momento ele vem também. Nossos lábios se encostam inconscientemente. 

Meu corpo esquenta e treme da cabeça aos pés, sinto pulsar meu coração e outras partes...

Nós nos afastamos e nos olhamos, ele sorri e diz.

-Cuidado pra não machucar mais seus labios Eloá, dorme bem.  

E vira pra o lado.


Notas Finais


Continua...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...