História Pedacinho do céu - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jungkook
Tags Bangtan Boys, Bts, Drama, Hentai, Hiwmoon, Hoseok, Jhope, Jikook, Jimin, Jungkook, Kids, Yaoi
Visualizações 16
Palavras 2.079
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fluffy, Yaoi

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hellous! Eu realmente espero que gostem desse imagine.

OBS: O capítulo não foi revisado apenas editado. Prometo depois corrigir as palavras haha.

Boa leitura!!!

Capítulo 1 - Capítulo Único


[ OPV 내레이터 ]

O pequeno deixou o giz na mesa pegando a folha. Em passos rápidos segurou na barra da saia de sua professora,uma coreana muito bonita, balançando o pano. A morena virou se abaixando para ficar do tamanho do Park.

-Olha professora.

Em seus lábios tinha um sorriso tão fofo quanto o seu desenho, Park era apaixonado por natureza; Não era atoa que tinha um pequeno passaro em seu papel. Lógico que o desenho passava longe de ser profissional, isso porque as linhas estavam torta no papel, entretanto, para ele o desenho era a mais linda obra de arte.

-Está perfeito Jimin.

Sua professora sorriu, Jimin fechou os olhinhos voltando para a sua carteira. Jeon jungkook, um ano mais novo que Jimin, sentava logo atrás e olhou para a mesa de Jimin de forma curiosa; Nunca recebeu um "perfeito" da professora. Seria pelo sorriso fofo de Jimin? Pelos seus olhos que pareciam meia lua. Jeon estava frustado.

Por enquanto,em seu papel havia rabiscos de uma casa, um sol e duas pessoas; No qual na cabeça do mais novo era sua familia. Jimin feliz da vida virou para vê o desenho do seu amiguinho e estalou a língua quando viu.

-Wow! Seu desenho tá' bonito.

Apontou para a mesa do moreno que ao ouvir a voz do loiro tomou o desenho da mesa; As bochechas de Jungkook ficaram com uma coloração rosa, enquanto o outro tinha um sorriso maior ainda em seus lábios. Jimin era um bobinho, com certeza Jungkook pensava isso de Jimin.

-Vocês querem falar a história do desenho de vocês??

A professora perguntou. Com todo o charme que Jimin tinha foi o primeiro a subir no banco - na frente da turma - mostrando o seu desenho para a turma. Jeon ficou de cabeça baixa fazendo o loiro tombar a cabeça, havia ficado chateado com ele? Park voltou para sua posição apontando para o papel.

-Esse passarinho gostava muito de voar. Mas a mamãe não deixava. Ai' ele ficou triste, sua mamãe era chata.

Jeon levantou a cabeça, era o único interessado verdadeiramente na história alheia. Os olhinhos castanhos de Jimin se encontraram com os pretos e nublados de Jeon e junto um sorriso simples apareceu.

-O passarinho queria ser livre. Ai' quando conseguiu ele ficou muito feliz.

Sorriu descendo do banquinho. Os amigos aplaudiram o loiro que andou em direção ao moreno - antes encolhido - apontou para o mesmo e depois para o começo da sala. Jimin estava mesmo mandando Jungkook apresentar a história de seu desenho.

Porém todos tinham conhecimento de sua história. Jungkook vinha de uma familia muito pobre, passou seus 7 anos em uma casa para crianças órfãs, e agora com os seus tão sonhado 9 anos, morava com uma italiana, que na visão de Jungkook era a melhor mãe do mundo.

-E-eu não quero.

Balançou a cabeça cruzando os braços, Jimin sorriu travesso pegando o desenho. Jungkook abriu seus olhos fazendo sua franja ficar por cima. Oh!Ele se tornava tão fofo assim,na visão do Jimin. Com as bochechas infladas e um bico pequeno nos lábios jungkook pegou o papel indo até a mesa da professora. Olhou para o banco e para o seu amigo, Jimin precisava do banco, ele não.

Convencido.

-O meu desenho é....a casa que a mamãe quer comprar, eu e ela.

Um menino do fundo apontou para o Jungkook soltando uma risada descaradamente alta. Primeira vez que Jeon falava tão abertamente, e mesmo que estivesse com um bico nos lábios, feliz sobre sua omma. Jimin levantou ficando do lado do amigo.

-Jungkook não tem pai.

Um deles soltou a pérola do dia; Jungkook fungou fazendo o Jimin se arrepender de ter chamado o amigo para ir na frente. O pequeno mordeu os lábios vendo as mãozinhas de Jeon apertar a barra da camisa.

O desenho caiu em seus pés e quando se tocou jungkook não estava mais na sala. Sua professora agora chamava atenção do coleguinha que havia zoado Jungkook. Voltou ao seu lugar com o desenho de jungkook na mão.

[...]

-Zuuuuu.

Jimin parou em frente ao portão do parquinho ao vê jungkook ali parado. Colocou a bolsa no chão voltando a correr com os braços abertos, como um avião.

-Kook vem brincar comigo.

Chamou o moreno que não mexeu um músculo. Ao perceber que ele não iria, andou em direção à ele dando um sorriso. Jimin ao perceber uma lágrima no rosto de Jungkook e arregalou os olhos; No fundo Jungkook era aquele passarinho. Jimin sabia que Jungkook sofreu nos seus 3 anos, até entrar na casa de órfãs.

Os braços gordinhos envolveram o corpo de jungkook em um abraço caloroso. Os fios de cabelo do loiro tocaram a nuca de jungkook e ali ficaram. Jungkook molhou o ombro de Jimin com sua lágrimas soltando ali tudo que passou, enquanto isso as mãos de Jimin passavam em sua costa; Mamãe fazia isso com ele quando chorava.

-Vai ficar tudo bem kookie. Vai passar.

Sussurrava isso querendo que o amigo parasse de chorar. E quanto mais ele falava mais lagrimas deciam; A tarde seria longa.

[...]

[ 2 anos depois. ]

-Vamos kookie.

O loiro chamou pela sétima vez o moreno que arrumava sua mochila. Iriam acampar, o ultimo ano na escola ninguém esquece. Com a mochila arrumada, ambos partiram com os braços abertos para a escola.

[...]

A cerca do sítio onde eles ficariam era duas vezes maior que Jimin. Na verdade qualquer pessoa era maior que Jimin, e Jungkook sabia disso mais que qualquer pessoa.

Os animais eram lindos. Jimin estava maravilhado com tudo, e no pensamento do moreno se ele estivesse bem, tudo estava perfeito. Jungkook gostava de proteger Jimin, apesar de ser tudo ao contrário. Saiu dos pensamentos quando Jimin soltou um grito.

Um filhote de cavalo saía de trás da mãe com medo daquelas crianças. Jimin apertou as mãos na bochechas, seus olhos brilhavam intensamente, estava pasmo com tudo aquilo. Como uma criança que cresceu na cidade, vê aqueles animais - que antes via apenas em histórias - era um sonho de Jimin.

A professora sorriu pegando a mão de ambos. Jimin queria ficar ali, poderiam passar horas, dias, andando por ali que nunca cansaria;

Um bico tomou o sorriso de Jimin quando uma chuva forte começou; Havia estragado quase todo o passeio, o unico motivo bom daquela chuva foi: O loiro pode vê Jungkook sorrindo enquanto pulava nas poças de lama, a capa amarela e a bota realçavam a beleza do moreno. Porém, o sorriso de coelhinho era o troco de tudo, era mais bonito que aquela família de cavalos. Jungkook tinha o coração de Jimin.

A noite tomou conta e agora a chuva parecia mais intensa. Todos andavam para o chalé onde passariam a noite, entretanto, Jimin queria vê o cavalhinho antes de dormir. Colocou a capa e a bota e a lanterna que ficava na lateral da mochila de leãozinho.

Ficou na pontinha do pé para abrir a porta. O vento forte tirou o capuz da sua cabeça, Jimin saiu correndo. Passou por onde ficava algumas pedras; A ponte que ligava a casa até a "casinha" onde ficava os animais estava fechada por um cadeado. Jimin sorriu ao lembrar de um caminho perto do lago, só precisava passar pelo laguinho e podia falar com o filhote.

Jimin continuou andando até o lago; O que antes era o lago, agora para o pequeno parecia um mar. Pisou na primeira pedra e sentiu a aguá em sua perna. Jimin precisava ser rápido, ao tentar pular para a segunda pedra perdeu o equilíbrio. Jimin era a pessoa mais desastrado do mundo, a lanterna caiu de sua mão e um grito foi junto, Jimin estava com medo.

Jungkook sentiu falta do amigo ao ir beber água. E soltou um suspiro ao vê o desenho da casinha no bolso da sua jaqueta; Jungkook correu até o quarto da professora balançando seu corpo, nesse minuto as lagrimas já caíam, Jungkook estava desesperado pelo seu amigo.

A professora a ouvir a voz falha do Jungkook abraçou o mesmo.Havia chamado os cuidadores do lugar para procurar Jimin. Jungkook chorava e chorava pelo seu pequeno amigo; Jungkook havia prometido que iria proteger o amigo, mas não fez isso.Ele se cupava por Jimin agora está fora da cama.

Horas se passaram e a chuva havia passado. Jungkook estava calado, abraçava o travesseiro e segurava o desenho em sua mão. Durante esses dois anos, Jungkook não jogou o desenho da casa; Aquilo lhe fazia lembrar de Jimin e sua omma.

-Achamos isso perto do lago.

O policial entrou na sala com a capa amarela nas mãos.Jungkook correu e abraçou aquela capa, na verdade queria que fosse o seu amigo. Suas pernas fraquejaram e caiu no chão. Jimin havia partido sem ao menos avisar. Jungkook estava chateado pelo amigo não ter lhe chamado, poderia protege-lo. Jungkook queria poder abraça-lo e dizer que iria ficar tudo bem, entretanto,não pode.

Após algumas horas, antes de irem embora o homem voltou e avisou a professora e a dona do sítio que havia achado onde Jimin sumiu. A verdade ninguém saberia; Enquanto os professores íam até o lago junto com o policial. Jungkook olhou para a casinha de animais sentindo o seu coração acelerar; Jimin.

Correu o mais rápido que conseguia e ao abrir a porta viu o pequeno filhote deitado perto da cerca. Jungkook se abaixou até ele deixando as últimas lágrimas caírem. O filhote olhou para o lado e jungkook olhou junto, na parede de madeira estava ali o desenho de Jimin. O pequeno passarinho.

eu te amo.

Em letras pequenas na lateral. Jimin havia chegado ali, havia contado todo o seu amor pelo mais novo, havia desabafado com o filhote. O passarinho era realmente Jungkook, um passarinho bonito, que tinha tudo para ser um grande pássaro. Entretanto, Jungkook via naquele pequeno desenho seu amigo, Jimin. Aquele que mesmo com todo dificuldade estava com um sorriso lindo nos lábios, aquele que lhe abraçava e tinha a audácia de dizer que iria passar. A tempestade nunca é longa, e Jimin sabia disso mais que ninguém. Amava o sorriso do moreno, amava as bochechas coradas e o corpo grande do mais novo. Eles se amavam, mesmo sabendo os defeitos; E apesar de serem crianças, conheciam o amor. Amizade também é amor certo?

[...]

[ 10 anos depois. ]

- Era uma vez um pequeno pássaro chamado Firebird. Sua mãe o chamava assim por causa das suas incríveis e lindas penas laranja. Ele vivia para a luz do sol e se deliciava e se aquecia naquele brilho por horas. Mas quando vinham as chuvas, ele se queixava a sua mamãe. Ele queira saber por que Deus deu às tempestades o poder de tirar o sol. E sua mãe sorria para ele e dizia: "você vai saber um dia, quando passear nas nuvens."

-Agora, mais uma vez as chuvas vinham, e mais uma vez, o pequeno Firebird se queixava a sua mãe. Até que um dia veio uma tempestade enorme, e sua mãe deu uma resposta diferente. Ela disse: "Está lá em cima esperando por você. Você tem que ver por si mesmo."

-O pequeno Firebird estava assustado, ele nunca tinha usado muito as suas asas. No entanto, ele subiu para o grande desconhecido. Mas em vez de respostas, ele encontrou relâmpagos e trovões e um vento uivante. Ele temeu fraquejar e não resistir. Estava prestes a voltar para trás quando aconteceu. Atravessou as nuvens e lá estava, mais bonito do que nunca. E naquele momento, tudo se tornou claro. Firebird descobriu e entendeu que nenhuma tempestade poderia levar o sol. O sol estava sempre brilhando. Era tão constante quanto o amor de sua mãe. Ele só precisava passear nas nuvens.

Jungkook fechou o livro mostrando o passarinho na capa. Seu sorriso cresceu ao vê os pequenos dormindo, menos um, hoseok estava sentado prestando atenção na historia.

-Professor. Eu vou poder voar?

Perguntou tão inocente para Jungkook. O moreno fechou os olhos balançando a cabeça. Hoseok abriu o sorriso colocando a mão no desenho do passarinho.

-Quero voar que nem o Fi.... - fez um bico por não conseguir pronunciar o nome do passarinho.

-Você só precisa esperar pequeno.

Sorriu. Jungkook havia se tornado um professor, e um escritor muito conhecido na cidade. O seu livro? Pedacinho de Céu. Um conto que mostrava a historia de Firebird, e a alegria de vê o sol. Os olhos de Jeon se enchiam de lágrimas ao vê Hoseok tão repleto de alegria, lembrava o seu amigo quando criança. Tão sonhador, tão precioso quanto um anel de diamantes. Jungkook protegeria seus alunos como Jimin o protegia; E o seu pagamento? Era uma linda paisagem no finalzinho da tarde enquanto via os passaros irem em direção ao infinito.

Você só precisa passear nas nuvens


Notas Finais


내레이터 - Narrator - Narrador


Aaaaaaaaaah!

Eu to soft com esse finalzinho.
Então esse é o meu presente para todas Jimin biased, Jikookas e etc. huehue
Esse imagine era um rascunho, mas acabou saindo depois de meses. Um especial de aniversário daquela coisinha fofa que eu tenho vontade de colocar em um pote.

Sobre o passarinho, recomendo assistir "Incondicional" que foi de onde tirei essa história. Um filme tão lindo.

Eu chorei pakas com esse final, pois não era para Jimin ter morrido. BUT, eu achei que tudo se encaixou.

~Bye.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...