História Pela última vez, que o caos comece ( Interativa ) - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Interativa
Exibições 35
Palavras 1.602
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Terror e Horror, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Aí está espero que gostem!!!

Capítulo 16 - Lados Opostos


Fanfic / Fanfiction Pela última vez, que o caos comece ( Interativa ) - Capítulo 16 - Lados Opostos

Archer começou a abrir seus olhos, ele estava sentindo um pouco de dor em seu peito, mas bem menos que antes, sua visão estava um pouco embasada, mas ele podia ver que estava em algum quarto com paredes de mateira que era iluminado por algumas velas, e ele via mais uma coisa, havia alguma coisa ou melhor alguém sentado encima dele.
- Quem... quem é você? Onde eu estou? – falou Archer  meio sonolento.
- Shhh – falou a figura colocando seu dedo nos lábios de Archer – eu sou Antonella, e eu vou cuidar de você.
- O que? – perguntou Archer tentando se levantar.

A visão de Archer havia voltado ao normal, foi então que ele viu, seu estado atual, ele estava apenas com calça e com todo o tórax enfaixado, ele tentou se sentar mais foi impedido por Antonella, que estava usando uma camisa de botões brancas que estava aberta revelando quase todo os seus seios, ela colocou as duas mãos no peito de Archer e o deitou na cama novamente.
- Você ainda não pode pode se levantar – falou Antonella descendo sua mão até as calças de Archer – eu ainda tenho que cuidar de você.
- É.... estou atrapalhando alguma coisa? – falou Insanidade abrindo a porta do quarto – Eu fiz o almoço então vamos descer e almoçar como uma família! Hahaha! Aí minha vida é uma merda mesmo. – terminou de falar saindo da porta do quarto e descendo até a cozinha.

Antonella saiu de cima de Archer e começou a se vestir, e antes de sair do quarto ela se virou para Archer.
- Suas roupas estão dentro do guarda roupa – falou ela dando uma piscadinha para Archer – outra hora terminamos isso.

Archer se levantou, foi até o guarda roupa, vestiu suas roupas e saiu do quarto, Archer pode observar o corredor, ele era comprido e além da porta de seu quarto havia mais 10 portas, Archer se virou e desceu as escadas, quando chegou ao andar de baixo a primeira coisa que viu era uma mesa com 12 lugares onde em uma ponta havia Insanidade sentado, à direita de Insanidade estava Antonella é ou lado dela Axel, à esquerda de Insanidade estava Razihel e ao lado dele Kiah, na outra ponta afastado de todos estava Dênis, ele estava visivelmente desconfiado de Insanidade.
- Parece que a bela adormecida finalmente levantou – falou Insanidade com um sorriso no rosto – venha se sente conosco e aprecie a comida feita por nossa adorável Elizabeth.
- Quem é você? – perguntou Archer continuando parado.
- Os jovens de hoje em dia são tão desconfiados de tudo – falou Insanidade passando a mão na cabeça – bem meu nome é Insanidade é eu selecionei você para participar da missão mais suicidamente heróica do mundo! Eu vou passar os detalhes quando o resto descer.

Archer não sabia o porque mais decidiu confiar no que Insanidade falou e então ele se sentou à direita de Dênis.
Depois de alguns minutos ele ouviu alguém descendo as  escadas, foi então que Laito que estava com um curativo na cabeça e Amanda que estava com a testa enfaixada apareceram, Laito estava muito irritado.
- QUE MERDA É ESSA DE ME ACERTAR COM UM TACO!!! – gritou ele extremamente irritado avançando na direção de Insanidade.
- Ei é melhor se acalmar vampirinho – falou Axel se levantando e se colocando na frente de Laito – ouça ele antes de fazer qualquer coisa – completou ela seria.

Laito então se acalmou e se sentou à esquerda de Dênis, já Amanda não falou nada ela estava com um rosto sem expressão, então ela simplesmente se sentou do lado de Laito.
- Ora que ar mais pesado que está aqui não é? – falou Elizabeth com um sorriso carinhoso – A comida está pronta! – falou ela colocando colocando uma enorme panela no centro da mesa pé se sentando ao lado de Axel, já que era o lugar mais próximo – sua cozinha é muito organizada Insanidade.
- Obrigado eu gosto de manter tudo no seu devido lugar – falou ele se servindo do espaguete que Elizabeth fez.
- Fale logo – falou Laito um pouco impaciente.
- Falar o que? – perguntou Insanidade, ele realmente havia esquecido – Ah, verdade já ia me esquecendo.

Insanidade para de sorrir e fica extremamente sério.
- Eu reuni vocês aqui por uma razão bem simples – ele vez uma pausa – se ninguém fazer nada agora será o fim, não apenas do mundo mas sim de todos os multiversos.
- O que quer dizer? – perguntou Laito.
- A guerra civil entre o Arcanjo Gabriel e Miguel não passa de uma jogada de Lucifer – falou Antonella bebendo um gole de vinho.
- Exatamente, eu ainda não descobri todo o seu plano, mas Lucifer fez aliança com alguns senhores da terra é um Arcanjo que ainda não sei qual é – ele olhou partidos ali presentes – sei que alguns que estão aqui não ligam para isso, por isso eu tenho algo para convencer vocês – ele fez uma pausa – fantasminha para você eu essa aventura te trará a melhor e mais experiência que você jamais sentiu, para você Amanda será sua chance de vingança, para matar aqueles que te traíram e vingar a morte de seu amigo, para você Laito além de salvar a humanidade você encontrará sua irmã – aquilo vez Laito arregalar os olhos.
- Minha irmã?!?! Onde ela está? – perguntou Laito visivelmente preocupado.
- Ela está com os demônios, é isso que eu sei – falou insanidade.
- Ei – falou Amanda agora com mais “vida” – quando partimos?
- Hahaha, esse é o espírito – falou Insanidade alegre.
- Há antes de qualquer coisa eu vou colocar Antonella na liderança do grupo quando eu não estiver – falou Insanidade dando uma garfada no espaguete.
- Hã! Porque ela? – falou Amanda levemente irritada – eu não vou aceitar ordens de uma mortal! – Antonella não demostrou se importar com o que Amanda disse.
- Por um fator simples ela é mais forte aqui tirando eu, e a que eu mais confio para liderar essa missão. – falou Insanidade comendo mais um pouco de espaguete.
- Mais forte que eu? Ha, não me faça rir – falou Amanda irritada.
- Tire a faixa da sua testa – falou Insanidade é Amanda o fez – existe um 6 nela, isso determina sua posição dentro dos 9 representantes do pecado, quanto maior o número mais forte você é.
- É qual o número dela? – perguntou Dênis curioso, nem mesmo ele que era o representante do Orgulho sabia disso.
- Eu sou a 8 – falou Antonella bebendo mais um pequeno gole de vinho.
- Pera então eu sou o 4, droga! – falou Dênis um pouco decepcionado.
- Bem não fiquem assim amanhã vocês descansam a tentem se dar bem, depois nós temos que invadir o céu e não vai ser fácil – falou Insanidade dando mais um de seus risos.

Nos Portões do Primeiro Inferno 

 Um portal se abre e dele Ludd e Smael, Smael estafassem seu braço direito e estava o segurando com muita força para tentar parar o sangramento, já Ludd havia acabado de se regenerar mas seu corpo estava muito ferido.
- DROGA! Maldito seja Insanidade! – falou Smael com raiva
- Ora, ora, o que temos aqui? O idiota e o fracassado – falou Éllis se aproximando dos dois.
- Não venha me irritar vadia! Eu ainda estou na sua frente! – falou Smael ainda com raiva.
- Não está mais Smael – falou uma voz feminina.

Smael se virou para ver de quem era a voz, quando viu quem era seus olhos se arregalaram, era uma mulher de 1.85 metros de altura, sua pele era pálida, tinha lisos e longos cabelos cabelos prateados, seus olhos eram amarelos, ela usava uma armadura negra que era feita de um metal escuro e uma massa que parecia ser a carne pobre de alguma criatura, a armadura não cobria todo o céu tórax e abdômen deixando aparecer seu umbigo e o canto de seus bustos,, ela carregava uma enorme lança feita do mesmo material da sua armadura.
- Ellizabeth, o que quer dizer com isso? – falou Smael se acalmando, ele sabia que ela era mais forte que ele.
- Por ter falhado você não tem mais um rank – falou Ellizabeth seria – Kathus acabe logo com ele.
- O qu... – Smael não conseguiu terminar de falar porqueira mão negra atravessou seu peito e estava segurando seu coração.
- Tenha bons sonhos Smael – falou Kathus esmagando o coração de Smael e retirando sua mão do peito de Smael.

Kathus então se afastou a agora em vez de estar na sua forma sombria ele estava no seu corpo verdadeiro, ele tinha 1.75 metros de altura, pele pálida, olhos azuis, cabelos brancos que ficavam flutuando, e usava um role preto com detalhes vermelhos, suas mãos eram garras negras é uma aura sombria ficava o cercando.
- Eai galera! Parece que vocês foram colecionados também – falou um homem usando um sobretudo que era usado como capa, um grande chapéu de caçador, tinha cabelos compridos e olhos castanhos.
- Lucius, você também foi colecionado? Ótimo estão reunindo um mini exercito – falou Élliz.
- Parece que estão todos aqui – falou Ellizabeth – se apresentem.
- Élliz, demônio de primeira classe rank 1.
- Kathus, demônio de terceira classe rank 679.
- Lucius Ichiro, demônio de elite.
- Ellizabeth Herondale, demônio de elite.
- Será só nos nessa missão? – perguntou Lucius.
- Não Ludd irá com a gente – respondeu Ellizabeth.

Ludd estava paralisado olhando o corpo de seu amigo no chão, mas ele não estava triste, pelo contrário estava feliz, agora não havia mais ninguém para o parar.
- Amanda, eu vou devora-lá, você e seu amigo Insanidade – resmungou Ludd com um enorme sorriso sádico. 


Notas Finais


É isso aí agora só uma dúvida
Para os personagens sem par e que querem ter par, qual personagem vocês querem como par? Vocês podem escolher, é claro que se for personagem de outro usuário vocês devem pedir para ele.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...