História Peccatum - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Chanbaek, Hunhan, Kaisoo, Sulay, Taoris, Xiuchen
Exibições 38
Palavras 891
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Escolar, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Me desculpem a demora :( Eu estou em semana de provas e eu estava tentando colocar minhas séries e animes em dia (O que não deu muito certo) Além de que eu estava querendo escrever algo criativo e legal, sem repetir as mesmas palavras de sempre (O que também não deu muito certo hehe)
Então espero que gostem e não liguem para os erros ❤

Capítulo 8 - Tears


Fanfic / Fanfiction Peccatum - Capítulo 8 - Tears

                  [POV Sehun]

-Sehun!! Sehun, acorda!!

Acordo com Luhan em cima de mim e me sacudindo de um lado para o outro.

-O que foi? - Resmungo, esfregando meus olhos.

-O Mark, Sehun - Sorri - Ele acordou.

Seus olhos cheios de lágrimas me fazem desistir da idéia de expulsá-lo de meu e quarto e seu sorriso que vai de orelha à orelha me derrete por dentro.

Por que tão fofo?

-V-Você quer vê-lo? - Pergunto e ele assente rapidamente - Tudo bem.

Suspiro e me levanto da cama, andando até meu banheiro.






















               (づ ̄ ³ ̄)づ




















Chegando próximo ao hospital, parei o carro preocupado.

-Anda Sehun, eu quero ver ele - Diz como uma criança pedindo para ir ao parque. O que me deixa ainda mais triste.

-Lu, você tem certeza que quer ir vê-lo? - Pergunto o olhando pelo canto do olho, vendo-o olhar para um canto qualquer do carro.

-Por que essa pergunta? - Diz com um olhar tanto perdido.

-Eu não sei, eu só...

-Eu quero ver ele, Sehun, será que você não entende? - Bate em seu banco, me olhando furioso.

Respiro fundo tentando me acalmar e ligo o carro, dirigindo até o hospital.

Estaciono o carro e Luhan sai apressado, correndo para dentro do hospital. Eu deito minha cabeça no volante e logo as lágrimas começam a escorrer.

-Por que meu irmão? - Soco o volante - POR QUÊ???

Limpo minhas lágrimas e tento me acalmar, abro a porta do carro e saio, ando até o hospital, entrando no mesmo e vendo Luhan conversar com uma enfermeira, ele se despede dela e corre até uma porta branca, abrindo-a e entrando.

Me sento numa cadeira, esperando-o, pego meu celular e vejo minhas redes sociais.

-Nada? - Suspiro frustrado - Parece que se esq....

Sou interrompido pelo toque do meu celular, ligo-o e aparece a foto de Yeri. Reviro os olhos e atendo.

Yeri:- Sehun? Sehun, eu...

Sehun:- Yeri eu lhe peço desculpas por aquele dia, mas não irei voltar contigo, entenda isso.

Escuto ela respirar fundo do outro lado da linha.

Yeri:- Não é isso Hunnie, eu acho que..

Sehun:- Só um minuto Yeri.

Afasto o celular de meu ouvido e ouço alguém  chorar e gritar.

Desligo meu telefone reconhecendo os gritos.

Vejo a porta se abrir e médicos saem de lá arrastando Luhan, que se esperneia. Eles tentam o deixar em pé mas ele se ajoelha e coloca suas mãos na frente de seu rosto.

Corro até ele e me ajoelho, o abraço tentando acalma-lo.

-O que houve Lu? Por que está assim? - Digo calmo, acariciando seu cabelo.

-Ele não se lembra, Sehun....

-Do que Lu? - Pergunto confuso.

-De nada.

Levanto seu rosto, e limpo as lágrimas em seus olhos inchados e vermelhos e dou um beijo em sua bochecha.

-Vai ficar tudo bem, ele vai se lembrar e vai voltar pra você - Sussurro em seu ouvido.

Ele irá se lembrar, irei fazê-lo lembrar, mesmo que me machuque, irei fazer vocês dois ficarem juntos. Minha dor não importa, eu a aguentei por anos, o que importa é a sua felicidade, apenas a sua felicidade....





















                (づ ̄ ³ ̄)づ





















Estaciono o carro em frente à nossa casa e olho para Luhan, que está com seu olhar completamente perdido.

-Vamos?

-Você não queria que eu o visse porque sabia que tinha algo errado - Olha para mim - E eu não quis te ouvir...

Acaricio sua bochecha com delicadeza e sorrio de lado.

-Lu, pare com isso, não gosto de ver você assim - Ele abaixa a cabeça e nega.

-Não dá Sehun, simplesmente não dá. Doeu ver ele perguntar quem eu era e o que eu estava fazendo ali. Aquilo me destruiu complemente por dentro - Volta a chorar - Eu queria tanto o abraçar e beijar, dizer o quanto eu o amo...mas ele não se lembra, não se lembra de nada.

Sinto meu coração quebrar em pedacinhos e toda a esperança que eu tinha morrer.

Paro de acariciar sua bochecha e abro a porta do carro.

-Sehun?

Saio do mesmo e corro até nossa casa, entro e subo as escadas rapidamente, entrando em meu quarto e me jogando em minha cama.

Eu não deveria ficar com raiva, não deveria ficar triste, ele é meu irmão, ele não gosta de mim e eu tenho que aceitar isso.

Mas por que é tão difícil? Por que eu ainda acho que ele sente algo, mesmo que pouco?

-Eu sou um idiota...- Coloco meu travesseiro sobre meu rosto e fecho meus olhos, logo pegando no sono.





















    

Olho para o lado vendo Luhan se aproximar da cama e deitar na mesma, de frente para mim.

-Por que ficou daquele jeito Hunnie? - Diz manhoso.

Luhan está tão próximo de mim, que sinto sua respiração bater contra a minha.

-Eu só não gosto de te ver daquele jeito, não é nada demais Lu - Digo e ele murmura um "Uhum".

-Então não ficarei mais triste - Luhan sobe em cima de mim, sentando em meu colo - Por você.

-O que você está fazendo Lu? - Rio nervoso e sinto Luhan rebolar levemente.

-Shhh...- Ele coloca seu polegar sobre minha boca e aproxima mais seu rosto do meu, colando nossos lábios.

Luhan me beija ferozmente como se necessitasse disso, ele coloca suas mãos por dentro da minha camisa, arranhando todo meu abdômen, sorrio entre o beijo e aperto suas nádegas, pressionando-o contra meu membro.

Eu sinto desejo em seus toques, como se quisesse isso há bastante tempo e estivesse com vergonha ou medo de pedir.

Talvez eu esteja errado e ele esteja fazendo isso para esquecer o que aconteceu hoje, é bem provável não é?

Talvez ele não sinta nada mesmo...


Notas Finais


Espero que tenham gostado❤
Até o próximo capítulo, amores ^3^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...