História Pela Eternidade - Capítulo 31


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Vampire Diaries
Personagens Alaric Saltzman, Bonnie Bennett, Caroline Forbes, Damon Salvatore, Elena Gilbert, Elijah Mikaelson, Enzo, Isobel Flemming, Jeremy Gilbert, Katherine Pierce, Klaus Mikaelson, Lexi Branson, Matt Donovan, Rebekah Mikaelson, Stefan Salvatore, Tyler Lockwood
Tags Ação, Aventura, Delena, Romance, Tvd
Visualizações 76
Palavras 1.025
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi amoreeeeeeeeeeees, td bm? Espero q ss.

Bm, estou aqui cm mais um capítulo p vcs, demorei? Demorei, mas trouxe um capítulo novoooooo kkkkkk. Para recompensar o capítulo anterior (q foi curtinho) esse além de ser longo, vai ter HOT kkkk, eh isso msm q vcs leram, vai ter hot. Espero q gostem.

Boa leitura e espero q gostem.

Bjssssssssssssssssssssss.

Capítulo 31 - Capítulo 31


Fanfic / Fanfiction Pela Eternidade - Capítulo 31 - Capítulo 31

P.OV Elena

Quando todos nós viramos a cabeça instantâneamente para o barulho estranho que ouvimos, vimos Klaus sentado no sofá, tirando a estaca do peito. Naquele momento, tive um pequeno delay. Como assim Klaus não morreu? Me afasto de Damon e ando até o hírido imortal, fui a única de todos ali presentes que fez qualquer movimento.

Me sento ao lado dele e o abraço, com muita força, e, por mas estranho que pareça, Klaus me abraça de volta. Caroline se levanta também e se senta do outro lado do Klaus e o abraça e beija seu pescoço, enxugando as lágrimas. Me afasto dos dois e fico de pé, volto para o lado de Damon e abraço ele, vendo aquele casal matando as saudades com um forte e apertado abraço.

Depois de os dois terminarem, eles se viram para a nossa direção, e eu enfim mato minha curiosidade perguntando:

-Como você está vivo?

Caroline me olha com apreensão, como se eu tivesse falado algo de errado.

-Tá tudo bem, love- ele diz para Caroline- Eu também não sei... Essa estaca deve...- ele pega a estaca na mão e para de falar, analiza o objeto de madeira e depois volta sua atenção para mim- Amadores, isso não é uma estaca de carvalho branco, é apenas uma estaca de madeira normal. O idiota pensou que tivesse me matado, pelo menos agora já posso dar o troco.

Nós soltamos uma risada.

-Quem é aquela ali?- Klaus olha para o corpo que estava no sofá, atrás de mim e de Damon.

-É a Bonnie- meu namorado responde com tristeza na voz.

-Eu sinto muito- ele diz com uma cara sentimental, eu sei que ele não se importa com a morte dela, mas mesmo assim ele demonstrou sentimentos por ela. Talvez Kluas Mikaelson tenha mesmo mudado.

Me abraço mais a Damon e seguro as lágrimas para não chorar. A Bonnie morta ainda doia.

-Eu preciso tomar banho- falo e subo as escadas correndo em velocidade de vampira. Fecho a porta do quarto de Damon assim que entro. Tiro minhas roupas e jogo no chão e vou para o banheiro.

Ligo o chuveiro e entro debaixo d´água. Deixo a água quente cair por todo meu corpo, molhando cada centímetro. Quando já estou toda molhada, os pensamentos vem a mil na minha cabeça. Como eu deixei a Bonnie morrer? Eu sou uma péssima amiga. Se a Caroline morrer eu nunca vou me perdoar, pois só ela que me restou, tirando o Damon. Amanhã todos nós teremos que fazer um lindo funeral para a Bonnie, ela iria querer isso.

Depois de muito tempo no chuveiro, eu finalmente saio. Coloco minha langerie e por cima a blusa de Damon. Falando nele ele já estava deitado na cama, apenas de cueca, me esperando. Corro até ele e me jogo na cama ao seu lado. Ele passa sua mão por minha cintura e olha meu rosto, olho ele de volta e lhe dou um selinho, mas o beijo acaba se intensificando. Subo em cima dele sem quebrar o beijo. Rebolo e esfrego minha intimidade na dele, fazendo com que ele solte um gemido.

Ele separa nossos lábios e nos vira, ficando por cima. Suas mãos descem até a gola de minha (sua) camisa e rasga, tirando ela e jogando-a em algum lugar do quarto. Sela nossos lábios novamente e suas mãos exploram meu corpo, parando em minha intimidade. Ele adentra minha calcinha e massageia o local, Damon acha meu clítores tão rápido que nem parece que ficamos semanas sem sexo. Depois de eu ter gozado em sua mão, ele leva a mesma até sua boca e chupa seus dedos com sensualidade, depois ele dá para mim. Eu chupo seu dedo como se eu tivesse chupando seu pau. Afasto a mão dele da minha boca e ataco seus lábios. Minhas mãos vão para minhas costas e eu mesma tiro meu sutiã e jogo ele de cima da cama.

Pego as mãos de Damon e levo elas para meus seios, ele aperta eles com vontade e desce sua boca para o meu pescoço, chupando e mordendo com suas presas de vampiro, de vez em quando chupando um pouco de meu sangue me tirando diversos gemidos.

-Damon, me fode agora- eu peço com desepero.

-Eu aguento mais um pouco- ele fala com um sorriso nos lábios e desce sua boca até meus seios. Sua língua circula minha auréola enquanto meu corpo inteiro se contorcia. Eu já estava no meu segundo orgasmo e Damon ainda nem tinha me penetrado.

-Damon...- eu gemia.

Ele me olha e beija meus lábios de novo. Sinto sua mão descendo novamente para minha intimidade, mas dessa vez para tirar minha calcinha. Eu tiro sua cueca e massageio um pouco de sua intimdade já dura. Ele se posiciona em minha entrada e me penetra devagar, eu solto um gemido fraco. Damon aperta maus seios e me penetra de novo. Ele aperta mais forte e dá outra estocada. Eu arranho seu braço com tanta força que chego tirar a carne, vejo o sangue descer pelo seu braço e as feridas cicatrizarem. Beijo a boca dele e desço para seu pescoço, faço igual ele tinha feito em mim, mordo seu pescoço e chupo seu sangue enquanto ele ainda me penetrava. 

-Aaah Elenaa...- ele gemia alto.

Damon se joga na cama e me puxa para cima dele, montando em sua intimdade. Começo a subir e descer rapidamente enquanto ele apertava minha cintura com toda sua força. Nós gemiamos loucamente. Eu o beijo. Nossas línguas estavam em perfeita sincronia, dançando uma na boca da outra. Quando a falta de ar for necessária, eu me afastei dele e continuei a cavalgar em cima dele.

Quando cheguei ao clímax, me joguei ao seu lado. Acho que essa foi a primeira vez que nós dois tinhamos gozado juntos. E essa também foi a primeira vez que eu tive tantos orgamos.

-Elena- ele disse com a respiração falha- Essa foi a melhor de todas as nossas, quer dizer, a melhor que eu já tive.

Dei um sorriso e falei:

-A minha também Damon.

Eu deitei em seu peito e pego no sono com facilidade.


Notas Finais


Ent amores? Gosteram? Eu ss. Na vdd, eu fiquei mto orgulhosa desse hot gente kkkkkk, mesmo eu achando q ficou pouco detalhado, gostei por causa das mordidas, nnc tinha pensado nisso, pensei quando estava escrevendo e decidi colocar kkkkk.

Até o próximo capítulo.

Bjssssssssssssssssssss.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...