História Pecados - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bleach
Personagens Byakuya Kuchiki, Hisana Kuchiki, Rukia Kuchiki
Tags Bleach, Drama, Kuchiki Byakuya, Kuchiki Hisana, Kuchiki Rukia, Personagens Próprios, Romance, Segredos, Tragedia
Exibições 16
Palavras 905
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Self Inserction, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Essa é a minha primeira fic aqui, se lerem, por favor me mandem o seu feedback hehe e opinem, saber a opinião de vocês é muito importante para mim, eu andei pensando nessa fic já faz uns dias e resolvi postá-la, aqui espero que gostem da leitura e me perdoem os erros e apontem eles se puderem com gentileza por favor, sou novata aqui.

Por favor,não copie e publique essa fic em outro site sem a minha autorização.

Bleach e os seus personagens não me pertencem, são da autoria de Kubo Tite.

Capítulo 1 - O nome é Rukia


~Hisana PoV~ 

- O nome dela é ...

.

.

.

- Onde estou? o que é essa luz e esse calor? -...será que?... -

-Eu estou viva? como? e esse choro o que será isso? porque estava tudo escuro e frio?-

-Eu estou tão cansada, minhas mãos tremem, que é esse peso? e meu corpo todo formigando, o que está acontecendo? 

 

~ fim Hisana PoV ~

 

     Após morrer no mundo humano, Hisana acorda na Soul Society em um vasto campo de grama verdejante abaixo de um brilhante céu com núvens que passeavam tranquilamente e indiferentes as novas almas que alí chegavam, elas eram apenas mais umas dentre tantas que chegavam a Soul Society diariamente, para as núvens, nada de diferente estava acontecendo.

     Depois de sentir o forte brilho do Sol ardendo em suas palpebras, Hisana no impulso de levar as mãos ao rosto para protege-las sente que algo a impede de as levantar, ao abaixar sua cabeça na direção dessa pequena resistência e se acostumar com a luz, lentamente ela abre os seus olhos e vislumbra um bebê em seus braços

     Grandes olhos violáceos se abrem e se fixam em um olhar de aspecto soberdo e forte sobre ela, Hisana sente um arrepio percorrer todo o seu corpo ao olhar aqueles olhos, após passado o choque, ela se ajeita melhor e posiciona a criança sobre seu colo, ao posicioná-la, a criança imediatamente começa a puxar seu Kimono tentando alcançar-lhe o seio, assustando-lhe

 

- Ah! Pare! Pare! Pare com isso o que voce está fazendo? - diz Hisana arrumando seu Kimono devolta ao lugar - quem é voce? porque está aqui comigo?

 

      O bebê a olha com um olhar perplexo, fecha seus olhos e boca os apertando fortemente, ficando vermelha e se solta num grito com um choro estrondoso

 

- Aaaaah, o que aconteceu?, pare de chorar!, pare! se acalma se acalma!, o que foi? porque voce tá chorando? o que eu faço? - diz Hisana apavorada

 

Ao olhar para os arredores na esperança de buscar alguma ajuda, avista um córrego próximo, como se a água do rio pudesse lhe trazer a sua salvação daquela situação estranha e algum entendimento, Hisana se levanta e corre desesperada em direção ao córrego, ao chegar lá, vê seu próprio reflexo na água - Essa sou eu? É assim que eu sou? - após alguns instantes absorta com sua própria imagem Hisana sente pequenos puxões em sua roupa, ao olhar a criança pergunta

- Voce está com sede? 

 

A criança a olha fixamente e depois desvia o olhar para a água, fazendo Hisana perceber que também estava com sede

- Certo, certo, essa eu consegui entender - Hisana se inclina para pegar a água com as mãos e quando pensou em levá-las a boca para saciar sua sede, ela se sentiu parar em seus pensamentos e olhar para o bebê, decidindo por fim, sem nem pensar sobre, saciar a sede da criança primeiro, ao levar as mãos a pequena boca a criança agarra suas mãos com força e começa a sorver a água, ao terminar, Hisana volta com as mãos ao rio para pegar mais, quando, antes de levá-la a própria boca sente a criança puxar a manga de seu Kimono

- Voce quer mais? - a criança, como parecendo que entendendo, lhe responde puxando sua manga

- Está bem, está bem, e leva-lhe mais um punhado de água

Hisana repetiu o gesto até o bebê parar de segurar sua manga, e poder saciar a sua sede. 

- Para quem tem uma boca tão pequena voce é bem gulosa hein! - Após dizer isso, achou o que disse engraçado e começou a rir, durante o riso olhou nos olhos da criança e essa lhe devolveu um grande e enorme sorriso, ao olhar a criança sorrir, Hisana sente uma grande emoção e repentinamente um flash lhe vem a memória

"... o nome dela é ..."

- O nome dela é - repete para si mesma Hisana, como se a resposta fosse aparecer

 

"... o nome dela é ..."

- O nome dela é ...

" ... o nome dela é ..."

- O nome dela é ...

 

- Ne-san, Ne-san, Oye!

 

Com o barulho de um estalo, Hisana é retirada de seus pensamentos por uma voz 

 

Ao recobrar os sentidos vê duas palmas de mãos fechadas diante de seu rosto e ao se afastarem vê um garotinho lhe chamando

-Ne-san, voce está bem? pode me ouvir?

 

- Ah! posso! - responde Hisana

- Ah! Voce deve ter acabado de chegar, meu nome é Kazuo, qual é o seu?

Hisana responde o seu nome baixo demais para ser ouvido, o que Kazuo a pede para repetir mais alto, ao fazer de novamente, Hisana não consegue se fazer ouvir direito

 

- Ãh? não dá pra voce falar mais alto ne-san? - Hisana se aproxima dos ouvidos do menino e fala o seu nome

-Ah! Hisana! que nome estranho! haha

 

- Não! não é Hi ... - de repente Hisana se detém de querer corrigi-lo, e sente, ou melhor, não sente vontade de fazê-lo, apenas se conforma

- E esse bebê no seu colo? qual o nome dele?

- O nome dele?

Rapidamente o flash retorna lhe dizendo o nome da criança, o que faz Hisana responder inconscientemente o nome ao menino.

- Ah! Rukia, outro nome estranho, hehe, mas não parece feio, e então, é menino ou menina?

 

- É uma menina.


Notas Finais


Espero que tenham apreciado a leitura, esse capitulo foi meio curto mas espero fazer um melhor no próximo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...