História Pecadores - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Ambre, Armin, Castiel, Kentin, Leigh, Lysandre, Nathaniel, Rosalya
Tags Ambre, Amor Doce, Armin, Avareza, Castiel, Gula, Inveja, Ira, Kentin, Leigh, Luxuria, Lysandre, Nathaniel, Pecados, Preguiça, Rosalya, vaidade
Exibições 43
Palavras 500
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


✝ Olá!
Bom... é a primeira fanfic que eu escrevo na vida e admito que não tenho ainda muita segurança em postá-la, kkk' Mas eu acabei gostando de algumas coisas que fui escrevendo e decidi postá-la aqui mesmo. Enfim...

Desculpa, não sou boa com apresentações -q
Mas acho que já sabem sobre o que se trata e não preciso fazer uma nota tão grande, certo?

Enfim...²
Aproveite!

Capítulo 1 - Capítulo I


Fanfic / Fanfiction Pecadores - Capítulo 1 - Capítulo I

Lá estava ela, na rua da amargura. Era impossível a loira deixar de chamar atenção. Não porque estava bonita, muito pelo contrário. Ela estava um trapo. Já fazia dois dias que não cuidava de si mesma por conta de tolices que seu pai havia feito e perdido sua empresa, sua casa, seu dinheiro... tudo. Agora só tinha sua pequena mala de rodinhas cor-de-rosa acompanhando-a pelas ruas. Já perdeu a conta de quantas pessoas tentaram ajudar entregando dinheiro, ou que tentaram roubar a única coisa que lhe restou. A  garota não precisava de ajuda, apenas de um bom e último gole do café de sua cafeteria preferida, e era para lá que seguia com o pouco de dignidade e dinheiro que sobrou dela.

 

Parou em frente a grande cafeteria Ambre's, lugar que deu origem ao seu nome há alguns anos atrás. Ficou olhando seu reflexo na vidraça do lado de fora do local, tentando ficar o mais apresentável possível, até porque, agora que ela havia perdido tudo, com certeza não a tratariam da mesma forma de antes. Sentiu um grande aperto no coração quando viu o belo casal no fundo da cafeteria. O homem havia abandonado seus cabelos ruivos e a jaqueta de couro preta, enquanto a mulher deixou de lado as vestimentas chamativas e perucas multicolors. Tentou não pensar muito nisso e continuou a terminar de arrumar seus longos cabelos que estavam molhados por conta da chuva que fazia naquela tarde.

 

A loira respirou fundo, estufou o peito, fez uma cara séria e abriu a porta da cafeteria. Os funcionários não pararam para lhe dar um "olá" ou ao menos para levá-la até sua mesa - que até um tempo atrás era sempre reservada a ela -, e não era por causa que o lugar estava cheio. Andou tentando não atrair muitos olhares curiosos e sentou-se em qualquer lugar. O garçom, depois de um bom tempo de espera comparado a até alguns dias atrás, veio até sua mesa anotar o pedido, fingindo que nunca a viu na vida. Normalmente a elogiaria e perguntaria um monte de coisas sobre sua vida e a empresa de seu pai - coisa que nem o interessava-, mas não dessa vez. O garçom ficou surpreso com a quantidade de coisas que Ambre pediu, achando estranho e se perguntando como ela iria pagar tudo aquilo, mas apenas continuou seu trabalho e saiu andando.

 

Depois de longos minutos esperando - coisa que não acontecia -, o pedido foi entregue. A mesa estava lotada, e já não cabia nada mais na mesma. Os clientes do lugar olhavam disfarçadamente para a loira enquanto ela não sabia por onde começar. Ignorou todos os seus  regimes e longos exercícios passados e apenas aproveitou um dos poucos e últimos momentos de glória que teria dali em diante. Não comeu como uma dama ou uma garota de classe alta, apenas se deliciou com tudo que tinha direito.

 

❝A gula é uma fuga emotiva, um sinal de que alguma coisa nos está a devorar.❞


Notas Finais


Espero que esse início tenha o agradado(a)!
Obrigada por dar uma passada aqui e espero que possa vê-lo novamente (ou não, fantasma kkk').

Até! ✝


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...