História Pelo meu irmão. - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail, Naruto
Personagens Acnologia, Erza Scarlet, Kagura Mikazuchi, Lucy Heartfilia, Minerva Orland, Natsu Dragneel, Personagens Originais, Ultear Milkovich, Wendy Marvell, Zeref
Tags Minertsu, Naca, Naer, Nagura, Nalu, Natsu Dragneel, Natsuoverpower, Nawen
Visualizações 738
Palavras 1.465
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Ecchi, Harem, Hentai, Magia, Romance e Novela, Shounen
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Feels ;-;

Capítulo 4 - Adeus irmão...


Anteriormente

Erza levantou a mão para bater no rosto do velhinho, quando ia começar a descer uma pequena explosão de fumaça apareceu entre a ruiva é o mestre. Erza sentiu sua mão ser segurada. Quando a fumaça foi se dissipando revelou um ser de cabelos rosas segurando a mão direita da ruiva com a sua esquerda, uma espada nas costas é algo que também parecia ser uma espada enrolada em panos na sua mão direita. É um ser de cabelos negros de costas para o rosado, o de cabelos negros olhava para o velhinho em sua frente é fazia um sinal de V com as mãos.

Erza – Você? – Não conseguia acreditar no que via, já havia lágrimas em seus olhos.

Natsu – Yô! Há quanto tempo Erza. 

Atualmente

A ruiva não acreditava no que via, várias lágrimas já caim, ela passa as costas das  mãos nos olhos  pensando que aquilo era apenas mais um sonho, mais não era.

Erza – Natsuuu – Disse baixinho, é dando um forte abraço no amado.

Natsu – Não chore. – Retribui o abraço dá maga de armadura, porém ela apertou de mais. – Ai, aí, aí calma Erza, eu não vou fuigir. 

Erza – NUNCA MAIS - Berrou assustando todos da guilda. – Nunca mais, me deixe sozinha.

Natsu apenas apertou o abraço, mesmo com a armadura machucando, aquilo não era nada de mais, eles ficaram alguns minutos assim até que Natsu virou para o local onde estava os membros da guilda.

Estava um completo silêncio, alguns já tinham os olhos marejados, outros estavam boquiabertos.  

Todos – NATSUUUUU. – O rosado apenas coçou a nunca envergonhado.

Zeref – Eles nem perceberam que eu estou aqui. – Disse com uma gota na cabeça.

Todos – ZEREF! – Berram alguns, alguns já preparavam magias para atacar o mago negro.

Makarov. – Se acalmem piralhos. – Todos ficaram em silêncio. – Natsu tem uma longa história para contar pra vocês.

Natsu – Porque eu? – Fez uma carreta então se sentou na ponta do pequeno palco que estava no local.

Makarov que já sabia a história, aproveitou a distração é puxou Zeref pra sala dele.

Erza – Acho bom ser uma boa história. – Disse se sentando ao lado esquerdo do rosado.

Wendy – Estava com saudades Natsu-san. – Se sentou ao lado direito do é abraçou o braço do mesmo.

Natsu – "Caralho, ela tá identica a Wendy de Edolas." – Analisou a azulada. – Também estava Wendy. – Fez um cafuné na garota.

Erza – Também quero. – Agarrou o outro braço do rosado.

Natsu – "Ciúmes..." – O tempo com Zeref fez bem a Natsu não só em sentindo físico como mental, não era mais o barulheiro antes.

Lucy – "Acho que ela não quer me ver tão cedo." – Olhava o rosado em um canto mais escuro da guilda.

Cana – "Ele não parece ser o idiota encrenqueiro de antes." – Pensou  com um sorriso malicioso, a morena havia percebido certos sentimentos pelo amigo no tempo que o mesmo tinha sido dado como morto.

Natsu – Vocês querem mesmo ouvir? – Perguntou com cara de sono.

Todos – SIIIIIIM.

Natsu – Ei, espera. – Só naquele momento havia percebido a falto de certo alguém, de um certo Exceed na verdade. – Cade o Happy?

Wendy – Ele tinha saído com a Charles. – Respondeu inocente.

Natsu – "Ela continua a mesma por dentro." – Abriu um sorriso de canto. – Certo, vou contar toda a história pra vocês.

Natsu começou a contar toda história, desde o momento do "sequestro" até a revelação que o irmão havia feito, da maldição do passado é também disse que teria que matar os demônios que o irmão havia criado.

Natsu – É isso. – Encerrou a história, algumas pessoas da guilda choravam.

Elfman – ISSO SIM É HISTÓRIA DE HOMEM. – Berrou em meio ao choro.

Erza – Nem pense em dizer que não podemos, pois vamos ajudar você.

Gajeel – Verdade!

Gray – Nem pense em dizer que não podemos foguinho.

Natsu apenas sorriu de canto, já sabia que os amigos não ia querer que ele fosse sozinho a procura dos demônios, "A Lucy parece triste."  percebeu a loira em um canto da guilda.

Cana – Qual é a das espadas afinal? – Perguntou.

Natsu – Aaah, é mesmo. – Pegou a espada que estava enrolada com panos. – Erza? – Chamou a ruiva. 

Erza – Sim? – Disse sem sair do braço do rosado.

Natsu – Pra você. – Colocou a arma enrolada com panos no colo da ruiva.

Erza – P-pra min? – Perguntou corada.

A ruiva foi tirando os panos lentamente,  apos perceber  longa espada de lâmina negra é vários detalhes ficou boquiaberta.

Erza – P-pra m-min?

Natsu – Sim, eu também tenho uma olha. – Apontou com o polegar para a espada que estava em suas costas. – Ela é mais forte contra demônios.

Erza – "Ele pensou em mim durante esse tempo?" – Abraçou o rosado fazendo o mesmo cair pra tás já que se encontravam sentandos.

Wendy – "Será que a Erza-san dividirá ele comigo?" – Pensou enquanto via os dois se abraçando ao seu lado.  (Afinal ela tava sentada do lado direito do Natsu)

Natsu – Erza, Wendy? – Perguntou após se sentar novamente. 

Wendy/Erza – Sim?

Natsu – Vamos em uma missão amanhã? – Deitou encarando o teto. – Falta uma semana prós jogos afinal.

Erza/Wendy – Sim.

Natsu – Certo. – Se levantou novamente, é olhou para uma certa loira que apenas observava tudo de longe. – Você vem né Luce? – Falou alto fazendo a loira se surpreender.

Lucy – "Depois de tudo, ele ainda se preocupa comigo." – Pensou. – Sim! – Respondeu animada.

A guilda toda estava em silêncio dês de a chegada do rosado, aquilo estava incomodando o mesmo.

Natsu – Vão comemorar cambada. – Após essa fala todos pareceram sair do transe.

Todos – SIIIIIIM.

Natsu – "Ainda falta o happy." 

Todos comemoravam, Natsu foi em direção ao balcão para pedir algo pra Mira, rapidamente Erza se sentou ao seu lado direito porém se surpreendeu após Cana se sentar seu lado esquerdo. 

Natsu – "Sei... Ainda mais quem." – Olhou para morena nos olhos que corou. – "Sério? A cana , A CANA corou." – Abriu um sorriso malicioso.

Cana – I-idiota. – Sussurrou apenas para o rosado ouvir.

Wendy se sentou ao lado de cana é Lucy ao lado de Erza, todos conversavam animados na guilda, os presentes no balcão eram os que pareciam mais animados, menos Lucy que estavam meio tímida.

Makarov – Piralhos. – Gritou saindo de sua pequena sala junto a Zeref. – Natsu já deve ter contado tudo a vocês. – Suspirou é subiu para o pequeno palco novamente. – Bom, o Zeref queria falar algo a vocês.

Alguns encaravam surpresos o moreno, afinal ele era o "Temido mago negro." que não parecia ser mais uma ameça após a história de Natsu.

Zeref – B-bom – Começou meio sem jeito. – Primeiro queria pedir desculpas pelos problemas que causei a vocês. – Suspirou. – É segundo queria agradecer a todos por sempre cuidarem do meu irmão. – Lágrimas se formavam nos olhos de Zeref. – Sempre serei grato a vocês. – Fez uma reverência.

Natsu – ZEREF. – Falou alto saindo do balcão é indo em direção ao palco. – Já está na hora? – Abaixou a cabeça. 

Não​ suportava a ideia, de que seu irmão teria que ir embora, não agora, os dois anos que havia passado com o Zeref, foram os melhores na opinião do rosado, todas risadas, broncas, brincadeiras.

Ainda se lembrava do dia em que viu o irmão abraçado a uma foto.

Flash back On

Natsu procurava Zeref por todo castelo, procurou no quarto do moreno é não achou nada, procurou em todos os quartos até que viu um quarto mais afastado. 

Abriu lentamente a porta para não fazer barulho, afinal não queria atrapalhar o irmão, porém o que viu ali foi uma das coisas que mais emocionantes que já havia visto.

Zeref – Mamãe, papai, eu vou ficar junto a vocês. – O moreno estava abraçado a uma foto, sentando em uma cadeira, algumas lágrimas ainda teimavam em descer do rosto do mago negro. – Me desculpem por tudo, eu fiz meu irmão sofrer, fui egoísta, mais mesmo assim ele me perdoou. – Abriu um sorriso ainda com as lágrimas descendo. – Eu não me arrependo de nada, finalmente pude contar tudo pro Natsu.

Natsu – Tenho certeza que eles se orgulham de você. – Surpreendeu o irmão entrando no quarto, não se emocionou muito ao ver a foto pois já havia se lembrado como seus pais eram após recuperar a memória.

Zeref – Você acha? – Perguntou sorrindo.

Natsu – Tenho certeza.

Flash Back off 

Zeref – Sim. – Abraçou o irmão mais novo que começou a chorar. – Você disse que não ia chorar. 

Natsu – Perdão – Respondeu triste.

Zeref –  Certo, certo. – Se separou do abraço. – Natsu, é aqui que minha jornada se encerra...

Natsu – ... –  O rosaso se ajoelhou,  é começou a chorar enquanto o irmão começava a desaparecer.

Zeref – De pé Natsu! 

Natsu – ... – Apenas olhou pra baixo enquanto chorava.

Zeref – De pé Natsu!

Natsu – ... 

Zeref – De pé Natsu!

Makarov – De pé Natsu!

Guilda – DE PÉ NATSU!

Natsu – Sim. – Finalmente teve forças pra se levantar. – Adeus Zeref-nii. 

Zeref – Adeus Natsu. – Porém antes de desaparecer por completo fez o sinal da Fairy Tail.

(Autor : Aquele lá, que é como se fosse uma arma com os dedos.)

Natsu – Esse sinal...

Zeref – O que foi Natsu? Agora também sou um mago da Fairy Tail. – Disse Surpreendendo a todos é mostrando seu ombro direito com a marca da Fairy Tail na cor preta. – Eu sempre vou estar com você Natsu.  – Foi a última frase de Zeref antes de desaparecer por completo.

Natsu é apenas fechou os olhos é fez o sinal da Fairy tail assim,  como todos os outros membros.





Notas Finais


Coincidência?
Até o próximo da
É nuis prç's


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...